Quantcast
PplWare Mobile

Asus Padfone – O ataque Asus aos Tablets e Smartphones!

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Paulo Silva


  1. Conimbrigae says:

    Seria espetacular… não fosse o facto de ser um Asus (e não sei se actualmente valerá arriscar na compra de um produto dessa marca). São tantos os problemas que trazem que entre este equipamento e um nokia 3310 eu prefiro o nokia.

    • BK says:

      Que disparate. Em termos de portáteis e motherboards a Asus é a marca de maior confiança, dizer o contrário é ridiculo.

      • Ciro Espitama says:

        Sem querer ser tão, digamos incisivo, concordo com o colega BK, a Asus é uma excelente marca. Comprei um portátil dessa marca em 1999, com Windows 95, e até hoje funciona perfeitamente com Windows XP. Tenho motherboards da marca nos PCs de casa e do trabalho e funcionaram sempre sem falhas. Tenho também outro portátil de 2007, com dual core que nunca falhou. Se calhar o colega Conimbrigae pode ter tido uma má experiência com a Asus, mas talvez seja caso de pouca sorte.

      • Dusac says:

        Não é ridículo não BK ! Em relação ás boards tens razão, quanto aos portáteis há falhas. Comprei um Netbook á pouco tempo (2 meses) e já me está dar problemas, verdade que a marca resolveu em tempo recorde. O que afirmo advém também, da minha actividade na informática, venda de equipamentos, responsável por de centro de reparações, etc, há mais de 20 anos. Cumps

    • bakchich says:

      nota-se que sabes mesmo do que falas!

    • Pedro says:

      Ui, onde é que Nokia já vai. É tão século XX…

    • DoContra says:

      Deves estar a confundir com Acer…

      • Luís Santos says:

        Bem… a minha experiência pessoal com material da Asus e da Acer diz-me que a Acer é bastante melhor. Em termos de eficácia não é MUITO melhor, mas se lhe juntarmos o preço geralmente mais apelativo, então ficamos com uma relação preço/qualidade bem mais interessante que na Asus.

        • DoContra says:

          Não estou a dizer a Acer é sucata, mas tem um historial de problemas bem mais extenso. E então, no que diz respeito a assistência técnica, é um calvário ibérico. Quanto à Asus é um dos melhores fabricantes de componentes (motherboards, placas gráficas, p.ex.), com uma história de fiabilidade bem mais positiva.

        • carlos says:

          Deves estar sozinho no mundo.
          Por norma qualquer informatico escolhe asus como número 1, a diferença entre preço e qualidade para ACER é abismal…

          Já tive uma MB ASUS e estragou-se passado pouco tempo mas isso não faz dela uma má marca, porque é única queixa que tenho.

          Agora ACER, tenho queixas de muita gente a todos os niveis.
          Só me espantou uma vez um portátil com linux, o GNS3 tinha uns 30 routers a correr ao mesmo tempo e mesmo assim o SO não estava lento e dava para ver filmes.

    • Conimbrigae says:

      É BK… deves saber do que falas. Quais os portáteis Asus que comprastes recentemente? Posso falar da minha experiência: comprei um G51JX com defeito, por conta disso o troquei por um G73JH que, pasme-se, vinha exactamente com o mesmo problema. Após um processo em tribunal recuperei o dinheiro do portátil e adquiri um G73SW… tem uma enormidade de problemas (se desinstalo um jogo que vem com o equipamento perco as luzes do teclado; se actualizo o silverlight perco o bluetooth e as hotkeys…) Se comprastes mais equipamentos Asus entre meados de 2010 e início de 2011 partilhe sua experiência.

  2. João Caldeira says:

    Bom… nem tudo na Asus são problemas… olha que a miúda é bem jeitosa…

  3. vitor says:

    Para mim Asus é sinonimo de qualidade!! 😀

  4. João Ramiro says:

    A ASUS para mim sempre foi uma marca de grande qualidade.

    Este pad seria útil caso não fosse limitado a um smartphone apenas, embora nesse caso fosse visto mais como um acessório.

    Estou mais interessado no ASUS Transformer e à espera de umas reviews 😛

  5. djx says:

    Então deixa ver se percebi, é só um ecrã gigante com baterias + o telemóvel, certo?
    Acho que o remate final seria
    1-Teclado a sair por baixo e fazia logo docking.
    2-Dual boot entre Android e Linux ou Android e Chrome. Porque há quem queira um OS a sério e um telemóvel

    • CMatomic says:

      “2-Dual boot entre Android e Linux ou Android e Chrome. Porque há quem queira um OS a sério e um telemóvel”

      Abdroid e chrome Os são Linux

      • djx says:

        São baseados em Linux, são coisas diferentes.

        • CMatomic says:

          Vamos ver o linux é um kernel e não um sistema operativo , por quando é baseado no linux quero dizer que o kernel desses sistemas é linux.
          Agora anda muito pessoal a confundir linux como sistema operativo GNU/Linux, exemplo é possível criar uma versão do Ubuntu com uma versão do kernel unix/freeBSD ,os sistemas operativos GNU/Linux e unix/freeBSD são muito semelhantes é grande parte dos aspectos o que varia são mesmo o Kernel. uma coisa sei é que o chrome Os é um sistema Linux e alias alguns dos seus pacotes tem origem no ubuntu eu próprio vi isso no código de fonte do sistema, portanto anda ai muita gente a utilizar linux sem o saber

  6. carlos m. says:

    no brasil o ipad 2 mal chegou e ja se esgotou. Mesmo que a asus tenha produtos de boa qualidade e que esta ideia da asus seja engracado duvido que faca muito sucesso. Android tem problemas de fragmentacao, virus e outros problemas. Ate maior parte que o pessoal compra smartphone android passa a vida a trocar de roms. Ninguem bate o ios

    • racpxt says:

      Esses problemas do android são mesmo sérios. Ainda me preocupam mais que o assassino do machado que está no banco de trás do meu carro à espera que eu vá conduzir e as tatuagens do chipicao com LSD.

    • ArTuRiX says:

      Essa é boa! Eu também gostava de mudar de rom no iphone!!! É que aquela skin e ícones desde o 1º e ja vamos no 4 e ninguém os muda!! E ios é do mais seguro pena as falhas de segurança descobertas levam 2 anos a resolver na Apple!!!

      • carlos says:

        isso não é verdade.
        E é mesmo assim que se quer simples e funcional

      • Ghost Rider says:

        No android não mudas de tema assim do nada… PIMBA tens de meter uma ROM. No iOS, também não mudas de tema assim do nada… fazes jailbreak… e depois mudas 🙂

        PS: Não gosto nem do iOS nem do Android, mas tive de comentar porque estavas errado. Sou um utilizador do Nokia N900, onde podes trocar de temas sem complicações…

        • Carlos says:

          Desde quando precisas de mudar de ROM num android para mudar temas ou o quer se seja? So mudas de ROM se quiseres mudar a versão do OS…
          Personalização é o que tu bem entenderes no android… tanta app que existe que faz isso por ti…
          Não fales sem saber.
          Ptt

          • Ghost Rider says:

            Bem, por acaso não fazia ideia disso…
            Pelo que vi e li, parecia ser só possível com ROMs… parece que estava errado então 😛

        • dajosova says:

          Foi bom assumires que estavas errado :p Senão caíam-te em cima… e eu seria um deles.. pois é muito fácil personalizar o Android sem mexer nas Roms. 😉

  7. Ppietra says:

    A mim parece que estão a tentar resolver o problema errado com o hardware. É pensar bem, quem é que querer andar com algo que nada mais é que um monitor com bateria!? Uma pessoa gasta o dinheiro para depois ficar com um mono que só pode ser usado com aquele telemóvel especifico… e provavelmente com um pouco mais ficava com um tablet completo mais um telemovel.
    O problema que eles propõe resolver é algo que se podia fazer via software e uma mera ligação wireless entre telemovel e um tablet, “cloud” ou até um computador…. A sincronização de dados é a solução mais óbvia e potencialmente compatível para qualquer combinação de hardware. E para carregar o telemóvel a partir do tablet, bastaria usar um cabo.

  8. Litlehouse says:

    Bom dia,
    Eu conceito será um “ovo de colombo”, claramente e, se der certo, vai obrigar a marcas a adaptarem-se. A minha única dúvida é se o PDA da Asus é suficientemente bom para que o possamos “trocar” por aqueles que agora usamos, porquanto, em relação ao ecrã não há problemas.

  9. Faptastic says:

    Tenho um asus e estou satisfeitissimo. (701)
    A ideia parece boa

  10. kendimen says:

    Muito interessante,a ideia! Mas ainda gosto mais da ideia da Motorola, de inserir o smartphone num netbook:
    http://www.anandtech.com/show/4092/motorolas-atrix-4g-tegra-2-smartphone-netbook-in-one
    Gosto de teclados físicos! 🙂

    • Ciro Espitama says:

      Alguns amigos meus brasileiros compraram o Atrix, mas não gostam do lapdock, pois a experiência de navegação é tudo menos rápida. Tem-se apenas uma tela de smartphone “esticada”. O único acréscimo é o Firefox, mas o uso é muito lento. O custo extra do teclado não se justifica.

  11. Ryan says:

    Vi esta coisa ha uns dias, se nao me engano, e parece-me um conceito interessante. O preco sera o que ira afastar consumidores para comprar penso eu. Gosto da ideia.

  12. Emannxx says:

    Ignorando qualquer questão acerca da qualidade etc., não há como negar que esta ideia não foi de génio. Chega-se a casa, coloca-te o smartphone no compartimento, e temos um tablet. Temos que sair de casa, saca-se fora, e temos um smartphone. É genial!

    É esta a parte chata quando chega a altura de se comprar um equipamento destes… “Se eu comprar este agora, amanha sai um um conceitos/tecnologia ainda melhores!!”

  13. Glink says:

    isso é copia de um computador Suíço com ubuntu que vi ainda o ano passado 😡

    pode acontecer de terem visto o mesmo que eu e tenham comprado a ideia, mas falta a parte do teclado 😡

    ou seja o que eu vi era um NetBook/tablet/smartfone(ubuntu nos primeiros Android no ultimo salvo erro)

  14. Pedro says:

    Prefiro de longe Nokia. A Asus tem vindo a perder parte do mercado por falhas graves nos seus produtos, principalmente em gadgets.

  15. Gerardo says:

    Quando eu lancei esta ideia à meses chamaram-me louco (https://pplware.sapo.pt/informacao/acer-iconia-tab-w500-pc-ou-tablet-escolha-os-dois/) e agora ai está. Era óbvio que devia haver um produto assim para não termos de escolher entre sair com o tablet, telemóvel ou os 2.

    • Vítor M. says:

      Nunca se pode chamar louco a alguém que expõe uma ideia no mundo da tecnologia, isso porque o conceitos mudam com uma velocidade que, o que era antes uma impossibilidade, uma loucura, passa a ser uma ideia brilhante.

    • Ppietra says:

      Este protótipo está longe de provar que a ideia funciona e é apelativa para o consumidor, e é visível o tamanho extra necessário para acomodar o encaixe do telemóvel!
      Tu ficas com um mero ecrã que só serve para ligar aquele telemóvel. Ficas com um mono que não funciona sem o telemóvel. Pelo o dinheiro que gastas mais valia ficar com algo que consegue ainda ser um tablet sem o telemóvel.
      O problema que eles querem resolver resolve-se com software, com uma boa sincronização ou comunicação entre dispositivos. Algo que seria universal para qualquer combinação de dispositivos que queiras. Resumindo, isto não passará dum nicho de mercado, que muito provavelmente morrerá.

  16. Serva says:

    Eu comprrendo bem o que o CMatomic quiz dizer com um sistema operativo a sério , de facto o Android é linux , mas é para Smartphones e não para tablets que podiam fazer exactamente o que uma distribuição Linux para desktop ou para notebook fazem , são conceitos completamente diferentes , ei também gostava que os tablets evoluíssem para sistemas operativos a serio e assim terminava-se com o problema que hoje temos de fragmentação do Android .

    Cumps

  17. scratch says:

    Por acaso o conceito está bastante interessante.
    Imaginem a Apple a produzir um, iPhone a transformar-se num iPad, era qualquer coisa..

    • aver says:

      Se receber uma chamada enquanto estiver a usar o “aparelho” na forma de iPad é que não vai dar muito jeito encostá-lo ao ouvido.
      Por acaso não acho piléria nenhuma ao conceito.
      Não sei também se não coloca questões complexas de resolução de ecrã para as app – a app tem que estar preparada para trabalhar, alternadamente, com a resolução do ecrã do smartphone e do tablet.

      • RCS says:

        em relação ás apps estarem preparadas para tablet e telefone, o honeycomb já pensa nisso. Já vi uns vídeos da google a falar nisso..

        • Ppietra says:

          Sim! mas até que todas as aplicações tirem o devido proveito dessa funcionalidade as pessoas vão se deparar com esse problema pois têm um telemóvel e pretendem descarregar nele as mais variadas aplicações.
          Basta olhar para o caso do iPad! A grande maioria das aplicações já estão preparadas para os dois ambientes, mas não deixam de ser uma pequena percentagem relativamente ao número de aplicações que existem para o iPhone.
          A única solução passa por fazer um “upscale”, mas com ecrãs com diferentes aspectos é capaz de não ficar muito bonito.

  18. Ciro Espitama says:

    Informações vindas da Asus, relatadas a um amigo meu que desenvolve aplicativos para Android, é que o Padfone virá somente quando for lançado o Android Ice Cream Sandwich, pois a mesma versão do Android deve correr nos dois dispositivos. E como o Honeycomb não está optimizado para smartphones e o Gingerbread deixaria o tablet sub-utilizado, a saída é esperar pela seguinte versão do Android. Se pensarmos que um tablet custa no mínimo €480 e um smart não fica por menos que isso, termos os dois integrados por um valor inferior seria muito interessante. Melhor ainda seria que o tablet fosse compatível com o teclado do Eee Tranformer. Desse modo teríamos ora um smart, ora um tablet ou um netbook. Seria um dispositivo 3 em 1!

  19. aka says:

    Eu por acaso até estava curioso quando ouvi rumores sobre um padphone da asus a pensar que era algo inovador.
    Mas depois sai.me uma treta destas, não tenho nada contra a asus, pelo contrario é a minha 1a escolha em motherboards.
    A nivel de tablets n axo piada nenhuma e 0 utilidade, mas admito k o ipad é de longe o melhor, os pads c/ android so vendem pelo simples facto de serem + baratos e decentes, o mesmo digo sobre os smartphones, ios sem duvida. (E n sou fan da apple, imagino se fosse) mas o wp7 tb está a crescer na direcçao certa.
    Agora este gadget so mostra falta de originalidade e utilidade, algo para os ricos ignorantes gastarem o seu €, e na minha opinião bastante ridiculo.

    • Hattori Hanzo says:

      Os tablets com Android são, por norma, na mesma faixa de preço do iPad. A não ser que se considere mini-tablets, como o ZTE ou o 1º Galaxy Tab como concorrentes do iPad, o que eu não acho correcto.

  20. canibalPT says:

    …e que tal um PADFONE TRANSFORMER ? isso é que era!

  21. dajosova says:

    Muito bem… espero que venha a ser um equipamento fiável… que é isso que este mercado precisa: fiabilidade.

    quanto à discussão anterior, a ASUS já deu muitas provas de qualidade mas tb há casos de problemas.

    Digam-me uma marca que nunca tenha tido problemas e eu indicar-vos-ei o contrário! 😉

  22. Assis says:

    Mexi num ASUS TF101 ainda há uns dias atrás, e deixem-me que vos diga, é uma porcaria. Parece um aparelho da loja dos chineses, tem-se aquela sensação de ser um produto barato e de fraca qualidade, de maneira geral olhando apenas para o ecrã, o sensor de toque, o plástico, bem um pesadelo. Já a operabilidade do dispositivo também deixa muito a desejar, é lento a responder tem muitos lags quando se navega pelos menus, e em todo o lado praticamente. Não vejo este dispositivo inútil ser muito diferente do outro.

  23. dajosova says:

    Já se discutiu aqui o problema das radiações.

    Mas agora ESTÁ CONFIRMADO o que eu já havia alertado.

    RADIAÇÕES dos telemóveis estão diretamente relacionadas com certos tipos de CANCROS!!!!!! Quem avisa é a OMS (Organização Mundial de Saúde)

    • Ppietra says:

      Vai com calma que a informação não é bem essa! A OMS não aponta para estudos conclusivos, o que diz é que será melhor optar por uma postura mais cautelosa face às radiações, jogando pelo seguro. São recomendações de painéis de investigadores e médicos, não uma descoberta!

      • dajosova says:

        Nada disso. Por favor não tentes aligeirar o meu comentário.

        É possível que as radiações eletromagnéticas causem cancro. Está mesmo confirmado; porém não está comprovada a mesma relação causa efeito, como por ex., no caso dos que fumam e possam contrair cancro nos pulmões. Ou seja, as evidências são mais ténues.

        As recomendações cautelosas que falas já existiam; e nem é preciso ser médico para se ser cauteloso e não se expor muito tempo a radiações.

        Agora está confirmado e, pela primeira vez, a classificação de potencialmente perigoso para o desenvolvimento de células cancerígenas terá os detalhes publicados no dia 1 de Julho numa revista científica de renome (mas que agora me falha o nome da mesma).

        Mais do que estarmos a discutir pormenores, o meu comentário é no sentido de alertar consciências para que se tenha precaução no uso dos telemóveis; nomeadamente deixá-lo ligado na mesinha de cabeceira.

        Além disso, penso que a notícia é suficientemente esclarecedora:
        http://goo.gl/a7GSf

        Bem hajam!

        • Ppietra says:

          Eu pessoalmente tb concordo com a recomendação da OMS!!!
          Agora o que é dito não é a história que contas! A OMS tem paineis que olham para a literatura científica publicada e tentam compilar recomendações fundamentadas que servem de guia para protecção da saúde!
          Eles não fizeram novas investigações, nem houve uma investigação que tenha provado a relação causa efeito em humanos. Há isso sim fortes evidências que nos levam a desconfiar sobre o efeitos das radiações, mas ainda não foi possível provar. Por isso não digas que está confirmado.
          É assim que a OMS funciona, com recomendações!

  24. Lagunna says:

    Sem entrar em questões técnicas e sem querer desvalorizar qualquer marca. Já tive meia dúzia de pcs. o mais antigo de todos é um Acer. Talvez 13 anos. Não estou certo! Ainda hoje funciona sem qualquer upgrade, agora com linux. Já tive asus, motherboard foi à vida. Já tive toshiba em pouco tempo finou-se. Marca branca avariou-se. Dell, um ver se te avias. Compac já era. Agora uso um HP e em termos de durabilidade, depois do acer é o que mais tem resistido. Mas enfim, a Mercedes e a Ferrari também têm avarias. É um percurso longo de qualidade e fiabilidade que traçam o perfil das marcas, porém, por vezes até os bons falham e aqueles de quem menos esperavamos nos surpreendem. Com as pessoas é o mesmo!

    Bem hajam!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.