O seu portátil faz torradas? Nós temos a solução…


Destaques PPLWARE

75 Respostas

  1. Bom artigo, essa conclusão sobre as bases é interessante.
    Mas nos portáteis nunca os podemos abrir antes da garantia acabar, é uma desvantagem…

    Penso que acima de tudo temos de escolher um portátil de uma boa marca e que tenha um bom sistema de refrigeração…

    • pfbatista says:

      Não está relacionado com a qualidade do portátil, mas sim com o tipo de utilização, o ambiente onde se utiliza, como se utiliza.

      Se utilizarmos o portatil em ambientes com muito pó, este vai acumular-se, principalmente, no dissipador.

      Todos os portateis têm dissipadores, logo não está relacionado com a qualidade, já que todos os têm….

      O melhor é mesmo, periodicamente, abrir o portátil e limpar o dissipador… faz grande diferença.

      Relativamente à garantia,se o fizerem bem, utilizarem boas chaves, ninguem consegue provar que o portátil já foi aberto.

      Eu faço isso ao meu de 3 em 3 meses… e garanto-vos que cada vez que o faço retiro sempre um bom “tapete” de cotão.

      E nunca o uso em cima dos cobertores, nem sequer o pouco na cama ou sofá… está sempre em cima de mesas ou em cima de um apoio próprio.

      Mas fazer isso… fica ao vosso critério, claro.

      • Todos os portáteis têm dissipadores, isso é certo. Só que alguns dissipadores são melhores que outros, e alguns portáteis têm uma excelente arquitectura de refrigeração e outros não. Vê por exemplo os Insys aquilo é um forno.

        Já estão a surgir portáteis com aqueles autocolantes especiais para saberem se as máquinas foram abertas. O meu tecra M10 já tem.

  2. BMJ says:

    Boas, excelente artigo, o estranho é nos testes com as bases não terem dados resultados significativos, eu na minha experiência com o meu portátil, tenho um Asus F3sl e uma base coolermaster (das gamas baixas, nada de especial) e noto uma grande diferença, porque se estiver sem base o portátil aumenta a velocidade da fan muitas vezes, com base noto que raramente «oiço» a fan a aumentar a ventoinha, passa quase todo o tempo sem fazer barulho.

    Mas ainda não abri o portátil para o limpar e já tem 3 anos, um dia destes abro-o limpo-o e meto pasta térmica que tenho lá em casa…

  3. prom says:

    Bom artigo! A manutenção que faço ao meu portátil é mesmo essa, de tempo a tempo mudar a massa térmica e limpar o pó interior e deixa de aquecer.

  4. MS-PT says:

    eu n uso base… e normalmente os PC’s duram 2/3 anos… troco antes de avariarem… penso que se comprarem modelos que tenham algum cuidado, nao vao ter problemas! o meu proximo é mac book pro

    • Mondrulho says:

      as bases nos pc nao me parecem fazer muita diferença porque o computador faz a gestao do calor… tipo, se a base trabalha e arrefece automaticamento o computador diminui as suas ventoinhas… a base é boa é casos que a refrigeração do portatil é deveras insuficiente…
      No meu macbook pro uso-o sempre em cima das pernas ou cama e por vezes de acordo com o que estou a fazer fica super quente, é um facto normal e temos é de ter cuidado para nao nos queimar-mos… No entanto, quando o coloco em cima da base de refrigeração em 5 minutos ele fica frio independentemente do que estou a fazer… O facto de ser em aluminio faz a condução do calor melhor e refrigera..

    • Nuno says:

      Pois amigo, mas nem todos têm guito para trocar os PC’s de 3 em 3 anos looool…..

  5. João says:

    O artigo está muito bom. As bases poderão sem dúvida dar uma boa ajuda na ventilação, nem que seja para evitar que o portátil esteja assente numa superfície já quente devido a temperatura do mesmo. Só a “qualidade pagasse ” é que já não gostei muito de ler, não pelo sentido das palavras, mas pelo erro mesmo.. o novo acordo ortográfico ainda não chegou a tanto 😉
    Só mais um reparo, que é feito dos artigos tipo “php á quinta” e afins.
    Portem-se .. mal claro.

  6. vasco says:

    Muito bom artigo. Óptimas conclusões.

    Quando comprei o meu portátil, comprei um portátil com uma carcaça usada em portáteis de jogos, mas no meu caso, com uma gráfica e um processador modesto. O meu portátil tem 4 anos (esta a ficar velhote!) e nunca tive problemas de aquecimento.

  7. R says:

    Devo dizer que tenho um HP “encostado” devido ao sobre aquecimento.
    E pelo que vi, um bocadinho de pasta térmica colocada de origem (estupidez ou “esperteza” dos Srs da HP) teria evitado tudo isto.
    A reparação (se não for necessária a substituição da placa gráfica) obriga à desmontagem de TODO o computador para chegar à placa. No caso de ser necessária a substituição… são outros 500!!!
    Agora deste lado, já encaro com outros olhos as soluções de refrigeração (que apesar de tudo já sabia o quão importantes eram, mas casa roubada, trancas à porta).
    Um bom artigo. Parabéns.

    • pfbatista says:

      Espero estar a ajudar-te…

      Não encoste o portátil, não vale a pena.

      Tira-lhe o teclado, a ventoinha e dissipador devem ficar acessíveis depois de o retirares. Por norma é só tirar uns 3 a 5 parafusos (por baixo) e depois o teclado sai muito bem… pelo menos quase todos os HPs são assim.

      Caso nao consigas, faz o seguinte:
      Desliga o portatil
      Procura a saída de ar, por norma é numa lateral (talvez esquerda, tem umas ranhuras e se olhares lá para dentro dá para ver outras ranhuras de cobre)
      Encostas aí a boca e da-lhe umas grandes assopradelas (tapa os olhos porque senão levas com o pó)
      Por fim, vai ao espelho e ri-te do resultado, tens agora que limpar o bigode.

      Depois de o ligares novamente, já não vai aquecer tanto, isto é uma solução temporária, costuma ter um bom resultado.

      Experimenta… tenho feito isso a muitos, quando os utilizadores não têm tempo para deixar o portátil umas horitas.

      • L.Mata says:

        Um bom aspirador com boa potencia faz o mesmo resultado e com menos potenciais problemas de alergias e até uma infecção respiratoria para quem é propenso a isso.

      • R says:

        LOL. Estava só a partilhar a minha experiência e nem estava à espera de respostas. Mas obrigado pela dica. Acho que vou experimentar essa antes de o desmontar todo.
        A (potencial) solução que encontrei para o problema foi esta:
        http://www.youtube.com/watch?v=bnkQNmKauEc&feature=fvw
        São 18 minutos de pormenor, mas se saltarem um bocadinho ficam com uma ideia da trabalheira que me espera pela frente.
        Quanto a soprar, tenho um “blower” que faz o serviço e me evita o bigode. :DDD
        Mais uma vez obrigado.
        Cumpz

      • JC says:

        @pfbatista:

        Aproveito a tua experiência no assunto para por a minha questão: tenho um Sony com mais de 3 anos e nunca o abri. Deve tar lindo deve… Mas gostei dessa ideia do “sopro” para tirar o pó de dentro do gajo. Mas não deveria ser ao contrário? Isto é, não deveria ser com um aspirador para “puxar” o pó e não “empurrar”?

        Obrigado.

        • pfbatista says:

          @JC

          o importante é que o ar circule, com grande pressão, no sentido inverso à passagem normal de ar.
          Mas tem de ser feito com o portatil desligado, isto porque a ventoinha vai rodar em sentido inverso, estando desligado não sofre qualquer dano.

          Pode ser utilizado um aspirador, mas neste caso apenas ajuda a não espalhar o pó no ar.

          De certeza que se tiveres uma boa caixa toracica, um sopro exerce sempre mais pressão do que o aspirador.

          de preferencia com a boca encostrada, conforme se toca harmonica… a sério, não estou na tanga:)

      • Nuno L. says:

        Boas, já agora pode ser que alguém me ajude. Tenho um HP Pavillion DV6000 que não liga…Carrego no botão do “on” e ele simplesmente liga as luzes e nada faz (nem beeps nem nada). Já o desmontei e procurei por componentes danificados ou queimados e nada…alguém sabe me dar uma dica?
        Obrigado desde já. ;D

  8. AndréD. says:

    Boas…

    Antes de mais parabens pelo topico…

    Tambem vou deixar o meu testemunho para a Historia “Tenho uma torradeira em casa”, tenho um ASUS X56Sn e isto é uma maquina muito boa e nao me arrependo nada de o ter escolhida mesmo tendo o problema que tenho da temperatura, em estado normal sem base sou capaz de andar por ai nos 50º|50º (Processador|Grafica), depois a jogar manda-se sem perguntar se pode para temperaturas exorbitantes tipo 105º|85º, mediante isto comprei uma base uma nox boreas tres ventoinhas, e o meu problema foi quase resolvido ou nao, as temperaturas baixaram para 90º|80º| o problema e que tenho a base e nao tenho a parte de plastico que cobre a grafica e o processador, basicamente isto é uma verdadeira torradeira, vou testar as soluçoes propostas aqui e depois direi algo. Já agora no meu caso este aquecimento penso que será por a massa termica do processador processador ja estar “Gasta” e de haver algum pó no cooler.

    Cumps
    AndréD.

    • hetffield says:

      boas. O teste foi algo que tenho-me questionado e realmente não vou apostar numa base com ventoinhas, pois os progressos não são significativos. Em relação a isto mesmo queria deixar só uma dica que faltou… É que nos portáteis, estes vêm com software, ou mesmo no próprio windows para limitar a frequência máxima do cpu, logo respondendo ao André, posso dizer que também tenho um ASUS e ajuda imenso trabalhar em word com cpu nos 30% e em modo jogo em 100%. Assim não terão de estar a ouvir sempre a ventoinha na sua velocidade máxima. Claro que daqui a um ano (quando terminar a garantia vou experimentar mudar a massa térmica.
      Cumprimentos a todos

    • Tiago Dias says:

      Se te queixas de ter o CPU a 50º deixa tar que só o meu disco tá a 61º… E estou somente a ouvir música e a estudar slides de powerpoint.

      HP Pavilion dv6000

      (Verdade seja dita, ainda não o limpei desde que o comprei há 2 anos e meio)

      • R says:

        o problema descrito no meu post acima é num HP dv9000. Mas acho que o problema é recorrente em mais modelos da HP.
        Aconselho-te a dar uma vista de olhos ao vídeo que tenho lá em cima. Pode-te ser útil para evitar males maiores.
        “Tranca-a antes que ta roubem…” 😀
        Cumpz.

  9. Jonnybravo says:

    “Mas, como um grande amigo meu me disse, a qualidade pagasse e se o leitor for o dono de um portátil para jogos…”

    Não queres dizer:

    “Mas, como um grande amigo meu me disse, a qualidade paga-se e se o leitor for o dono de um portátil para jogos…” ?

  10. BlinZk says:

    Seria também interessante um pequeno tutorial de como aplicar a dita massa térmica 🙂

    Bom artigo. Não se esqueçam é de corrigir o “pegasse”, que é um tipo de erro pouco aceitável em pessoas que para alem de técnicos, se dedicam à escrita.

  11. chicosoft says:

    E preços ao certo desses equipamentos?

  12. Angelo Matos says:

    Bom post e concordo com o amigo BlinZk, podiam fazer um pequeno tutorial de como limpar um portátil. Assim algo muito genérico com umas fotos.Abraço

  13. Nuno says:

    À 1 ano, apenas com a limpeza do pó acomulado na grelha de saída do meu asus, a temperatura foi reduzida de 80º para 50º. E ao utilizar a base arrefecedora que comprei na altura ainda ia aos 35º.

  14. Jorge Reis says:

    Grande post! Tenho-me debatido bastante com este problema ultimamente! Mas também agradecia se pudessem fazer um tutorialzinho 😉
    Cumps

  15. mokoto says:

    antes de mais obrigado pelos parabéns, é sempre bom ter um feedback positivo e motiva a malta em fazer mais.
    no que toca a este tema, como referi, acho que se pode evitar as bases, se tivermos sempre um certo cuidado com as nossas máquinas. como sabem o pó é um inimigo quer dos desktop quer dos portáteis por isso temos de manter sempre o portátil limpo e claro se a isso juntarmos uma pasta térmica de qualidade ainda melhor e poupamos alguns euros mais tarde. No que toca as bases, isso já depende da máquina em si.
    obrigado ao pplware e claro a malta que faz deste blog um dos melhores vocês leitores!

  16. Kashmir says:

    Eu não apostaria nas base… Isto porque acho que uma das vantagens de ter um portátil é ter mobilidade. O que quero dizer é que tenho a minha pasta do portátil e acabaria por “sacrificar” algum espaço extra para transportar a cuja base.
    A solução a qual estou mais virado (se tivesse o problema do sobre-aquecimento) é dar uma limpeza ao dissipador pois este ganha sempre pó, seja qual for o ambiente, e substituir a massa térmica.

  17. Arpinacio says:

    Esses resultados da base são no mínimo estranhos… uso uma base da CoolerMaster (Infinite) e obtive resultados de cerca de menos 10/15º no processador e gráfica em full load…

  18. cdq74cn says:

    Tenho pena que na analisa não tenha uma placa da Zalman que é para mim a melhor ! Já tive varias e após experimentar 1 fiquei apaixonado !

  19. Jorge Rodrigues says:

    malta tenho uma pergunta em relação a isto
    tenho um macbook Pro 15″ 2,2 ghz core 2 duo, gráfica 128 mb ddr3 e 4gb ram de meados de 2008 tenho por hábito jogar Guild Wars, mas ao fim de umas 4 horas de jogo a superfície de aluminio fica consideravélmente quente. apesar de ter uma base não a acho muito eficiente, alguém tens sugestões para como o posso arrefecer de forma segura? (ok se eu não jogar ele não aquece, mas essa opção por enquanto não conta)

    abraços.

    • mokoto says:

      NO que toca aos mac’s o caso muda de figura, como todos sabem os chassi dos mac é em alumínio e não possuem fan para exaustão do calor e porque? porque o próprio chassi é o dissipador do portátil, logo o calor que se sente excessivamente seja normal, solução? não sei se as bases resultam, mas axo que o melhor é não colocar o mac ao colo 🙂

      • Jorge Rodrigues says:

        obrigado.. nahhh quando jogo coloco sempre o mac na secretária e ligado á corrente, porque senão só jogava uma hora e meia. vou dar uma olhada nas bases com calma e ver a que se adapta melhor,

        obrigado.

        • tiago says:

          Julgo que as bases não têm grande efeito nos macbooks pro visto que a ventilação é feita pela estreita ranhura entre a base horizontal do teclado e a base do monitor.

  20. Zane says:

    Excelente artigo.

    Mas talvez deveriam ter feito 2 testes das bases(antes e depois de colocar a pasta térmica). Pelo que vejo só o fizeram depois, o que é óbvio que a temperaturas não iriam baixar consideravelmente.

    Não estou a afirmar que a bases iriam superar as mudança da pasta térmica, mas era óbvio que as temperaturas iriam baixar muito mais antes por a pasta térmica.

    O que a base pode fazer depois de colocar a pasta térmica é a tentativa de manter essas mesma temperaturas por um maior espaço de tempo, ou seja retardar a “perda de condutividade” das novas pastas térmicas(essas temperaturas só mantêm nos primeiros dias de utilização…) e afins.

  21. Ricardo Antunes says:

    Sou da mesma opinião do Arpinacio, também tenho uma base e tenho diferenças de 2º a 10º (sem contar com o facto de estar num plano inclinado, o que já retira alguns graus à temperatura), consoante o uso do portátil. Os resultados deste teste são estranhos… Na altura quando estava a decidir qual a base a comprar cheguei a pesquisar na net por análises, e nenhuma relatava resultados assim tão maus. Falta saber as condições do teste. Por exemplo a disposição dos dispositivos principais sobre a base é muito importante, nem todas as bases se adequam a todos os portáteis.
    Alguns exemplos:
    http://www.dvhardware.net/review99_3_tai-chi-m.html
    http://www.pcabusers.com/reviews/antec/notebookcooler/p3.htm
    http://www.hardcoreware.net/reviews/review-212-2.htm

    Como se pode ver há bases e bases. As que foram analisadas nestes artigos não são os melhores exemplos.
    Claro que isto de bases, só mesmo para casa, para quem tiver o portátil muito tempo ligado e sempre “a bombar”. Sempre aumenta um bocado o tempo de vida do portátil 😉

  22. jpng81 says:

    Acho que os portáteis pelo menos os netbooks nem deveriam necessitar de usar ventoinhas para arrefecer, pq se formos a ver os processadores não passam dos 1.6Ghz, visto aquecerem sempre um pouco é necessário sempre haver alguma circulação de ar.
    Eu tenho um tsunami moover T10 (é igual a um MSI WIND U100) e uso-o com linux e meto-lhe sempre o cpu a funcionar a 799mhz, mas mesmo assim pelo o que a ventoinha pouco roda acaba sempre por apanhar pó dentro dele e visto o dissipador ser em alumínio ainda esta tarde vou experimentar a meter nova pasta térmica no cpu para ver se consigo que a ventoinha rode ainda menos.
    O problema acaba por ser sempre o pó que acumula dentro das máquinas, e então quem fuma muito perto de computadores, podem ter a certeza que é morte certa da board, pois fumo + pó + alguma umidade cria uma pasta que para as ventoinhas.

  23. Paulo39 says:

    Muito bom artigo!
    Parabéns ao Mokoto

    Fiquei surpreendido com os resultados obtidos com as bases. Já não as considerava muito práticas, agora vê-se que nem são eficientes.

    Continuem com bons artigos!

  24. jpng81 says:

    E meter Corei7 em portáteis é ridiculo, ainda não vejo a palavra “portátil” a ser muito bem aplicadas nestes tipos de portáteis com brutos cpus e brutas plácas graficas, só se for para andar com o transformador atrás pois baterias para estes tipos de máquinas é ver se te havias em meia hora para não falar que viciam logo ao fim de algumas utilizações. Se querem jogar como deve de ser comprem um “desktop” normal não gastam muito dinheiro e faz bem o serviço que tem a fazer que é jogar.

    • r.i.p says:

      fantástico, depois de tanto tempo finalmente encontro alguém com a mesma linha de pensamento do que eu, Sempre achei estúpido aqueles ditos portáteis quem nem 1h dura sem estar ligado à tomada.
      como foi dito se querem jogar os desktop são a solução e antes que venha alguém a dizer “a e tal mas mesmo assim é mais pratico levar o “portátil” para as lans” e eu digo, há umas coisas chamadas bags que servem para transportar as torres e não custa muito, já tive uma e digo-vos 5 estrelas 🙂

      • cdq74cn says:

        “Sempre achei estúpido aqueles ditos portáteis quem nem 1h dura sem estar ligado à tomada” oi ?? Eu não preciso dum portátil, eu preciso dum transportável, eu e a maioria das pessoas ! Eu ando sempre com o meu PC atrás casa-faculdade-terra natal nem sequer preciso de bateria para alem de 10min. ! Maior parte dos estudante deste país não usam a bateria mais de 5min.! Talvez para ver um filme no comboio no regresso ! Por isso acho que o mercado do transportável é maior do que o do portátil !
        Claro que Gamer a serio é desktop.

  25. sérgio says:

    a parte de soprar para a saida de extracao de ar não achei muito interessante! porque uma vez a ventoinha de refrigeracao parou!, mas pó saiu e muito!

  26. z0r says:

    Após ver este artigo, vir consultar a temperatura do meu portátil. O GPU estava a 64ºC, sem estar a correr nada que exigisse esforço a nível gráfico. Então liguei o aspirador(coloquei no máximo) e aspirei as saídas/entradas de ar. Após 2 horas voltei a ver a temperatura e baixou 6ºC.

    É claro que vou ter que o desmontar brevemente para uma limpeza a fundo.

  27. Shadow says:

    Bom artigo!
    Só faltava referir undervoltage, uma das melhores opções neste momento. 🙂

  28. Por aqui, com as devidas cautelas é claro, sou fã de compressor, para ai de mês a mês da-se um assopro =)

    • Hugo Cura says:

      Cuidado que do compressor não sai só ar comprimido, sai também água (em quantidades muito reduzidas), mesmo sem notarmos que ela sai. Pode ser fatal.

  29. Melech says:

    Há uma solução muito simples para diminuir drasticamente a temperatura: undervolting. Não tem nenhuma desvantagem para o computador, se for bem feito. Vejam aqui, quem quiser fazer:
    http://forum.zwame.pt/showthread.php?t=204177

  30. Cruz says:

    A escaldar ? Alguém percebe porque é que o CPUIDLE faz o que o Windows não consegue ou quer fazer ? Existem programas que fazem uso intensivo do cpu mesmo quando estão parados ou em pausa.

  31. Emannxx says:

    O meu dantes dava para fazer um chazinho … e não estou a brincar! Dava mesmo!

    O meu HP Compaq atingia (à vontade) os 112-115ºC ao ponto de certas partes ficarem “maleaveis”!… um dia deu-me a “panka” e resolvi meter uma chávena pequena de vidro com água em cima da zona mais quente do portátil.. ao fim de 2 horas a jogar (e constantemente aos breaks) meti o dedo dentro de água e sim.. foi uma má experiência! Tenho a certeza que se lhe metesse uma saqueta de chá.. dava para fazer à vontade!

    Mais uma utilidade de um computador XD

    Entretanto (à coisa de 2 semanas) foi para a fábrica e veio com um cooler novo.. ao que parece o antigo estava mesmo marado… Agora não passa dos 85ºC =)

  32. omgwtfbbq says:

    É interessante ver que no artigo, os gráficos de temperatura têm um máximo de 70ºC e 60ºC. O meu portátil facilmente ultrapassa isso em alto desempenho. :S

    • -_-' says:

      Isso não é normal… Ou melhor, não deveria.

    • J.Rodrigues AKA Egi-RavenHeart says:

      Atenção, “não deveria” (como dito em cima), ou talvez deva mesmo! Depende, MUITO E ABSOLUTAMENTE, do processador que tens e do uso que lhe dás.
      Principalmente se:
      1- não for destes últimos modelos (os “antigos” que não traziam preocupações dessas);
      2- de onde e como o uses (vê se tens as aberturas de arrefecimento BEM ABERTAS! Evita o “colinho”, as mantas e toalhas, etc.);
      3- se o próprio sistema de arrefecimento for mais fraquito (ou estiver configurado como “quiet”)

      Verifica isso e vê se melhora…!
      Senão, bom, uns cubinhos de gelo no copinho de whisky, uma ventoinha a soprar do copo para o portátil e… TODO NA MESMA! 😀 LoL

      Abraço

    • omgwtfbbq says:

      Hehe, mesmo agora só a navegar na Internet está nos 61ºC claro que também conta o programa que se usa, estou a ver a temperatura no Battery Care, no CoreTemp é menor, no entanto no RealTemp é igual ao Battery Care. Enfim.

      Programas à parte, acho mesmo que é problema de construção. É um LG E300 de 13 polegadas (apertado), já mandei algumas vezes para a garantia, desta última vez levou uma ventoinha nova.

      E claro, precisa de uma boa limpeza, tenho de arranjar ar comprimido. E em caso extremo uma das bases.
      Agora que saiu da garantia já posso abri-lo 😀

      Estes problemas também só me começam a acontecer quando o tempo aquece. 😀

      Há sempre o truque de elevar um bocado o PC.

      E desde a primeira vez que foi para a garantia que nunca mais usei o portátil na cama xD

      P.S. o Processador é um Core2Duo T5450 acho que é recente.

  33. R says:

    Todos os anos no verão tenho de passar na oficina do vizinho e dar uma assopradela com ar comprimido no portátil. Sai sempre uma nuvem de pó!!!! O undervolting é uma boa solução para processadores quentinhos e pouca autonomia

  34. J.Rodrigues AKA Egi-RavenHeart says:

    Ora muito bem ao Mokotó! o campeão dos chips tostados cá da malta!! Bom, antes de mais, parabéns pelo artigo! Depois, muito obrigado pela informação! É sempre bom sabermos com o que podemos contar para os nossos “companheiros”, e evitar essas curas milagrosas que, de cur, nada têm! E por fim, Mokas, Abraço! Keep up the good work!

  35. G-Man says:

    Tenho um HP e aquece até aos 85º.
    o modelo é Hp dv5 pavilion 1210ep

    Não me parece ser um valor normal… o que posso fazer ao laptop ?

    Mandar para a grantia ??

  36. Bom artigo!
    estava a pensar comprar uma base e agora já começo a coçar a cabeça sobre estas coisas. depois é mais um “mono” a ganhar pó numa prateleira

  37. lol says:

    Tenho um HP da serie dv6000, tem cerca de um ano ou coisa que o valha. Tenho o dito cujo ligado 24 por 24 horas e a unica coisa que fiz foi levantar a traseira do portatil com uma ripa de madeira…. e realmente aquilo anda menos quentinho… não tenho nada contra as bases mas acho desperdício de dinheiro… com a solução que apresentei as entradas de ar ficaram mais espostas, o que penso que contribui para a melhor refrigeração. acho que é uma solução simples barata e eficaz…..

  38. lynx09 says:

    Tenho um Insys Gameforce sempre em alto desempenho, que uso em cima de uma base refrigeradora e a temperatura do precessador é de 48º, a gráfica é de 50º e a do disco é de 32º, com eMule, Firefoxe o Facebook ligados em simultâneo.

    G4M3FORCE 8761SUN 15″
    DualCore T4200 2Ghz
    nVidia G105M 512MB
    HDD 320 Gb SATA 5400
    4Gb DDR2 667

    • lynx09 says:

      A base é de alumínio e quando jogo a temperatura do processador é de 68º, a da gráfica é de 72º.
      Mesmo a jogar tenho o PC em alto desempenho e com a ventoínha ligada(NORMAL MODE)

      • lynx09 says:

        Tenho o PC desde Maio 2009, com W7 ULTIMATE
        e ainda não tive qualquer problema. De vez em quando também faço sucção do pó com o aspirador. Nunca tive BSOD ou BLUESCRREN.
        Ás vezes fico confuso quando leio que malta que tem o mesmo PC que eu e se queixam de que os seus PC`s estão cheios de problemas, até chego a pensar que fui bafejado pela sorte, ou então esta série saiu excepcionalmente boa, ou então a malta deve de fazer aos PC`s pior que o ” diabo fez à coisa… …”.
        Se fui bafejado pela sorte, oxalá ela perdure por muitos e muitos infinitos dias.
        Para já, só tenho que dizer bem do meu Insys Gameforce.

        • Manuel Andrade says:

          Eu tenho exactamente o mesmo modelo e posso dizer que até a data (Já faz 1 ano) nunca tive problemas.

          Claro que o problema da Temperatura neste modelo especifico já é conhecido, especialmente nesta altura de Verão e o Calor que se tem sentido é elevado.

          Alem da limpeza de 2 em 2 semanas e o undervolting ao CPU estou a planear comprar uma Boa base.

          Ao pessoal que não quer sentir o calor nas teclas enquanto esta na secretaria..epa tem Teclados USB bem baratos.

  39. Anabela says:

    Essa história do pó no dissipador deve ser muito eficaz nos casos em que eles realmente têm pó. O meu portátil, desde que o comprei, aquece que nem doido. Comprei um HP Pavilion dv6 com processador AMD Athlon e desde o 1.º dia que o comprei que aquece muito. Só se já o comprei com pó! Mas eu vou experimentar tirar o ar com um compressor a ver se há diferenças, até porque já passaram uns largos meses desde que o comprei. Sinceramente, não estou com grande fé, mas nunca se sabe. A base será então a segunda hipótese. É que isso da pasta térmica parece-me complicado para mim.

  40. hawk says:

    O meu acer e um poço de problemas desde novo, aquecia muito e nunca o usei o colo foi sempre em cima da secretaria, ja o abri 2 vezes para o limpar e estava quase sem pó nenhum, então resolvi comprar uma base, noto que o pc não aquece tanto, a ventoinha mal liga, no meu caso compensou, é que o portátil passa as vezes dias e dias ligado, o melhor da base e que tanto da para o acer ecrã de 16′ como para o eeepc de 11′ uso no eeepc quando uso na cama a ver filmes xD

    e tanto da para por o ar nos 2 sentidos.
    uma imagem dela:
    http://3.bp.blogspot.com/_0BjbSqybUkE/SIGG0ktlP9I/AAAAAAAABBc/-7bl2YHdorw/s400/G4_Titan_heatsink.jpg

    😀

  41. Jose says:

    No inverno até dá jeito.

  42. tiago says:

    Nada melhor que o novo Asus g73jw ou g73sw com 2 saídas de ar localizadas atrás (provavelmente para não incomudar as mãos).

  43. ruben says:

    parabens pelo artigo, epah eu tenho um insys quer akilo e capaz de fritar um ovo na tampa, akilo akece de uma maneira, basta ter o pc ligado duas horas e akilo ja ta a ferver, o problema e que eu kustumo usar o pc muitas horas seguidas e compromete o desempenho em jogos e internet. Vou seguir as vossas dicas, kontinuem a meter mais dicas para o pessoal fikar mais kulto nestas coisas.

  44. Edgar says:

    Boas pessoal.
    Li tudo com atenção e acabei por comprar uma base para refrigerar o portátil HP. Comprei um de qualidade com inclinação. É silencioso e tem ventoinha da largura de um palmo no centro.Fiquei satisfeito com a compra. A temperatura desceu de 80 para 45 em alto desempenho. A base do PC permanece fria em toda a sua área. Uso o portátil numa média de 18h por dia e estou muito satisfeito.

  45. Ronaldo says:

    Tenho um ASUS G751J com 32 megas RAM, uma GTX 980 com 4 Gigas DDR 5, e dois discos Solid State para Arranque.. mais 1 terabyte para armazenamento, com um ecrã brutal HDMI. Corro o GTA V tudo em ultra a 60 fps, e o witcher 3 tambem.. basicamente destroi a maioria dos desktops… É para jogar e ver filmes em alta definição, e estar ligado à corrente… para mandar emails, tenho o smartphpone…!!! LOL existe cada um.. não para todos os bolsos, claro, mas quem não pode ter escusa de criticar.. Ah, e tal um porche para quê, se o limite de é 50 na cidade.. prefiro o meu corsa… pois, pois… cada um tem o que merece.

    • Ronaldo says:

      Ah e sempre fresquinho a jogar a 1920×1080 – ultra custuma ficar nos 70º| Estou muito satisfeito.. tanto que mandei a Irina dar uma volta para jogar com o cristianinho. Cumps

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.