Brexit: Pesquisas Google sugerem que ingleses não sabem o que é


Destaques PPLWARE

41 Respostas

  1. David Guerreiro says:

    Penso que não deveriam ter saído, mas lá está, a maioria dos que votaram, votaram na saída, é preciso seguir essa vontade.

  2. Hudson santos says:

    Na verdade a pesquisa não quer dizer muita coisa, já que não se sabe se quem pesquisou votou contra ou a favor.

  3. Manuel says:

    Estive a ler as notícias de alguns jornais europeus. Nos jornais ingleses o que me espantou foram os comentários dos leitores. Penso que muitos não tinham bem a noção do que estavam a fazer. O mal está feito resta esperar pelas consequências para o resto da Europa

  4. txitxi says:

    Mudanças para todos virão mais rapidamente do que alguém iria imaginar…

  5. ptpedropt says:

    eu a pensar que só tínhamos crise para 2017, ainda vem mais cedo?

  6. chicosoft says:

    e o boom de pesquisas que houve de Ingleses etc que vao tentar obter o passaporte irlandes?

    Assim continuam na UE

  7. Ricardo says:

    Fizeram um levantamento de idades acima dos 50 anos foram as que votaram para sair, sendo que as de 65+ sao as que tem mais percentagem de voto para sair. E são essas pessoas que vão ter que lidar menos com isso. Basicamente arruinaram o futuro para as pessoas jovens. A mentalidade de la é do genero, leave eu, no more imigrants, uk great again, facto é que vai continuar a existir bastante emigrantes. Porque para o uk conseguir fazer mercado com a eu tem que aceitar certas coisas. Mas enfim.

    • Vlad says:

      Sim, os estudos altamente tendenciosos, feitos por encomenda. E o descontentamento com a UE não é só no Reino Unido, também é muito significativo na França, Alemanha, Espanha,… Este descontentamento têm crescido a passos largos nos últimos anos.

      http://www.pewglobal.org/2016/06/07/euroskepticism-beyond-brexit/

      E compreende-se o porquê! Vê-se o quão bem fez a Portugal juntar-se à união europeia. O agravamento da dívida, a perda do poder de compra, a austeridade, os corte nos salários, os cortes nos direitos laborais, o aparecimento dos precários,… Isso para não falar de várias posições anti-democráticas no seio da própria União Europeia. Lembro-me de em 2005 quando houve o referendo da constituição europeia, depois de o não ter vencido na França e na Holanda, foi imediatamente desconvocado o referendo em vários outros países, incluindo em Portugal. Quando isso não resultou, em 2007, veio o tratado de Lisboa. Como é obvio a UE não ia cometer o mesmo erro duas vezes, este foi impedido de ser sujeito a um referendo. Apenas houve um referendo na Irlanda, porque a sua constituição assim o obrigava. Ora quando o não ganhou, há que refazer novamente o referendo, porque a UE não aceita um não como resposta. Mas enfim.

      • Filipe Teixeira says:

        Portugal está bem melhor na união, nos com os desgovernos que temos nas últimas decadas, sem união ja pertenciamos a África.

        • Vlad says:

          Pensas que é só em Portugal que está a ser afectado por este desgoverno? Não é a Europa toda. Olha bem o que se passa no Reino Unido, na França,…

  8. Sergio J says:

    Referendos são uma treta. A maioria não está a votar na questão, mas sim a mostrar o seu descontentamento sobre algo.

    Muita gente vota com convicção (não importa o lado) . Mas na realidade os destinos de um país são decididos pelos indignados.

    A opinião pública vive de momentos, sendo muito volátil. Decidir o futuro de um país com base nesta volatilidade é dar um tiro no pé.

    Faz-me lembrar os nossos Referendos, mas vi isso acontecer noutros países. Pessoas a votar num determinado lado, não pq acreditava mas porque seria um cartão amarelo ao governo.

    A minha opinião não é melhor que a de ninguém, mais não queria que a votacao fosse condicionada por estas situações.

  9. Nacho Vidal says:

    a imagem está ao contrário …

  10. O Zé da Esquina says:

    Têm um bom exemplo de um país como a Suissa não faz parte da União Europeia mas tens direitos de comércio na Europa … e não deixem de ser o país que são por estarem fora da União Europeia …. e porque ao reino Unido não faz a mesma coisa ? Agora vão fazer birra por eles terem saído ? Eu votava para Portugal sair também mas não temos políticos para erguer o nosso País sem ajudas externas … o que ele tiveram foi tomates vai ser difícil ao início mas ao longo dos anos vão ver quem tem razão quem fica na União Europeia ou quem está fora

    • mateohoh says:

      Tirando o “Suissa”, você tem razão. A Europa não serve para nada (leia-se, para o real bem estar das populações, embora sirva perfeitamente para os tachos dos politicos ambiciosos). A inglaterra fez muito bem mas esta gente tem o cerebro lavado pelos europeistas que mqais não fizeram que nos tornar pedintes. Houvera cá gente capaz e era a ltura de sairmos tambem. Quem precisa da Europa? Os tachistas, os incompetentes que querem dinheiro à força toda e os países que a dominam para prosseguirem um escopo que está por desvendar.

  11. APereira says:

    Acho que o pplware deveria de saber que o Reino Unido nao se trata apenas de Ingleses, pois nao foram apenas eles que foram as urnas no dia de ontem mas sim os Gauleses, Ingleses, Escoceses e os Note Irlandeses.

    O problema por estes lados foi que a comunicacao social andou a enfiar pelos olhos dentro das pessoas que o problema eram os emigrantes que cá estavam, que passariam a ter o controlo das suas fronteiras e decidir quem entra e sai.

    Para alem disso, iriam ainda deixar de ter de pagar nao sei quantos milhoes de £ a Uniao Europeia, ficando assim com mais dinheiro para investir em servicos internos (como a NHS).

    Na verdade pouco ou nada disso é verdade, pois eles esqueceram que ao sair da UE acaba tambem o mercado liberalizado para os paises membros (que no caso do UK corresponde a 45% das exportacoes), a agravar a isso passam eles tambem a necessitar de vistos para permanecer na UE.

    Segundo pessoal meu conhecido, em Inglaterra aquilo esta ao rubro, desde estrangeiros a serem gozados até placares a dizer “Vote out, Imigrants Out”.

    Agora, resta-nos esperar… Escocia já se prepara para o segundo referendo para a independencia (que a concretizar-se de certeza que irá ter como resultado final o Sim) entre outros paises da UE que acabam por sofrer consequencias relacionadas com o UK deixar a uniao.

    A juntar a isso, esperemos que o UKIP nao fique no poder e a mandarem os imigrantes embora (como os Ingleses estao filados), comecem a arregacar as mangas para trabalhar.

    • Vítor M. says:

      Se é Reino Unido como achas que não sabemos que são só “ingleses”? 😉

      Esquece os emigrantes, eles precisam mais deles do que se julga. Está em causa sim problemas que o país mais rural pensa que se resolve com a desagregação. Já a facção mais financeira de Inglaterra sabe que não é nada disso. Mas, o povo é soberano.

      Ainda só estamos a ver a ponta do iceberg.

      • APereira says:

        Voces referem várias vezes os Ingleses votaram, na verdade nao foram apenas os Ingleses mas sim os Britanicos que votaram, sendo que o sim apenas ganhou em 2 paises (Inglaterra e Gales).

        A campanha foi feita com base nos emigrantes saem, em recuperar as fronteiras e em colocarem as pessoas contra os estrangeiros que residem no país.
        Como os Ingleses sao racistas, levaram a este resultado, Gales vai de arrasto pelos Ingleses…

        Agora temos outro problema em maos que é a Escócia e Irlanda do Norte.
        Na Escócia já se fala de um segundo referendo para a independencia, que a realizar-se a maioria irá votar que quer a independencia (Eu votarei pela independencia), a Irlanda do Norte talvez se queira aliar a Escócia e assim acabam por permanecer na Uniao Europeia.

        A ser assim, Inglaterra e Gales ficam sozinhos, sem o petróleo que eles tanto gostam e ainda tem outro grave problema para resolver… As armas nucleares que estao estacionadas ao largo da Escócia e que os Escoceses vao querer que eles as tirem.

        Para já a consequencia foi a Libra baixar o valor para minimos históricos, muitos dos que votaram Leave, já devem de estar arrependidos, David Cameron já apresentao demissao esperemos que o UKIP nao consiga o poder.
        O Farage que dizia que os 350milhoes iriam ser investidos na NHS (Sistema de saude britanico), afinal já diz que nunca disse isso.
        Para além disso os Ingleses já perceberam que nao irao conseguir sobreviver sem estarem no espaco Shenguen e que para isso terao de continuar a contribuir e a deixar os emigrantes entrar.

        Mas sim, é como dizes, isto é só a ponta do Iceberg, parece que vou estar por cá para ver o que se vai passar.

      • ML says:

        Como vai Vítor M. , tudo bem?!

        Você ou alguém da Comunidade PPlware saberia me dizer como é a relação diplomatica da Inglaterra com Portugal independente da UE?

        Abraços

  12. Rui says:

    Acho que principalmente os Ingleses não têem a mínima noção do que fizeram! É que a Escócia (que pretende obter a independência), votou 62% em como querem continuar na UE e a Irlanda do Norte Votou também a favor da UE. O que vão fazer agora? Novo referendo para dar “liberdade” aos Escoceses e Irlandeses, assim como os Ingleses exigiram da UE com o Brexit?

    Uma coisa é certa, o terramoto ainda não terminou e não tenho dúvidas que o voto é de protesto, só assim se justifica votarem ao lado da Extrema Direita e Extrema Esquerda!!!!!!!

    Para a UE, perdemos a maior potência militar e a 2ª potência económica, mas paciência…..

    É uma oportunidade de aprofundar a UE ou a Alemanha vai fazer contas se eles próprios não é melhor saírem para não terem de sustentar ninguém!!!!!

  13. Kabindas says:

    O orgulho muitas vezes provoca cegueira … é triste é que por pouco de mais de metade a outra metade vai sofrer as consequencias.

  14. referendo says:

    Sou de opinião de que assuntos tão importantes não deviam ser consultadas nos referendos.

    • txitxi says:

      Eu sou da opinião de que é povo que deve decidir o seu destino e não meia-dúzia de burucratas e tecnocratas que apenas vêm números e não a realidade.

      • referendo says:

        Isto é tudo muito bonito, mas quando o voto fica dividido ao meio, ainda mais num país que tem quatro nações diferentes, isso nunca acaba bem.

      • Rui says:

        Pois, pois. E o que dizes agora que a extrema direita ficou toda contente, um pouco por toda a Europa? Não te esqueças, tu e toda a gente, que o Hitler subiu ao poder através das eleições e olha o que aconteceu a seguir!!!!!

        Estás a falar da extrema direita. E quem votou, fê-lo como voto de protesto, não por apoiar a extrema direita, mas na prática apoiaram a extrema direita. E aquela gente nem percebe que a Escócia e a Irlanda do Norte querem continuar na Europa.

        Estão metidos numa linda alhada!!!!!

      • Filipe Teixeira says:

        O povo é estupido e pouco percebe dos assuntos, deixa se iludir pela propaganda demagógica e olha o que fizeram.

  15. Nathan says:

    Lindo!

    Fazem muito bem!

    A UE era uma coisa muito bonita e inteligente… até ao euro e a corrupção começar a se instalar no parlamento europeu.

    • Rui says:

      Claro, nos parlamentos nacionais é só gente honesta………..

      Olha? Pelos vistos não queres nem ouvir falar na UE, mas eu pergunto-te, até porque sou da área……
      de 2014 a 2020 Portugal vai pagar 2 mil milhões de Euros e vai receber 27 mil milhões, sabes o que nos acontece se deixarmos de receber 4 mil milhões de euros em subsídios por ano? Já reparaste que quase todas as obras feitas em Portugal são pagas em grande parte pela UE? Ensino Profissional é 85%, Saneamento básico e água são mais de 90%, subsídios às empresas anda entre 30 a 70%……..

  16. darth says:

    para questoes destas, deveria sempre haver uma maioria clara de +60%… que 52% vs 48% nao é la muito unânime, em especial quando se trata de uma decisão tao importante

    agora, nao falta bife a prever/desejar a desagregação da UE… mas ao que parece, sao eles que se vao desgregar, a comecar com a separacao da Escocia, seguida da Irlanda do Norte (mas como aquilo esta chjeio de unionistas, talvez nao)

    • referendo says:

      Exatamente. Ainda por cima foram os mais velhos é que decidiram a vitória do brexit. Os velhos que não estarão cá daqui há alguns anos e os mais novos que na sua maioria votaram para ficar vão ter que viver com isso.

    • Rui says:

      Ora nem mais. O que vão dizer aos Escoceses que votaram 62% pela continuidade na UE?

      • APereira says:

        Novo referendo para independencia com a vitoria certa.

        Hoje por varias vezes ouvi pessoas a dizer “Nunca tive vergonha de ser britanico, mas hoje tenho”.

  17. Xoxota says:

    Pois nao, sabem lá agora. Nós agora é que lhe vamos dizer onde é que devem ou nao votar.

  18. Luciano says:

    No mundo actual, viver isolado é sempre pior do que viver numa determinada união, por muitos defeitos que a UE tenha (e tem). Sou residente em Inglaterra há 3 anos e trabalho com a maioria dos fabricantes automóvel cá. Por mera coincidência, hoje a Jaguar Land Rover congelou todos os investimentos previstos cá até o final do ano pelo menos. Outros clientes como Coca Cola e GE estão também a puxar o travão. Para a empresa onde estou inserido, isto representa uma perda de negócio na ordem dos 15 milhões. Isto é só o começo. A Inglaterra meteu-se numa crise que não se livrar tão cedo. Os bancos estão a avisar os clientes que as taxas de juros (empréstimo habitacional) vão subir ainda este ano e poderá chegar aos 4%. Nenhum Pais ganha em sair, muito pelo contrário.

  19. David Ramos says:

    Este tipo de votações não deveriam sair. A maioria das pessoas não percebem o que fizeram. Basta ver onde é que votaram mais na saída. Londres votou em ficar e territórios rurais votaram em sair. Territórios rurais… Na minha terra (rural) são quase todos uns burrinhos….

  20. fernando says:

    “Mas será que os ingleses, ao votarem, estavam conscientes das consequências da sua saída de União Europeia? As pesquisas feitas no Google nas últimas horas do dia de ontem sugerem que não.”
    Esta parte não está correta, as pesquisas foram sobre as consequências e não sobre a saída ou não. E será que alguém sabe? Nesta UE das décimas tudo é possível aguardemos. Se existe coisa que me dá pica, é ler os comentários, dá para perceber a mentalidade de um Povo em relação á Politica e como consequência ao destino do País e de todos nós. Mal vai a coisa. Já agora “Gauleses” também são Ingleses?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.