Quantcast
PplWare Mobile

Google criou mecanismo que consegue decifrar códigos Captcha

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. Jose says:

    Captcha é ridiculo na minha opinião, muitas são as vezes em que fico preso em sites por causa do Captcha.

    Simplesmente são muitas as vezes que mostra imagens, que não há ser humano vivo que consiga identificar o que está escrito.

    Tecnologia mais frustrante que alguma vez inventaram.

    • Vítor M. says:

      De facto concordo, é um sistema que, na minha opinião, serve para perder tempo. Claro que traz as suas vantagens para “descobrir” se é uma máquina ou um humano, que está a tentar interagir com um formulário (seja para o que for), mas perdemos minutos preciosos a preencher aquela treta.

      Está na altura de inventarem algo melhor.

      • Vitor says:

        Têm razão, mas eu em todas as forms que meti no meu site recebi spam aos pontapés, meti captcha, no more spam.

        Há muitos bots, crawlers, por ai a mandarem spam pelas contact forms e a criarem contas em tudo o que é sitio, e o captcha ajuda imenso a prevenir isto.

        Não digo que não é perda de tempo, até porque eu nao uso esse mais conhecido.

    • darth says:

      acho que é um mal menor. que nao existir, ai seria uma avalanche de spam

  2. miguel says:

    Em Portugal não existe algo como privacidade? Como alguém vai filmar/fotografar a minha porta e depois ainda fazem software para detalhar com precisão o numero de porta e ninguém se importa?

    • Jose says:

      Qualquer pessoa que passe na rua te vê o número da porta, não vejo qual a aflição de esconder uma coisa que está a vista de todos.

    • Joe says:

      Esta notícia tem contornos interessantes, de facto numa imagem grande conseguir descortinar num número é algo aparentemente extraordinário, mas vários programas de digitalização fazem isso há anos, estar a dizer que a Google inventou é um bocado estranho. Inda assim a noticia tem a sua piada de como a tecnologia vai dando voltas.

    • Pedro says:

      E o que impede de qualquer pessoa fazer o mesmo? Ir à tua porta e tirar uma foto do número? Os dados obtidos pela Google estão ao dispor de qualquer um, as fotos usadas pelo StreetView são tiradas na rua, não vejo que privacidade esteja a ser invádida.

    • R o B says:

      Números de porta não são pessoas e estão na via pública em local público one podem ser vistos fotografados ou filmados sem que possa ser considerado invasão de privacidade. As pessoas na via pública podem ser fotografadas ou filmadas só não se pode divulgar as imagens.

      Vais remover o número da tua porta?

    • jorge santos says:

      O melhor é arrancares o número para ninguém o ver.

    • Miguel F. says:

      Embora a informação do número da porta e nome da rua seja público, a verdade é que as fotografias mostram muito mais que isso, sendo possível nalguns casos ver que carro está estacionado, se tem piscina, …

      Por isso, e muito mais razões, o Miguel não é o único preocupado com a privacidade:
      http://techland.time.com/2011/04/11/alas-there-will-be-no-more-google-street-view-in-germany/

      Por exemplo, na Alemanha pode-se pedir para desfocar as imagens das casas particulares.

  3. António says:

    Alguém me arranja esse algoritmo, é que eu não consigo perceber um dos captchas da imagem.

    • peduxe@hotmail.com says:

      não estára disponivel para nós – se analisares a core do recaptcha para PHP vês que o meio de verificar o teu input e comparar com o captcha do formulário é realizado ligando-se a um servidor e retorna apenas se está válido ou não.

  4. Mr Obvious says:

    Um sistema alternativo ao captcha é o de identificar objectos. Por exemplo: Identifique, entre os seguintes desenhos, qual é o planeta.
    E em baixo disso aparecem várias desenhos e entre eles está o planeta, o qual temos de seleccionar.
    Este sistema é um pouco básico mas é simples para o utilizador. Em alguns sites que uso, o login tem de ser feito assim.

  5. marafado says:

    Quem não deve não teme:!!só se preocupa quem algo para esconder:))se tem algo a esconder é anti social ou criminoso que é punível e penso que deve ser tornado publico para nossa própria protecção:) quer privacidade!! não saia de casa, se invadiram a privacidade na sua casa, sempre lhe pode partir uma perna!!se trazer para a rua é publico|| macaquiçes de almofadilha de trazer por casa, por uma aplicação que é a street view que é o melhor que se tem feito pelo conhecimento geral, vão dar banho ao cão, melhor seria a quem reclama a sociedade devia fazer um levantamento ás Actividades desse mesmo, pois deve ter crime nas suas Actividades e punir.

  6. Nuno Marques says:

    Boa tarde,

    Isto significa que vamos ter mais spam no futuro! 😛

    Nuno
    nmsi.pt

  7. jsutanotherone says:

    Mas atão… Não é que já existiam plugins para o JDownloader (e possivelmente outros, como o USD) que já descodificam à uns valentes anos esses códigos…

    A importancia desta “criação” serve para que afinal? Os números das portas?

  8. ervilhoid says:

    A criação do captcha surgiu com a finalidade da digitalização de livros antigos, em vez de serem um número determinado de pessoas a fazer a identificação de palavras que os computadores não conseguiam identificar, puseram os cibernautas a fazer esse trabalho, no captcha aparecem duas palavras, uma que o sistema conhece e a outra não, assim que X pessoas identificavam da mesma maneira uma palavra esta é validada nos servidores.

    É o mesmo conceito do duolingo em que ao aprendermos outra língua estamos a ajudar a traduzir um número infinito de sites

  9. OMG says:

    “a Google já conseguiu contornar o seu próprio sistema”…
    Isto é superar-se a si própria… Respect!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.