Quantcast
PplWare Mobile

Seagate prepara-se para lançar discos HDD de 20 Terabytes

                                    
                                

Fonte: Tom's Hardware

Autor: Marisa Pinto


  1. Nuno says:

    lol , só se derem garantia de 10 anos… Prefiro pagar um pouco mais e ter 1 SSD. Pode não ser de 20Tb, mas a nível de fiabilidade e durabilidade , MT melhor…

    • Zé Fonseca A. says:

      Really? Tens de te informar melhor, esse teu IT know how está muito pobre.

    • David Guerreiro says:

      Depende do SSD. Há SSDs que avariam muito, especialmente de algumas marcas low cost.

    • Hugo Nabais says:

      A finalidade de ambos é diferente. Quem procura discos de 20TB não quer performance, mas sim capacidade de armazenamento.

      • nuno says:

        eu tb não quero performance , quero fiabilidade, algo que hdd nao tem e nunca teve.
        Já tive algumas marcas , desde seagate e WD, Toshiba , hitashi , todas avariaram e perdi tudo… hdd nunca mais,
        tenho 3 ssd Samsung , 2 garantia 5 anos e outro de 10 anos, ate agora passados estes anos , perfeito… então para pc portátil do melhor

        • Manuel Costa says:

          Já notei que és dos gamers que pagou 26000 euros por um portátil com 2 SSD de 256gb e 78gb de Ram e ficaste todo contente, que até usas a segunda gráfica para minerares criptomoedas. 99,99999999999999% das pessoas não precisam disso.

          • Brico says:

            Até agora todas as estatísticas comprovam a maior fiabilidade de SSDs. Só pelo facto de não ter partes mecânicas sujeitas a desgaste ajuda muito.

          • FAR says:

            Mas desde quando é que é preciso pagar essas exorbitâncias para se ter um SSD? O “nuno” nem sequer mencionou qual a capacidade dos SSDs!

            “99,99999999999999% das pessoas não precisam disso.” de quê, um SSD? Caro, acorde para a vida, hoje em dia até a gama de entrada de portáteis vem com SSDs.

            É o que dá misturar azia com postas de pescada. Sai disto.

        • batata says:

          Só perde tudo quem não planeia backups. E se não faz backups é porque o que perdeu não era assim tão importante.

        • José Machado says:

          SSDs têm limite de escritas, que é muito mais curto do que o de um HDD.

    • PAULO SILVA says:

      Só para constar… um HDD vai avariando – costuma dar sinais de uso e desgaste, além disso a informação é possível de recuperar facilmente.
      já um SSD queima, e nesse caso perde-se quase tudo, pois é muito mais complicado conseguir recuperar os dados.
      Tenho muito clientes e quase todos nunca tiveram problemas com HDD, mas já tive chatices com os SSD’s, por isso em quase todos tenho o sistema em modo hibrido, ou seja, ssd para sistema e aplicativos, e o hdd para armazenamento/cópias de segurança locais.
      E já agora queres a garantia de 10 anos, mas de que serve se perderes os dados??
      A garantia dos ssd’s é de 10 anos??

    • Manuel Costa says:

      Para fazeres cópias de segurança e de dados… boa sorte a pagares 70000 euros por discos SSD com esta capacidade e que tem limite de escrita em 2000 vezes.

    • lopes says:

      Não podias estar mais enganado no que dizes, um SSD está longe de ter a mesma fiabilidade e durabilidade que um HDD.

      Além do mais os HDD continuam a ser o melhor para armazenamento de dados, SSD só mesmo para rapidez dai serem bons apenas para usar como discos principais…

      Basta meter um HDD e SSD a ler e a escrever e vais ver que o SSD vai-se embora mais depressa que o HDD.

    • PAULO SILVA says:

      @Nuno – pelos comentários abaixo já vi que usas o disco em portátil e como tal, existe alguns cuidados a ter, que como não sabes quais são estouras todos os discos hdd (não importa a marca e ou o modelo). O problema que tens não acontece com o ssd daí que estejas satisfeito com a fiabilidade do ssd, mas o hdd quando utilizado correctamente é muito fiável.
      Um pormenor: o HDD desta matéria é de 3.5″ para desktop/servidores… não para portáteis.

  2. Hugo Nabais says:

    “a empresa norte-americana sediada em Cupertino disse que as suas tecnologias vão permitir ter discos rígidos com uma capacidade de armazenamento de até 120 TB até ao ano de 2030.”

    Se for antes de 2030 é interessante, se for só em 2030 parece muito tempo (quase uma década) para passar de 20 par 120 TB.

  3. Miguel says:

    Tenho um NAS com 8TB DE SSD e transfiro ficheiros a mais de 500 megas por segundo entre pcs, smartphones, tablets..fantastico!

    • Manuel Costa says:

      Tenho uma torre com 70T em 26 discos HDD que ainda nenhum falhou e o mais novo é de 2019. Sim, demora mais um pouco a transferir dados mas, para que preciso de transferir 6T por dia?

    • batata says:

      Mais de 500Mbyte/s é muito, mas também é preciso um link (rede) que acompanhe isso tudo (+3.9Gbit/s).

    • Zé Fonseca A. says:

      Aproveita e mete Raid6, por aqui temos uns quantos milhares de SSD e HDD, já tivemos casos de no mesmo array irem à vida 2 SSDs ao mesmo tempo, HDDs nunca aconteceu.
      Por isso SSDs só com Raid 6 + hot spare, e para operações rapidas, para tudo o resto mais vale ter uns HDD 15k rpm.

      • Hugo Nabais says:

        Nós temos algumas centenas de SSD e HDD e só tivemos uma avaria com SSD e foi num não empresarial que estava a funcionar 24/7.
        HDDs falham-nos bem mais, só num fim de semana numa storage com 16 discos em RAID6, falharam 3… Tudo perdido. Horas e horas a recuperar backups.
        Mas se calhar tivemos só azar. 🙂

  4. Marquete says:

    Poder ter 100T, vai continuar dando disco 100%

  5. falcaobranco says:

    Excelente noticia… aqui sempre tive Seagate… inclusivé, tive que fazer RMA de um disco á uns anos, mandaram-me um novo e até hoje ainda está a bombar…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.