Google esteve a enviar o Pixel 2 XL sem o Android instalado


Destaques PPLWARE

31 Respostas

  1. josé salucinga congo says:

    esto e fix manod

  2. Renato Nismo says:

    a pressa é o inimigo da perfeição.
    não fazia muita diferença se fosse lançado antes ou depois do iphone X.
    quem compra um deles tem de ser mesmo fã de um ou de outra marca e ambos custam mil e tal.

    • Eliseu Macedo says:

      Mas porque tem de ser um fã?
      Seja de uma marca ou da outra pode simplesmente ser alguém que quer experimentar.
      Não estamos num mundo de tesos.

      • António Medeiros says:

        Fala por ti, porque a maioria dos portugueses precisa de trabalhar mais de um mês para ganhar o suficiente para comprar qualquer um deles.

        • Eliseu Macedo says:

          Estudasses.

          • António Medeiros says:

            Eu estudei e licenciei-me, mas isso não garante que vá ganhar mais do que custa um topo de gama, se tiveste sorte de conseguir um emprego que te paga como mereces … Eu sou apenas um daqueles que o estado se diverte a congelar (professor).

      • Mario says:

        Porque para uma pessoa racional dar mais de 300 euros por um objecto que serve apenas para fazer chamas, trocar sms ou mms, ver uns videos ou jogar uns jogos e que pode estragar-se , perder-se ou ser roubado facilmente e que apos 1 ano e meio ja perdeu a magia de ser o topo é algo completamente absurdo. Nem sequer e um objecto exclusivo, de status ou de luxo, pelo contrario sao de producao e venda maciça ate o passador da esquina pode ter um. Quem quer distincao opta por Vertu, Gresso, Chairman por exemplo.

        • ZeTolas says:

          1 ano e meio e já perdeu a magia de ser topo de gama… e estás a ser muito bonzinho… a maior parte das vezes este tipo de equipamentos tecnológicos ao fim de 6 meses já foram em muito ultrapassados (não digo que seja este o caso).

        • Eliseu Macedo says:

          Então por essa lógica, para quê comprar um carro se com uma moto de 12mil€ chego aos 300km/h.
          Ou já agora porque não vivemos todos em cavernas todas iguais.

          • Mario says:

            @Eliseu Macedo
            A comparação que fiz foi restrita a telemoveis e voce vem falar de carros, motas e cavernas. Ja agora restrinja-se aos 120 km/h para sua seguranca mas principalmente pela dos outros.

            So por curiosidade, voce e brasileiro ?

      • Renato Nismo says:

        são coisas que custam 1000€ e para os que não gosta muito de um dos dois sistemas, muitos não arriscam a dar essa quantia.

        já nos androids, havia muitos outros que usavam iphone 4 e 5s e não querem dar uma larga quantia para continuar a usar apples novos, e apesar de nunca terem gostado android, compraram xiaomis de 100 200€ e ficaram satisfeitos, o preço deles valem o que as specs oferecem, não pelo logótipo.

  3. Helder says:

    “tem de trabalhar melhor com os seus fornecedores para aumentar os padrões de qualidade e de avaliação dos smartphones”

    O que aconteceu ao “Phone by Google”?

    Ah, espera aí… quando calha bem, “é da Google”, quando calha mal “é dos fornecedores”… como sempre…

    • luis says:

      Também estou a ver que és fã da maçã roída. Com a apple é igual e ainda pior, se fores ler os outros artigos e ver os comentários. Se for este problema com a apple, está tudo bem. Vão resolver. A google não o faria. Blá blá blá google flop. Se for com a google tudo critica, que tem que trabalhar melhor, flop, ah e tal na google não compro mais porque se pago é para ter perfeito desde o dia do lançamento.
      Se virem, eles vão trocar os aparelhos com o problema sem o cliente pagar mais por isso. É assim que tem de ser, e é assim que vai ser feito. 1% ou menos de problemas não faz o produto mau. Quem escreve estes artigos e principalmente quem comenta tem de ir aprender os processos de produção de um qualquer produto para finalmente abrir os olhos e perceber que há sempre no lote total de produção X% de produtos que podem ter defeito. Mas como não sou professor, não sou eu que vou explicar.

    • xdr says:

      ao menos a bateria não incha como o iphone 8 plus 🙂

      • Helder says:

        Ainda vai a tempo…

        Se vender unidades que cheguem, ainda vão aparecer uns que inchem…

        Mas na Apple vais a uma loja e eles dão te um novo na hora. Já na Google, vais aonde? Aos CTT?

        • LG says:

          Sim claro dão te logo um novo! A Apple é um sonho em 10% dos casos… 70% se tiveres Apple Care por +199€ 😉

        • Pedro says:

          isso porque a Google não está oficialmente em Portugal… a Google só está oficialmente na Alemanha, Canadá, Estados Unidos, Porto Rico, Reino Unido
          se quiseres em Portugal, tens mesmo que esperar pelos CTT, mas nos países acima referidos, vais a uma loja tipo Worten, ou assim, e podes comprar o Pixel à vontade que te dão todo o suporte e não tens que “esperar pelos CTT”!!!

  4. g0tH1c.X says:

    1.000 ou 10.000 com problemas em vendas de milhões, não é nada.

  5. ze ninguem says:

    um erro sem desculpa

  6. Hugo Gomes says:

    Aa vezes é o que da ser grande e trabalhar a partir de gente que é mal paga a vingança é lixada. Mas tambem podiam fazer algo para o próprio utilizador instalar o so a partir de um programa ou app. Nao ficava nada mal a google ter isso e facilitava muito a vida dos utilizadores.

  7. Cada um.. says:

    Isto pode ser dado como dois avisos…
    1o a Google nunca mais pedir a LG para fazer um smartphone porque é problemas desde ecrãs (da LG), ruídos, SO, etc… Já com a HTC não acontece o mesmo.
    2o aviso para a Apple que, por mais que não goste, mantenha os ecrãs da Samsung e não mude para os da LG ou vai ser a próxima e ficar mal

  8. Vitolas says:

    Um vem com a feature do ecrã que vem já com atestado de morte e outro nem OS trás que é mais chique,o que vale é que os telemóveis dos “chinocas” é que não prestam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.