PplWare Mobile

Cheque formação: Sabia que tem direito a 500€ para formação?


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Filipe Rodrigues says:

    Algo que não sabia. Ativos empregados podem se candidatar a cursos no IEFP? E ainda têm apoio financeiro?
    Isto faz sentido? (Pensei que fosse só para desempregados)

    • Jonas says:

      Eu acho que estas formações para os desempregados é um estimulo para nao trabalharem e nao fazerem nenhum recebendo dinheirinho bom…enfim…depois claro que o desemprego aumenta

      • Rui Costa says:

        Somente nos casos da formação comprovadamente paga.

      • sdf says:

        É mais o contrário; quem está em formação, oficialmente não está desempregado…

      • JV says:

        Jonas, isto é apenas um reembolso ao desempregado.

      • Alex says:

        A sério?? Olhe, eu acho é que é uma boia de salvação para quem nao tem rendimentos nenhuns e está desempregado!! Se calhar pensa que que toda a gente tem subsidio de emprego ou que ele nunca acaba… Muita gente fala de barriga cheia, se soubessem a luta que muita gente faz até conseguir um trabalho (não é emprego como muitos querem), estavam caladinhos e não mandavam “postas de pescada” podres.

      • Claudio Costa says:

        Estive desempregado 1 ano e a frequentar um CET nivel 5 em Gestão da Produção dado pelo IEFP e fiquei nos quadros de 1 empresa portuguesa de referência mundial na área dos moldes onde estagiei e estou a executar as funções diretamente relacionadas c/ o curso que frequentei. Procurei 1 oportunidade melhor de trabalho e consegui. Isso de meterem todos os desempregados no mesmo saco que não querem trabalhar e viver Às custas de subsidios não é verdade. O problema das pessoas em geral se calhar é só procurarem o que gostam e não quererem adaptar-se.

      • Tania says:

        Porque você é idiota isso pertimite as pessoas que não tiveram dinheiro para acabar os estudos o possam fazer. Também permite às pessoas terem mais formações e conseguir aprender uma profissão para conseguir aranjar um emprego. E já agora você sabe que o estado ajuda mais os tóxico dependente e os ciganos que as pessoas que têm filho? Notasse mesmo que tiveste tudo de mão beijada na vida

      • alberto says:

        Eu estou desempregado há 2 meses , sou de Lisboa e vou em Coimbra iniciar um curso de formação em full time e receber no total Subs Alim + sub.transp 163 euros mas tive de alugar um quarto que me custa 200euros c/ despesas incluídas fora comida..passe…etc e so hoje 5af e sábado tive de ir e vir para levar coisas para o quarto paguei 140euros de carro c/portagens a ja vi que so vou poder ir a Lisbo a de 2 em 2 meses. Como pode ver cada caso é um caso e assim que terminar o curso vou logo trabalhar na area; e nc na vida recebi nenhum subsidio e para mim dava me para imenso jeito nem que fossem 100 euros para aliviar a minha família.

    • Rolando says:

      Faz todo o sentido. O esforço de quem trabalha, gere a sua vida pessoal com sacrifício (cada um fala por si) e ainda “dá” parte do seu tempo para melhorar o seu desempenho, sabendo de antemão que isso não lhe vai trazer nenhum ajustamento monetário no seu salário, sendo que a empresa é quem ganha com o melhor desempenho do funcionário que adquire novas competências. Claro que faz todo o sentido!

    • Carla says:

      Não se trata de os ativos empregados se poderem candidatar a cursos no IEFP. Estes cursos da medida Cheque-Formação não serão nem podem ser ministrados pelo IEFP. Estes cursos da medida Cheque-Formação só podem ser ministrados pelas entidades formadoras privadas. O apoio financeiro é que vai ser dado pelo IEFP às pessoas para elas pagarem o curso à empresa de formação.

  2. jafOsteS! :D says:

    Se alguém tiver interessado, prepare-se para uma cambada de burocracia….

    Além do certificado do centro de emprego, cartão e cidadão, comprovativo do IBAN, currículo vitae, querem:
    – Plano Pessoal de Emprego (que pode ser adquirido no centro de emprego);
    – Plano Pessoal de Qualificações (Não é o certificado de habilitações… e Supostamente só pode ser emitido pelo CQEP (http://www.portaldasqualificacoes.pt/Pesquisa/pesquisarCQEP.jsp) que ainda não me emitiram, porque ainda não sabem como isso se irá proceder);

    E serão vocês que terão de se candidatar à entidade de formação através do netemprego.gov se nao estou em erro…

    E o que está ainda por vir, não faço ideia, o mais provável é eu desistir dessa treta (lol) já tou farto de andar de um lado para o outro e é preciso sempre mais treta e nem eles próprios sabem como devem fazer as coisas.

    • Marcio says:

      Infelizmente é algo comum no nosso pais

    • Bruno says:

      Mas alguém de algum IEFP sabe alguma coisa?

      Cada vez que lá vou, se faço alguma questão por mais insignificante que seja EISHHHH é logo uns a telefonar aos outros a perguntar. Passados 20 minutos lá vem uma “técnica”, que sabe tanto do assunto como eu de redes de pesca.

      • jafOsteS! :D says:

        Ligaram-me abocado do CQEP (da escola gondomar) para ir lá para a semana (?entrevista?) para me darem o cheque-formação (seja lá o que isso significa)

        No IEFP duvido, quando fui lá semana passada, ainda nem tinham lido o email que lhes foi enviado pelas entidades (superiores provavelmente).

    • Pedro Fernandes says:

      Nos desempregados só aqueles que fizeram o CQEP ou seja os tais RVCC´s, é que teem direito. Os outros esquece….

      • jafOsteS! :D says:

        Ligaram-me abocado do CQEP para ir lá para a semana (?entrevista?) para me darem o cheque-formação (seja lá o que isso significa).

        Na altura a senhora do CQEP disse que estava à espera de novas ordens, para saber se só dariam o P.P.Q. a quem fez formação com eles (RVCC’s e outras formações), ou se era para começar a dar a “torto e a direito”. Para agora vou a entrevista ou lá o que é, deve ser para avaliarem a necessidade de tal (digo eu).

    • JV says:

      Eis o que realmente é exigido no caso de uma empresa (trabalhador/desempregado parece mais difícil)

      1-Comprovativo de situação tributária regularizada da entidade empregadora perante, a administração fiscal ou a confirmação da autorização para a consulta da respetiva certidão Escolher ficheiro
      2-Comprovativo de situação contributiva regularizada da entidade empregadora perante, a segurança social ou a confirmação da autorização para a consulta da respetiva certidão Escolher ficheiro
      3-Cópia do último mapa de pessoal remetido aos Serviços da Segurança Social Escolher ficheiro
      4-Caso tenha iniciado processo especial de revitalização, previsto CIRE, cópia certificada da decisão a que se refere a alínea a) do n.º 3 do artigo 17.º-C do CIRE Escolher ficheiro
      5-Se iniciou o processo no Sistema de Recuperação de Empresas por Via Extrajudicial, cópia certificada do despacho Escolher ficheiro
      6-Cópia do Pacto Social da entidade empregadora Escolher ficheiro
      7-Comprovativo da titularidade da conta bancária a que reporta o IBAN Escolher ficheiro
      8-Comprovativo do pagamento do valor da inscrição proposto em sede de candidatura Escolher ficheiro
      9-Declaração da entidade formadora, onde conste a identificação do percurso de formação (nomeadamente as UFCD que o integram), a carga horária total, data de início e fim e o montante da respetiva inscrição

      Nada disto é difícil de obter para uma empresa.

      • jafOsteS! :D says:

        eu tou na outra parte (desempregado) mas pode ser que segunda feira já fique tudo resolvido no CQEP espero bem..

      • Carla Carvalho says:

        Não é obrigatório apresentar na candidatura o comprovativo do pagamento do valor da inscrição, nem a declaração da entidade formadora.

      • Carla says:

        Rectificação ao ponto 1 deste comentário:
        Na candidatura não deve ser apresentada confirmação da autorização para a consulta da situação de não dívida da empresa. Têm mesmo que ser apresentados na candidatura os documentos de não-dívida à Seg. Social nem à administração fiscal (autorização de consulta não é suficiente para a candidatura)

      • Carla says:

        Esclarecimento ao ponto 3 deste comentário:
        Não se trata do Mapa de pessoal anual, trata-se da ultima listagem mensal remetida à Seg. Social

  3. AeOnFluX says:

    É mais uma forma de inibirem as estatistas que eles tanto amam falar. Nos queremos empregos não formações. Tudo bem, já é alguma coisa, mas para quem tem famílias para sustentar mais vale ir roubar.

    • Mota says:

      Este comentário foi removido.

    • Paulonunciocorrupto says:

      Tretas.

      Se o serviço on line funcioanr ja é uam sorte. Tenho um conhecido que faz a despesa depois nao lhe apgaram , inventaram uma treta qualquer, porque o curso tinha horas a mais.

      Cuidado com isyo é uma armadilha

      Estado portugues é uma entidade criminosa. So pensam neles

  4. Bob says:

    Soube via os RH da empresa.
    É melhor do que nada, mas uma pinga nos custos de formação em IT.

    Exemplo:
    Engenharia de Redes e Sistemas Microsoft – 6000€ (tirei, mas a UE pagou….)
    Cyber Security – 6200€ (gostava de entrar nisso……… não tenho salário para tal)
    CCNA+CCNP: Engenharia de Redes Cisco – 5870€ (tirei só o CCNA, do meu bolso….)

    Infelizmente, poucas empresas investem nos funcionários. E o preço dos cursos é das tabelas americanas, onde um Sys Admin não ganha 700 ou 1000€ por mês, com o custo de vida em Portugal.

    • Mota says:

      Este comentário foi removido.

      • Mota says:

        Mas eu fiz mestrado na Suecia, e comeco o meu phd em Lausanne 2016. Conheco quem ganhe 800euros e nao procure, quem procura encontra bem melhor

        • Bob says:

          Ainda és novo, e desejo que tudo continue a correr bem, acredita 🙂

          Mas a tua realidade, não é a norma. Com 28 anos a ganhar isso, provavelmente não deves saber o que custa subir na carreira do inicio (não digo que não trabalhas…… digo apenas que a ganhar isso, estás acima 6.5x do normal de muita gente).

          Mesmo dentro da Novabase 🙂 Sim, conheço gente dos RH aí, e sei o custo médio conforme função. Já me ligaram algumas vezes, mas nunca me cativaram o suficiente.

          Já trabalhei com pessoas com ou sem curso superior. Não quer dizer que são os melhores……. Julgar alguém com base num papel, não corre bem. Estou no lugar de alguém que também tinha mestrado e doutoramento……. faço o trabalho dele, mais o meu, e fui promovido…….. tenho o 12º ano…… 🙂

          Não devemos generalizar. Já agora, se não for indiscrição, que fazes ao certo na Novabase? Sharepoint? 😀

          • Pedro says:

            “Julgar alguém com base num papel, não corre bem. Estou no lugar de alguém que também tinha mestrado e doutoramento……. faço o trabalho dele, mais o meu, e fui promovido…….. tenho o 12º ano…… :)”

            Já devo ter corrido em entrevistas a maior parte das empresas de IT da área de Lisboa. Sei mais de Programação que muitos licenciados mas tenho sempre a mesma resposta apesar de gostarem de mim “Não tem licenciatura.” Para essas empresas vale mais eu ter um papel que conhecimento. A realidade é que em Portugal ou se tem uma folha que diz que se sabe ou não se consegue entrar nesta área.

      • Rui Costa says:

        Ganho mais do dobro e trabalho no outsourcing e não tenho curso superior.

      • N.Silva says:

        Em relação ao Mota… epá acorda pá vida, à quem tenha 10 anos de experiência, formação superior e certificações e não ganha aquilo que tu dizes… eu diria que o salário médio em TI (ate 2 anos xp ) anda pelos 890 euros para pessoas contratadas nos últimos 4 anos, no Porto e em Lisboa poderá andar na casa dos 1000, no resto do país se ganharem 900 euros e tiverem menos de 3 anos de exp e não forem funcionários públicos, vão a correr a uma igreja e acendam uma velinha a um santo… porque é milagre

      • Jorge M Santos says:

        Lá grande políticas fazes tu, mas olha que eu conheço bem essa empresa…. não era preciso dizeres a empresa e o que ganhas por mês?
        Também te digo, se achas que o que ganhas é bom, eu digo-te que isso não é nada comparado com o que eu e os meus colegas ganhamos por semana. Sim, só em Portugal é que existem ordenados dessa categoria. 😉
        Antes de mandares bocas do quereres ser superior, pensa que há outros melhor que tu. Certo?

      • olha... says:

        Se recebes isso és daqueles que só faz monte nessa empresa!!

      • LOL says:

        LOL
        andaste a fazer o quê aos chefes? é que só pode ter sido trabalhinhos “extra”

        • Mota says:

          mestrado numa univ top10 europeu, muito trabalho e esforco..ao contrario de ti que so tem nivel de comentarios reles com o que fizeste

          • olha... says:

            conheço bem essa empresa por dentro e por fora. Sei bem a dedicação que deves ter feito para agora te gabares desse ordenado. Porque os outros 1999 colaboradores dão de certeza muito mais lucro à empresa, vestem muito mais a camisola que tu, não vindo cá para fora gabar de quanto ganham e onde trabalham do que tu dá com esse mestrado de top10, fazem mais do dobro do trabalho e dedicação que tu fazes e muitos nem metade disso recebem 😉 Se és um dos managers que só fazem monte devias ter vergonha de vir falar aqui do que recebes, onde o recebes e em horário de trabalho

          • Desempregado says:

            Ainda bem que conseguistes o que a maioria dos portugueses não conseguiu ou consegue, mas tanto desprezo pelos outros porquê?

      • luis costa says:

        Engraçado é pensares que o problema é sempre dos outros mas como “só tens 28 anos” essa arrogância passa com o tempo ..
        “trabalha em outsourcing ou n tem formação superior.” – se bem me lembro em 2012 a NB despediu perto de 100 pessoas . Pergunta á tua volta e saberás se eram outsourcing ou sem formação superior .
        Dada a flutuação das ITs ao longo da tua carreira irás perceber que umas vezes és um supra sumo e bem pago outras vezes um peso de que a empresa se quer descartar ( basta que o projecto corra mal em termos de facturação )

        • Pedro says:

          Sem foi assim com as empresas enquanto precisam somos os maiores depois quando corre mal é para descartar!!! é assim em todo o lado, o ser humano e colaborador hoje e visto como um objecto….

  5. Fábio says:

    importante referir que o iefp paga por reembolso, ou seja, o formando terá de pagar primeiro e só depois será reembolsado. Excelente medida para um desempregado que aposto que não terá problema nenhum em pagar 500euros e esperar 1 ou 2 meses o reembolso

  6. Lourenço says:

    Em horário laboral? Está-se mesmo a ver os patrões e chefias da função publica permitirem ausência de funcionários para formação. Mais um tiro no pé a que o IEFP já nos habituou.

  7. Rui Dias says:

    Isso não é verdade. O/A formando/a não tem de pagar adiantado. Os 500€ destinam-se apenas a pagar a formação numa carga horária prevista de 150 horas e de acordo com o Sistema de Antecipação de Necessidades de Qualificação (sistema regional que “prevê” as necessidades de qualificação). Para além disso, os/as formandos/as podem receber bolsa de formação, subsídio de alimentação e apoios sociais pagos diretamente pelo IEFP. Quanto à restante burrocracia, isto ainda é Portugal. Já agora, o registo é feito através da plataforma netemprego do iefp que é um nojo…

    • Nina says:

      Tem sim, tem de pagar adiantado, cheguei agora mesmo de IEFP. Depois de preencher uma inscrição via Internet for aprovado vamos fazer o dossier e temos de apresentar no IEFP, o comprovativo, o recibo de pagamento de curso que vai ser depois reembolsado. Mas não nos pode ninguém disser de períodos ….de nada.

      • Rui Dias says:

        O valor de inscrição (a indicar na plataforma) é definido com a entidade formadora. É diferente do custo de inscrição (valor total também a indicar na plataforma). A plataforma é confusa, mas foi a informação indicada pela linha de apoio.

    • Carla Carvalho says:

      O formando tem de pagar antecipadamente sim. Isso está escrito no Regulamento Específico do Cheque Formação. Não tem que pagar antes da candidatura ser aprovada, mas para receber o subsídio tem de pagar o curso primeiro.

  8. Lourenço says:

    Só de pensar na burocracia que deve estar associada a estes processos, uma pessoa até perde a vontade de se inscrever. O IEFP é um campeão no que respeita a pedir papéis e mais documentos, e comprovativos, e certificados, e declarações…

  9. Jorge Cunha says:

    Portugal está a tornar-se um país de invejosos! O Passos Coelho está a conseguir o que quer.

  10. int3 says:

    Ca vou eu fazer o resto da cisco 🙂

  11. yaclicka says:

    Infelizmente a mentalidade ou a capacidade de raciocino de uma boa parte dos funcionários que nos representam nas mais variadas delegações que o nosso Pais têm, não evolui. São produtos contrafeitos de baixa qualidade. Não vou entrar em pormenores, tudo gira em volta dos interesses e conhecimentos de alguns, muitas das vezes até fazem questão de mostrar de forma arrogante que manda, quem manobra as situações, exemplo fulcral nos media e outras áreas de colocação estratégica , as posições são quase sempre herdadas de Pais para Filhos, esses têm direitos adquiridos e todos os conhecimentos técnicos e outros afins ……. Consegue-se jogar em igualdade? NUNCA. Democracia “YA FIXE” Obrigado, pelo desabafo. 🙂

    • jafOsteS! :D says:

      toma lá o meu like (y)

    • Paulonunciocorrupto says:

      ESATADO, entidade criminosa.

      Eles deveriam la estar para servir o povo certo, nao apra se servirem dele, Tudo ao contrario.

      Esquece a treta da democrracia, que é lei feitas por eles, á medidas deles e governaçao feita por uma minoria.

      CULPADO: O POVO QUE DEIXA, nao é capaz de votar sequer em extremos so apra abanar o ssitema e neste momento ele precisa de ser destruido. Por a coisa chegou a um tal ponto que ja nao dá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.