Quantcast
PplWare Mobile

FireProtection – Protecção de carros nos incêndios florestais

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Pinto


  1. MLeite says:

    São estes projectos que nos fazem sentir orgulho em Portugal!

  2. Viperz0r says:

    Bem fixe! Parabéns pelo projecto.

  3. Roberto says:

    Muitos parabéns pelo excelente projecto!

  4. António Domingues says:

    Parabéns pelo excelente projeto… Mas segundo o publicado não é viável 🙂 se o projeto custa 1.600€ e as viaturas 100€ 😀

    Deu para perceber que o valor esta errado…

  5. Luis Leite says:

    Tive a oportunidade de ver a apresentação do projecto na II Conferencia Nacional, e na mesma conferencia viu-se a Jacinto a fazer uma apresentação dum veiculo para ser usado numa refinaria em França já com o mesmo sistema… Como tal inovação? Infelizmente não me parece…

    • Joaquim Cunha says:

      Estive nessa mesma II conferência que falas e não vi a Jacinto apresentar nenhum dispositivo nesse veículo, até porque, esse não é um veículo florestal. Vi foi um sujeito apresentar uma aplicação que na prática se traduziu em ZERO.

      • André Cardoso says:

        Bom dia,

        Não me parece que seja uma inovação, mas penso que muitas vezes não é isso que interessa discutir mas sim a utilidade ou não desta solução, porque muitas vezes as inovações são utópicas…

        Deixaria aqui algumas perguntas:

        1- Este sistema só faz sentido em carros que não tenham já um sistema de springler instalado, os carros mais modernos já têm de origem este sistema tal como o sistema de oxigenação da cabina do mesmo em situações que ponham em causa a vida humana.

        2 – Muitos carros têm também georreferenciação instalada.

        3 – Este sistema é só um conjunto de sensores que originam uma ação ou contempla a montagem de toda a estrutura necessária? O tanque do carro em que for instalado ficará com um depósito exclusivo para o sistema ou não?

        Obrigado
        André Cardoso

  6. Helder Coelho says:

    Boa ideia!

  7. Roy says:

    Faz-me lembrar aqueles sistemas de deteção e extinção automática de incêndios na Austrália, onde todas as casas dentro de florestas e similares tem de ter um sistema de chuveiros que pode ser accionado à distância, ou localmente através de sensores, que mantêm a casa permanentemente molhada por fora… e óbviamente que o tanque com água está colocado numa altura superior à casa… mesmo que a electricidade falhe a água corre sempre.
    Pensando bem, já aos anos que os veículos dos bombeiros (pelo menos alguns) tem chuveiros para auto-proteção do veículo… a enovação talvez seja adicionar um sensor de calor que activa automáticamente os chuveiros… é enovador… mas não tão enovador como isso. Não estou a menespresar a ideia, que é boa.

  8. DLC says:

    É uma ideia com pernas para andar, muitos parabéns… fica aqui a promessa, se me sair o euromilhões o investimento está garantido!!! LOL… sim porque de outra maneira, ninguém tem um tostão!! Parabéns!!

    • José Moreira says:

      Tu querias dizer “ninguém DÁ um tostão”. Pois não. Esse projecto não interessa. Se não acreditas, pergunta a quem sabe: os que ganham dinheiro com os incêndios.
      Tem havido vários projectos, todos bons, pelo menos teoricamente, mas que nunca saíram da gaveta.
      Sejamos honestos: há quem ganhe dinheiro com os fogos.

  9. Ricardo says:

    Mas que boas notícias, especialmente nesta altura que se ouvem inúmeras histórias tristes relacionadas com os bombeiros e o combate aos incêndios.
    Que tudo corra pelo melhor e parabéns por fazerem Portugal sentir orgulho!

  10. FXX says:

    Não adianta nada, os bombeiros que têm morrido não estavam dentro dos veículos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.