PplWare Mobile

AMD Ryzen Threadripper 3000 já consta no UserBenchmark com incrível performance!


Autor: Eduardo Mota


  1. Ze says:

    A Intel já está a começar a ser “comida” pela AMD em termos de preço/performance. E se a Nvidia não se põe a pau com os seus preços ridículos também irá pelo mesmo caminho.

    • Zé dos Azeites says:

      Fazem isso porque a amd a nivel de gpu high end não tem equivalência… A nova gráfica da amd radeon vii, é cara e a rtx 2080 ganha na maioria dos benchmarks pelo mesmo preço. Na altura AMD era melhor pelos monitores freesync pois eram mais baratos mas agora os monitores gsync tambem já suportam o freesync. Falta agora é nova concorrência, tipo a intel.

    • Miguel says:

      Intel comida?
      Sempre a mesma história todos os anos quando sai uma nova gama de produtos AMD.

      Se querem processadores da Intel com a mesma perfomance que estes ao mesmo preços esqueçam não é esse o mercado da Intel.
      A Intel está sempre a frente da AMD no que toca estabilidade/perfomance mas é bom ver a AMD a lançar novos produtos assim obriga a Intel a lançar também.

      • AMATSU says:

        Não considero as falhas de segurança nos processadores Intel um indicador de estabilidade. Acrescento ainda que a correção dessas falhas de segurança significou em perdas de performance significativos.

      • JCFB says:

        Errado. A amd ja beteu a intel no mercado diy e ja esta a causar estrago no mercado de servidores. Infelizmente ainda nao tem uma presenca tao forte no mercado de notebooks e computadores OEM mas espero que esta situação começe a mudar num futuro proximo. A intel ficou 7 anos a lancar quad cores com falhas de seguranca, por isso merecem o que lhes está a acontecer agora. Impressionante como uma empresa bem mais pequena lhes consegue dar luta.

        • Rui says:

          Cheguei a ter um Portatil MSI com processador aMd que era soberbo.

        • Miguel says:

          Os números são o que são, a AMD fica sempre muito atrás da Intel a nivel de vendas porque o utilizador prefere pagar mais um pouco e saber com o que conta.

          • JCFB says:

            Nem todos têm palas nos olhos como tu, eu pessoalmente preferi pagar o mesmo e obter mais. Tinha a escolha entre um i5 8400 e um ryzen 5 2600. Obviamente escolhi o ryzen, ganhei SMT e overclock e ao que parece não perdi nada.
            Oh e nisso das vendas informo-te já que numa estimativa de vendas de uma loja alemã (antes de tretas, eu sei que é so uma loja) para cada cpu que a intel vende a amd vende 4, e na amazon a amd customa estar sempre no top de cpus mais vendidos. No mercado empresarial, empresas como a google, a amazon e a microsoft estão a substituir os xeons por epycs. Ninguem quer saber se tu achas que a amd fica atrás da intel, os numeros mostram que a amd está a a ultrapassar a intel em determinados mercados. Agora é so esperar que consiga lutar contra a intel nos outros.

      • Jorge says:

        Intel teve já multiplas oportunidades de mudança.
        Desde o lançamento da primeira geração de Ryzen que eles podiam ter apostado no melhoramento geral dos seus componentes….
        Mas no final lançaram apenas flops onde alguns deles tinham pior performance que as gerações antigas…. Aliás acho que ate agora as melhores gerações da intel foram a geração 4xxxk e a 6xxxk
        De resto foi apenas flops existentes…..
        Agora AMD lançou ate agora a versão atlhon, FX e Ryzen… E desde a primeira geração de Ryzen que a intel está a ser deixada para trás… Não consigo dizer o mesmo a nivel das gerações anteriores como por exemplo FX que tinha graves problemas de Heat….

      • Rui says:

        Não é bem assim.
        A amd adormeceu por uns bons anos e foi comida em processadores de pc pela Intel.
        No entanto durante muitos anos fui utilizador amd. Pagava bem menos e recebia bem mais.
        Nas placas gráficas acho que a guerra foi bem diferente não tendo a AMD adormecido.

        Espero que a AMD recupere e volte a ter processadores melhores e mais baratos, até porque durante essa guerra os processadores tiveram uma evolução assinalável, coisa que hoje em dia não acontece….

        • JCFB says:

          Na minha opinião os anos que a amd esteve adormecida foram os anos em que eles estiveram a trabalhar na arquitetura zen ao contrario da intel que se aproveitou da situação e esteve 6 ou 7 anos a lançar quad cores a “preço de ouro”

      • Daniel says:

        Estabilidade e performance ? com os cortes de 30 e 40% de performance com as várias falhas de segurança e patching ? Rir.

        Intel está a caminho da era “bulldozer”… TDP altos, performance horrivel em comparação. Amazon e Google já encomendaram RyZEN, esses também são parvos ?

  2. Filipe V says:

    Desde quando o Userbanchmark , gpubenchmark ou qualquer site deste género serve como indicador de performance?
    Que ilusão.

  3. Luís Martins says:

    Nos portateis a Amd ainda está atrasada em relação á Intel, mas nos PCs neste momento está muito à frente da Intel, é uma questão de tempo para as grandes marcas lançarem pcs baratos e bons com os processadores da AMD, no mercado dos servidores a implantação da AMD vai ser muito mais difícil pois a intel não está a dormir e está a desenvolver novos processadores com bom desempenho . Mas para nós os consumidores finais somos muito beneficiados pela Intel ter um concorrente como a AMD pois a intel nos últimos 6 anos tem andado a gozar com o povo , pois pouco fez para aumentar a velocidade dos processadores
    dos PCs super aros , só fez um bom trabalho nos processadores para os portáteis nesta última geração que aumentou quase em 50% a velocidade e com menor consumo energético.

  4. Clopes says:

    Lado de lá, lado de cá…
    Há muito tempo que vejo escrever sobre processadores e respetivas empresas. Comecei a aperceber-me destes diferendos ainda na altura em que se adquiria uma placa-mãe e, nesta, se colocava ou um processador AMD ou um Intel. No final dos 386 princípios dos 486 este género acaba por decisão de Intel. Todas as publicações ( jornais e revistas) que se dedicavam a divulgar os avanços informáticos colocavam a AMD à frente da Intel referindo-se, principalmente, aos constantes erros de instruções e execução desta. A AMD ao contrário não tinha devoluções cumprindo com o que fornece.
    Assim a Intel foi-se repetindo, desenrascando-se e, paralelamente, desenvolveu políticas de “informação” junto aos seus clientes habituais e a novos. Exemplo de intoxicação informacional foi um cliente me pedir para fornecer um PC. Ao perguntar por processador ele só quer Intel, Intel e Intel. Não lhe venham com tretas de outros processadores como a AMD. Olhe quero um exatamente igual ao que forneceu à minha mãe disse. Aquilo é que é, vê-se logo que é Intel! Na verdade, a mãe deste cliente comprou-me a última novidade AMD com secretária panorâmica muito bem configurado e incluía um jogo de ação extraordinário. Isto é, no mínimo, complexo… Não há a mínima noção de quem é quem…
    Novas tecnologias eram divulgadas por AMD logo apresentadas por Intel e muitas vezes mesmo antecipadas chamando a si a autoria. Aquando do evento do multiprocessamento a AMD manteve uma presença discreta apresentando de vez em quando uma ou outra inovação, estabelecendo algumas parcerias uma delas com alemães, produtores de consolas de jogos e procedeu judicialmente contra a Intel. AMD ganhou tendo grangeado alguns biliões de dólares pagos por Intel como foi documentado oportunamente na imprensa dos EUA. Na verdade nunca desistiu de inovar embora o objetivo de apresentações e novidades estivesse contido, mas… permitiu que Intel pudesse, por si só, desenvolver o negócio. Neste meio tempo AMD acabou por precisar de alguém com espírito futurista bem de acordo com todos os propósitos e finalidade da empresa. Algum setor ou outro foi entregue à inexperiência, daí serem obrigados a indemnizar cerca de 12M dólares. Contudo, ao fim destes anos a Intel deitou-se na própria cama visto que a da AMD esteve desaparecida, oculta (para a Intel: inofensiva ). Reapareceu de repente e tudo e todos foram apanhados de surpresa. Sempre me rendi a uma tecnologia o mais possível isenta de falhas e uma proximidade com o cliente tanto no apoio como nos preços praticados que encontrei desde sempre na AMD ao passo que na experiencia Intel redundou quase sempre em deceção sob variados aspetos. A forma de processar é idêntica para qualquer tipo de processador. Assim só a pormenorização e extremo cuidado na execução dos progressos e modificações de um processador se pode proporcionar excelentes resultados que encontro na AMD. Podem haver falhas mas para lá de raras, são prontamente colmatadas. Há fatores base que definem um processador para além de MHz, velocidades e núcleos. Intel tem uma base extensamente comercial em detrimento da qualidade enquanto a AMD tem otima qualidade sem ser extremamente comercial. Antes da sua fundação a AMD produzia microprocessadores para consolas de controlo de gravação e produção musical não sendo estranho que estendesse o seu know how ao empreendimento como AMD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.