Quantcast
PplWare Mobile

Eleições Presidenciais 2021: Envie uma SMS para saber onde vai votar

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Ricardo says:

    E no meio de tanta coisa, ainda não é possível votar online…

    • SSD says:

      É mais fácil falar do que fazer. Se nem os EUA que têm alguns, se não a maioria, dos grandes programadores atuais, alguns especializados em hacking (e alguns hackers de facto) não conseguiram até agora arranjar uma forma 100% segura de o fazer, ainda vai demorar algum tempo a acontecer. Podiam era ter feito o sistema por correio, mas mesmo assim era preciso confiar nos CTT para não fazerem borrada.

      • Filipe says:

        Isso são tretas de quem se está a borrifar para uma coisa que “dá trabalho”. Já tiveram tempo de sobra para estudar uma forma de fazer esse tipo de comunicação segura. Estamos em 2021. Ser obrigado a deslocar-me meio país para ir fazer uma cruz num papel é absurdo. Não estou nessa situação, mas há quem esteja. E não é assim um grupo tão pequeno de pessoas.
        Dinheiro para investir em segurança e modernização não existe. Agora para dar apoios ao Novo Banco e à TAP, ui! É aos montões!

        • Luís says:

          Não se trata apenas de desenvolver um meio de comunicação garantidamente seguro. Há muitos detalhes a ter em conta. O voto por correio é igualmente mau. O voto presencial é o único método que garante a cada eleitor a possibilidade de exprimir a sua escolha, e que permite verificar a autenticidade do eleitor.
          Qualquer sistema computacional ligado à rede está sujeito a ataques. Por mais seguro que seja é uma questão de tempo até ser quebrado. Basta ver as falhas de segurança nos sistemas de voto electrónico nos países onde está implementado (https://www.csoonline.com/article/3269297/online-voting-is-impossible-to-secure-so-why-are-some-governments-using-it.html).

        • SSD says:

          Vocês e as vossas teorias são qualquer coisa às vezes. Claro, é exatamente por essa razão que nenhum país se lembrou de tentar isso, não é pela possibilidade de ataque informático não, é porque dá trabalho… Offline é muito fácil conseguires criar um ambiente controlado, aliás a maioria das universidades já consegue fazer e faz no caso de alguns exames, agora online é que a porca torce o rabo por razões óbvias
          E quem é que precisa de se deslocar meio país?? Só se alguém que mudou de residência recentemente mas isso quanto é culpa da burocracia.
          Agora também lhe posso perguntar está tão incomodado por essas pessoas ou o meu amigo é que não queria ter o trabalho de se levantar e ir até á mesa de voto?

        • Tiago says:

          Legaliza a tua morada e já não deslocas-te meio país. Para ir ao centro comercial ou a um jogo de futebol nem que seja por caminhos de cabras para votar já não pode ser.

    • Oneto says:

      Isso mesmo para suceder o mesmo que fizeram nos USA corrupção ,roubo, e trafulhice,
      Depois basta comprar aqueles que deviam fiscalizar.

      • SSD says:

        Vocês não têm mesmo noção das coisas.
        Primeiro ao contrário da suposta fraude americana, nesse caso haveria provas.
        Segundo tu terias de ter uma equipa enorme a supervisionar tudo, não era só subornar 2 artistas e está feito. Ah e contar com que ninguém desse com a língua nos dentes.
        Agora é verdade que é suscetível a ataques e obrigaria a repetir o processo todo.

  2. Franco says:

    Resido em Almeirim, distrito Santarém e estou com morada fiscal de Cascais, estava a tratar da alteração mas sem sucesso. Vou conseguir votar? Não sei se conseguirei voltar.

  3. Pirata das cabernas says:

    nao quero saber do votar online, para mim é confinamento, por isso não vou votar. se foi “multado” por ir à praia para fazer o meu passeio higiénico ( porque não podia ) então tambem não posso sair para ir votar. preferia mil vezes que se preocupassem bem mais com a situação que com esta palhaçada de eleições quando estamos a passar pelo pior momento da pandemia no país.

    • SSD says:

      Embora depois de referir a multa isso pareça mais birra do que propriamente um protesto, eu até concordo consigo, só que para isso acontecer era preciso que houvesse maioria e os mesmos partidos que andaram a pressionar o governo para facilitar no Natal (embora no fim seja culpa do governo por ter cedido), duvido mesmo muito que tivessem a consciência para fazer isso, principalmente quando tens membros que ainda estão associados a partidos.

  4. Pirata das cabernas says:

    o “artista” que lá está podia muito bem ficar mais uns meses até isto estar melhor e aí ja se podia fazer eleições, como assim para a “M*****” que está lá a fazer não faz diferença mais mês menos mês ( ele vai ficar mais 5 anos )

  5. a cada melro, uma minhoca. says:

    Seja responsável.
    Cumpra as regras.
    E vá votar cumprindo as regras.
    Egienise o Chico espertismo que possa existir em si. Pode sempre fugir para um qualquer offshore em algum iate oferecido, mas primeiro vote.

  6. maria fina says:

    Vou votar em casa no sofá. Não perdiam nada em ter adiado as eleições mais um mês ou dois cambada de atrasados.

  7. SANDOKAN 1513 says:

    Fiz o procedimento pela SMS.

  8. Ups! Era mais isto... :) says:

    Seja responsável.
    Cumpra as regras
    Vá votar cumprindo as regras.
    Higienize o Chico esperto que possa existir em si e cumpra as regras.
    Poderá sempre fugir para um qualquer offshore num qualquer iate oferecido, mas primeiro, Vá Votar.

  9. Eleições says:

    Ai dos marmelos se chegarem a menos de um metro das pessoas, chamo a polícia.

  10. Sardinha Enlatada says:

    Duas coisas que podem desmotivar as pessoas de ir votar. Chuva e o tempo de espera para se ir votar. Para quem tem tempo so de manha e complicado.

  11. Pensador says:

    E o que é que eu ganho com isso ?

  12. Joao Ptt says:

    Seria interessante ser possível votar durante 7 dias seguidos no local de residência.
    Seria bastante dispendioso, seria necessário ter mais pessoas para garantir turnos para aceitar pessoas para votar e para garantir a segurança em permanência das urnas.

    A ideia? Tentar baixar um pouco a abstenção, que tem andado em redor dos 50% que é muito.
    Vantagem: mantinha-se tudo igual, mas apenas durante mais dias.

    Que eu saiba não se faz isto em lado nenhum, mas podia ser uma inovação.

  13. Hugo says:

    PARA ELEIÇÕES E FUTEBOL HÁ SEMPRE EXCEPÇÕES À COVID 19

  14. Indignado says:

    Estas eleições tal como o fim da contenção na altura do verão e as exceções do natal não fazem sentido algum, eu cá não vou votar vou ficar sossegado em casa.
    Com a quantidade de pessoas que vão ao local de voto a hipótese de apanhar COVID aumenta exponencialmente.
    Se eu apanhar o COVID posso afectar a minha família, é um risco desnecessário e que posso evitar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.