PplWare Mobile

Google Stadia não é uma Netflix dos jogos, mas sim um PlayStation Plus


Fonte: Reddit

Desenvolveu desde cedo o gosto pela escrita e comunicação. Em leis formado, tem como hobbies a aquariofilia e a música. Mas é na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e no Pplware a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.

Destaques PPLWARE

  1. Carlos Rino says:

    No fundo o que as empresas querem dos consumidores é uma torneira sempre a pingar, e bastante para o lado deles!

  2. Bruno Roque says:

    Segundo o que entendi e visto a primeira vaza de jogos que ai vem:

    DRAGON BALL XENOVERSE 2
    DOOM Eternal
    Wolfenstein: Youngblood
    Destiny 2
    Power Rangers: Battle For The Grid
    Baldur’s Gate 3
    Metro Exodus
    Thumper
    GRID
    SAMURAI SHODOWN
    Football Manager 2020
    Get Packed
    The Elder Scrolls Online
    The Crew 2
    The Division 2
    Assassin’s Creed Odyssey
    Ghost Recon Breakpoint
    Trials Rising
    NBA 2K
    Borderlands 3
    Farming Simulator 19
    Mortal Kombat 11
    Rage 2
    FINAL FANTASY XV
    Gylt
    Tomb Raider Trilogy
    Darksiders Genesis
    Just Dance 2020

    No meu caso o interesse seria o FM 2020 iria estar a pagar 10€ +ou- mês por um jogo que consigo comprar por 30€ e jogo o ano todo.

    Sem logica!

    Isto apenas será bom para quem não tem pc para jogar nem dinheiro para investir…

    • Rrrrrr says:

      sem logica…. no teu caso.
      Imagina que es um pai de um ou dois miudos. em vez de comprares uma PS ou xbox, usas esse servico que custa mais ou menos o mesmo em 2 anos. E tem jogos.
      É a mesma coisa que dizer que posso pagar para ter luz e gas, quando nao tenho gas em casa. pra isso pago so luz.
      É um servico para quem tiver interessado e daí retirar valor. Independentemente se tem ou nao PC ou consola.

    • rjSampaio says:

      So tens de pagar os 10€ pelo pro.

      Se comprares o jogo, jogas sem mensalidade a 1080p em qualquer aparelho compatível, sem comprares uma consola ou PC com boa gráfica.

      Nao estas a ver a lógica?

    • Renato Nismo says:

      este ano e no outro ano joguei mais de 100 jogos graças a xbox gamepass de 1€ que a microsoft colocava ocasionalmente num mês e no outro há 2 anos para cá,
      nada de indies ou jogos velhos. são jogos DESTA GERAÇÃO do One. Tomb Raider, Wolfenstein, Shadow of War, Metro Exodus, Dead Rising 4, Borderlands 2 e outros 90.

      para um gajo que joga vários e qualquer jogo de qualidade daquelas, aí está a escolha sensata para não gastar 30€x100jogos………..

  3. rjSampaio says:

    Esse comentário é válido para o conteúdo mas não para a tecnologia.
    Pois o PS plus requer uma consola, o stadia não.

    O stadia é mais parecido com o Netflix ao nível do Stream que pode ser obtido em enumeras plataformas (telemovel/pc/CC) sem termos de comprar algo dedicado.

    Para mim é algo exelente, já não sou obrigado a comprar um PC ou consola caríssima para jogar a qualidade alta.

    Basta mesmo um PC franquismo, ou um CC e comando. E claro, boa net.

    • pauloj says:

      E podes-me explicar como e que vai jogar um dos jogos mais recentes num pc fraquinho?!
      Nao me digas que vais comprar um raspeberry PI e jogar n0 stadia “Call of Duty: Infinite Warfare” nele.

      • Tiago Sousa says:

        ???? Passou-te o conceito ao lado estou a ver… Sim pode jogá-lo num rasp PI. Até poderá jogá-lo num spectrum se a Google lançar o serviço para estas plataformas.

      • TopplerBastos says:

        O PC servirá apenas para ser a interface entre jogo e jogador. Em streaming, o custo computacional está todo do lado do fornecedor (neste caso o Stadia). O cliente precisa apenas de um ecrã, comando/teclado e uma boa ligação à net.

      • Krasy says:

        a ideia é mesmo essa e o que o conceito tem de bom, podes jogar o ultimo COD ou outro similar no telemóvel , tv, ou shit pc até num mac desde que uses o chrome e sempre em alta qualidade. pois o eu equipamento nada mais vais ser que “um monitor” todo o processamento etc.. é feito pelos data centres da google.

        • pauloj says:

          Okay streaming no chrome ja utiliza batantes recursos num pc fraco “crash” agora imagina jogos.

          • Tiago Sousa says:

            Em que é que o facto de serem jogos influencia a performance do streaming?

          • rjSampaio says:

            Olha o poder de processamento de um chromecast, se isso basta, é fácil extrapolar.

          • pauloj says:

            @Tiago Sousa se dizes que não eu acredito em ti!
            Será jogado remotamente?!
            Vou vender já o meu e comprar um PI.

          • Marco B. says:

            @pauloj eu percebo o que te preocupa, mas já algum tempo que não esta fora de questão usar rasp PI para stream de conteúdos com encoding/decoding com HW acceleration.
            Alias tens malta que corre steam link.

      • Fábio Lourenço says:

        Lê primeiro o que é o Stadia e depois comenta. desde que tenhas o google chrome podes jogar em todo lado até tv numa tv box android (qualquer jogo disponivel no stadia)

      • Fernando says:

        Mas é exatamente esse o objetivo da Stadia, não vai precisar de um PC potente. Apenas precisa suportar reproduzir um streaming e que tenha uma conexão mínima necessária de Internet exigida pelo stadia. Um PC fraquinho, ou celular, ou TV, etc. que rode Netflix rodará o Call od Duty: Infinite Warfare” via streaming pelo Stadia

    • Sonivaldo says:

      Errado. É necessário sim comprar um hardware dedicado no caso do Google Stadia. A Google deixa claro no hotsite do Stadia que só garante uma excelente experiência de jogo, livre de delay e input, com o Google Controller e Pixel 4. A propósito nesse 1º ano o Stadia estará só disponível para quem adquirir a assinatura Pro. Mas essa assinatura Pro só pode ser adquirida se você não comprar junto o Stadia Founder’s Edition (Chromecast Ultra + Steam Controller) de 130 dólares. Ou seja, a assinatura só é possível se você comprou o kit. E o Stadia Base (free) só estará disponível após o lançamento do Pixel 4. Eu vejo tudo isso como uma forma da Google querer vender mais o seus novos hardware. E fazendo as contas aqui, de 1 ano do serviço do Stadia Pro você compra na Best Bay um Xbox One X 1TB que roda jogos 4K. O Stadia não está dando vantagem alguma.

    • Sonivaldo says:

      Errado! É necessário sim, comprar um hardware dedicado no caso do Google Stadia. A Google deixa claro no hotsite do Stadia que só garante uma excelente experiência de jogo, livre de delay e input, com o Google Controller e Pixel 4. A propósito nesse 1º ano o Stadia estará só disponível para quem adquirir a assinatura Pro. Mas essa assinatura Pro só pode ser adquirida se você comprar junto o Stadia Founder’s Edition (Chromecast Ultra + Steam Controller) equivalente á 130 dólares. Ou seja, a assinatura não pode ser feita se você comprou o kit. E o Stadia Base (free) só estará disponível após o lançamento do Pixel 4. E novamente nesse caso será só liberado pra quem já possui no mínimo um Pixel. Você não percebeu que tudo isso é uma forma da Google querer vender mais do seus hardware. E fazendo as contas aqui, de 1 ano do serviço do Stadia Pro ou Stadia Base + Pixel 4 você compra na Best Bay um Xbox One X 1TB que roda jogos 4K. O Stadia não está dando vantagem alguma.

      • rjSampaio says:

        Não, não é necessário, simplesmente a google não pode garantir a qualidade nun sistema que eles não testaram, é o mesmo que qualquer videojogo para pc simplesmente dizer o hardware mínimo e o recomendado, sem dizer que X hardware da para exactamente 4k a 144fps.

        “Você não percebeu que tudo isso é uma forma da Google querer vender mais do seus hardware”
        A google vende perfeitamente tanto os CC como os pixel, não precisa do stadia para vender mais.

        • Sonivaldo says:

          Mas não muda o fato que para adquirir qualquer uma das assinaturas, Pro e Base, do Stadia você tem que comprar obrigatoriamente um hardware do Google, segundo a “The Verge”. A revista perguntou pra Andrey Doronichev quando o Stadia Base estará disponível. Ele respondeu que só em 2021 mas que será obrigatório que o usuário tenha já o Pixel para assinar o Stadia Base. Ou seja, mesmo depois de 1 ano de teste nenhuma das assinaturas podrão ser liberados se você já não tiver Stadia Fouder ou Pixel comprados. Então se ela vende perfeitamente tanto o seus hardware, porque obrigar os usuários depois de 1 ano de testes a terem na hora da contratação de uma assinatura do Stadia? Caso você não saiba, a Google desistiu do mercado de tabletes e laptops.

          • Sonivaldo says:

            E o lançamento do Pixel 3.a foi uma resposta da Google pelo baixo números de vendas que tiveram com o Pixel 3.

  4. Necro says:

    Como é que não falaram no Xbox Game Pass que é o mais parecido com o Netflix dos Jogos que temos atualmente e que está disponível imediatamente?

    • Renato Nismo says:

      porque não convém falar de uma consola que tem melhor custo benefício que uma playstation.

      playstation tem exclusivos que sai 1 vez por ano, na xbox com gamepass temos 200 jogos à disposição, temos sempre o que jogar algo diferente todas as semanas.

    • Sonivaldo says:

      Esse Xbox Game Pass é que nem o Apple Arcade? O serviço de jogos da Apple com um catálogo de mais de 150 jogos exclusivos por um pequeno valor mensal, sem compras internas, continuidade instantânea entre devices, e e com lançamento global (incluindo Brasil) em setembro?

  5. Joao M. says:

    Será que vai dar para jogar Stadia no browser da playstation? 😀

  6. JONATAS CLAUDIO DE ALMEIDA says:

    Ntflix doS jogos é a origin game pass, pena q é so pra jogo da EA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.