PplWare Mobile

5G: uma visão rara nos smartphones, pelo menos até 2023


Fonte: Canalys

Desenvolveu desde cedo o gosto pela escrita e comunicação. Em leis formado, tem como hobbies a aquariofilia e a música. Mas é na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e no Pplware a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.

Destaques PPLWARE

  1. SANDOKAN 1513 says:

    Ora,ora,daqui a 4 ou 5 anos… Nessa altura ninguém sabe se ainda é vivo ou não.Venha de lá o 5G e rápido pois é o que se precisa.

  2. Fulano says:

    Se o Trampas continuar com as suas “politicas”, nos EUA nem em 2050 vai haver….
    Já na Europa, continuo a ver diariamente a instalação de torres 5G… Grande parte delas (Senão a maioria) da HUAWEI.

  3. CMatomic says:

    As estações nacionais de radio e televisão “RTP,SIC,TVI” deverão apostar nos seus próprios emissores 5G para a transmissão de radio e televisão , iria permitir a recepção directa nos telemóveis , como serviços ondemand sem a necessidade uma subscrição de acesso a Internet , televisão RAW 4K , transmissões em RAW 8K , radio HD “DSD”.
    Devera existir leis , o não impedimento das operadoras telecomunicações da recepção de emissores 5G dedicados a serviços multimédia em aparelhos moveis ou através de qualquer outro meio clássico de recpção de televisão e radio .

    Garantir continuação do acesso gratuito e livre , deve ser um dever , como um direito .

  4. Zé dos Azeites says:

    E a radiação que o 5G provoca? Já foi algum estudo independete realizado?

  5. AndIamTheDumbOne says:

    Sim todos nós precisamos gastar os 500MB em menos de 1min…

  6. Joao Ptt says:

    Seria interessante a ANACOM não permitir a instalação das redes de 5G em Portugal.

    Só quando as empresas concordassem cobrir 100% da superfície terrestre nacional (incluindo os arquipélagos) e que só poderiam iniciar a disponibilização da rede 5G aos clientes finais depois da ANACOM ter certificado que de facto existe uma cobertura de 100% através da visita física e respectivo aferimento por aparelhos técnicos, só então poderiam começar a anunciar-se como os maiores… e desta vez exigir valores mínimos de velocidade de sei lá 100 Mbps e tráfego ilimitado seja lá qual for a oferta comercial sem descriminação de tráfego nem redução de velocidade… se não quisessem poderiam ficar pelo que já têm agora e a ANACOM pode sempre abrir o concurso a empresas europeias que estejam interessadas em prestar o 5G em Portugal nessas condições (ou até melhores… eles podem dar preferência a empresas que proponham melhores condições mínimas que essas).

    E claro incluir pesadas multas sobre o rendimento bruto anual e até a possibilidade de cancelar a licença para as empresas não andarem a brincar.

  7. Rogério Simões says:

    Num pais em que só dentro das cidades temos 4g para quê estar com tretas? (e mesmo assim falha, moro no centro de uma capital de distrito e em casa apanho 2g da nos). Invistam no país todo, por igual, seja meo, nos, vodafone ou o raio que as parta todas. E mudem o sistema de controlo de trafego. Aderir a um pacote com tráfego ilimitado mas depois temos as letras pequenas que falam no uso consciente ou lá como chamam a isso e só temos 50gb mês

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.