PplWare Mobile

Quem ganhou as eleições legislativas? Acompanhe em tempo real os resultados finais


Autor: Pedro Simões


  1. SANDOKAN 1513 says:

    Não duvido por nada que o Partido Socialista se una ao Partido Comunista Português para termos uma maioria absoluta na Assembleia da República.Até nem era nada mau.Era muito bom.Agora Bloco de Esquerda,Pan,Iniciativa Liberal,Livre e Chega,isso é tudo lixo !! Lixo completo !!

    • Pjs says:

      Fala por ti…..esquerdalha

      • E se conseguíssemos ter aqui uma agradável conversa sem qualquer tipo de axincalhamento?

        Não concordas? Certo, argumentas de forma adulta e sensata. É triste e de evitar esse tipo de respostas.

        • R says:

          Plenamente de acordo. Mas devia estender a crítica ao primeiro texto.

          • Tiotónio says:

            Ele chama “esquerdalha” ao outro e não foi uma resposta sensata, agora o outro a dizer que os partidos que não apoia ou não gosta são lixo, é aceitável. Ok ….

          • Rossana Ruivo says:

            Sim. Totalmente de acordo. A critica deveria ser estendida ao primeiro comentário, que foi uma opinião tão madura que o seu autor nem se atreveu a publica-la com o seu próprio nome.
            Em segundo lugar, pela incorrecção.
            O PS, nestes últimos 4 anos, conseguiu reanimar o país exactamente devido ao PCP (que visa a classe trabalhadora e sindical, e muito bem) mas também ao BE (que visa essencialmente os direitos e deveres dos cidadãos e classes minoritárias) e do PAN ( que visa todos os aspectos relacionados com o meio ambiente).
            Ninguém se esqueça que se cada individuo não se vir protegido nos seus direitos, ou se o planeta continuar neste ritmo de destruição, os projectos, ideais e metas do PS e do PCP de nada valerão.

          • paulo.j says:

            @Rossana Ruivo
            “O PS, nestes últimos 4 anos, conseguiu reviver o país exatamente por causa do PCP” HAHAHAHAHAHA,…
            em que país ou realidade alternativa vives?! Sim City?!

            Quando esses garimpeiros golpistas levarem o país a outra bancarrota, nenhum outra partido deveria concorrer nas eleições para que este povo ignorante para abrir-se a pestana!

          • Ruy Acquaviva says:

            Você deveria entender a diferença entre uma crítica a uma organização ou instituição e uma ofensa pessoal.
            De forma alguma dizer que um partido, uma associação, um sindicato, um time de futebol, um produto, um equipamento, uma empresa, um clube ou qualquer outra entidade impessoal seja “um lixo” , por mais que essa seja uma afirmação contundente e até certo ponto agressiva, pode ser considerado igual a se agredir uma pessoa determinada com um adjetivo pejorativo.
            Isso é uma questão básica de civilidade, surpreende-me que algum adulto possa não ter consciência desse fato.
            Observe-se que a expressão “esquerdista” ou “de esquerda” não é de forma alguma pejorativa, mas sim a expressão “esquerdalha” por ser uma alusão ao termo “canalha”.
            É impressionante que uma pessoa não possa externar sua opinião sobre um assunto relacionado com política, sem que se veja agredida de forma pessoal. E mais impressionante ainda que se tente colocar em pé de igualdade uma afirmação sobre uma entidade impessoal com uma afirmação dirigida diretamente a uma pessoa específica.
            Tristes tempos.

        • Técnico Meo says:

          Like ++

        • Tiago says:

          Falou o Comuna Pedro Simões sobre respeito e argumentar de forma adulta que apaga comentátios e faz BAN do Facebook a pessoas que opinam sobre o Bolsonaro e Trump.
          Que cromo.

    • ToFerreira says:

      A verdade é que os eleitores do PCP foram mais sensatos e fieis aos seus princípios, castigando-o por se ter vendido ao PS, ao contrario dos do BE que não se importaram com a prostituição dos seus ideais em troca de um pouco de poder.

    • Tiago Batista says:

      Tenho muita pena da iniciativa liberal não ter colocado um deputado.

    • Paulo Sampaio says:

      Ps psd be pcp cds são todos iguais só querem é a cadeira no parlamento, depois de amanhã e durante 4 anos até dá para tirar umas sonecas á nossa custa,basta ver as reações aos resultados dos responsáveis partidários quando falam que ganhou este ou perdeu aquele,eu gostava era de os ver dizer que quem saiu a ganhar foi o país e os portugueses,isso sim era de louvar

    • Woot! says:

      Era muito bom ter comunistas na maioria?? Claro! Melhor ainda era o Jerónimo ser presidente. Por favor!!! Partidos comunistas já deveriam era ser proibidos em Portugal…tristeza…Nem sei como ainda há canalhas a votar neles…

      • RPG says:

        Proíbir e banir é um dos lemas do comunismo.. parece-me que estás a ir pelo mesmo caminho, ironicamente. Se ele existe, é porque ainda tem muitos apoiantes, e o caminho certamente não é banir, mas sim educar e argumentar.

        • Rodolfo says:

          É impossível educar o povo português moderno.

        • Woot! says:

          Não existe porque tem muitos apoiantes, existe porque não sabem o que estão a votar ou o que é o comunismo. Os votantes a quem to chamas apoiantes ouvi-os dizer porque votavam – “Porque o velho é o unico que quer por o salário nos 850€”…é a unica coisa que vêm à frente.

    • Jorge Ribeiro says:

      Porque dizes que o B.E é lixo?!
      Em que factos é que te apoias?
      Queres o PS e o PCP unidos para quê?
      Ficarem mais 4 anos nas cadeiras da assembleia a olhar para as moscas?!
      Oh meu caro, se começasses mas é a ler mais e a perceber o que cada partido realmente faz é que tinhas juizo!

    • Maria Martins says:

      Concordo plenamente.

  2. ToFerreira says:

    Portanto concluo que a abstenção voltou a ganhar, ou seja, a maioria não se revê nestes politicos. Depois, ganhou o PS, mas sem a maioria absoluta que almejava, o povo é fácil de enganar com mentiras bonitas e o PSD ainda não aprendeu isso ao final destes anos todos. O CDS pagou obviamente o facto de ter lá mantido a Cristas com a imagem associada aos anos de austeridade. O PCP pagou o facto de se ter vendido ao PS, o BE que também se vendeu conseguiu encenar bem a zanga e distanciamento repentino com o PS, que foi agora mesmo desfeito com as palavras de Catarina Martins. O PAN vai ganhando votos dos pseudo-ambientalistas inconformados e inconsequentes e por ultimo é de saudar a possível presença de novos partidos na assembleia que pode trazer a tão necessária diversidade.
    Vamos ver o que fará no entanto agora o governo, uma vez que as cativações não vão resultar por muito mais tempo, uma vez que esgotaram todas as capacidades dos serviços, e o clima económico internacional favorável mudará, virá nova troika? A ver vamos.

    • Toni da Adega says:

      A Abstenção não ganhou absolutamente nada.
      Isso é o mesmo que dizer que alguém afirmar que nunca perdeu uma corrida nos jogos olímpicos, porque nunca participou

      • Tiago says:

        Estamos a falar de Democracia e não de jogos olimpicos.
        Que comparação pataqueira.
        Eu sei que Comunas como tu não gostam de Democracia mas já é pedir muito não fazer comparações absurdas?

    • zecarlos says:

      A abstenção (como sempre) ganha mas não é por esse motivo certamente, existe sempre o voto em branco.

    • Cortano says:

      “Portanto concluo que a abstenção voltou a ganhar, ou seja, a maioria não se revê nestes politicos. ”

      Isto é desculpa esfarrapada de quem não quer saber.
      Se não se revê, vais às urnas e vota em branco ou nulo.

      Ficar em casa e dizer que não se revê em nenhum candidato é conversa idiota.

    • João M says:

      A desculpa de que a maioria não se revê nestes politicos é uma desculpa muito má.
      Nunca tivemos tantos partidos a irem a eleições. Tivemos partidos que vão desde a extrema direita, a passar por liberais, centro direita, esquerda, extrema esquerda, animalistas, comunistas, feministas radicais, e por aí fora. Há partidos para todos os gostos…o boletim de voto parecia um buffet… só fica em casa quem é preguiçoso e nem sequer se informou.

  3. João Ribeiro says:

    Os votos deveriam ser digitais e registados numa Blockchian

  4. João Ribeiro says:

    Era só chegar a mesa de voto digital ou em casa e preencher o voto e nr cc.

  5. Jorge Rodrigues says:

    Os unicos numeros que me interessa são os da Abstenção … que como habitualmente neste país são muito altos…..
    de resto os partidos são muito parecidos.. os principais então é tudo taco, tachicho e tachareta.

    Não entendo como um país tão pequeno precisa de tantos deputados.. é uma aberração…

  6. Tó Canelas says:

    A abstenção já ganha há muitos anos, nada de novo aí, vai ser idêntica à de 2015. O PS obviamente que queria a maioria, quem é que não queria ? Mentiras bonitas está o povo farto, de PS e PSD, o que o povo quer é não ter de andar a pagar mais impostos e taxinhas e ver os politico só a mamar tachos. O CDS, concordo com a tua opinião. A CDU pagou por ser um partido “velho” sem novas ideias, discurso muito gasto e sempre igual. O BE apesar de ter acordo com o governo, foi ao mesmo tempo o partido que conseguiu fazer maior oposição ao mesmo, só para verem o estado da política actual. Julgo que irá manter a mesma força/deputados. O PAN tb concordo ctg, mas estes tiraram votos principalmente ao BE e CDU, não foi ao PSD e CDS de certeza.
    Agora o governo do PS, como ouvi dizer, tem a faca e o queijo na mão. Obviamente que os partidos mais á esquerda estão abertos a acordos, quem é que não quer ter poder? Vamos ver agora o orçamento de estado que vão apresentar e acordos que irão fazer. Até podem nem precisar de fazer nova geringonça.

    • ToFerreira says:

      O BE DIZ que fez a maior oposição, mas os factos claros e simples é que fazendo parte da geringonça apoiaram todas as medidas do PS, incluindo as que foram contra as suas ideologias mais puras, como a recapitalização da banca. Não houve na verdade ninguém a fazer verdadeira oposição ao governo e quem perde com isso é o povo.

  7. Polvoraseca says:

    O Jerónimo de Sousa é um tipo lunático… Então onde é que se viu querer aumentar o salário mínimo para 850 euros… Basicamente rebentava com a mama das “consultoras” todas, já que a maior força de trabalho está precisamente nessa faixa de valores… Entre os 800 e os 1000 e picos euros.
    Já estou mesmo a ver os anúncios, experiência 2 anos em x,y,z, possibilidade de ir ao estrangeiro e pacote salarial atrativo, salário mínimo garantido.
    Assim não senhor Jerónimo de Sousa… Deixe lá isto na miséria que pelo menos as “consultoras” sempre podem dizer que pagam relativamente bem.

  8. R says:

    Eu espero que o Centeno não consiga fugir para outro cargo para lá estar quando a factura das asneiras chegar. Talvez em 2020. Espero estar enganado.

  9. Fixo says:

    – Espanha – foram a eleições, não conseguiram formar governo, vão para eleições outra vez
    – Itália – a coligação populista dos dois partidos do governo desfez-se, o partido maior saiu, o segundo fez-uma aliança com outro partido para formar um governo preso por arames
    – Inglaterra – meteram-se na maior das trapalhadas com o referendo que deu mais votos à saída da UE, criou-se a maior das confusões, ninguém sabe como é que acaba
    – Alemanha – tem o governo que mais tempo demorou a formar na Alemanha. É a coligação anterior mas foi mais difícil entenderem-se
    – Bélgica – Crise política sem fim à vista, com o governo minoritário em que não é possível fazer coligações
    – Finlândia – o partido vencedor teve menos de 20% dos votos, o parlamento está completamente fragmentado
    – Hungria – governada por Victor Orban de que nem vale a pena falar. O mesmo quanto à Polónia.
    Vocês acendam uma velinha a Nª Srª de Fátima por terem um governo estável. O que foi eleito hoje ou outro daqui a quatro anos.

    • SANDOKAN 1513 says:

      Dos melhores comentários que alguma vez li aqui no Pplware.Muito lúcido o seu comentário e extremamente importante.Muito bom mesmo.

    • ToFerreira says:

      De que adianta ter um governo estavelmente mau?

    • Polvoraseca says:

      Se calhar é porque as pessoas estão fartas das políticas de mer** dos partidos que costumas ocupar as cadeiras e acabam por votar noutros para ver se mudam as moscas…
      Essa coisa do voto para ter a maioria é ridículo, aliás, nem é democrático ter a maioria, pois a democracia é negociação de objectivos, não é governar a velo prazer (o chamado governar para proveito próprio).

    • Sergio says:

      Bom comentário, espelha bem como anda parte da Europa nos últimos anos.. eu não olho para os partidos como se fossem clubes de futebol, como a maioria que vota e nem lê os programas de cada um.
      Como é óbvio os programas eleitorais nem sempre são cumpridos, mas por essa e outras razões dentro do mau que é a nossa politica, Ps sem maioria neste momento parece-me o menos negativo para o país.

  10. SANDOKAN 1513 says:

    Dos melhores comentários que alguma vez li aqui no Pplware.Muito lúcido o seu comentário e extremamente importante.Muito bom mesmo.

  11. Samuel says:

    Para mim era por os políticos todos num barco no meio do oceano e depois fazia-se um furo. Assim é que os portugueses ganhavam.

  12. Miguel says:

    Votei no PSD como sempre fiz mas por outro lado tenho pena do PS não ter conseguido a maioria para não necessitar daqueles lunáticos de esquerda. Muito bom também a IL ter eleito um deputado, vamos ver o que vale. O chega e o livre não me aquece nem me arrefece. Em democracia temos de respeitar todas as decisões.

  13. Silencio says:

    eish, partidos de extrema direita a começar a ter deputados no parlamento… /yikes

  14. Luis says:

    A cada eleição me convenço mais de que realmente as pessoas são poucos inteligentes. A eleição de um deputado de um partido de extrema direita diz tudo de como anda este país do salve-se-quem-puder.

    • Tiago says:

      Luis o fato de não votarem e apoiarem as tuas ideologias não significa que não sejam inteligentes.
      Sempre podes comprar um ursinho de peluche e agarrares-te a ele a chorar.

  15. João M says:

    Enfim, mais umas eleições que desiludiram: Não porque em quem voto não ganhou mas por duas razões:
    – Continuamos a ter extremos e partidos com tendências ditatoriais/autoritárias representadas no parlamento: Bloco de Esquerda, PAN e Partido Comunista (acho que só quem não conhece história vota PCP…). Agora temos um partido “pseudo”extrema-direita também com assento parlamentar (o Chega). Ou seja, populismos resulta.
    – A abstenção continua a aumentar mesmo quando temos partidos para todos os feitios e gostos num boletim de voto – como este ano. Acho que só não vai votar quem não quer e não respeita um direito que tanto custou a ganhar.

    Enfim, agora que a economia global está, de novo, a dar sinais de fraqueza – os governos socialistas vão deixar de ter a “sorte” de uma economia global a dar o empurrão e, como é costume com ideologias utópicas – vamos cair num buraco não tarde e depois a culpa já não é da Troika, ou de outros bichos papão, porque já passaram mais de 4 anos. Já não podem culpar ninguém. No entanto, como esta malta é profissional no atirar areia para os olhos daqueles que já vêem pouco, há sempre forma de culpar alguém… faz lembrar o PCP – que pode ter um mau resultado mas “nunca perde”

    • Fixo says:

      Está-se a ver que perdeste. Não desanimes, daqui por quatro anos há novo jogo.

      • João M says:

        Fixo, não acho que foi apenas eu a perder mas o país, mas vá, são opiniões.
        Sinceramente espero que aguente os 4 anos. A geringonça será relativamente mais instavel, segundo prevêem, e a ultima vez que tivemos um governo a sair a meio não foi pelas melhores razões – o que levou a ter de apertar o cinto e bem. O problema é que a malta só se lembra de apertar o cinto mas não se lembra do porquê.

        • Tiago says:

          Das duas uma ou és masoquista ou odeias os Portugueses.

          “O problema é que a malta só se lembra de apertar o cinto mas não se lembra do porquê.”
          Do género de malta como tu que vota em partidos viciados simplesmente por serem desonestos e ainda fala que os outros chegam à Assembleia por populismos?
          Queres falar sobre isso com o PS e PSD ?

          • João M says:

            Tiago, sabes em quem voto? No limite sabes em quem não voto, pelo que escrevi.
            Todo o teu comentário é complicado de compreender. Masoquista porquê? Porque prefiro estabilidade a outra crise?
            Não votei em NENHUM partido que fez ou fará parte da geringonça: E sou mão activa no que toca a oposição (notar o nome de activa..não sou treinador de bancada). No entanto, há o mau e há o pior. E ai entra a fase que foi citada… o que levou À entrada da TROIKA foi uma má gestão governamental pelo PS, e um parlamento que falhou. Isto levou a apertar o cinto nos anos seguintes – e ainda hoje estamos com o cinto apertado, apesar de o Costa, BE e PCP dizer que não.
            Não quero o pais a entrar numa crise apenas para eu dizer “eu avisei”…

  16. João says:

    Voto con blockchain
    Ex: https://followmyvote.com
    Open Source

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.