Quantcast
PplWare Mobile

Metaverso inundado de violações, assédio sexual e racismo?

                                    
                                

Autor: Maria Inês Coelho


  1. ZZZZZZZZ says:

    Alguém me explica como é que alguém pode ser “violado” num sitio que não existe e com o qual não se tem contacto fisico???

    • Samuel MGor says:

      +1
      Já não conseguem distinguir o que é real e o que não é 🙁

      • Sabe-se lá says:

        Esta humanidade está a caminhar num bom caminho, está!…..

      • Tónio Piroco says:

        Só o facto de imaginarem e ainda se rirem de fazer isso, mesmo sendo virtualmente, já diz muito sobre o que se passa hoje em dia e a facilidade em que muita gente tem de fazer e dizer tudo a outros em qualquer rede social, ou mesmo por outros meios que não os pessoais.

    • Vitolas says:

      É uma nova expansão do Sims.

    • forthehorde says:

      Vivemos num mundo estranho…
      Mas deve ser tipo quando utilizadores da Horde faziam camping aos da Alliance no WOW e viceversa.
      Mas daí levar esse sentimento a sério…
      “…sociedade “fortes” tornam os homens fracos…”

    • JR says:

      Não se pode
      O que está em causa é o corportamento dos que fizeram isto.
      No momento que tens este comportamento numa situação “irreal” quem te diz que, vendo que podes fazer isto numa realidade virtual, não o vais fazer na vida real?!

      • PoPeY says:

        JR… Nao queiras ver o meu comportamento no GTA ou no POSTAL. lol

        • JR says:

          A tua comparação…. speechless

          • Hugo Nabais says:

            É de todo pertinente, uma coisa é um “jogo” e uma realidade “virtual”, outra coisa é a realidade… real!
            Eu, como muitos, tenho comportamentos completamente diferentes!

          • Tónio Piroco says:

            Hugo Nabais, jogos de tiros há muitos. Diz-me apenas quantos jogos baseados em agressões sexuais existem. Mesmo que não explícitos…

      • Sabe-se lá says:

        Desculpa, então é por eu levar tudo á frente no GTA que vou atropelar pessoas na vida real?
        É por eu jogar pokemon que vou andar em lutas de cães ou de galos?
        É por se assaltarem comboios no Red dead que vou fazer assaltos na vida real?
        É por Jogar COD que vou andar aí aos tiros?
        Os jogos são “sítios” onde podes fazer tudo, sem represálias. Realidade virtual é o que?

        E mais: se o serviço tem um sistema para outros utilizadores não se aproximarem, ela já começou mal por o desligar….

    • J Martins says:

      Acredito que o estado vai noutro sentido.
      Num mundo virtual, aliás, até no mundo das redes sociais o anónimato faz com que as pessoas deixem cair a mascara e mostrem quem realmente são sem inibidores ou receio de consequencias.
      Quantas pessoas não andam a insultar alguém nas redes sociais mas quando é ao vivo nem sequer levantam a voz da mesma forma porque ja´sabem que ao vivo estão sujeiros a consequencias (que podem passar por levar na cara se andarem a insultar o povo como fazem nas redes sociais).

      Este estudo é relevante porque mostra que numa realidade virtual o que acontece a esta mulher é algo que na realidade também acontece mas, digo eu, menos publico e muito menos aceite pela comunidade… Basta ver a nossa distinção “moral” nos comentários em que “como é que alguém pode ser violado numa realidade virtual?”. O caso aqui não é se existe violação legal ou não. Acho que este estudo simpelsmente demonstra que num mundo sem consequencias a malta mostra o pior de si. Quem realizou e participou nesta “violação” muito provavelmente nunca o iria fazer cá fora e a unica razão para isso não é por ser “boa pessoa” mas porque tem medo das consequencias ou não tem sequer capacidade para isso.

    • FAR says:

      Se quer mesmo saber e não estava a ser só parvinho, sugiro que procure num dicionário o significado da palavra. Existem muitos online, nem precisa de gastar € para se aculturar.

      Se ainda assim tiver dificuldades em conseguir diga, que eu envio-lhe o endereço completo.

    • Stanley says:

      E questão está na violação psicológica e não na violação física.

  2. Fontes says:

    Assédio moral, também não há contacto físico.
    Aliiciar menores nas redes sociais, sexting, etc. São crimes puníveis pela lei.

  3. ZarkBit says:

    Pronto, é o fim da internet…. É com cada estupidez….. Ser violado num jogo………..

    • irritadiço says:

      Ao menos que façam a javardice toda no metaverso. Se isso resultar em menos violações e abusos sexuais no mundo real já valeu a pena…

      • Tónio Piroco says:

        Isso é muito subjetivo. Alguém que nunca o faria na vida pessoal, até hoje, pode usar o Metaverso como um estimulo. É preciso ter noção, que nem todos pensamos da mesma forma, agimos da mesma forma e por aí fora.

  4. irritadiço says:

    No meu tempo havia paradise cafe, agora há isto. Acho que o Mark esqueceu-se de dizer ao pessoal que o metaverse não é um jogo. Parece que os fãs do GTA e COD estão lá todos batidos…

    • Bazuka says:

      O que importa não ser um jogo? Para muitos tem a sensação de ser um porque é a extensão do que podes fazer em jogos, ter a liberdade para fazeres o que quiseres, ainda para mais porque estás num ambiente virtual onde não estás fisicamente a afectar outra pessoa.

      Mark, Metaverse, etc.. por alguma razão estranha continua a parecer que foi preciso esse senhor sugerir esta ideia, porque meio mundo esqueceu-se que a ideia de espaços virtuais sociais já existe há décadas. VRChat, Second Life, MUDs, etc.

      Por muito que seja reprovável a atitude que certas pessoas têm nestes espaços (que claramente devia ser mantida a um nível privado), a educação das pessoas para lidar com estas coisas parece estar em falta. Querem-se queixar de um “crime” para o qual seguiram um desconhecido e em vez de sair do ambiente ficou lá para desfrutar do assedio? Não é uma criança de 8 anos a meu saber, e isto não é Sword Art Online. ALT+F4 ainda é uma possibilidade.

      • Blue says:

        Totalmente de acordo, e já referi algumas vezes na net também, que este senhor não veio descobrir o mundo metaverso. Eu conheço o Second Life há anos e este tipo de plataforma não tem nada de novo. Agora que nos dias de hoje, o Mark não tenham descoberto certos mecanismos…é outra história. O SL até hoje, que eu saiba, não teve este tipo de queixas, mesmo sabendo que tem todo um mundo para adultos. Mas entendo que só baixa a defesa quem quer 😉
        Como hoje em dia tudo se aponta para ganhar uns trocos extra….já nada me surpreende também.

      • Tónio Piroco says:

        Pois é, mas a realidade é que não sendo físico, podes com isto afetar mentalmente, há abusos através através de canais destes a toda a hora. E se achas que por ser um jogo, ou uma realidade paralela, toda a gente se deve ver no direito de fazer de tudo a todos, então estamos muito mal. A internet é livre, mas a tua liberdade pode acabar quando começar a minha (ou de outra pessoa qualquer).

        • Blue says:

          Não estou a dizer que cada um pode fazer o que quer e obviamente que pode afetar mentalmente quem anda por estas plataformas e perder a noção da realidade. A minha observação vai mais no sentido que o Mark não inventou nada de novo e que há sempre que ter noção dos limites seja na nossa realidade ou na virtual. Felizmente do que observei no SL, nunca soube de casos negativos. Só a minha opinião 🙂

  5. pj says:

    o “lixo do mundo” continua à solta.
    por que é que não há electricidade para metade do mundo, enquanto outros criam estas “porcarias” que não servem para nada???
    isto vai ter que ter um fimm…

    • Bazuka says:

      Se não tens habilidade para ver uma finalidade num ambiente virtual de socialização, isso é meramente um problema teu e das palas que estás a usar.

      Se queres que a outra metade do mundo tenha electricidade, melhor fazeres uma campanha de angariação de fundos e pores-te ao trabalho, porque estás a viver num mundo capitalista e nisso não há dinheiro a curto-medio prazo para satisfazer os investidores.

      • Adeus says:

        Vai falar com um psicólogo e lê os diversos estudos que há sobre o tema. O ambiente virtual só serve para encher os bolsos a capitalistas. Não trás nada de bom à sociedade e é péssima para a saúde mental.

  6. pj says:

    o “lixo do mundo” continua à solta.
    por que é que não há electricidade para metade do mundo, enquanto outros criam estas “porcarias” que não servem para nada???
    isto vai ter que ter um fimm…

  7. Jane Doe says:

    Porque não voltou a ligar o tal sistema de segurança que tinha desligado?
    Porque depois não tinha conteúdo para ser famosa?

  8. MCakaZim says:

    A quantidade de vezes que fiz e me fizeram o tea bag no Halo ou no CS… as vezes que peguei fogo a pessoas no Sims… no RDR ou GTA a arrebentar com NPC´s ou players só porque sim… nunca houve nada. é um jogo… é virtual… javardai á vontade. sociedade cada vez pior. por este andar vai ser só bixas ofendidadas com tudo que existe ou se faz. concordo com o que se disse acima. Se javardarem e fizerem tudo no metaverso e nao se passar nada no mundo real… está joia

  9. Pedro Nogueira says:

    “…metaverso da Meta”????
    Porque é que não chamam as coisas pelo nome???
    Não é metaverso da Meta, mas sim Realidade Virtual da Meta.
    O conceito Metaverso dentro da Realidade Virtual é uma coisa completamente diferente.

    Só poque um tipo mudou o nome da empresa para Meta e disse que estava a criar o Metaverso, significa que está a aplicar o conceito do Metaverse dentro da Realidade Virtual.
    Além disso, o conceito do Metaverse existe à mais de 20 anos.

    Não chamem Metaverso à Realidade Virtual, porque são coisas completamente diferente.

    Se não sabem do que estão a falar, mais chamarem as coisas peloa nome.

    O Metaverso em termos práticos ainda não existe. É isso que a Meta está a tentar desenvolver dentro da Realidade Virtual.

  10. ASilva says:

    Eu tenho é pena das mulheres que foram violadas na vida real, com é que elas se devem sentir.

  11. FreakOnALeash says:

    Acabou-se o tea bagging nos FPS de competição!

  12. ManAugusto says:

    O maior abuso está a ser cometido às crianças de todo o mundo, desde tráfico sexual (até por gente conhecida das Big Corp, realeza ingleza, etc.) e o verdadeiro ataque à unidade da família e costumes cristãos… mas isso os néscios não reparam. São néscios!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.