Quantcast
PplWare Mobile

Confirmado: Professores podem obrigar alunos a ter Webcam ligada

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Zétaro says:

    “Isso é Incoshishiunal”

  2. Spoky says:

    Mas porque raio querem ver o Aluno? Mas nenhum professor pensa por si próprio?

    Se não ligam a câmara ou se não quiserem saber, porque estão tão preocupados? No final do ano, já vemos quem ficou a rasca e quem não ficou.

    Isto é habitual nas aulas presenciais, geralmente vê se os alunos desinteressados nas aulas. No final do ano letivo já se vê uma motivação extra, a esses alunos para não perderem o ano.

    É menos trabalho para o professor. Não percebo essas mentalidades.

    Ligar a câmara, porque ninguém vê as imagens? Os professores são obrigados a gravar a aula! Além disso quem garante que os alunos não gravam? Ninguém consegue garantir!

    E mais! Por questões de privacidade é contra o RGPD não me venham com coisas!

    • SSD says:

      Claro, e quando as aulas presenciais voltarem também se dá a opção do aluno só aparecer para os testes.
      Trata-se de igualdade, porque é muito fácil para alguém acordar por 2 minutos ligar a aula e voltar a dormir ou passar o tempo todo a ver televisão e está a ter a mesma nota em termos de presença pelo menos, de alguém que está realmente a fazer um esforço para aproveitar a aula.
      Se não para isso os professores gravam a aula, põem online e quem quiser que assista e assim essa malta que quer dormir até as 3 da tarde e jogar no resto do tempo já pode faze-lo. Quanto aos que até estão preocupados em manter o ritmo, por mínimo que seja, das aulas, olha, azarito, que acordem cedo na mesma e finjam que têm coisas planeadas…
      Quanto ao RGPD, nem se aplica aqui a menos que os professores ou os alunos comecem a vender as aulas, mas isso já era proibido ainda antes do RGPD

      • Diogo says:

        Não estás errado, sem duvida. No entanto, a partir do momento em que um estranho (professor) manda o meu filho ligar a camera, eu, pai, deixo de ser “rei e senhor” do meu lar. Achas normal alguem estranho e de fora da tua casa mandar teu filho ligar a camera contrapondo a tua ordem de a manter desligada porque a porcaria do router da NOS nao aguenta 4 video conferencias em simultaneo (tu, a tua esposa e os teus filhos) ?
        Era o que mais faltava eu deixar de mandar dentro da minha casa só porque alguém exige ver a cara dos meus filhos! enquanto isso, o meu trabalho , que é o que paga as contas, fica prejudicado!

        E nao me venham com historias de contratar MEO ou VODAFONE: é tudo a mesma trampa! A quantidade de sinais WIFI que há aqui no bairro é tanta que os routers baralham-se todos!

        O RGPD e o CNPD fecharam os olhos para este caso, em particular, porque dá jeito.
        Se eu colocar cameras de videovigilancia na minha casa, tenho de ter licença da CNPD caso as cameras apontem para partes da rua, mas para ter as webcams dos meus filhos ligados para uma turma inteira ver o que se passa em casa, mostrando a minha casa aos pais dos alunos, já não há RGPD que proibe!

        Dualidades de critérios!

        • Bernardo says:

          É melhor apagares as fotos todas do facebook e insta do teus filhos onde ja se viu alguem andar a ver a cara deles muito menos um professor. E já agr as videoconferencias podes tampar o fundo e meter que tas no hawai já que fazes tantas devias saber isso. Há duas maneiras de resolver isto ligam as camaras e quem está está quem não está leva falta ou se não o professor caga em todos dá a aula e dps no teste logo se vê

        • danny says:

          Alguém estranho? Humm…Se fosses conhecer o professor de teus filhos não dizias isso.

          • Diogo says:

            Vive em minha casa? é da familia? é amigo? não, pois nao? entao é estranho.
            E em vez de insinuares que falho ás reuniões meus filhos, deverias verificar antes se pertenço ou não à direcção da associação de pais!

          • LR says:

            Se pertences à direção da AP da escola dos teus filhos, e consideras um professor do teu filho, um estranho, dou-te um conselho: demite-te. Conselho de um ex-presidente de uma AP, membro da sua direção por vários anos, e membro do Conselho Geral do Agrupamento de Escolas.
            Sempre conheci todos os professores dos meus filhos, de uns gostava, de outros não. Mas nenhum me era um estranho.
            Mas cada um tem as suas ideias e prioridades.

          • Asdrúbal says:

            Um Professor é um estranho, ok…

            E se o teu filho se tiver magoado (por exemplo) no sexo e tiveres que ti com ele ao hospital? Deixas um estranho (quer enfermeiro, quer médico) ver-lhe o sexo? e tocar nele, deixas?

            Pensa primeiro no que dizes para ver se deixas de dizer disparates

        • Iluminado says:

          Se o problema é o wifi que tal ligarem um cabo?

        • NotMe says:

          O problema não é o router 😉
          Talvez problema sejam os 4 computadores + 4 telemoveis + 4 tablets + smartTv ligada ou box ligada a ver TV ao mesmo tempo que trabalhas.
          Mesmo assim tenho as minhas duvidas.
          Se os teus filhos estiverem sentados com a parede nas costas não há pais de cuecas a passar no fundo preocupados com RGPD.

        • SSD says:

          Olha-me outro fds… Mas ninguém está a tentar mandar na tua casa, trata-se de ver realmente se a pessoa está presente ou não, ou também vais com essa treta para o teu patrão? Por essa lógica também não tens porque ligar a câmara
          Quanto ao problema do “lag” sinceramente não é as câmaras que fazem grande diferença mas se for caso disso, o teu filho chega à aula, expõe a situação e diz ao professor que se for preciso nem que lhe va fazendo perguntas durante a aula.
          Quanto ao resto vivemos num tempo de excepção acho que não é assim tão difícil perceber isso

      • Spoky says:

        SSD vens me com essa narrativa para quê?

        As aulas presenciais, são diferentes das online. Primeiramente, nas presenciais não tens de ter câmara ligadas. Só o começo por ai, anula logo o teu argumento.

        E qual é o problema de ligarem 2 minutos e voltarem a dormir? Problema deles, o professor não esta a receber o Salário? Pronto. É o que importa, ou não é?

        Os alunos que não quiserem estudar online, ou se marimbarem, deixem o Online ligado. E ta feito, o Professor da a aula, quem ouviu, ouviu. Quem não ouviu, não ouviu. Quem aprendeu, aprendeu.

        No final do ano é que se vê quem esteve na brincadeira, e quem esta a rasca para passar.
        Trigo limpo! Limpo que nem as amoras.

        “Se não para isso os professores gravam a aula” os professores são obrigados a gravar a aula, e eu sei disso porque já vi pessoalmente, principalmente no Teams.

        “põem online e quem quiser que assista e assim essa malta que quer dormir até as 3 da tarde e jogar no resto do tempo já pode faze-lo” alguns professores, não todos. Fazem isso, gravam e deixam no Microsoft Teams por tempo limitado.

        RGPD aplica-se aqui, bem como a CNPD.

        Não podes obrigar um aluno a ligar a webcam, é inconstituicional, se alguem o gravar por exemplo quando a familia fala ou isso assim, e alguem se rir. E exporem nas redes sociais.

        Quem é que paga as favas? Qualquer dia exigem ter Microfone ligado para ouvir o papa e mama a falar… Era o que mais faltava.

        Isto para concluir, estamos numa Pandemia. Ninguem tem culpa disto, obvio que os Alunos aproveitam-se de poder dormir e “faltar a aula”

        Mas não têm culpa da Pandemia, é o que há. É o que é.

        Tal como disse, não entendo a preocupação desse Filinto Lima, é patético e ridiculo. A casa é minha, porque é que os outros tem de ver o que faço na minha casa? Não são meus amigos, não são meus familiares (tal como o Diogo disse e muito bem)

        São estranhos, colegas. Etc
        Uma professora um dia disse e disse muito bem “vocês se quiserem estar distraidos, ou no telemóvel que estejam, continuem a vontade. Não me importo nada, no final do mês quem recebe o salário sou eu.”

        E foi bem mandado, talvez se todos os Professores fossem assim, reclamavam menos.
        Ligar a Webcam era o que mais faltava! Ainda por cima em casas onde as condições de espaço são pequenas , era engraçado ver o Pai de pijama e a mama a fazer o jantar em directo.

        Epa por amor da Santa.

        • NotMe says:

          Na persepectiva de professor, se 80% chumbarem na tua disciplina, ficas motivado nas aulas seguindes para ensinar e estimular os alunos?
          Se o aluno tem a camara desligada e não responde às tuas perguntas, sentes-te movivado a dar o teu melhor em ajudar esse aluno?
          És pai, o teu filho não liga a camara e pouco participa na aula, o professor incentiva a ligar a camara para garantir a atenção do teu filho nas aulas, isto pois compreendemos que existem pessoas tímidas. Se nada for feito, perde-se o aproveitamento, notas baixam ou até mesmo chumbam…
          Depois vais numa reunião de associação de pais e professores dizer que os professores é que não estão a trabalhar como deve de ser…

        • NotMe says:

          Essa do salário é treta…
          Esqueces-te que apesar de tudo, os professores são também avaliados.
          Um professor com vários alunos a chumbar é por alguma coisa não está bem.
          Essa professora deve estar á beira da reforma para pensar assim…

        • LR says:

          No meio de todos os disparates que soltaste, gostei particularmente do detalhe do Pai de pijama, e da mãe a fazer o jantar. Os meus filhos têm aulas online (secundário e universitário) e garanto que quando estão a ter aulas, nenhum de nós, pais, andamos a passar por trás deles de pijama, ou a demonstrar os dotes culinários, antes pelo contrário, tentamos ao máximo minimizar o que os possa incomodar durante o tempo de aulas (tal como eles fazem quando qualquer um de nós está em reuniões online).
          E quanto ao professor ser um “estranho”, digo-te o mesmo que disse ao Diogo (ver acima).
          Mas já deu para entender que és daquelas pessoas que tem que ser sempre do “contra”, nem que seja por uma questão de principio pessoal, seja qual for o tema. Mas, se és feliz assim, carry on…

        • SSD says:

          O que é que o cu tem a ver com as calças? Estamos numa epoca de excepção ainda não percebeste isso?? Não se trata de mandar na tua casa, presenças nas aulas sempre houve vocês é que estão cheios de tretas para uma questão muito simples, é ver se o aluno “está” realmente na aula ou se só está lá o quadradinho a fingir que sim.
          Vai com essa treta do RGPD para alguém que realmente perceba do assunto e vê quanto tempo é que ele se fica a rir. Fds tanto comentas e tão pouco acertas

    • danny says:

      Tenta pensar um bocadinho! Sei que te vai custar um pouco, mas pensa! Se a câmara esta desligada, como sabes que a outra pessoa está do outro lado? Sabes que existe comunicação visual, certo? Espero que sim. Continuando…
      O trabalho do professor não é ter menos trabalho, mas sim manter o aluno motivado e interessado. O ensino online não são vídeos em directo ” a la youtube”, onde assiste quem quer. è mais do que isso. Além do mais, professores obrigados a gravar aulas? Achas que gravam?

      E para finalizar, as questões de privacidade….ahahah. Onde te foste meter…

      • Guile says:

        “Se a câmara esta desligada, como sabes que a outra pessoa está do outro lado?”

        Falando para ela… Ainda dizes para os outros pensarem…

        Aulas online não é algo novo, pois existe ensino à distancia há muitos anos. Em vez de imitar o ensino presencial deviam olhar para o que está provado e acreditado. O problema é a cultura de ensino portuguesa. Nas aulas presenciais é sentar e ouvir o professor falar até estares a cortar os pulsos e como se isso fosse garantir um aluno “motivado e interessado”.

        Por isso é que há professores que os alunos gostam mais e vais ver o que eles fazem diferente… Ou são excelentes oradores (contadores de história que nem todos podem ser) ou interagem muito com a turma.

        Já tive aulas online em 2010 e alguns professores sempre tentaram manter toda a gente a interagir e isso gera motivação.

  3. SANDOKAN 1513 says:

    Infelizmente há muitos alunos/as que não querem saber disto para nada.Querem lá saber se têm a webcam ligada ou não.O desinteresse nesta altura é total e generalizado.E há sempre aqueles/as que não gramam os professores nem a tiro.

    • Spoky says:

      Tens mesmo um problema… e não é pouco. Olha faz o seguinte, quando o teu filho (se tiveres) estiver em aulas, pede para ligar a webcam, vais para a casa de banho, deixas a camara com o teu filho apontado para lá e assim vêem te a fazer as tuas necessidades.

      Pronto esta feito, que bonito. O Rapaz até vai ser elogiado pelos colegas, que bonito papa ali nas obras da WC.

      É apenas um mero exemplo.

      • NotMe says:

        O teu nome diz tudo…
        a secretária está colada ao chão…
        Não podes arredá-la ou simplesmente afastar da parede para o teu filho ter uma aula com uma parede de fundo…

      • Bernardo says:

        what ? isto é humor ou é mesmo a serio? para ja porque raio vai estar o wc atras da scretaria em segundo basta fechar a porta do wc diria eu e em 3º nas video chamadas dá para tirar o fundo e fica so a tua cara qual foi a parte que ainda nao perceberam por amor de deus tu das exemplos que nao lembram ao arco da velha

        • CC says:

          Pode é o computador ser antigo como o ASUS que tenho e sem webcam. Tem instalado o Windows 10 com 4Gb de RAM. E não vou comprar um computador de propósito. Ou um PC com torre que também não tem câmera. Tem de ser requisito, a voz e o e-mail associado também serve de alguma coisa.

  4. xico says:

    Pois claro, porque o Sr Filinto Lima é que manda
    Vai~te encher de moscas oh Filipe! Nos meus filhos mando eu

    • SSD says:

      Desde que quem pense assim aceite que os filhos tenham um número redondinho em termos de participação e de comportamento no final do semestre.
      A quantidade de “printscreens” a que já assisti de miudos nas redes sociais a combinarem estar às horas das aulas no discord ou semelhantes para passar as aulas inteiras na conversa ou a jogar é demais

  5. Ricardo says:

    Por mim como Pai, concordo com a webcam ligada e acho que os Professores deviam ter acesso ao(s) ambiente(s) de trabalho , para ver o que os alunos estão a fazer durante a aula.
    Temos tb o Pedro Pinto que pode dar a sua opinião pessoal como professor, a importância ou não da webcam ligada.
    Já agora uma pergunta. Quem é contra esta medida por alegar a privacidade e a constituição é favor ou contra o que o Rui Pinto fez ?

    • Spoky says:

      O Rui Pinto não se compara a isto, comparar aulas online com Rui Pinto é de loucos.

      Nada haver, procura o que é “whistleblower” Julian Assange, Edward snowden se não fossem eles. Não sabes o que sabes hoje sobre Leaks etc. Não sabias redondamente nada, é claro que as TVs tiveram acesso a isto, pois vão la e descarregam. Ou pensas que a investigação veio das TVs no caso do Panama Papers? Luanda Leaks?

      Esses e muitos outros.

    • NotMe says:

      Isso já acho ir longe de mais… Até porque o professor tem mais que fazer do que andar a ver o ambiente de trabalho dos miudos…
      Isso não contribui em nada.
      O professor consegue perceber se o aluno está atento ou não.

  6. André says:

    Eles podem obrigar os alunos a ligar a webcam, até aí tudo bem… e aos pais?? vão obriga-los a comprar webcam quando há filhos que tem computador fixo ou o ministério da educação vai oferecer???

    • Marco Dias says:

      Exatamente! Nem toda a gente tem camera nos pcs.

      • danny says:

        Humm…Não existem os tais telemóveis (smartphones) com câmara!? AH! espera! Estes só servem para tirar fotos, tá certo.

      • Luis says:

        diria que a maioria dos computadores tem..

        • EC says:

          Desktops não têm… Quando muito o monitor…
          Pelo que observo pelos pela escassez de webcam no mercado, é porque desktop / gaming PC ainda representa uma boa quota, pois é computador de eleição para os adolescentes

          • LR says:

            Neste momento não há escassez de webcams. No primeiro confinamento, sim, houve. Agora qualquer loja as tem disponíveis.

          • CC says:

            Pode é o computador ser antigo como o ASUS que tenho e sem webcam. Tem instalado o Windows 10 com 4Gb de RAM. E não vou comprar um computador de propósito. Ou um PC com torre que também não tem câmera. Tem de ser requisito, a voz e o e-mail associado também serve de alguma coisa. GG

    • Rui says:

      Outra vez a mesma historia ? Se eu nao tiver caneta para levar para as aulas não posso escrever o ministerio vai oferecer ? M#rda de metalidade

    • Zeka says:

      Todos têm telemóvel com câmera, podem estar no computador a fazer as coisas e o telemóvel com a câmara. simples

      • EC says:

        E os miúdos que não têm telemóveis? Nem todos os alunos já têm maturidade/autonomia para terem o seu próprio telemóvel. Quantos da faixa etária abaixo dos 10 /11 anos é que possui um? Devemos ceder os nossos para terem as aulas?
        Como vê não é simples como comenta. Devemos ver sempre a 360º…

        • Rui says:

          Sim devemos ver 360º mas tambem não pudemos ser tao picuinhas se eu nao tiver uma caneta para escrever nas aulas o governos vai me oferecer? não tenho caneta nem tenho dinheiro para uma como vão resolver?? Fds estamos numa merda duma pandemia e andamos a discutir se o governo oferece camara pta que pariu façam uma merdinha de um esforço eu se fosse ao governo ja tinha cagado em todas a gente façam o que quiserem não há regras quem chegar ao hospital com covid não é tratado

          • EC says:

            Queres comparar o preço duma caneta a dum smartphone ou portatil? O que deviam fazer é ter condições para que os alunos possam ter aulas à distância ao fornecer equipamentos para quem precisa ou ter condições para que possam assistir presencialmente.
            Imagina lá se o teu patrão não te fornecer equipamentos achas justo tu investires do teu bolso?

  7. Joao Ptt says:

    Podem obrigar a ligar a webcam… obrigar como? Apontam-lhes uma arma? Vão presos se não ligarem a webcam? E lá na prisão, são obrigados a ligar a webcam na cela?

    • Miguel says:

      Estás num estado xuxalista, oh fazes o que eles mandam ou tens a força do partido contra ti.
      Não te esqueças que eles têm pessoas em todos os lados, pj, tribunais, etc…

    • Rui says:

      Não achas? tão fácil de resolver se não tiver um x de presenças (e a presença so conta se tiverem a webcam) no final chumbam o ano. Ja viste alguem a ser preso por faltar as aulas ou apontarem lhes uma arma ? Se os pais não têm mao neles nem os sabem educar para o ano há mais

    • Professor divertido says:

      Desde que aceite que o professor marque falta de presença ao seu filho… pois, se não vejo o aluno não sei se está presente. Pode perfeitamente ter-se apresentado no início da aula e ter ido à vidinha dele para regressar no fim.

      • Spoky says:

        Paciência Professor divertido, enquanto isso estou eu a dar as minhas aulas ao meus Alunos, em mood “chill” porque sei que no final do mês, quem recebe o salário sou eu. Não eles.

        Ao contrário do Professor divertido, que tem de tomar um Xanax e a se enervar para saber quem esta atento ou não.

        • buuuuu says:

          Pela suas palavras parece um professor cagari cagaró! Estar só preocupado com o seu ordenado e não com a componente letiva/educacional dos miúdos traduz bem o oportunista que é.

          • Spoky says:

            É a verdade, se o Aluno não se interessa e já foi avisado inumeras vezes e continua igual? Deixe para lá.

            O meu salário ao final do mês esta garantido. Isso é que é importante, se o aluno estiver se a marimbar é problema dele. Depois paga as consequências.

            E eu a desfrutar no verão a minha caipirinha. Huuumm bem bom!

      • LR says:

        Espero que não sejas mesmo professor. Porque se fores, com essa mentalidade, tenho pena dos teus alunos.

        • Spoky says:

          Mas olha que funciona. E o professor nunca é despedido, porque somos uns gajos fixes e deixamos eles ao telemóvel brutal. Final do ano pontuação máxima e nem me dei ao trabalho de gritar.

          Enquanto isso, temos os tais larápios a não quererem estudar e a perturbar na sala de aula, mas eu não fico atrás. Dou a aula, não quer saber. Paciencia.

          La vou eu, para casa com um ordenado garantido na conta, e eles ali a tirarem selfies.

          • LR says:

            Ok, os teus comentários tristes já indiciavam muita coisa. Agora tudo se confirma…
            Coitados dos alunos (se for realmente verdade e não outra treta).

        • SSD says:

          É tão professor quanto eu sou o Mr Miyagi… Fds coitados dos putos se alguma vez apanharem alguém com essa mentalidade. Ou eu se tiver um patrão assim lu se tiver a oportunidade de ser um patrão pensar assim. Dou autorização para me mandarem com os peixinhos.
          Numa posição que deve ser de motivar as pessoas e só o salário interessa, está bem está

  8. Pedro V says:

    Se é um problema residual porque é notícia?

  9. EC says:

    Isto da obrigatoriedade de ligar a Webcam não passa, a meu ver, pela questões técnicas, mas com questões de privacidade. Sabemos lá se alguém do outro lado anda observar, recolher imagens ou gravar as sessões para outros fins que não o educativo?

    Segundo a Lei da Protecção de Dados Pessoais (Lei n.º 67/98 de 26 de Outubro) sempre que imagens ou vídeos integrem informações que permitam identificar pessoas individuais o seu consentimento é requerido.
    Esta lei “aplica-se à videovigilância e outras formas de captação, tratamento e difusão de sons e imagens que permitam identificar pessoas” (Alínea 4 do artigo 4º) e diz respeito à proteção de dados pessoais das pessoas singulares e à regulamentação da livre circulação desses mesmos dados. Segundo a mesma, a imagem de uma pessoa só pode ser captada e difundida com o seu consentimento.

    • Atento says:

      Os pais do aluno são livres de recusar o cumprimento das regras, sujeitando-se às penalizações.
      Se entenderem que é ilegal, são livres de proceder à abertura de processo cível para suspensção ou revogação das regras. Até lá, cumprem ou sujeitam-se às penalizações aplicáveis.

    • ze_contas says:

      vamos deixar de sei idiotas. Quando voltar as aulas presenciais os miudos tambem so lá vao deixar a mochina e casaco e vão embora. Esta la a roupa dele é porque ele está lá. Está la o pc dele é porque ele está lá. Em relação a essa lei que menciona, penso que o melhor é os professores seguirem isso a risca e deixarem de dar aulas para não terem as imagens captadas. Já que são os unicos que aparecem actualmente e ainda vem videos difundidos pela Internet a gozar com o trabalho deles. Esta sociedade anda com as prioridades invertidas.

    • A. says:

      Esta Lei já foi revogada pela Lei 58/2019 (assegura o funcionamento do RGPD)

      Era bom que tudo o que diz respeito à imagem da pessoa, fosse apenas com o seu livre consentimento, assim não haveria vídeo-vigilancia ou atividades equivalentes…

  10. ze says:

    Tantos comentários contraa privacidade. Se for assim também deve ser inconstitucional um aluno ser observado pelo professor numa sala de aula presencial isto porque invade a “privacidade do aluno”.

    Tele trabalho, salas de aula, reuniões profissionais e politicas tudo isto online são coisas novas e não há legislaçção pra isto, bem vindos ao mundo moderno, adaptem-se, virem a secretaria e portatil para a parede e não a mostrar a “casa toda” . Privacidade numa conferência de grupo?

    • Gil says:

      Obrigado a unica pessoa decente em 500 comentarios, para alem de que dá para mudar o fundos nas chamadas fica só a cara não é preciso mostrar a casa

      • Daniel Oliveira says:

        Estava a ver que entre tantos comentário não saia um “inteligente”, ninguém precisa ver nada , a não ser a cara dos vossos filhos, esses que vocês expõem gratuita e exageradamente nas redes sociais!
        Existem fundos que se colocam, esses comentários de quem diz que está em teletrabalho e não conhece as funcionalidade das aplicações que supostamente utiliza…

        • ze says:

          Daniel, expor os filhos menores nas redes sociais abertas é uma coisa, fazer uma teleconferencia privada da escola é outra (não tem visibilidade para desconhecidos, embora possam outros pais ou pessoas a ver a conferencia ao lado de um aluno sem serem vistos). Mas lembre-se que quando os pais vão levar ou buscar os filhos a escola também expôem os filhos aos olhares de pessoas na rua, no supermercado, na fármácia, etc. Mas ai já estamos a falar de paranóia, ninguem pode nem se quer olhar para os nossos filhos?

        • ze says:

          Daniel, com tantos telemoveis com camara hoje em dia, quando os pais saem com as crianças para passear podem ser fotografados um milhao de vezes…. agora queixa-se de uma conferencia privada (e fechada com encriptaçao e palavra passe) da escola??? Faz isto sentido?

  11. A. says:

    Vejo por aí muita confusão a primeira é com o RGPD, e a privacidade e infelizmente não é contra o RGPD, mas sim há dualidade de criterios…

    Não é contra o RGPD porque o RGPD têm como fundamento de licitude de acesso o fundamento por obrigação Legal; ou seja no limite não há nada contra o RGPD desde que o governo queira! (foi o caso ?)
    Claro que supostamente e nestas matérias não se pode simplificar…
    1- porque em matéria de Liberdades e Garantias, em Portugal é competência Exclusiva da Assembleia da Republica logo pode ser inconstitucional por via formal, o governo legislou aonde não podia…
    2- Porque há equilíbrio de Valores logo por exemplo seria sempre inconstitucional o Estado obrigar a que todas as pessoas exportassem e fossem obrigadas a exportar a sua imagem para o facebook por exemplo, mesmo que houvesse uma Lei destas tal era obviamente inconstitucional, pela desproporcionalidade e o que se procura atingir…
    3- Nesta caso o facto de se obrigar a ligar a webcam não é fundamento de legitimidade para gravar a aula, diga o governo o que quiser, ponto distinto é o direito de resistência constitucional e à desproporcionalidade da medida por 2 fatores:
    -A vida Privada no Lar, é assegurada constitucionalmente, logo se com a imagem vai aspetos reveladores do domicilio e vida privada por exemplo horas de lazer da família, os seus hábitos; se o quarto apresenta determinada configuração e o seu conteúdo se nesse espaço dorme quantas pessoas etc ou seja estamos a entrar numa devassa da vida Privada, que só a título excecional e em determinadas condições pode ser violada! (não é manifestamente o caso)
    _ Pode haver aqui um problema, que o governo não esta a ponderar é que a filmagem ser para a aula e o professor mas igualmente para a plataforma Zoom (para citar o pior exemplo); aqui sim há um problema de RGPD pois estas plataformas têm de assegurar a conformidade plena com o RGPD, e por exemplo não podem exportar para o bloco americano o conteúdo a que tenham acesso, ainda mais quando estão em causa categoria de dados pessoais especialmente protegidas como é o caso (dados biométricos)

  12. Mac says:

    Opinião de um professor:
    No meu colégio (privado) os alunos são obrigados a ter a câmara ligada.
    Objetivo – tentar perceber se estão a trabalhar ou a brincar.
    Serão avaliados nos parâmetros do comportamento, atitude, participação… a câmara estar ligada ajuda aqui e muito.

    Se os professores estão preocupados com os alunos devíamos ficar contentes, penso eu…

  13. Eleutério Silva says:

    Gostava de saber o procedimento para “obrigar” um aluno a ligar a câmara? É quais as consequências se não ligar? Mais importante do que a câmara ligada é terem o microfone ligado. Se respondem prontamente ao solicitafo/questionado é porque estão a acompanhar a aula.

  14. António says:

    Ligam a webcam, visto ser essa uma das obrigações da participação nas aulas à distância.
    Se não ligarem, têm falta. O máximo de faltas injustificadas permitidas por lei é o dobro da quantidade de aulas semanais. Assim, se eu tiver só uma aula por semana, ao fim de três faltas por “viver num T0” o rapaz/rapariga está chumbado à disciplina (claro que ainda pode recuperar, mas se é assim tão interessado, quando lhe puserem um teste a sério à frente… já foi de vela). Ah, ia-me esquecendo, não há segundas oportunidades. Quando chumbar a francês, por exemplo, está chumbado e acabou! Toda esta situação pode acontecer em meia dúzia de dias (dependendo das faltas que já vêm desde o início do ano letivo).

  15. Artur Coelho says:

    Só para complementar a vossa notícia:
    – o secretário de estado tem dito isto, mas às escolas não chegou nenhum normativo que realmente regulamente e obrigues alunos e docentes a cumprir isto.
    – o parecer da CNPD que citam para suportar esta decisão é o das Orientações para utilização de tecnologias
    de suporte ao ensino à distância , saído em março de 2020, e que inclui nas recomendações este parágrafo: “Sempre que possível, deve optar-se por tecnologias que impliquem a menor exposição
    possível do titular e do seu ambiente familiar (e.g., fóruns de discussão por oposição a
    videoconferência)”.

  16. Xnelox says:

    Lá estão os projetos de pais a fazerem birra a uma acção de garantir “de certa forma” a presença do filho numa aula. Parece uns que vi a reclamarem que tinham de comprar um portátil e que não tinham dinheiro, mas lá mandavam o miúdo jogar playstation e faziam scroll do Facebook no iPhone.

  17. Norte says:

    Existem pessoas mesmo ignorantes por este mundo fora.

  18. Paulo Solá says:

    E quem actualiza os processadores dos nossos computadores para que tal seja possível? O ministério da educação?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.