PplWare Mobile

Apple vai deixar China ver código do iOS para avaliar segurança


Autor: Pedro Simões


  1. Benchmark do iPhone 6 says:

    “Apple vai deixar a China examinar o código do iOS”
    Na verdade o que a fonte diz é “vai deixar a China fazer auditoria de segurança” (informática).

    Parece a mesma coisa, mas não é. Se fosse, boa sorte para os que fazem auditorias informáticas que nunca mais de lá saíam.

    Não quer dizer que não deixem examinar componentes do código – mas não é “o código”.

    • Nunes says:

      exacto!
      E mais do que isso, quase de certeza que será feita em condições controladas pela Apple, para que qualquer código que possa ser analisado nunca saia para fora.

    • Não Não says:

      Mesmo.

      Coitados dos chineses a lerem gigabytes de código!

      Mas é um bom exemplo de que quem não deve, não teme.

      Vamos lá ver se eles encontram ou não o código que envia os teus dados todos para a NSA, como diz o advogado russo do Snowden…

      • Bahh says:

        Não é exatamente como se a Apple tivesse escolha, lá na China é como em todo o lado, se o governo diz que não se vende nem mais um, não se vende nem mais um impunemente! Além de que podem bloquear o acesso dos iPhones às redes de telemóveis, logo mesmo que alguém os arranja-se à socapa não os conseguiria usar facilmente.

        Os chineses claramente tem pessoas suficientes para analisar o código fonte todo de alto a baixo, e descobrir as vulnerabilidades (se existir alguma) para espiolhar os outros… que se realmente tivessem preocupados com a segurança e privacidade da sua população não permitiam nem iPhones nem outros smartphones e telemóveis normais… visto que nenhum usa comunicações 100% seguras nem sequer do ponto de vista teórico!

        • Zero Zero Sete says:

          Meu caro…

          Qualquer parte do código, pode ser composto pela Apple, a qualquer momento.

          Se eles usarem falhas que tenham descoberto, é como o jailbreak… a Apple fica a saber, e corrige as falhas…

          A Apple tem mais escolhas que o governo chinês…

          Se o governo chinês proíbe a venda de iPhones, nada impede dos chineses comprarem iPhones em contrabando, que é pior para o estado (impostos, controlo)…

          E nada impede da Apple sair da Foxconn e de todos os fornecedores chineses, o que não interessa nada para a Foxconn… e como qualquer empresa desse tamanho… devem ter grandes lobbies no Partido Comunista Chinês… isso não pode acontecer, a menos que seja uma decisão de um truta demasiado grande…

          Portanto, o Sr. Tim Cozinheiro vai evitando que as coisas corram a mal…

    • Mota says:

      +2

      Exatamente. Eu mal li este o título vi logo que algo não batia bem, o grande trunfo da Apple é mesmo esse, fechar o código de tal maneira para garantir segurança (e perder liberdade 😉 ) .

      Auditoria sim, ler o código fonte não!

      • Tavares says:

        A Apple tal como qualquer outra empresa é OBRIGADA a fazer o que o governo Chinês ou outro da mesma dimensão exigir para lá vender os seus produtos!! Alguém no seu perfeito juízo acha que os acionistas da Apple(ou outra grande empresa)iriam abdicar de um mercado de mais de 1 bilião de consumidores…por causa de algumas “ninharias” que a eles,pessoalmente, em nada os prejudica??

        • Nunes says:

          :S essa é de coçar a cabeça!
          Dar o código fonte de todo o sistema de qualquer maneira, seria uma irresponsabilidade tremenda para a empresa! Poderia pôr em causa vantagens competitivas, caso todo o código caí-se nas mãos dum concorrente. Podes ter a certeza que a Apple só aceitou isto mediante condições.

      • Nuno Vieira says:

        Desde quando é que um programa ser de código fechado traduz-se em uma segurança acrescida?

  2. Hugo says:

    Se forem mesmo “examinar” o código é desta que aí vem um iOS chinês!! 🙂

  3. Rebelde says:

    Mas o hardware já não é visto pela China? É que no iPhone da minha moça fiz “made in china”?

  4. JJ says:

    É agora que vai surgir uma replica do iOS…

    Agora a serio… A Apple abrir este procedente, pode fazer com que outros governos queiram ter o mesmo tipo de acesso. Apple não terá argumentos lógicos para dizer que não.

    NOTA:
    “com a Apple a ter afirmado que pretendia vender só no continente Chinês mais de 100 milhões de dispositivos.”
    Não sabia que a China é um continente…

  5. Rafael says:

    [modo_ironico_ON]

    O iOS vai virar opensource! 😀

    [modo_ironico_OFF]

  6. Chic e esperto says:

    O mercado chines vale milhoes e a apple sabe disso, agr copiar o ios e impossivel pois e um SO fechado e limitado a un so tipo de hardware…e os chineses vendem qq coisa mas optimizar nem sabem o que isso

  7. Nunes says:

    “com a Apple a ter afirmado que pretendia vender só no continente Chinês mais de 100 milhões de dispositivos”
    Quando é que a Apple disse tal coisa?? É uma afirmação muito estranha para ter sido feito pela Apple.

    • JJ says:

      São Americanos (EUA)… sempre tiveram problemas em geografia, não é por serem da Apple que não tenham esses problemas.

      Eu conheço o (e normalmente utilizados):
      Continente Europeu
      Continente Asiático
      Continente Americano (América do Sul e América do Norte)
      Continente Oceania
      Continente Africano
      Continente Antárctica

      Agora “Continente Chinês”, não conheço…

  8. camt says:

    Que interessante, pedem um exame ao software para verificarem se há algum backdoor (neste caso americano) mas, ao fazerem isso conhecem os pontos fortes e fracos so dito “iOS” o que lhes dá a possibilidade de eles próprios criarem os seus para este ou outro software.
    Conhecendo a mentalidade “educacional” e “moralizadora” que últimamente têm tido sobre o que o cidadão pode ou não ver na Net é bastante auspicioso, enfim o dinheiro fala mais alto.
    Uma coisa que há muito me ensinaram foi que ” quanto mais uma pessoa se dobra mais se vê o rabo”.

  9. Sérgio says:

    É para o Goophone passar a ser um clone mais perfeito, até no SO. 😀

  10. joao says:

    la teve de o tim baixar as calcinhas

  11. int3 says:

    estes comentadores aqui… *facepalm*
    o iOS grande parte é open source. o que não é basicamente são os programas e o UI da apple. e certos kernel modules (aka drivers) .
    Depois inocentemente aqui dizem “vai aí o segundo iOS” lol claro. como o codigo fosse fechado….

  12. Devpython says:

    Vocês acham mesmo que a apple vai fazer uma loucura dessas?,É logico que se ela der acesso ao codigo, ela vai dar acesso a outro codigo modificado e não o original =P

  13. LP says:

    Vai ser interessante… Os chineses a ver se conseguem descobrir backdoors a partir daquilo que a Apple vai deixar vasculhar e a Apple a ver se conseguiu esconder bem a coisa… Batalha tecnológica, com a Apple a parecer segura de si própria.

  14. sakura says:

    a china quer Single.Nan NS_a e por NsaBayCina.

    depois de terem cortado as Fibras,Op. da ms google…. etc vão perder tempo com o ios? ja o devem ter, quern é o ukernel 120Kb enbutido no hardware.

  15. AlexX says:

    Um desses elementos da comitiva ou tem memória fotográfica ou leva uma camera oculta dentro dum olho postiço. Bastará um descuido lá vai o código, e brevemente abrindo uma Appli na China…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.