Emprego como programador? As 10 linguagens mais populares


Destaques PPLWARE

27 Respostas

  1. Helder says:

    Boa sorte, o ranking é ridículo!

    http://redmonk.com/sogrady/2017/03/17/language-rankings-1-17/

    Ninguém liga ao TIOBE já há muito tempo…

    • Daniel says:

      Também é um pouco dificil levar um site a sério quando referem CSS como “linguagem de programação” como o redmonk faz… isso sim é ridículo.

      • Helder says:

        Depende, eu sei HTML, e não sei CSS, sei, mas o básico, agora questões de dimensões, posições, etc. isso já complica, e não sei. Não é meu trabalho…

        Se queres descomtar essas linguagens, estás à vontade…

        • Jona says:

          Saber html e nao saber css é o mesmo que saber portugues e nao saber gramatica…resumindo nao sabes nada…mesmo que soubesses os 2 continuavas a nao saber nada.

          • Helder says:

            Pronto, lá vem os putos ensinarem a missa ao padre…

            Opá, o meu trabalho é fazer output em JSON, e ás vezes em HTML, é para isso que me pagam, e depois outros fazem o resto.

        • Jorge Ferreira says:

          Nem HTML nem CSS são linguagens de programação.

          • Helder says:

            Pronto, obrigado, até agora nunca me tinha aprecebido…

            Enfim, que é que isso contribui para o assunto?

            Não são linguagens de programação, mas são competências técnicas.

        • Daniel says:

          CSS é uma linguagem de folhas de estilo, não é uma linguagem de programação.

          E HTML também não é uma linguagem de programação, é uma linguagem de markup (o nome assim o diz, é de marcação, anotação), tal como XML.

        • João says:

          HTML tambem nao e linguagem de programacao, mas sim linguagem de formatacao… CSS e imensamente giro e facil. (honestamente acho divertida, mas por outro lado tambem pode ser parvoice minha, visto que acho o mesmo de C++)

          De qualquer forma, tente. Depois de entrar no tema vai ver que e facil.

        • Cruz says:

          Aprende a usar as virgulas se queres q te levem a serio.

    • Sad... says:

      E esse e fiavel? XM, CSS, JQuery, etc.. tanta linguagem de programacao que nao o sao, e mesmo assim queres fazer os outros acreditar que isso e fiavel?
      Mais um dos teus comentarios que demosntram que nada sabos do que falas. Ja cansas o pessoal com tanta luta para teres notoriedade, mas consegues te-la, mas infelizmente pelos piores motivos.
      Um conselho, muda essa atitude, ainda vais acabar sozinho e deprimido num canto. Estou a falar a serio. Vive a vida, deixa-te de competicoes para ver quem sabe mais, quem tem melhor, etc. A vida torna-se tao menos interessante, tao mais curta, tao mais irritante, tao mais solitaria, quando temos esse tipo de atitudes. E sabes que mais? Nao vale a pena, e nao vale mesmo. Temos de ficar felizes pelos outros, ensinar de bom grado quando sabem, aprender com humildade quando nos insinam, ter a humildade de recolnhecer as nossas fraquezas, ter a capacidade para decidirmos por nos, dar uma palavra amiga quando notamos que algo nao esta bem (e isso que estou a fazer aqui). Sorri, deixa de cerrar os dentes e rosnar para todos os que se aproximam de ti. Vai por mim, eu fui assim estupido tambem, e deveria ter vergonha de o dizer, mas nao tenho, pelo contrario, isso serve para me orgulhar da minha evolucao como ser humano, serve para me lembrar daquilo que perdi e dar mais animo para lutar.

  2. Badecas says:

    Onde está o pascal e o basic ?Continuo a programar nestas linguagens e não as vejo no ranking.

  3. Coboleo says:

    Linguagem mesmo é assembler.

    • Sad... says:

      Chama-se Assembly, Assembler e o compilador de Assembly.
      Sim, isso era um brinquedo giro no meu tempo. Ainda usada para programacao de firmwares, mas quase substituida na totalidade por C.

  4. Nuno says:

    Na minha opinião Javascript devia estar em segundo lugar por causa da evolução do frontend

    • Helder says:

      Não é segundo, é mesmo primeiro.

      Quantidade de coisas que se fazem hoje em dia com JS, não só frontend, como backend, por causa do Node.js que está a chupar o Java todo!

      • Voom says:

        Javascript é muito utilizada mas comparando com Java em termos de popularidade está muito abaixo! basta pensar nos milhões de aplicações android e Java Applets que ainda existem.

        • Sad... says:

          E cada vez mais se programa em Java, assim como C#.
          O JS com o proprio nome indica e uma linguagem Script, logo nao tem o mesmo potencial que o Java, nem la perto chega, mas tambem o JS serve para Web e nao para Desenvolvimento de Software. Ja o Java, da para tudo.

  5. Deep Web Surface says:

    Pra mim O TI

  6. Vitor Correia says:

    Com o domínio cada vez maior de frameworks client side como angular ou react, ver JavaScript descer de 2016 para 2017, é simplesmente ridículo. Apesar de eu programar em c# sei ver as tendências tecnológicas e o facto de JavaScript perder uma posição descredibiliza completamente esta lista!

    • D. Afonso Henriques says:

      Javascript <3

    • Sad... says:

      Tens razao e nao tens ao mesmo tempo, porque o que se tem vindo a verificar e a “substituicao” do JS por Angular, Node, JQuery, etc., mas o que o pessoal nao tem em consideracao e que isso e tudo JS, sao apenas frameworks em JS.
      Por isso qualquer site que qpresente estatisticas de Linguagens de programacao onde se encontre Node.js, JQuery, CSS, HTML, XML, Angular, e muitas outras, nao e para levar a serio, alias, o melhor e parar ate de ler para nao emburrecer. Lol

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.