PplWare Mobile

Pagaria para estar numa live de YouTube com o seu “influencer” favorito?


Fonte: Variety

Desenvolveu desde cedo o gosto pela escrita e comunicação. Em leis formado, tem como hobbies a aquariofilia e a música. Mas é na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e no Pplware a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.

Destaques PPLWARE

  1. Hugo Nabais says:

    Eu pagaria para não estar…

  2. Bruno Mota says:

    Só se fosse retardado mental! Pagar para idolatrar? Fonix!

    • pauloj says:

      Não faltam desses na web, Eu vi há algumas semanas uma tipa que engarrafava e vendia a água do qual tomava banho (suja, quando alguém toma banho e para se limpar) os seus seguidores compraram tudo em poucas horas. Inacreditável! “como e que alguem pode ser tao inutil”

  3. Fulano says:

    Pagar para estar a ouvir um parasita com alergia a ir trabalhar?

    • Gaspar Oliveira says:

      Sem duvida, não gosta de generalizar, mas é o que mas se tem visto por aí.
      Por norma com discursos bonitos, mas de 0 essência ou então a mostrar como é fácil ter a vida de sonho com um milhão de seguidores na rede a verem a sua vida de sonho. Esta frase até fica redundante mas é mesmo isso. Ok não é assim tão fácil ou todos faziam, mas é isso mesmo a milhares a tentar e não há para todos, há para as centenas que tiverem sorte.
      E os novos influencers a ser lançados já terão toda uma equipa para os lançar, empresas a financiar, ok os conhecidos já tem, mas digo um zé ninguém, um desconhecido, vai ser investido dinheiro neles para singrarem.
      Eu se tivesse capital suficiente, abria uma empresa, fazia castings para determinado perfil de influencer e lançada uns 10, algum deles ia dar. Claro que o fulano teria de assinar um contrato com a empresa estilo jogador de futebol, com rescisão de 1milhao por exemplo, porque ele seria um assalariado, mas depois de ver muito a chover iria querer saltar fora para ficar com tudo, era o mais certo, o ser humano não se lembra de que lhe deita a mão, nem que se não fosse o dinheiro investido nele, não seria ninguém. Depois de esta la encima iria pensar que era alguém com um talento e a empresa só se queria aproveitar. Mas esquecia-se que foi graças ao investimento da empresa que conseguiu chegar la cima, e a empresa se escolhesse outro e fizesse o mesmo investimento certamente também esse estaria la encima. Basicamente são actores.

    • Woot! says:

      Eu tambem não acho piada nenhuma mas algum mérito eles têm de ter senão não estavas aqui a comentar no pplware mas sim a fazer um video no youtube para ganhares uns trocos.

    • José says:

      Mais 1! Mas parasitas agora é coisa que não faltam! Mais, como se não bastasse a horrível publicidade a que estamos sujeitos! Eu no meu caso, bem podem gastar dinheiro, pois jamais tomo uma decisão que motivada por outros quer pela publicidade que por mais presente que seja nem sequer preto a mínima atenção: Bem pelo contrário, é de imediato razã opara colocar de lado essa marca ou serviço!

  4. Miguel Ferreira says:

    Pagaria para o que? Looool

  5. hmk says:

    para quê? nós a dar dinheiro a eles e eles ainda se riem da nossa cara

  6. Greenshines says:

    Sabia que esta tudo virado do avesso mas assim tanto não.
    Ao ponto que a futilidade chegou… E que tal eles levantarem cedinho e ir cavar batatas ou produzir algo em +rol da humanidade?

    • José says:

      Ui meu caro, isso dá calos, e esta gente, nem quer ouvir falar de esforço! Hoje só sonham ser jogadores de futebol, actores, modelos ou cantores, ou seja, tudo o que não implique muito engenho ou esforço. Se um dia houver uma desgraça grande e se eu fosse uma pessoa má, o que iria rir ao ver esta baratas tontas todas aflitas! Conheço tipos que não sabem sequer como se usa uma chave de fendas! Ao que isto chegou. Já houve gerações boas e outras más, a actual deve ser a mais inábil e menos inteligente da História! Devem ter batido um recorde e não prevejo a curto prazo qualquer melhora.

      • mlopes says:

        ao longo da história, todas as gerações mais velhas dizem o mesmo das mais novas.
        se há casos em que até tens toda a razão, a generalização é altamente injusta

      • Hugo says:

        A geração actual pode não saber abrir um motor de uma motorizada e voltar a metê-lo a trabalhar, mas falar de menos inteligência não abona nada a teu favor.
        É o chamado falar por falar. Quem não sabe fazer o que tu fazes é burro, mesmo que tu não saibas fazer o que essa pessoa faz…porque, claro, tudo o que façam e não te interesse….é inútil.
        Conheço alguns idosos assim e acredita em mim…eles estão acabados e sem hipótese de acompanhar a sociedade como a conhecemos actualmente.

      • Woot! says:

        Que bem me lembro dos meus avós falarem assim quando eu só queria computadores.

        Pergunta:
        Para que preciso de saber usar uma chave de fendas se o que me dá lucro é outra coisa?

      • José says:

        Há coisas que me fazem alguma confusão.. Neste caso uma delas é a definição da expressão “actual geração”, pensemos: actual quer dizer que as pessoas que nasceram este ano, há 10, há 20? Estará você a chamar burros e inábeis a todas as pessoas abaixo de 30,abaixo de 40? Não sei, faz-me espécie..
        Sendo eu um jovem de 20 e poucos anos (sim, pelo que ouvi dizer até já se pode chamar adolescente até aos 30) custa-me “ouvir” pessoas como o senhor que falam em gerações maus, principalmente porque costumam see pessoas com os seus 50 anos, ou seja, pais dos actuais jovens. Os meus pais deram-me uma boa educação e valores para que eu tenha um bom futuro, mas há pais da idade dos meus cujos filhos nada fazem, será a geração deles boa ou má? Exacto, generalizar dói e não faz qualquer sentido.
        Não me considero menos inteligente que ninguém, pelo contrário, bem mais do que pessoas que acham que quem não sabe usar uma chave de fendas é burro.

    • Hugo says:

      Olha que a tua mentalidade não é menos débil.
      Quem nunca pagou para ter roupa de determinada marca, ou ir aquele restaurante…ou fazer o que quer que seja que não seja de todo uma necessidade básica?
      Resumindo, estás só a ser hipócrita e pouco inteligente.

  7. mc says:

    Influencer. O que é isto ?

    • mlopes says:

      vou arriscar uma definição:
      é uma treta que serve para alguém que nada mais sabe fazer do que vender uma imagem e ser convincente ganhar umas massas à custa de gente sem cultura e valores.
      que tal?

      • says:

        Está bom… resta acrescentar que gente sem cultura e sem valores é o que mais há por ai.
        A questão é: o que andam as escolas a ensinar, para o resultado ser este ?
        Alguma coisa está errada… digo eu.

  8. censo says:

    Não tenho nenhum “influencer” seja lá o que isso realmente for … Nem procuro nenhum. Muito menos pagaria para ter.

  9. mlopes says:

    até todas as pessoas que me influenciam nunca na vida foram consideradas “influencers” (ou lá o que é que é essa treta) nem nunca o serão.
    são pessoas, contemporâneas na maioria dos casos, que ou pelas suas ações e/ou convicções e/ou atitudes e/ou trabalho merecem que a minha admiração.
    encontram-se entre eles:
    Pepe Mujica, Muhammad Yunus, Rosa Parks, todos quantos abandonam tudo para fugir durante meses ou anos à fome, à morte, à perseguição e à violência, Sheck Exley, Yan Arthus Bertrand, Mohandas Gandhi, Kailash Satyarthi, Tenzing Norgay, Amelia Earhart, Edmund Hillary, Sacajawea, todas as pessoas que trabalham com os médico sem fronteiras e outras ong no meio de conflitos armados ou apoiando quem mais mais precisa por este mundo fora, Malala Yousafzai, Megan Coffee, The Gulabi Gang, e muitos mais

  10. Cosme says:

    Sim, pagaria se o influencer fosse o Warren.

  11. Blam-O says:

    Alguma coisa está mal com as palavras do artigo, só pode.

    Claro que aceitaria -ser pago- para participar numa livestream de um influencer!

  12. Júnior says:

    Tem gente que o dinheiro vem bem fácil. Para aceitar uma coisa dessas, só assim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.