Quantcast
PplWare Mobile

Google desenvolve o seu próprio computador quântico

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Vítor M.


  1. WinFag says:

    É com estas coisas que se escreve a História. A ter em conta que o video tem cerca de 1 ano, como é que esta situação está? Fiquei curioso.

    • João Reis says:

      Estes desenvolvimentos já duram a uns anos, ainda falta para ser realidade mas já faltou mais.

    • ACS says:

      Não estejam com mts esperanças pois este processadores não servem para os consumidores pelo menos até descobrirem uma forma de o fazerem funcionar de maneira semelhante os actuais.

      • WinFag says:

        Nem pensaria eu que o povo deveria ter um destes. O que espero é o avanço cientifico.

      • Estes processadores funcionam de forma semelhante aos actuais.

        Um QuBit é semelhante ao Bit comum. O Bit pode ser 0 ou 1 já o QuBit pode ser 01 ou 11 ou 10 ou haver uma sobreposição de ambos (QuBit + Bit comum).

        • Esqueci-me de referir que estes processadores não têm qualquer utilidade para o utilizador comum uma vez que estes não têm necessidade de fazer cálculos extremamente complexos nem de processamento de tantos dados ao mesmo tempo.

          Estes processadores são, neste momento e serão durante bastantes anos, aplicados a estudos científicos onde seja necessário recorrer a formulas e equações extremamente complexas (Quânticas).

          Com um supercomputador (refiro-me a um que seja dos mais potentes) fazer este tipo de cálculos leva alguns ou vários anos, com um processador quântico esse tempo é reduzido para metade se não para menos de metade.

          • miguel says:

            Serio? “o utilizador comum uma vez que estes não têm necessidade de fazer cálculos extremamente complexos”
            Que eu saiba já é comum hoje em dia termos uma coisinha que faz varios TFLOPS… Hoje em dia todos temos um supercomputador escondido nos nossos PCs as placas graficas que vivem limitadas por os cpu que por mais rapidos que sejam nem chegam a ver o pó das Graficas.

        • Físico says:

          Na realidade não. Um qubit não tem nada de semelhante a um bit a não ser que são estados. No entanto, enquanto um bit é um estado clássico no sentido em que toma um valor bem definido: 0 ou 1; um qubit é um estado quântico, estado esse que é a sobreposição de dois estados, e o seu valor não está especificado antes da medição; sabe-se no entanto, que tem uma probabilidade não nula de ter qualquer valor entre 0 ou 1 – para não complicar. Esses estados 01,11,10, etc, são apenas estados possíveis.Por exemplo um qubit pode ter o estado: 0,25|0>+0,25|1>.

          • mrp says:

            Exato Físico!
            Mas pelo artigo e pelos comentários, acho que nem entendeu verdadeiramente o que é um computador quântico.

  2. lmx says:

    A China já tem tecnologia Quântica para a rede…

    A próxima Internet vai ser chinesa, eles estão a anos luz de nós…
    Já estão a construir uma rede para ligar duas cidades com 500 km…para já será para o estado e serviço militar…

    Mas se nos lembrarmos como é que as redes surgiram, veremos que foi assim que a arpanet a ogas russa e uma outra inglesa começaram…e hoje temos a internet…

  3. Daniel says:

    Não entendi a parte “um Qubit pode representar um 1, um 0 ou até mesmo qualquer sobreposição quântica desses dois mesmos estados”. A tecnologia convencial aplica 5V para indicar o bit ‘1’ e 0V para indicar o bit ‘0’. Então isto significa que um qubit pode ser 0V e 5V ao mesmo tempo? what?

    • SSaraiva says:

      bem vindo à mecânica quântica.

      estás a pensar de forma convencional mas a mecânica quântica tem tudo menos de convencional

      • Daniel says:

        De qualquer maneira isto está muito mal explicado. Dúvido que alguém que não esteja dentro do assunto tenha percebido a explicação de como funcionam os QuBits…

        • int3 says:

          Esquece a vida real. o mundo da fisica quantica não tem nada haver com a fisica moderna. Os qubits podem ser 0,1,ou 0 e 1 sobrepostos.
          http://pt.wikipedia.org/wiki/Sobreposi%C3%A7%C3%A3o_qu%C3%A2ntica
          Este fenomono é real e não teorico. Quando olhas para os dados no teu computador ou é 1 ou 0, no qubit é o mesmo mas quando não estás a observar o que está lá dentro pode ser 0 ou 1 isso significa que são os dois ao mesmo tempo. Já ouviste falar sobre o gato de schrödinger? http://pt.wikipedia.org/wiki/Gato_de_Schr%C3%B6dinger
          Podes ir ver.
          Deixo aqui também um video para tu entenderes melhor fisica quantica. É preciso fazeres “wipe” (limpar literalmente) o que entendes por fisica moderna (newton, eistein, bohr, …) e começar a entender o mundo de outra maneira:
          https://www.youtube.com/watch?v=CBrsWPCp_rs
          https://www.youtube.com/watch?v=iVpXrbZ4bnU
          E posso também agora deixar aqui um link sobre o primeiro teletransporte feito no mundo (sim é verdade): https://www.youtube.com/watch?v=f5vOfr1dl4o

          • TioPedro says:

            Até que enfim que alguem toca no assunto… isto e muito mais já foi descoberto.
            A realidade que nos mostram está anos aquem do que já existe, e não são os governos que a têm, esses estão a ficar com os “restos” do que já foi descoberto e testado à muito e só agora vem à tona.
            O primeiro exercicio está na nossa mente, mudar paradigmas e mentalidades estabelecidas desde que nascemos, não é nada fácil e leva muito, muito tempo, a não ser que seja com terapia de choque. Qualquer dia somos confrontados com noticias que poderão mudar completamente a nossa percepção dessa mesma realidade. Isto para confirmar, a Física que conhecemos nada tem a ver com a Física Quântica, embora ambas se complementem e se expliquem em estados de observação diferentes.

    • Ricardo Gonçalves says:

      Lê este artigo da wikipédia para teres uma idea

      http://pt.wikipedia.org/wiki/Gato_de_Schr%C3%B6dinger

      • Daniel says:

        +1 Já percebi que a fisica quântica não é brincadeira.

        Isto é bem complexo, mas pelo que percebi qualquer coisa só pode ter um estado especifico quando for observada, caso contrário tem todos os estados possíveis em simultâneo. Ou seja, enquanto não for medido o estado do tal QuBit eles está em todos os valores entre [0,1] o que significa que tem valores infinitos.

        Fiquei cansado só de tentar entender o que é um QuBit e mesmo assim nem sei se percebi xD

  4. JP says:

    Desde há muito tempo que se especula que a google está interessada em um computador quantico, que não fica atrás e não se sabe até que ponto ja poderá ser real é a famosa NSA.
    A gravidade do problema do computador quantico, no ponto de vista está em que a pertir do momento que alguem possua um, neste caso Google e NSA, não há criptografia actual que lhe resista, o que leva a comcluir que todo o que por ora é criptografado, TOR, Tails, PGP, etc…
    Para um computador quantico é coisas de crianças…

    cps

  5. Rui says:

    Sem dúvida, que após à invenção da roda do motor de combustão interna e dos transistor os processadores “quânticos” será umas da melhores invenções em termos práticos que servira a humanidade e a ciência no seu geral, mas muito demorará até que isto venha acontecer, presumo que nem daqui a 50 anos! A principal dificuldade prende-se com as temperaturas que um processador “quântico” necessita para operar, aproximadamente 0 graus absolutos (-273,15 Kelvin), pois ninguém imagina a energia necessária e a engenharia de ponta, que ainda não temos, para o conseguirmos. Contudo, alerta-se que nunca poder-se-á atingir 0 absoluto, porque isto é fisicamente impossível, pois ainda temos a pulsar a energia resultante do Big Bang, resultando numa temperatura residual que nunca se extinguirá!

  6. João Ramiro says:

    São máquinas boas para quebrar tudo o que é encriptação actual, em pouco tempo.

  7. LP says:

    Ainda não vi nenhum comentário conspiracionista que relacione isto com espionagem da Google ás pessoas? Estou admirado!

    • lmx says:

      hehehe,

      o objectivo deve ser esse, mas existem muitos entraves a esta tecnologia..

    • Reis says:

      Tal e qual… xD Mas também ainda estão poucos comentários… já aparece…

      btw… bom artigo 🙂

    • Benchmark do iPhone 6 says:

      E eu! Nem um comentário sobre o que se diz sobre os outros 10 projetos da Google no outro post, por exemplo:

      “Ninguém está já indiferente ao que o Google Glass trará para o nosso dia-a-dia num futuro próximo. Ainda falta algum tempo para estar disponível de forma universal, mas o caminho está traçado e espera-se que o futuro chegue em breve” 😉

      A Google bem se esforça para encontrar outras fontes de receita, além dos anúncios, mas está difícil.

  8. Mitrovskyeiro says:

    Cuidado com o excesso de ficção. Este género do computação está a dar os primeiros passos. Na realidade existem dúvidas sobre se o D-Wave consegue executar os fenómenos quânticos necessários (que são extremamente difíceis de atingir) ou se apenas os imita sem nada ter a ver com a física quântica.
    As vantagens para a computação também são muito questionáveis pois o D-Wave tem tido dificuldade demonstrar que tem melhor desempenho do que os processadores digitais mais simples.

  9. Joao says:

    O que é um pc quantico? Quais as diferencas para o normal? Os ipads ja sao certo?

    • LP says:

      Não te deixes enganar pelo preço!! 😀

    • SSaraiva says:

      loool essa partiu-me todo agora, desculpa lá.

      respondendo apenas à última pergunta: não os ipads não são computadores quânticos. nem nada do que vês disponível comercialmente são.

      não sou capaz de te responder às outras duas perguntas mas lendo o artigo dá para teres uma ideia. implica também alguns conhecimentos de mecânica quântica.

  10. Samuel Assunção says:

    Acho que a maior parte do pessoal está mais interessado nisto, não pela investigação que vai ser desenvolvida, mas sim pela possibilidade de um dia poder meter um processador destes a correr jogos 🙂

    Ah eu tenho um i7, jogo COD e LOL na boa. – gaba-se o gajo
    Eu tenho um quântico – responde o outro.

  11. André Andrade says:

    De forma muito simples: um computador tradicional só sabe 0 e 1 e só pode processar um de cada vez. Um computador quantico sabe 0 e 1, esquerda e direita, verdadeiro e falso, etc e ao mesmo tempo, ou seja, pode processar qualquer informação ao mesmo tempo. É o que se passa ao nivel atómico em todo o universo. Para saberem melhor basta pesquisar os debates entre Niels Bohr e Albert Einstein, de onde saiu a celebre frase: “Não acredito que Deus jogue aos dados com o universo”.

    • Filipe Mendes says:

      Exactamente!! Basta pensar no “gato de Schrödinger”…Imaginem um gato fechado dentro de uma caixa, ele tem 50% de probabilidade de estar vivo e outros 50% de estar morto, mas para a teoria quantica até abrirmos a caixa e verificarmos o estado temos que considerar que ele está vivo e morto ao mesmo tempo!!!

      • Benchmark do iPhone 6 says:

        Isso depende do factor tempo! Há quanto tempo está o gato na caixa? Puseste-lhe comida e água? Tem furos para entrar o ar? O gato estava de boa saúde ou já andava combalido?

  12. JP says:

    Para quem esta a tentar perceber sobre computadores quanticos e criptografia:

    https://www.youtube.com/watch?v=0dXNmbiGPS4

    https://www.youtube.com/watch?v=P47QLpz0zZM

    Para quem quer ir mais longe e tirar um curso online, são necessários bons conhecimentos de algebra linear (vetores, matrizes…;

    Quantum Mechanics and Quantum Computation

    https://www.edx.org/course/quantum-mechanics-quantum-computation-uc-berkeleyx-cs-191x#.VP2zTI5Cg80

    Quantum Computation

    http://ocw.mit.edu/courses/mathematics/18-435j-quantum-computation-fall-2003/index.htm

    Cps

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.