PplWare Mobile

CES 2014 – As primeiras novidades para 2014


Autor: Maria Inês Coelho


  1. ruben says:

    Já devem estar a preparar um artigo só para o Tegra K1. Pelo que mostraram na demonstração está muito bom.

  2. Bruno Alves says:

    Sou completamente a favor do aumento da resolução nos novos ecrãs, mas mais do que isso, acho que os fabricantes deviam disponibilizar os equipamentos que permitem captar conteúdos a essa resolução a preços mais acessíveis para efectivamente haver oferta de conteúdos. Seria uma relação win-win. Mais conteúdos, logo, mais interesse em adquirir tv’s 4 ou 8K.

    • diogo says:

      eu também sou a favor. Mas era mais a favor que as emissoras nacionais emitissem em (pelo menos hd), não tenho serviços de fibra (ou semelhantes) e ver a 575p (penso eu) numa televisão 1080p é bastante mau

    • Daniel says:

      O interesse pelos 4K e o 8k é apenas para pessoas que tẽm a visão xpto. Cá eu com 100% de visão nem noto diferenças de 720 para 1080. Por outras palavras, viva o consumismo dos numeros que ja aconteceu nas maquinas fotograficas com os megapixeis.

      • Paulo says:

        Concordo contigo na diferença entre 720 e 1080, mas entre estes dois e 4k a diferença é enorme…ja me diziam que se notava e bem a diferença, mas nunca acreditei muito, mas quando vi uma tv de 4000€ na fnac a 4k, ate fiquei parvo com a diferença, nunca pensei que fosse possivel melhorar o full HD, mas enganei-me.

        • Jorge Carvalho says:

          Não te esqueças que as imagens que estão em televisões em várias lojas, são imagens tratadas e especificamente escolhidas 🙂

          • Rochita says:

            Também as que são feitas para os full hd as são e mesmo assim nota-se a dirença, além de que na maior parte dos casos está a passar o mesmo video / filme de modo a podermos comparar, e realmente esta nova gama de tv´s é espetacular, está a faltar é o conteúdo… bom era termos netflix cá, porque já vai começar a suportar 4k ainda este ano.

          • Bruno Alves says:

            Jorge, não são necessariamente tratadas, mas geralmente são conteúdos em FHD para tornar o produto um pouco mais eye-candy e mostrar o potêncial de imagem das televisões em questão. Se estivessem ligadas ao sinal de TDT não seriam vendidas nem metade. 😉

        • Nunes says:

          Creio que a questão está nos tamanhos! em televisores grandes deves notar essas diferenças, nos outros nem por isso (se a única diferença é na resolução)
          Se as pessoas visualizarem às distâncias que normalmente se tem em casa, então ainda serão menos os televisores em que se nota a diferença!

          • Jorge Carvalho says:

            sim se tivessem ligadas ao TDT, nem se falava… agora eu disse que são tratadas, porque esses videos vão a programas de vídeo como o after effects, e melhoram o contraste, saturação, brilho…

      • Jorge Carvalho says:

        Se não notas diferença é porque nunca viste a diferença entre um bom 720P e um muito bom 1080P 🙂

    • Nunes says:

      4k ou 8k só têm realmente interesse para TVs de grande tamanho. Num televisor de 32 polegadas numa disposição típica numa casa, ninguém vai notar diferenças na imagem se a resolução for 4k ou 8k, face ao FullHD! Isso significa que só uma pequena percentagem é que tiraria real proveito!
      Bem mais importante que aumentar a resolução das TVs seria melhorar a qualidade das transmissões, com melhores compressões e verdadeiro FullHD. Para além disso o aumento de resolução tem fortes implicações no bit-rate. Se o bit-rate for um factor limitativo, as pessoas muito provavelmente terão melhor qualidade de imagem com uma resolução inferior!

      • Nelson says:

        Aqui está…

        Porém, com o 4k, virão novos codec’s…

        Nomeadamente o comunitário h.265, que será mais eficiente, e a concorrência da Google, o VP9.

        • Nunes says:

          esses codecs trazem melhorias a todas as resoluções, e necessitam de novos aparelhos, de modo que é algo vai demorar o seu tempo até ser usado em transmissões televisivas “clássicas”. Mesmo em computadores, telemóveis, etc, demorará o seu tempo até se tornar vulgar, pois a descodificação tem “maiores” requisitos de hardware!
          considerando as transmissões televisivas e o limite que há, de momento, em termos de largura de banda, dificilmente a maior resolução é algo que se generalize. Mais depressa esses codecs serão aproveitados para melhorar a qualidade nas resoluções actuais, que muitas vezes deixam a desejar!
          Serão certos serviços online de conteúdos a abordar um nicho de mercado, pois têm maior flexibilidade e podem cobrar mais a quem gastou tanto dinheiro nos novos televisores!

      • Rochita says:

        Então explica-me porque é que notas a diferença de 720p para full hd em aparelhos tão pequenos como um smartphone? E não têm mais que 5´, é só especialistas que nunca estiveram nem sequer a comparar os vários produtos existentes no mercado…

        • Nunes says:

          Notas diferenças em quê e entre o quê?
          a questão de resolução é física e fisiológica, dependente da distância a que os aparelhos são usados.
          O exemplo que dás é ridículo pois já com 720p um ecrã de 5’ mais do que ultrapassa o limite a que podes distinguir dois pixeis juntos, de modo que não é com 1080p que vais melhorar a imagem!
          O que tu podes ter é os conteúdos adaptados a uma ou outra resolução, e aí claro vais notar algumas pequenas diferenças devido a ajustar de escala num ecrã e não no outro! Mas se o aparelho e software for de qualidade dificilmente é algo que se repare, e dado que se apanha nos telemóveis conteúdos com resoluções diferentes, a questão de ajuste de escala acontece com qualquer ecrã!
          A resolução é só um dos factores para a qualidade de imagem no ecrã… a tecnologia do ecrã e o software têm igualmente peso, e serão aliás os mais importantes na gama de tamanhos que referi!

          • Rochita says:

            Não disse que não eram… mas a resolução realmente ajuda. Não é por serem caros que vou dizer que as novas tv´s 4k não são espetaculares, porque elas realmente são, não me interessa se é pelo facto de terem mais resolução ou não, mas é melhor que os outros tipos disso não tenho a menor dúvida, posso não ter dinheiro ou até nem querer comprar, mas quantas mais tecnologias forem lançadas para tv´s melhor para os consumidores, visto que as anteriores baixam e muito o preço.

          • Nelson says:

            Provávelmente viu um 720p pentille, e depois viu um 1080p IPS ou com todas as cores.

          • Nunes says:

            E de que tamanho é que são essas TVs de 4k!? já pensaste nisso?
            É disso que estava a falar sobre esse género de resolução não trazer grande proveito para a maioria dos televisores, e certamente não traz qualquer vantagem se alguém pensar enfiar essa resolução num ecrã de 5 polegadas!
            Há muitas outras áreas onde é possível melhorar a qualidade de imagem, provavelmente mais importantes e que trariam benefícios a todos.
            É estranho que não haja o mesmo empenho em elevar os fps dos conteúdos… isso sim teria um impacto bem mais marcante na qualidade de imagem!

  3. Humberto Santos says:

    so vejo uma coisa boa nisto é que vai baixar já as actuais televisões 😉 de resto faço as minhas palavras as do Daniel sem tirar uma virgula.

  4. pois says:

    Existe alguma loja em Portugal que venda Lenovo?

  5. Jose says:

    Continuam a aumentar o tamanho das televisão, as vendas vão ser o reflexo do flop, começam a ficar tão grandes que nem se vê bem nem de perto nem de longe.

    Eu não estou minimamente interessado no 4k, a TV 1080p chega para a sala que tenho, não quero ter de virar a cara para a esquerda e a direita so para ver TV.

    Foquem-se na qualidade de imagem e não no tamanho da televisão, é preciso ir para la para lhes dizer onde devem investir tempo e pesquisas? Enfim, vai ser como o 3D mais um flop.

  6. Nelson says:

    O mais interessante, para mim, está a ser a LG com o seu webOS nas TV’s, que seria interessante voltar a ver nos telemóveis…

    E o pebble steel, que me gusta mucho 🙂

  7. Emannxx says:

    Tudo-em-um com Android… bem acho que agora sim já vi de tudo eheh Seria interessante a Google desenvolver uma terceira interface para estes “hibridos” mais voltada para o rato e teclado (tal como fez no Android 3.0 que de seguida foi fundido no 4). 😉

  8. Master says:

    Mais um ataque dos fabricantes para 4K e 5K para que?
    Se nós por cá, pelo menos no MElrO temos 720 e só em alguns canais então na TDT pior ainda.
    O único sitio onde consigo encher a vista a 1080P no meu receptor triplo é em emissões via satélite onde alguns operadores não comprimem a imagem mais comprimidas que o gaz duma garrafa de gaz como acontece nos supostos 1080p das nossas operadoras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.