Quantcast
PplWare Mobile

Cientistas criaram uma barata ciborgue alimentada por energia solar

                                    
                                

Autor: Ana Sofia Neto


  1. Godlike says:

    Mais uma vez os humanos a brincar de “Deus”… o que poderia dar errado?

    Até as elites percebem que não podem-nos simplesmente controlar e ignorar o livre arbítrio inerente de cada Ser, daí a existência de tanta manipulação para que possamos aceitar “por nós próprios” os seus termos de “livre e espontânea vontade” (e em alguns casos até exigir).

    A humanidade como é muito esperta não liga para nada disso.
    Mas como sabemos, para cada ação existe uma reação (também conhecido popularmente como: karma) e, como tal, pode ser que o jogo vire em breve e sejamos nós no lugar das baratas.

  2. B@rão Vermelho says:

    Como há poucas baratas neste mundo, ou menos podiam arranjar um animal mais invulgar
    O que era de valor era arranjar forma de acabar com elas

  3. js says:

    agora testem sistema idêntico no próprios criadores…

  4. Daniel says:

    A malta do PAN já deve estar a espumar pela boca com esta noticia! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.