PplWare Mobile

RHA apresenta os in-ear headphones MA750i e o MA600i


Entusiasta do software, tudo começou com uma programação de Basic no Spectrum 128K do irmão mais velho! Desde aí, nunca mais parei!

Destaques PPLWARE

  1. Hugo Chambel says:

    Teste android v2.2 – tablet

  2. asd says:

    Pub em forma de artigo?

  3. miguel says:

    e baratinho que isto é.
    para isso comprava uns Sennheiser, e venha quem vier qualidade de som é Sennheiser ou JBL.
    e ai sim a qualidade paga se

  4. miguel says:

    alem do + isto é mesmo para amantes da apple, é tudo em alumínio dos avioes (só para o tornar caro), o que funboys gostam…
    e por ser em aluminio fica sempre bem no seu iphone em aluminio.

  5. MigM. says:

    “equilibrado e articulado com um palco aberto.”
    O que é um palco aberto?
    Estes in-ear parecem-me mais uma boa aposta para servir de monição a um músico que para ouvir ficheiros comprimidos de música. Na volta o seu range de frequências vai além do standard dos mp3, o que torna estes in-ear mal empregues para o mercado que apostam.

    • Nelson says:

      Palco aberto, ou “open stage” significa que o som reverbera mais, dando mais a ideia mais de um concerto ao vivo, que num estúdio. Os headphones deste tipo geralmente deixam passar o som exterior, e não são indicados para os músicos, pois para gravações, o feedback não se compactua.

      • MigM says:

        Depois percebi o que era – no fundo li mal a frase.
        Quanto aos músicos, nas gravações não se usam in-ears destes. Usam-se auscultadores de concha.
        Eu estava a falar precisamente para utilização ao vivo e o facto de deixarem passar o som de fora é positivo desde que corte as frequências que provocam o zumbido.
        Tocar ao vivo é bom ouvir parte do som de fora, temos de ouvir o público, ouvir o “ambiente” de palco, etc. – e eu como baterista tenho de ouvir um pouco da bateria e sentir o bombo.
        Quanto à questão do efeito open stage, isso só resulta se o disco for gravado e misturado em “open stage”, caso contrário o que vai adicionar é um falso reverb que normalmente estraga o som.
        Além do mais, hoje em dia com a war loudness poucos são os discos gravados dessa forma, e adicionar o efeito open stage quando estamos a ouvir em cima de taxas de compressão elevadas que nunca baixa dos 5/6 DBs é piorar o mau que já vem de “fábrica”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.