Contour Crafting – Impressoras 3D a “construir” casas


Destaques PPLWARE

34 Respostas

  1. Nelson N. says:

    E já está patrocinado pela NASA. Bem porreiro. será que vai ser mesmo mais barato ?

    • Cagamelo Voador says:

      Quanto muito, será mais caro… pelo menos por cá. “Ah e tal, demora menos tempo, mas os materiais têm à mesma de ser comprados, e os fornecedores não são baratos. Veja o ponto positivo da coisa, daqui a 6 meses já tem a casa pronta… Queria melhor que isto?”.

      • QualquerUm says:

        Na américa, mais concretamente no Canadá, onde vive o meu irmão, praticam-se prazos muito mais curtoa que isso.
        A casa onde vive, com 2 pisos além da cave, demorou um mês a ser construída, desde que começaram a escavar a cave até se mudar para lá.

        • Agostinho says:

          Em betao? acho isso um bocado complicado de ser feito, devido aos tempos que o betao precisa de adequir certa resistencia, ainda por cima sao dois pisos com cabe..

          • Angra says:

            Na teoria é muito bonito…mas na practica é necessário a colocação de cofragem para confinar o betão, a colocação das armaduras de aço…teoricamente é giro, exequível só num futuro distante!

        • Jorge Mateus says:

          Eu vivo no Canada e o que dizes é bem verdade, mas ficam a saber neste fórum que estas casas ficam muito a desejar: só a cave é que é feita em betão,à partir daí o piso 1 e 2 é tudo feito em madeira e depois o brick(tijolo)como cá chamam é que serve de parede exterior, o telhado de madeira revestido de um papel preto ou uma espécie de blueskin para que madeira não fique exposta a humidade e por fim shingles(telha que é a base de asfalto pregada na madeira). Casas construídas muitas vezes por autênticos sapateiros. Concluindo no fim uma autentica bosta de merd*. Os carpinteiros é tudo feito a olho. Num mês a casa está pronta e pode valer actualmente entre 380 a 600 mil dols.
          Resumindo fala-me em casa e não em barracos que é onde quase todos os portugueses vivem aqui no Canada.

  2. Pedro says:

    Muito Bom! Para além de proporcionar abrigo relativamente barato e rapido para quem não tem muitas posses, tambem evita que tenha que ser a própria NASA a resolver estes problemas quando chegar a altura de construir na lua!

  3. Jorge Costa says:

    Muito boa ideia mas…

    Eu não sou Eng. Civil mas pela minha cultura geral só betão é capaz de não dar bom resultado…

    • Pedro says:

      Ve o vídeo todo 😉

      São paredes duplas reforçadas com betão e aço. Aguentam até 10 mil PSI ao contrário das paredes normais que aguentam até 3 mil PSI (pelo menos é o que ele diz)

    • diogo says:

      E não dá.. a casa pode parecer bonita nos primeiros tempos mas sem aço, dependendo da sua dimensão com o tempo vão surgir fendas isto se a casa se segurar…

      mas pelo que vi a impressora é capaz de fazer instalções electricas.. suponho que em teoria tambem consiga colocar algum aço no betão

  4. Hugo Almeida says:

    A construção civil é a industria onde existem mais mortes no mundo inteiro.

    Esta tecnologia vai tornar a mão de obra humnana obsoleta e em grande parte desnecessária, provocando mais desemprego no sector.

    Esta tecnologia já tinha sido apresentada há algum tempo nos documentários zeitgeist (http://www.zeitgeistmovie.com/).

    A tecnologia deveria ser usada para promover a humanidade aos mais elevados padrões de vida e sustentabilidade, e este é um caso que deve ajudar a atingir esses padrões.

    Recomendo a leitura deste livro que aborda a problemática de uma forma muito pertinente, penso que o titulo diz tudo:

    “Robots Will Steal Your Job, But That’s OK”

    Link:
    http://www.amazon.com/Robots-Will-Steal-Your-Thats/dp/1479380008/ref=sr_1_1?ie=UTF8&qid=1357579997&sr=8-1&keywords=robots+will+steal+your+job

    • Fernando Taveira says:

      Com o aumento do conhecimento, é inevitável menos pessoas conseguirem fazer mais, muito mais. A meu ver, rumar contra isso será promover uma espécie de regressão. Agora nunca podemos de nos esquecer de adaptar as estruturas sociais à realidade, porque num mundo assim, ficaria sustentável vives assim.

    • diogo says:

      Não ha desemprego na construçao civil..

      Há desemprego na construçao civil EM PORTUGAL .. são coisas diferentes 😉

    • Sr. Imparcial says:

      Muito bem referenciado.

    • NT says:

      Boas,

      Acho que deves ir à ‘fonte’ !!! Jacque Fresco (project venus)

      Este ‘manel’? (COM TODO O RESPEITO PELO GÉNIO) já desde os anos 80 que anda a tentar dizer isso! E acredito que relamente já lá estamos, temos tudo o que é necessário…
      Agora temos é que ensinar aos ‘velhos do restelo’ se não queremos aceitar a tecnologia por causa dos ‘empregos’ olhem lá bem para a nossa ‘economia’???? porque é que raio é esta crise? houve alguma catastrofe que nos deixasse sem recursos? morreu muita gente e angora não temos ‘mão de obra’? Não e não… Apenas os BANCOS fizeram borrada e os estados patrocionaram para o ‘povinho’ pagar…

      Não vão por mim… Procurem… Investiguem… E deixem lá a TV um pouco de lado…

  5. Anonimo says:

    A partir do momento que vi isto em portugal, http://www.zipor.com (sim é fabrico português) que já acredito que que este tipo de maquinas futuristas já fazem algo de extraordinário.

    http://www.youtube.com/watch?v=c_8uGiv9PWs

  6. Redin says:

    A especulação imobiliária em conjunto com os bancos e as autarquias, formaram o conjunto de requisitos para que nós estivéssemos no estado atual das coisas a que chamamos crise.
    A corrupção.
    Senão vejam este video: http://www.youtube.com/watch?v=aiTSJekHbxQ

  7. Bruno Coimbra says:

    Ja tinha participado numa discussao acerca deste projecto á coisa de dois anos atras, a possibilidade de casas modulares ou ”imprimidas” alguns potenciais problemas e soluçoes, era uma discussao promovida pelo projecto venus que tem ideias que poderiam revolucionar e solucionar mts problemas…mas n tem o interesse monetario q os bancos querem!

    Isto é capaz de ir para a frente mas posso apostar o que voçes quiserem q n vai servir para dar casas aos campos de refugiados e afins…infelizmente

  8. Pedro Domingues says:

    O conceito já é super antigo. Espero que entre de vez nas nossas vidas!

  9. Angra says:

    Uma ideia interessante, mas de futuro o que se advinha será a construção modular com vantagens de os materiais terem um controlo de qualidade industrial(em teoria) e o tempo de execução reduzido, dimnuindo os custos de mão-de-obra, tudo isto em relação ao metodo tradicional.

  10. Y-lhaK says:

    confesso que me custa um bocadinho fazer o que vou fazer, mas vou dar a minha opinião.
    não quero com isto que vou fazer desconsiderar / desincentivar alguém, que não seja o engenhocas do vídeo, para esse tenho um big vai arrancar batatas

    à 1ª vista e para não fôr da área (e para quem não tiver a minha opinião), até pode parecer / ser uma coisa fantabulástica, mas, e tendo em conta que …, ocorre-me dizer:

    ” …tanto disparate junto quase me deixou sem palavras … ”

    a “boca” nada tem a ver contigo Pedro Pinto ou com o Bruno Santos, é pó engenhocas do vídeo

    as tretas do engenhocas fazem-me lembrar os slogan’s dos telejornais, do género “nós informamos, você decide” … vai lá vai, com informação viciada só pode dar asneira.

    o meu contexto:

    quis o cosmos que, em tempos idos, eu tirasse uma licenciatura em eng. civil e exercesse durante uns anitos, e daí vem o meu conhecimento sobre o assunto, actividade que no entretanto abandonei (agora só para amigos / familiares), há actividades que me parecem mais interessantes que eng.civil, e mais úteis por não haver gente suficiente a elas se dedicar, actualmente tou + virado para o ambiente

    e disparates, na minha opinião, porquê?

    – começa, o engenhocas, por mostrar pessoas que são vítimas de parasitagem, …. solução … desparatização, pouco ou nada tem a ver com construção;
    – diz, o … , que a construção é : lenta, trabalhosa, ineficiente, perigosa, blábláblá, blábláblá, enfim, tanto disparate junto, só é assim se assim quiserem que seja.

    -o ser lenta ou rápida, depende do método construtivo adoptado, materiais, planeamento da obra, profissionalismo dos intervenientes, isso de construir “in situ” pilares, vigas e … em betão armado (típico em Portugal) é muito ineficiente… até devia ser proibido … kkk, e o pré-fabricado, que não tem que resultar num contentor, é bem mas eficiente;

    – trabalho intensivo e ineficiente… método construtivo, planeamento, profissionalismo
    – perigoso… enquanto houver “chefes” que dão mais valor aos € que aos seus semelhantes… nas “minhas” obras nem arranhões houve, muito menos mortos e / ou feridos;

    – desperdício e poluição… método construtivo, materiais, planeamento, o betão gera muita poluição e não é usando betão que vai alterar essa realidade, tem de mudar de materiais;
    – corrupção…justiça, desparatização;

    – cara e acima do orçamento … raras são as coisas que são vendidas pelo preço justo, costumam ser especulativos, tipo … quanto custa, com uma margem de lucro justa? x, e quanto se pode pedir? y > x … então custa y … a ganância dá nisto,… massa castanha nas cabeça kkk, e se sai acima do orçamento o construtor que se responsabilize, que tivesse feito as contas e o planeamento, salvo as situações que não lhe são imputáveis;

    – poluição e energia gasta … método construtivo, materiais escolhidos, planeamento… não é com o poluidor e energeticamente dispendioso betão armado que vai resolver esse problema;

    – robots para tudo e mais alguma coisa…lol…trabalhar / fazer acontecer é bacano quando se faz o que se gosta, dá prazer

    engenhocas, quem te pusesse uma enxada nas mãos e um batatal à frente do nariz… que para engenhocas tá visto que és um …, e o exercício ía-te fazer bem, tás a precisar de ganhar massa muscular kkk

    o00o 😉 \o/

  11. Y-lhaK says:

    … e o melhor que os sem abrigo faziam, na minha opinião, era migrar para as aldeias, sempre tinham + hipóteses

    o00o

  12. Pedro Espinha says:

    É impressionante e já conhecia há algum tempo.

    Para continuar na onda do tema e da tecnologia,
    façam um artigo sobre esta comunidade, que está a disponibilizar as ferramentas para erguer uma civilização do zero:

    http://www.kickstarter.com/projects/622508883/global-village-construction-set

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.