PplWare Mobile

Conhece os sistemas de gestão de disco RAID? (Parte I)


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. Nuno says:

    Boa explicação! Mais um excelente artigo vosso!

  2. Nuno Rompante says:

    Olá Pedro. E os restantes tipos de RAID??

  3. Rui Pires says:

    E haverá muita perda de perfomance conjugando um método de RAID1 com RAID0 ?
    Ou seja, tendo RAID1 de 2 pares de RAID0 ?

  4. PahAssimTodosJáSabemOmeuNome says:

    Excelente artigo!

    Um altura andei a ler sobre sistemas raid, mas fiquei me pelo raid0 e raid1 que eram os unicos com maiores vantagens.

    Pena não haver raid sataext/hddint nos portateis 😀

  5. JS says:

    Desculpai a minha observação, mas um artigo destes não merece mais do que 1 parte.
    Poderiam fazer o Parte I com o “sumário” e depois “esmiuçar” o mesmo…
    Isto é apenas para fazer número.
    …Pronto está dito (e por favor, não quero ofender ninguém, pois sou cliente da casa há imenso tempo!!!
    Abraço e continuação de bom trabalho.

  6. dajosova says:

    Boas…
    tenho em mãos 6 servidores para reconfigurar.

    Em todos uso sempre RAID 1, por uma questão de redundância.

    No servidor de SQL , escolhi ter 6 discos + 2 para backup direto e ficou assim:

    2 em RAID 1 = Windows Server 2012 R2 & SQL Server 2012 SP1
    4 em RAID 1+0 (10) = Bases de Dados
    2 em RAID 1 = Backups

    Cópias redundantes desses backups serão enviadas por rede para outro local fisicamente afastado.

    Em termos de SQL, fala-se muito nos relatórios… que configuração melhor poderia ter feito? Agradeço a v/ opinião?

    Já agora, dos seis servidores, e todos eles terão sempre pelo menos 2 discos em RAID 1, para estas funções, o que me aconselham a separar ou a meter em máquina virtual?

    Eis algumas funções que instalarei em cada um:


    PDC (Controlador Primário de Domínio) [DHCP, DNS]


    Servidor de SQL


    Sharepoint


    Controlador de domínio de recurso
    Servidor de Ficheiros
    Servidor de Impressão


    Servidor de Antivírus (Symantec Endpoint Manager)
    Servidor de Backups


    Spiceworks
    Solução IPAM (Miucrosoft ou alternativa opensource)

    …ainda queria experimentar o vSphere…

    Aceitam-se sugestões!
    As máquinas são modestas:

    2 Dell PowerEdge 2950
    1 Dell PowerEdge R300
    1 HP DL380 G5
    1 HP DL380p G8 (melhorzinho)
    1 HP DL165 G7 (melhorzinho 1U c/ AMD)

    😉

  7. dajosova says:

    …equeci-me de mecionar que gostaria de adicionar no mesmo servidor que tem uma controladora RAID PERC 6/i (Dell) discos SAS e 2 SATA 2TB a 7,2rpm cada para o servidor de ficheiros.

    …para servir aprox. 50 utilizadores de pdf’s, excel e pouco mais. Acham exequível???

    Obg

    • JS says:

      Boas…
      Para esse tipo de utilização, com 50 users, docs+mails 1TB chega-te de certeza para um histórico de uns 5 anos.
      Com boa gestão fazes isso por menos.
      Tendo em conta que ao fim de 2 ou 3 anos, a maioria já não vai ver documentos anteriores, passas os antigos para outro lado e resolves os problemas de espaço.

      Eu, para 80/90 users, “gasto” 500GB para doc’s e uns 150 GB para mails.
      FAX (pdf), ERP e outras soluções internas + 150GB

      TOTAL=8 Anos.

      Uso para backup, 2 NAS QNAP com 6x2TB (5 RAID5 + 1 extra)

      Parque:
      2 PDC 2k3server
      3 TSE 2k3server
      1 PROXY Squid
      2 NAS QNAP
      1 Comunicação AT+VPN 2k3server
      1 ClearOS em teste (backup de VPN+SQUID+CUPS+FTP+etc…)
      etc…

  8. Paulo says:

    E um tutorial para se configurar os RAIDS? nao?
    Eu estou interessado em fazer RAID0 mas nao faço a minima ideia de como o posso fazer.

  9. Unknownc says:

    Excelente artigo, estou neste momento a abordar esta matéria na faculdade. Fico a aguardar pela segunda parte, espero que sejam para breves 🙂

  10. Norberto Vale says:

    Bom artigo. Sugiro que se seja também abordada a questão de configuração raid por software e por hardware. Eu pessoalmente prefiro por software.

    • Tiago says:

      Uma controladora hardware tem sempre melhor performance.

      • Norberto Vale says:

        É verdade. Mas já me aconteceu uma motherboard avariar, não havia igual, e vi-me grego para colocar a máquina a funcionar. Por software nunca mais desses problemas. Dependendo do utilização, a performance pode ser secundária.

  11. pmf says:

    Bom artigo e aguardo os próximos “volumes”!
    Gostei de conhecer o RAID 2… hehehe
    A sério! nunca tinha ouvido falar, ou se tinha, dei-lhe pouco interesse. De resto, e pelo que percebo pelo artigo, é muito pouco utilizado… talvez pela quantidade de discos necessários…hehehe
    Desde que tive o meu primeiro pc (doméstico) com RAID 1, nunca mais quis outra coisa!
    Em ambientes empresariais, ou monto RAID 5 (iremos ler com certeza num próximo “volume”) ou NADA!!!

  12. Bruno Seara says:

    Para quando a parte 2 PPLWARE?

  13. Célia says:

    Boa tarde,

    alguém consegue explicar a diferença entre HP storage P2000 e um QNAP

    Obriigada

  14. EE.S@ says:

    um dos discos de um server queimou (estavam em RAID 1). Estou com dificuldade em arranjar um disco da mesma capacidade… há algum problema em colocar um novo disco de maior capacidade (sei que para efeitos de raid1 só vou usar 250gb do disco de 500Gb)?

    Em resumo: tinha 2 x 250GB em RAID1 e um dos discos queimou. Estava a pensar comprar um de 500GB e ficar com 250Gb + 500Gb em RAID1.

  15. Jorge says:

    Por favor ajudem me, eu tenho um servidor hp360 com tres discos duros de 300 GB, mas como a memoria ja terminou pretendo aumentar mais 3 discos de 150 GB. O que faço????

  16. Michael Pereira says:

    Onde está a parte 2? Podem ajudar?

  17. Redin says:

    Até me admiro que outras tendências não utilizem o mesmo conceito de paridade para aplicar em nuvem na blockchain, ou em outras. Um ataque nunca seria bem sucedido por se manter estavam as outras partes. E mesmo que o fizessem não iriam beneficiar dos dados obtidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.