Quantcast
PplWare Mobile

Broon F8, o Super Bólide eléctrico para os seus filhos

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Vítor M.


  1. NewJ says:

    “O futuro é mesmo a electricidade e não o Petróleo” Isto para muitas coisas, indústria, brinquedos etc pode ser verdade, para automóveis reais este futuro já é apregoado à anos, e mo entanto carros eléctricos continuam a ter uma percentagem de mercado irrisória. Para quem anda pouco podem servir, mas para quem quer um carro para real meio de transporte sem condicionantes, então os electricos não servem para nada.

    • Gerardo says:

      Os carros eléctricos são superiores aos convencionais em tudo

      Ao contrário do que se diz, o problema não é a autonomia mas sim o tempo de carga. A maior parte dos condutores não anda com o depósito atestado. Pelo que a autonomia é igual à de um carro elétrico. A grande diferença é que se pode meter gasolina em qualquer lado e este processo demora 5/10 minutos. Se um carro eléctrico carregasse no mesmo tempo o problema estava resolvido. chegou-se a pensar num sistema automático de troca de baterias, em que os carros chegavam ás bombas e uma máquina de forma automática trocava a bateria vazia por uma cheia. Não sei porquê este modelo nunca foi avante. Teremos de esperar por baterias de carga instantânea e ai a autonomia será um problema menor (o mesmo problema dos carros convencionais)

      • NewJ says:

        Pois é isso, nos elétricos há muitos “se”.. Por isso não estou a ver sequer a curto prazo esbateram esses “se’s” que os tornam limitados.

      • NewJ says:

        Já agora ontem vi que no Dakar deste ano há um carro 100%, mas ao contrário dos outros tem permissão para assistência de 250 em 250kms por causa das baterias, e ontem à noite ainda não tinha chegado ao fim. Prova maior do que esta da limitação dos carros eléctricos? Estamos a falar do Dakar 2015.

    • luislelis says:

      BMW I3 e I8, Opel ampera, etc etc. seguramente q te servem.
      So falei nos q nao teem limitacoes de milhas.
      Depois tens os Tesla q sao os super desportivos (limite de 450 kms por carga).
      Agora os precos e q nao sao para todos.

    • Jorge Mateus says:

      A Mercedes está a fabricar um que carrega as baterias através a pintura ou seja a pintura funciona como um painel solar.

  2. Henrique Martins says:

    Aiii agora quero voltar a ter 5 anos 😀 top speed?

  3. Raul Vidal says:

    Julgo ja ter saido á venda:
    Pelo menos a versão F830
    https://shop.mediamarkt.ch/fr/jeux-musique-et-film/jouets/vehicules-pour-enfants/broon-car-f830-noir/idp2oxl4juee

    Vi-o o outro dia em uma loja…

  4. Olly says:

    Se for esse o preço nem está mau! Vi há umas semanas um “Range Rover” também eléctrico que não chega aos calcanhares desse por quase 600€.

    Quanto ao futuro dos automóveis: como sempre os interesses é que devem estar por detrás de tudo; a Audi tem um protótipo que se carrega por si próprio, garantindo uma autonomia de quase 100% (graças ao movimento das rodas) mas já veio dizer que nunca vai ser comercializado. Em França há anos que uma empresa tenta aprovar um motor movido a ar e é sempre rejeitado por “tecnicalidades”… este motor já equipa vários veículos (de ligeiros a comerciais) há anos e nunca causou problemas de maior. Por isso digo que o problema está no querer.

    • Rui says:

      E está também no poder. Achas que as petrolíferas deixam que esses carros tenham sucesso? E agora outra pergunta mais pertinente, e onde é que os estados (principalmente europeus) vão taxar? Não te esqueças que a gasolina e gasóleo tem uma componente fiscal a rondar os 70%, estás a ver os governos aumentarem a electricidade para o triplo, para compensarem o que perdem no Imposto Sobre Produtos Petrolíferos! Há muitas entidades que não querem que os eléctricos não tenham sucesso, a começar pelos estados.

      Lembro-me perfeitamente de uma Junta de Freguesia Portuguesa que foi multada por utilizar biodisel apenas nas suas viaturas. A multa deveu-se ao facto…… de não pagarem impostos no combustível!!!!!!

      http://www.publico.pt/local/noticia/ericeira-multada-pelo-estado-por-utilizar-oleos-reciclados-em-carros-do-lixo-1327056

      • Olly says:

        Pois… o exemplo mais recente é o “imposto verde” sobre os combustíveis; oficialmente visa incentivar os utilizadores a optar pelo eléctrico mas como a oferta ainda não compensa, quem “encaixa” é o estado.

        • Rui says:

          Claramente querem mais impostos, de outra forma e ao contrário de tanto criticarem a subida do IVA da Restauração de 13 para 23%, deviam ter mais consciência ao evitar o roubo que foi o aumento do IVA da energia eléctrica de 6 para 23% (taxada como um bem de luxo)!!!!
          Convenhamos, os governos estão a borrifar-se para a ecologia, excepto se for usada para cobrar mais impostos…..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.