Quantcast
PplWare Mobile

Calico – O Google e a promessa de vida eterna

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Vítor M.


  1. David Ferreira says:

    ah a só me vem à cabeça a série caprica

  2. R!cardo says:

    Acredito que existe há muito a cura para o cancro e sida

    • Nunes says:

      tens a noção de que existem vários tipos de cancro e que é impossível ter uma única cura para todos?

      • Assis says:

        O cancro, não se combate com uma cura, mas sim com prevenção!!!

        • Nunes says:

          :S
          prevenção reduz riscos, mas não assegura que não haja cancro no futuro, especialmente quando as pessoas estão tão expostas a tantos agentes químicos sem se aperceberem e em muitos casos sem modo de impedir essa exposição!
          Por isso uma cura ou um tratamento que permita a remissão será sempre um objectivo de investigação
          Mas tal como eu disse, não haverá uma única cura para todos os cancros

      • R!cardo says:

        Mas havendo uma cura para a metástase, não se pode começar por aí?

        • Nunes says:

          A metástase pode ocorrer de várias formas, e não é um processo obrigatório para que um cancro acabe por matar ou debilitar uma pessoa.
          Há muita esperança em investigação que leve ao controlo de crescimento de tumores. Mas há vários tipos de tumores, com diferentes genes afectados, e em diferentes localizações, o que implica vectores de tratamento diferentes e até pontos de ataque bioquímico diferentes.
          Por isso desengane-se quem pense que há uma única cura para todos!!

      • pixar says:

        Claro que sim. A morte cura todas as doenças!

        Agora a sério, não é uma questão de acreditar. No caso do cancro, desde que detetado a tempo, há muito que tem cura. Tem sempre efeitos secundários pouco desejados.
        Percebi também onde quiseste chegar com o que disseste. É certo que os tratamentos dessas duas doenças envolvem muitos milhões e nem sempre a melhor solução é a mais cara, o que muito chateia as farmaceuticas.
        Por outro lado não podemos diabolizar essas empresas. Longe de serem anjos, também não são diabos. Estão algures entre uns e outros…

      • pixar says:

        E dentro de cada tipo de cancro existe um sem número de tratamentos porque daca pessoa é diferente e o estádio de evolução da doença também não é igual.

      • Tiago says:

        Errado.

        Poderá existir uma única cura para o cancro. O cancro reside na multiplicação de células prejudiciais aka células mutantes. A cura está em impedir que estas se multipliquem. Just simple as that (a teoria pelo menos ), na prática acho que se pensa que ao adicionar células com um pedaço de DNA extra que permita à célula criar esta molécula. Difícil é produzir a molécula correta e que não interfira noutras funções do corpo humano.

        • Nunes says:

          mesmo!? assim tão simples? por acaso sabes de quantas maneiras é que a regulação do ciclo celular pode levar a multiplicação descontrolada de células malignas? Muitas. Pode ser por afectar o controlo de defeitos no ADN, no controlo por apoptose, na activação do processo de mitose, por se camuflar do sistema imunitário, etc! Para além dos efeitos na regulação serem diferentes e por consequência no crescimento, também pode haver diferenças no metabolismo, nos marcadores que permitam reconhecer células malignas, etc
          Tudo junto impede-te de aplicar a mesma estratégia a todos os tipos de cancro.

          • Tiago says:

            Embora existam diferentes tipos de células cancerígenas penso que já ha um estudo que mostra que celulas tumorais têm um receptor proteico, e é apartir destas proteinas que se pode fazer um diagnostico, mais precoce, ora, ao fazer uma molecula semelhante a esta, mas com uma parcela de codigo DNA para desenvolver a apoptose ou ainda impedir a mitose celular, impede que a célula se multiplique e como tal, impede a multiplicação do tumor.
            Quando falei em fácil, falei em “Teoria” não na prática. O importante neste caso não é qts maneiras pode a regulaçao do ciclo celular falhar, mas o que há de comum nelas. Exemplo na tua vida, podes morrer a andar de mota, de bicicleta, de carro, de aviao, de comboio ou ate ser atropelado, e isto tudo na estrada. O que tem isto tudo em comum ? ( sonolencia, ex. ) Pode parecer um exemplo descabido, mas foi para mostrar que pode acontecer variadissimos acidentes com a mesma causa e que ao eliminar a causa, impedes a morte. Mas, após isto, tudo o que escrevi foi com factos que fui lendo, não estudo ciencias humanas ( medicina, enfermagem,…)

            http://www.alert-online.com/pt/news/health-portal/cancro-bloqueio-de-proteina-impede-disseminacao

          • Nunes says:

            Chegaste a ler como deve ser o que lá vem?
            Não diz que a proteína está presente em todos os cancros, é apenas uma característica de alguns cancros! Inibir essa proteína apenas iria impedir alguns processos de metástase, não o crescimento do tumor – para alguns cancros tal já seria óptimo, mas para muitos outros só evitar a metástase não é suficiente!
            Poderia talvez ser usada para alvo dum vector de entrega de uma droga, mas seria só para alguns cancros, havendo ainda o problema que essa proteína tb é expressa nalgumas partes do corpo, podendo ter efeitos secundários de alguma gravidade!
            Não vais descobrir um único método que sirva de cura para qualquer cancro, disso podes ter a certeza, pois a genética dos tumores varia muito

    • Nelson says:

      Ok, mas só tu…

    • Pedro Farinha says:

      A ideia que está na base da cura do cancro é a destruição das células malignas e isso é aplicável a qualquer tipo de cancro. O problema com os processos de tratamento actuais é que não se consegue destruir estas células com eficácia suficiente e acaba por se destruir também células benignas ou provocar graves efeitos secundários na pessoa. Acredito que firmemente que no futuro este rácio de dano/beneficio sofrera uma grande evolução no sentido positivo, seja por meio da nanotecnologia ou qualquer outro tipo de avanço tecnológico. Ainda assim todo este processo é altamente nocivo para o individuo não só a nível físico mas também psicológico, pelo que o ideal seria intervir no mecanismo que inicia o processo degenerativo do cancro, que a meu ver é o Santo Graal desta questão.

      • Nunes says:

        podes querer aplicar a ideia de destruir as células malignas a qualquer tipo de cancro, mas isso não significa que que desenvolvas um tratamento igual para todos os cancros.

    • Rodas says:

      + 1 amigo,e mais não digo,pois nem todas as verdades se podem dizer a pesar de serem verdades…

  3. Filipe YaBa Polido says:

    É sempre bom ver que ainda há empresas que pensam nos outros.
    De lembrar também o Bill Gates com a fundação Melinda.
    E de lembrar a Ap…ah espera, esta nunca contribuiu com nada, lol 🙂 🙂 🙂

    • Nelson says:

      Pois, a Apple está a fazer uma coisa que é melhorar as condições de trabalho na China, trazer a produção para os USA, e isso, é, pelo menos para os americanos, muito mais importante que curar a fome em África, ou prolongar a vida de quem tem €€€…

      Já agora, eu, pessoalmente, desprezo essas organizações de “solidariedade”, porque são uma coisa na fachada, e outra coisa lá dentro…

      Ainda há uns tempos, viu-se isso em Portugal, quando os concorrentes da Casa dos Segredos, angariaram dinheiro, e a IPSS que escolheram atribuir o €, recusou-o, por causa do programa que é (eu não gosto, mas não é ilegal, ainda por cima, não é para eles, é para os beneficentes)… cambada de HIPÓCRITAS!

      Outro escândalo, também foi o com o Banco Alimentar Contra a Fome… que toda a gente conhece…

      Só quem é muito inocente é que não percebe o que querem essas pessoas que andam a trabalhar para isso… ou pelo menos grande parte…

  4. CMatomic says:

    Isto tem muito que lhe diga , estender a vida de quem dos ricos e poderosos e dos lideres das ditas democracias ?
    Para se estender a vida Humana tem que haver condições para que isso aconteça .
    Devemos lembrar no sitio onde vivemos tem recursos limitados , que tem o nome de planeta .
    Quando falamos em imortalidade só falamos no aspecto físico ,e pouco se discute cientificamente do corpo em termos de energia ,conhecido em termos religiosos de espírito , no mundo cientifico diz que existe dimensões paralelas ao universo que vivemos em termos físico , mas e se existir uma dimensão que salva a energia do nosso corpo quando ele morre O nosso cérebro contem energia , o que acontece a essa energia ?
    Ela não desaparece pois isso é impossível de acontecer , pois a energia nunca é extinta ela sim transformada em algo diferente mas não deixa de ser energia,quando queimamos um papel esse papel liberta energia .
    Um processo semelhante poderá acontecer com nosso corpo quando ele morre liberta energia , e essa energia se transforma em algo que desconhecemos ainda .
    Quando se fala em imortalidade física , também se deve discutir cientificamente o processo da morte do corpo Humano e que acontece a seguir a esse processo .
    Mas se seguirmos o processo de imortalidade física deveremos em primeiro lugar , ter condições para que isso aconteça ,pois seres imortais a viver num só planeta a vida seria um inferno .

    • Nunes says:

      o cérebro tem energia tal como músculos, pele, fígado, etc!
      a energia que falas explica-se com base na química e física, não tem qualquer mistério

      • CMatomic says:

        há mais do que tu pensas , há pessoas que morrem e volta vida e contam tudo que viram quando seu corpo esteve morto , isso não acontece a um a ou a duas acontece com centenas de pessoas .
        Eu não estou falar em religião .

        • Nunes says:

          é óbvio que não te vou convencer do contrário!
          Mas acredita que todas essas situações têm uma explicação científica, basta procurares por elas em vez de te resumires a folclore.
          Deixo-te esta ideia, se o corpo realmente morresse como é que as pessoas estariam cá para contar?
          O problema é que as pessoas pensam que se morre mal deixe bater o coração, mas tal não é verdade! As células do teu corpo continuam vivas durante algum tempo mesmo sem o coração bater, até que processos necróticos tornem qualquer tentativa de reanimação impossível! Pode até se dar o caso de ficar com graves lesões cerebrais, depois duma reanimação, exactamente por causa de processos necróticos no cérebro que podem ser comprovados por exames.
          O teu cérebro mantêm-se activo durante mais algum tempo, mas a falta de nutrientes e oxigénio leva a uma actividade anormal de diferentes zonas do cérebro, e é isso que explica certas memórias destes eventos

    • Nelson says:

      >Quando falamos em imortalidade só falamos no aspecto físico ,e pouco se discute >cientificamente do corpo em termos de energia ,conhecido em termos religiosos de espírito >, no mundo cientifico diz que existe dimensões paralelas ao universo que vivemos em >termos físico , mas e se existir uma dimensão que salva a energia do nosso corpo quando >ele morre O nosso cérebro contem energia , o que acontece a essa energia ?

      LOL…

    • Anónimo says:

      “Isto tem muito que lhe diga , estender a vida de quem dos ricos e poderosos e dos lideres das ditas democracias ?”

      Os apaixonados pelo desenvolvimento tecnológico tendem a esquecer que a tecnologia é muitas vezes o argumento para a desumanização.

    • enroubado says:

      Para que é que se quer ter a alma PRESA ao mesmo corpo para sempre? Ainda por cima neste planeta. Que muito dura liçao.
      Eu cá mal posso esperar por conseguir ir embora.

    • pixar says:

      “Um processo semelhante poderá acontecer com nosso corpo quando ele morre liberta energia , e essa energia se transforma em algo que desconhecemos ainda .”

      De que energia falas? Para mim parece-me óbvio que não estás a falar de questões físicas (a energia é uma parte da física), mas de coisas mais transcendentes e disso não vou falar.
      Se o nosso corpo, mesmo depois de morto, possui energia? Claro que sim. Foi Einstein o primeiro a afirmar que massa é energia.

      • CMatomic says:

        Não vale pena tentado explicar uma coisa que é conhecida através da religião como espírito , mas hoje em dia , fala-se mais da carne e menos na energia que corpo contem , talvez um dia o espírito seja explicado em modo cientifico como algo real e não uma fantasia ” que existe mais alem desta vida física ” ,e oxalá seja antes da descoberta da imortalidade do corpo Humano.

        • CMatomic says:

          Uma analogia , para tentar da explicar a energia do corpo humano conhecida como espírito .
          Imaginamos que corpo é uma bateria , uma bateria contem energia ela é libertada quando há conexão a um objecto metálico , algo semelhante pode explicar aquilo que conhecemos como espírito ” alma ” o que não conheço é como a conexão da energia do corpo Humano se faz quando morre.

  5. Fantasia says:

    Eu apostaria na nanotecnologia…

  6. jmac says:

    Elysium (filme) virou Calico ?!

  7. NSFW says:

    Pura publicidade à empresa / marca. Existem muitas de pesquisas na área com resultados bastantes interessantes, é apenas uma questão de tempo e não da google se vir a meter nisto.

  8. enroubado says:

    É pa, isto é so para enfiar uma cena indentificativa tecnologica qualquer em toda a gente, capaz de detectar sintomas, monitorizar sinais de vida e (nao) sei que mais. Tenho quase a certeza.
    Quer dizer, a Google e mais um gajo da apple que tem uma empresa de biotecnologia estao metidos nisto, e vosses pensam que vao curar o cancro e atingir imortalidade? Quando há milhares de investigadores no ramo que supostamente ainda nao conseguiram? Epa enterrem-se!!
    A unica coisa que vai sair daqui é um gadget qualquer ou pior!

    • Ivan Vieira says:

      +1

      Concordo plenamente, há uns anos atrás vi um documentário sobre como a NASA queria desenvolver algo semelhante mas através de nanotecnologia de forma a possibilitar viagens mais longas no espaço, e evitar que os astronautas morram por doenças etc. (sendo que as nano células iriam detectar a doença e eliminá-la antes que esta desenvolvesse), no próprio documentário referiam a hipótese de que no futuro estas mesmas nano células poderiam aumentar o nosso tempo médio de vida, ou até mesmo dar-nos a imortalidade…

      Enfim um daqueles documentários que nos faz querer ter nascido 100 anos no futuro :p.

      Por isso sim, provavelmente vão inventar um gadget qualquer que nos vai monitorizar e avisar em caso de anomalias no nosso corpo.

      Cumps.

  9. João Pereira says:

    Estas empresas já paravam com pesquisas destas. Olha se num futuro vivêssemos para sempre, o planeta até “esbordava”… O ciclo é nascer e mais tarde morrer. Cada ideia destes “A” da tecnologia…

  10. mario says:

    eu não acredito muito mais vai q da certo néh vamo ve issu no que vai da

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.