Homem morre eletrocutado por culpa de carregador do iPhone


Destaques PPLWARE

62 Respostas

  1. Nivelador says:

    Richard Bull aka Anormal

  2. Nuno Filipe Pinto says:

    Telefone no peito? Submergido dentro de água? NÃO É MÁ UTILIZAÇÂO?
    Não é preciso ser nenhum génio para saber que equipamentos eletronicos + casa de banho = Mer**

  3. Golden says:

    As minhas sinceras condolências à família.

    É pah mas usar um equipamento quando se está a tomar banho é que não, e é pouco racional isso, nem no banho a susssego, enfim.

  4. ruca says:

    Não é preciso comentar pois não!!!???

  5. barf says:

    Cheira-me a xico esperto a querer ir buscar um telefone novo e umas lecas ao seguro e correu mal.

  6. Freitas says:

    lol não foi o carregador mas sim a extensão usada que caiu para dentro de água, que é o mais provável, só porque era um iPhone já é notícia. Em que mundo vivemos!

    • blimb says:

      Onde diz isso?

      • Pllz says:

        Não diz, é apenas a Apple defense force

        • Belmiro says:

          Pllz, não é preciso ser nenhum génio:
          – nenhum smartphone tem tensão / potência suficiente para eletrocutar
          – ninguém adulto é eletrocutado e morre se não houver condução da eletricidade da tomada eléctrica
          – para tal ter acontecido tem que haver havido contacto com água ou corpo do carregador/uma extensão eléctrica.

          Ter sido noticia foi só para vender jornais e claro, se fosse um carregador chinês ou um secador de cabelo ninguém queria saber e não vendia jornais ou cliques. Dizendo que é Apple ou Samsung sempre cria euforia.

          “Morreu de ataque cardíaco” who cares? Zero cliques.

          “Morreu de ataque cardíaco quando estava a carregar o iPhone / S8” quêêêê???? Deixa e já ver, deve ter sido o telemóvel !!!! 20.000 cliques !

          • Joao Magalhaes says:

            Uma coisa é certa, o gajo foi um idiota, podia também levar a torradeira e fazer uma torradinha mas aqui o que é estranho é que se liga o carregador há tomada e o que sai não são 230v , agora não sei até que ponto a tensão e corrente que sai do carregador é suficiente para matar alguém. Quanto ao secador de cabelo isso já são 230v.

          • Leites says:

            A voltagem e corrente que é transferida pelo cabo não é superior aos 5v ( iPhone ) e a 2.1amp. se isto fosse suficiente para matar alguem já estavam todos mortos. O cabo lightning tem os contactos desprotegidos o que levava a que toda a gente apanhasse com corrente ao pegar no cabo. para testar podem sempre pegar numa pilha de 9v e encostar a pele a ver se tem um ataque cardíaco.

          • raul says:

            se estiver totalmente carregada encosta a língua e vê se não das um salto

          • Freitas says:

            Estamos a falar do carregador ou da bateria!

        • Freitas says:

          lol uso Android temos pena, só alguém muito ingénuo vai acreditar nesta notícia, e pelos vistos são muitos.

  7. Balmer says:

    Ainda que possa haver certas expectativas do equipamento, tem que haver um certo elemento de senso comum sempre presente, e estares meio submerso em água, e teres ligado à tomada um dispositivo eletrónico que está em descanso no teu corpo… epá. Talvez até não devesse ter acontecido, mas Seleção Natural não peca. Há limites para o que podemos culpar à tecnologia.

  8. Nope says:

    A notícia está mal dada.
    O problema não tem que ver nem com o iPhone nem com a corrente saída carregador – com uma corrente em situações normais de 5 V ou até 20V. O problema é que devido à água o fio que ligava ao iPhone estava em contacto com a extensão com a corrente a 220V – e aí o caso mud de figura.
    O problema não está no carregador e num choque (que nem chegaria a sentir) de 5V, está em levar um choque elétrico de 220V dentro de água. Há vários casos de morte por electrocussão, sobretudo se a instalação eléctrica é deficiente. O Richard “Ass”, com 32 anos, tinha obrigação de saber isso.

    http://www.bbc.com/news/uk-39307418

    • Segundo a nossa fonte, que está no artigo, foi o telefone que tocou na água e não o transformador.
      “Richard Bull, 32, was charging his phone next to the tub when it accidentally fell into the water.”

      • Francisco Pinto says:

        PC Craig Pattison told the inquest at West London Coroner’s Court how he found the extension lead running from the hallway outside into the bathroom.

        “We found an iPhone plugged into the extension cable and then the charger element in the bath,” he explained.

      • Nope says:

        O telefone, ligado ao carregador, ligado à extensão. O condutor da electricidade era a água. O choque elétrico ao pateta dentro da banheira foi a 220V e não a 5V.

        A culpa ser do telemóvel ou do carregador é pura invenção. A BBC, que tem um pouco mais de cuidado a escrever (pergunta a espelistas) do que os tablóides, diz o óbvio – o pateta morreu electrocutado na casa de banho como outros já morreram.

  9. qwertyuiopus says:

    Sai um “Darwin Award” para este senhor e uma menção de mérito por isto ser notícia porque se fala da Aplole….

  10. Luis Rosa says:

    O iPhone caiu na água e, ao tentar “salvá-lo” a água escorreu pelo fio… até à ligação entre o carregador e a extensão, fazendo a passagem dos 220V.

  11. Luis says:

    Se fosse um samsung S7 já podia estar debaixo de agua a mexer que não faria nenhum mal 😀

  12. Jorge Pereira says:

    Esquecem-se que se pode morrer com pouco mais de 30mA… A corrente é que mata. Por isso a descarga pode ter vindo da saída do carregador via água… RIP

    • barf says:

      Por isso é que os pássaros não apanham choques 😉

      • Rui says:

        O que salva os pássaros é nºao ter estupidez suficiente para tomarem banho com o iphone ligado à corrente….Por isso é que nºao morrem!

      • Couto says:

        No caso dos passaros eles tocam com as 2 pernas ao mm tempo na linha o que faz com que i diferencial de potencial seja o mesmo logo a corrente nao faz nada e segue

        • somaisum says:

          então se colocares duas maos num cabo de alta tensao, também nao faz nada? (genuinamente a questionar, nao sou engenheiro nem eletricista.

        • Anónimo António says:

          e se o passaro levantar uma das patas morre eletrocutado? lol
          Só há descarga se houver uma diferença de potencial.. uma cegonha de asas abertas é suficientemente grande para poder provocar uma descarga..
          Respondendo ao “somaisum”, se tiveres agarrado com as duas maos mas tiveres os pes suficientemente perto do chao para que a descarga passe pelo teu corpo vais de vela.. quem trabalha em cabos de alta tensao anda com um fato de malha para que a tensão ou corrente ou lá o que é seja igual em toda a sua volta.. se o tipo tocar em algum lado que nao tenha tensao é capaz de nao ficar em grande estado..

    • Hugo says:

      Mesmo. Ainda hoje hoje tomei banho no ar. Pena a “bicha” do chuveiro não ser maior 🙁

  13. Nitroglycerine says:

    Por uma questão de segurança mais vale por a panela ao lume se quiser carregar o telemovel…

  14. Nitroglycerine says:

    Por uma questão de segurança mais vale por a panela ao lume se quiser carregar o telemovel…

  15. Rui says:

    Esta noticia tem algo mal explicado, ninguém morre com 5V DC.
    A única explicação é a tomada da extensão também ter caído na água e aí com 230V é perfeitamente plausível.

  16. CaptianObvious says:

    Claramente não tinha um diferencial, ou pelo menos um de jeito, na instalação, senão dificilmente teria dado em morte. Fica a recomendação a todos, instalem um bom nas vossas casas e garantam uma boa instalação de ligação à terra. Cumps.

    • Cortesão says:

      Ainda que os meus colegas não concordem nem as RTIEBT obriguem quando não existe termoacumulador, costumo colocar um diferencial de alta sensibilidade só para a casa de banho, vai na volta um dia ainda salvo uma vida com esta mania minha. Neste caso acho que tinha conseguido

    • blimb says:

      Grande parte que compra iProducts nem sequer sabe o que é um diferencial ou ligação à terra.

  17. Daniel says:

    Na minha opinão foi mais um caso em que se provou a Teoria da Evolução das Especies de Darwin, só os mais fortes e neste caso inteligentes prevalecem!
    As probabildades de sobrevivencia começam a diminuir com a vontade de usar gadgets na benheira, a seguir as probabilidades de sobreviver diminuem drasticamente quando além de levar o telemóvel para o banho o liga a com uma extenção a 220V.
    Várias coisa podem correr mal, desde a o carregador não assegurar isolamento galvanico entre a os 220V e da tomada e tomada de carga, a própria extenção não ter circuito de terra, o circuito terra do edificio estar defeituoso, ou até mesmo o circuito onde estava ligada extenção não estar protegida com disjuntor diferencial de protecção (na noticia refere uma extenção ligada no corredor), normlamente nas casas de banho as tomadas devem estar fora chamado volume de interdição e devem ter proteção por meio de disjuntor diferencial igual ou inferior a 30mA ou serem equipandas com transformdor de isolamento se bem me lembro, penso que em Ingleterra não deverá ser muito diferente.
    Last, but not the least, mas qual é a alma vai tomar banho puxa uma extenção do corredor e pousa o telemovél que tem uma capa metalica em cima do peito dentro de água?
    O tipo morreu no momento em decidiu por a lei de Murphy a prova, se algo pode correr mal, vai correr mal de certeza!
    Nota:
    É completamente indiferente a marca do telemovél, a estupidez humana demonstrada neste caso é transversal a guerras de marcas!

  18. censo says:

    Tomar banho com um telefone ao peito… isto só pode ter uma explicação patológica. Depois o artigo comentar que não está aqui em causa uma ma utilização…bem…não digo mais nada.

  19. Jorge Soares says:

    Um forte candidato aos prémios Darwin de 2017.

  20. Manuel says:

    And The Darwin Award Goes To…

  21. Nuno says:

    “Ao longo dos últimos anos vários têm sido os casos de mortes associadas a equipamentos elétricos, mas por norma existe uma má utilização dos equipamentos, o que não aconteceu neste caso.” WTF???

  22. Frederico Vieira says:

    ” Ao longo dos últimos anos vários têm sido os casos de mortes associadas a equipamentos elétricos, mas por norma existe uma má utilização dos equipamentos, o que não aconteceu neste caso.”

    Como assim um telemóvel ligado ao carregador em cima de um peito de uma pessoa que esta molhada e dentro de agua não é “má utilização”???????

    • Jorge Soares says:

      Com este tipo de utilização não sei se aquele estudo em que se chegou a conclusão que os utilizadores de iphone são mais inteligentes foi corretamente elaborado

  23. Hélio Gonçalves says:

    Como é possível num caso em que alguém toma banho com um iPhone em cima do peito e ligado à corrente eléctrica dizerem que “por norma existe uma má utilização dos equipamentos, o que não aconteceu neste caso”?

  24. Gustavo Garcia says:

    A maioria dos comentadores fala em 220V mas a corrente no UK é 110, creio. De qualquer modo, é indiferente…
    O falecido foi estúpido de várias formas diferentes:
    1 – Banho de imersão (desperdício de água)
    2 – Levar um equipamento electrónico para o banho (além do risco de electrocução, há a possibilidade de mergulhar o equipamento em água e estragá-lo)
    3 – Carregar o equipamento enquanto toma banho, estebelecendo uma possível ligação entre a água e a corrente na extensão
    Finalmente, há uma gralha no texto. Mesmo com a parvoíce do AO90, em português padrão é “contacto”. “Contato” é no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.