PplWare Mobile

Condutor apanhado na A25 com detector de radares


Pedro Pinto

Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. irlm says:

    o gps tem a mesma função, e é legal

  2. Anti-obnóxios says:

    Nao esquecer os 8, na VCI, no Porto, na zona da Prelada (4), Francos (2) e Estadio do Dragao (2) ; aquilo andou “adormecido”, mas vai começar a faturar….atençao Srs(as) condutores(as)…

  3. Miguel Cruz says:

    Os software de GPS indicam os radares fixos, que toda a gente sabe que existe e que estão bem sinalizados, como por exemplo os da VCI ou 2ª circular.
    Este aparelho serve para detectar radar móveis que geralmente estão escondido nos carro ou em tripés…
    Curiosamente os radares da VCI e 2ª circular não entram nas contagem de radares feita pelo artigo…

  4. Jorge P. says:

    E isto é notícia porquê?
    Ao tempo que isto se usa, o condutor estava era a usar um detetor que não devia uma vez que foi detetado também. De tantos modelos no mercado anda com esse :/

    • Ze says:

      Todos são passíveis de serem detectados já. Além disso, apenas uma minoria está devidamente informada sobre este assunto.
      Eu cada vez dou mais uso ao cruise control.

    • J says:

      As fotos podem nem corresponder ao tipo de aparelho que foi encontrado no carro. A GNR nao publicou fotos do aparelho

      • Jorge P. says:

        Sim J não digo que essa foto seja do equipamento que foi utilizado porque claramente é uma foto da net.
        Estou apenas a frisar que detetores bons são possiveis de arranjar. Com 200/300€ ja tens algumas hipoteses viaveis que te garantem bons resultados.
        Mas nenhum equipamento é 100% eficaz claro 🙂

      • Pedro R says:

        Qual o link da GNR em que foi vista a noticia?

    • Marco says:

      Podes dar aí alguns exemplos de bons aparelhos desses para usar em Portugal?

      • Spiriganzalez says:

        Andei a estudar o assunto e dou-vos umas dicas.
        Os detectores de radar são proibidissimos. É proibido importar. Livrem-se de mandar vir um da China. A alfandega abre o pacote e têm um processo instaurado pela asae.
        É proibido usar: 500 euros de multa e aparelho apreendido. Se o aparelho não for amovivel o carro é apreendido.
        O aparelho pode ser detectado porque a policia o vê ou porque a policia tem um “detector de detector de radar”. Alguns detectores de radar estão blindados e são imunes a “detectores de detector”.
        Existe um detector de radar que pode ser importado. O Genevo é comprado como um GPS com uma base de dados de radares da Europa. Só passa a ser um detector quando, em casa, se instala o software de detecção. Tem um botãozinho que apaga instantaneamente o software de detecção o que quer dizer que a policia não pode provar que se estava a usar um detector de radar.
        Apesar destas caracteristicas para contornar a legislação não tenho a certeza que um juiz mais zeloso não considere o aparelho ilegal por ter o potencial de se transformar fácilmente num DR.

        • Marco says:

          Obrigado! Então o melhor mesmo é ter cuidado redobrado que eles parece que querem enriquecer às nossas custas…

        • Jesus Cristo laico says:

          Os detectores de radares não são detectáveis a menos que os os agentes os vejam e mesmo assim só serão acção de contra ordenação desde que estejam on, caso contrário nada podem fazer.

  5. joao says:

    onde compro uma coisa dessas

  6. PsySc0rpi0n says:

    Eu acho indecente que a lei approve e proteja a caça à multa, literalmente! Os radars deviam servir para prevenção e não para o estado ganhar dinheiro de forma desonesta! O interesse devia ser proteger os condutores e cidadãos em geral! Uma pessoa que seja apanhada em excesso de velocidade por um radar, foi apanhada por duas ou uma razão de duas possíveis, a meu ver: porque não sabia que estava lá o radar e porque não foi educada para cumprir as regras de trânsito. Mas seja como for, o radar escondido não evita que as pessoas excedam os limites de velocidade. A multa não evita que o excesso de velocidade mate um peão, porque efectivamente o condutor ia em incumprimento!

    Na minha opinião, os radars deviam servir para prevenção e deviam estar devidamente sinalizados. Mas todos os radars, não são só os de Lisboa e os da A25. Só assim é que as pessoas abrandam para não serem apanhadas e aí sim, podem-se estar a evitar acidentes! Agora seconder radares para a caça à multa não ajuda em nada os utentes da via nem os peões! É só mesmo para o estado ganhar dineheiro de forma completamente desonesta. E depois queixam-se que existem dispositivos que detectam e anulam os radares escondidos. É bem feito… Áinda bem que é possível fazer “reverse engineering” ao Doppler effect!!!

    • KitKat says:

      Subscrevo o PsySc0rpi0n

    • KitKat says:

      Basta andar na M1 em Inglaterra para perceber isso. Todos os radares estão devidamente assinalados, bem como as speed cameras e as average speed cameras.

    • Miguel says:

      resumindo o teu comentário :

      os imbecis que não sabem o Código e os que não cumprem porque não apetece
      não têm nada que ser multados

      é isso?

      • qeryy says:

        Ha várias zonas que os limites não tem sentido nenhum

        • Miguel says:

          O problema é existirem carros a andarem s carros andarem devagar de mais… Um veículo a 120km é obrigado a circular pela direita se não houver transito, basta apanhar um a andar a 50km/h (50 é permitido) e já nos obriga a ter que fazer manobras arriscadas…

      • Quack says:

        Parece que leste um texto diferente. Isso ou não sabes interpretar um texto.

        • Miguel says:

          ou a tua limitação é que não te permite entender que fiscalização só em alguns pontos *e muito bem assinalados* está a ‘dizer’ que o chimpanZé Tuga pode fazer o que lhe apetece em toda a restante rede de estradas.

      • André says:

        Não Miguel, o problema é a caça à multa!

        Apesar de muita gente não saber o que realmente isso quer dizer. É algo muito simples.
        Se não colocas radares nas zonas de maiores acidentes -> é caça à multa!
        É verdadeiramente simples.

        E de certeza que os acidentes não diminuem quando a colecta aumenta.
        O problema é esse.

        • Miguel says:

          queres radares de 100 em 100 metros?

          ok
          parece-me bem

          • Paulo Jorge says:

            Ainda não conheces as auto-estradas na Suiça, passa no cantão de Vaud e verás radares de 5 em 5 km… e ainda se a estrada estiver em obras, onde o limite passa para os 80km/h ou mesmo 60Km/h, acredita que nos próximos 100 metros tens um radar… e a isto se chama prevenção.

          • André says:

            Não deves entender bem português, infelizmente estás como grande parte da população.

            O que eu disse foi que os radares não são postos nos locais de mais acidentes!! Que parte é que não entendes?
            A ANSR sabe onde são as vias mais problemáticas e no entanto é conhecimento público que não tens radares nessas estradas.

      • PsySc0rpi0n says:

        Presumo que esse comentário era resposta à minha opinião. O teu comentário é completamente obtuso. Não tem nada a ver se sabemos o código ou não… Tem a ver com a educação que temos que é naturalmente e tendencialmente para contrariar as regras! Quem não sabe o código é porque não o estudou e não quer dizer que seja imbecil. Quem é imbecil, neste contexto, é que sabe o código e não o cumpre intencionalmente! Mas nesse caso, o imbecil, via o radar e acelerava na mesma. Então esse sim ia ser multado! Não vejo qualquer problema em termos todos os radares devidamente assinalados!

      • APereira says:

        Convido-te a fazer uma viagem de 3 ou 4 mil km em dois ou tres dias e depois diz-me quem é o imbecil que nao sabe o codigo da estrada.

        Deves de ser um exemplo na estrada, quando te apanharem a 60 num local onde o limite é 50 com um radar escondido atrás dos arbustos vens dizer que sao todos uns filhos da…

        Os ladroes, os prevaricadores e afins é que tem de andar escondidos…quando quem anda escondido é a policia quer dizer que algo está mal.

    • Dani says:

      Este é um dos exemplo porque somos piores do que alguns países menos desenvolvidos socialmente. Sei que no Brasil tentaram fazer o mesmo sistema de radares móveis e camuflados mas o povo saiu no protesto e conseguiram acabar com a caça à multa. Agora o organismo que tutela o trânsito indica que todos os radares devem estar visíveis aos condutores, ou seja, não podem estar escondidos atrás de pontes, viadutos e rails. Mas há uma excepção na lei que permite a presença dos radares escondidos desde que exista uma indicação aos condutores na existência de radares e têm que estar a um quilómetro de distância.

    • Papa Joe says:

      concordo.Ate deviam ser permitidos estes dispositivos porque assim o condutor abrandava ao detetar o radar.Cuja principal funçao devia ser mesmo essa

    • João Magalhães says:

      Lá vamos nós com a prevenção, não achas que já chega de prevenção? Quantas mais pessoas têm que ser vítimas mortais do excesso de velocidade? Todos os anos a mesma coisa, prevenção, prevenção, prevenção, na minha opinião nenhum radar devia ser do conhecimento do condutor, assim tínhamos a certeza que no País inteiro as pessoas seguiam as regras, pois o que eu vejo é gajos a acelerar e quando chegam ao radar abrandam e depois voltam a infringir a lei.

      • DepecheDepeche says:

        Se atropelarmos uma pessoa a 50Km/h é perfeitamente normal mas se for a 70Km/h é o excesso de velocidade!
        Desde quando é que há só vitimas mortais com excesso de velocidade!?
        O que é excesso de velocidade!? É ir a 170 numa autoestrada num dia de sol maravilhoso ou ir a 120 num dia com bastante chuva e nevoeiro!?
        O que que causa um acidente quando alguem vai na faixa da esquerda a 170? é a velocidade ou é o veiculo da frente que faz uma ultrapassagem sem sinalização e sem olhar para o retrovisor?

        As multas não evitam acidentes!
        Se o governo quer evitar velocidades acima dos 120 basta exigir limitadores de velocidade aos importadores de veiculos… É assim que funciona em alguns países…

        • Paulo Rodrigues says:

          Se atropelares alguém a 50kmh e partindo do principio que a velocidade permitida no local do atropelamento é esta, vais com velocidade excessiva que é bem diferente de excesso de velocidade. Bem perto de onde moro, mais concretamente junto ao Hospital Beatriz Ângelo (Loures), existe uma artéria, com separador central, em que as vias são duplas, cuja velocidade permitida é de 40kmh… simplesmente absurdo, obrigando a quem desce vir a gastar travão… pois é um local predilecto para a caça à multa!

    • Tinho Bom says:

      O problema é mesmo esse, o estado não quer saber se os condutores morrem ou matam alguém por excesso de velocidade.
      Nós para o estado somos apenas números seguidos de cifrões.
      Esconden-se das formas mais macabras para apanhar os condutores em excesso de velocidade, é uma verdadeira caça á multa sendo expressamente proibido faze-lo, e nada nem ninguém é culpado por tal feito, agora o pobre do cidadão que muitas vezes é obrigado a exceder a velocidade para ganhar o pão do dia a dia leva com essa ilegalidade e fica desgraçado durante uns tempos.
      Ora se a autoridade utiliza meios ilegais para apanhar os condutores porque é que os condutores não podem utilizar meios ilegais para caçar os radares ilegais?
      Isto não é uma democracia isto é uma ditadura bem montada.

    • Joe Lois says:

      Apoio completamente o que afirma, PsyScorpion ! Um radar escondido pela Policia/GNR não evita que um condutor em excesso de velocidade se despiste, se mate a si próprio (o que além do mais tb dá prejuízo ao Estado, basta pensar no que o próprio Estado foi investindo em Saúde, Educação, etc ao longo da vida) ou mate outros utentes da vía pública. É apenas uma forma matreira, desleal e torpe do Estado arrecadar uns milhares de Euros ! Lá diz o ditado “vale mais prevenir – fazer baixar a velocidade dos automobilistas – do que remediar” !!

  7. zedobone says:

    “Segundo a própria GNR, a instalação e utilização de quaisquer aparelhos, dispositivos ou produtos suscetíveis de revelar a presença ou…”

    O meu smartphone com o Waze é suscetivel de revelar a presença, então é ilegal!!

  8. miguel says:

    Gostava de saber um que seja bom e barato, ja tive com alguns pelas mãos e ja testei.
    Uns acho que devem ser sensíveis de mais que aquilo de volta e meia começa a apitar e no fundo sao falsos alarmes.

    Não é que precise para o meu carro, visto que difícilmente consigo passar o limite de velocidade com a viatura. Mas a titulo de curiosidade.

    Acredito que se for instalado dentro do capô so carro junto a grelha dificilmente sera detectado.

    • urtencio says:

      Eles conseguem detectar que estas a usar um detector de radares! Nesse caso eles mandam te parar, emitem a multa, perguntam pelo aparelho e dizem que o entregares! Caso não o entregues, mesmo que não esteja visível a viatura é apreendida! 😉

      • Miguel says:

        Não sei como funciona un detetor de radares mas acho quw aquilo apenas faz a leitura.
        Nao emitinde nada, como é que sabem que trago um radar??

        Por acaso agora ficai curioso

    • Ze says:

      Vai passear pelo radaresdeportugal 😉

  9. joao says:

    Na Inglaterra é permitido. Porque é que cá não é ?

    • Hugo says:

      Burocracias.
      Pode ser que algum dia aprovem..e..depois de pagares a devida taxa…já seja legal lol

    • KitKat says:

      Em Inglaterra, é permitido mas eles estão devidamente assinalados! Bem como as speed e average speed cameras.

    • APereira says:

      Calma que nao é bem assim…

      Nem todos sao permitidos, no entanto como o KitKat disse, os radares estao assinalados.

      Muitas vezes também, o que acontece é teres placas a alertar para radares mesmo que nao existam radares lá… isso é em forma suficiente para o pessoal abrandar ou pelo menos nao exagerar tanto.

  10. poiou says:

    Como é que a GNR detecta estes aparelhos?
    Fazem interferência com os radares?
    Ou detectam apenas se o virem?

  11. QaNinja says:

    A parte engraçada era saber como era detectado e uns tutoriais. Acho que encontrei a melhor forma de apreenderem o carro do vizinho. É que morro de inveja sempre que o vejo sair de casa…

  12. Tiago says:

    E isto é ilegal por detectar os radar? Existe alguma lógica por detrás disto?
    A coisa de perturbar o funcionamento ainda entendo, agora dor detectar, realmente com entendo.

  13. zéi says:

    O aparelho só é detectado visualmente. É um receptor apenas, não emite logo não é detectado por nenhum aparelho.
    O agente deve ter visto o aparelho instalado ou isto é treta da GNR só para assustar.
    Afinal de contas, esses detectores nunca funcionaram como deve ser.

    • Hugo says:

      É real…existem detectores DE detectores de radares 😛

      • Técnico Meo says:

        Não pode ser. Um detector é um sistema passivo, ou seja, detecta um pulso de rádio ou comprimento de onda nanometrico como o laser e avisa o condutor. Não emite nada, o facto de teres um rádio FM em casa para escutares a M80 a ANACOM ou ninguém sabe que tens um aparelho de escuta. O problema é que o mesmo tem de ser instalado em zona de abertura ampla do carro e ai é detectado visualmente pelo agente, bem como a tua denuncia que fizeste ao travar bruscamente. O principio do radar é o principio de doppler. O resto são mitos urbanos e pessoal desinformado. Também ninguém pode perceber de tudo; uns dominam uma área; outros, outras áreas…

        • YaBa says:

          Errado. É possível determinar que frequência um rádio está a receber pela ressonância dos seus componentes. Obviamente não é coisa que se faça facilmente e a grandes distâncias.

          • Técnico Meo says:

            Só sabes isto se tiveres também em circuito fechado conjuntamente com o receptor. De outra forma era preciso que o oscilador emanasse qualquer ressonância no acto do varrimento / detecção, que não o faz. Em emissão, sem dúvida, mas sendo o radar passivo na escuta do eco, improvável e impossível. Até prova do contrário, como é óbvio, uma vez que quase nada é impossível.

          • António Gomes says:

            Estás 100% correcto,Yaba! Aqui em http://www.cobra.com/support/faqs/radar-detector-faqs está a explicação: A VG2 gun is a special device that police can use to identify the presence of a radar detector. It looks like a radar gun, but it does not detect speed. It detects radar detectors. All radio receivers emit a small amount of radio waves. This property is inherent with radio receivers. The same is true of radar detectors, as they too are a radio receiver (microwave receiver). The VG2 gun looks for the radio wave leakage from radar detectors, and can thereby identify if a vehicle is using a radar detector.

    • Ze says:

      Claro que funcionam como deve ser, é só preciso saber o que comprar e como “afinar” para não detectar portas automáticas e alarmes de casas e afins.
      E a BT tem detectores de dectores de radar. E o novos radares móveis são a laser e captam 3 carros em 3 faixas distintas com fotos e velocidade individualizados, não se ponham a jeito.

  14. Mr Green says:

    A mim não apanham que tenho um detetor de detetores de radares

  15. Sabem muito says:

    E por que é que uns (GNR) podem usar e outros não ?? Porque não lhes convém é menos dinheiro que entra nos cofres do estado ???

  16. David says:

    A policia seja GNR, PSP, enfim o ESTADO quando implementou os radares não estudou convenientemente a sua missão. Os radares, a meu ver, carecem de estudo que os faça adequar a uma sociedade de bem.

    A GNR publicou no seu site e provavelmente gostariam que tal feito fosse divulgado pelos media, pelo menos no pplware fizeram a sua vontade apesar de manterem isenção, e assim é que tem de ser.

    Os radares deveriam servir única e exclusivamente para punir os infratores que se deslocam em velocidade superior em localidades pondo em perigo a sua vida e a da população. Segundo dizem as estatisticas que se morre mais nas estradas por aceleração, seguindo essa lógica os radares para serem bem implementados de uma forma justa deviam estar descobertos e bem identificados.

    “HÁ mas assim o pessoal abranda”.
    E não é essa a intenção?

    “Pois mas ao esconder os radares são mais pessoas apanhadas”. E qual o estudo que comprova que uma pessoa ao ser apanhada irá abrandar mais? Eu não conheço nenhum.

    Os radares como são colocados não passam de esquemas de caça a multa. Normalmente surgem mais em épocas que os senhores militares têm de receber o subsidio de férias, de natal, da pascoa. Para onde vai o dinheiro das coimas?

    É tudo um jogo de interesses. Na Alemanhã as auto-estradas não têm limite de velocidade mas quando os condutores começam a sair vêm placas a avisar de radares, todos abrandam e cumprem a lei. A lei é clara e justa, não se esconde atras de arbustos à caça de pessoas de bem.

  17. RF says:

    Em outros países é perfeitamente legal usar detectores de radares.. claro está em Portugal não! Em outros países há um mercado enorme para peças/alterações ao veículos, trazendo empregos e mais receita fiscal.. em Portugal claro está é uma complicação.. até para mudar a medida das jantes e ficar legal é uma dor de cabeça! Qualquer dia vamos ter estradas com 3 vias e com velocidade máxima de 50km/h.. para pagarmos a dívida “pública” dos chupões. Portugal.. sempre na vanguarda!

    • HB says:

      No eixo norte sul, em lisboa, existe uma zona com extensão de cerca de 2km, com 3 faixas a 60 Km/h, e poucos cumprem.

      • nelsontb says:

        3 faixas + emergência e na entrada imediatamente ao sinal de 60 costuma estar um carro azul mal estacionado em cima da curva e faixa de aceleração com o radar mas o verdadeiro perigo é o homem que vai para o trabalho descansado da vida a uma velocidade razoável para a via (como aliás é obrigatório) já o empata na curva não importa, quem quiser que trave à bruta para não bater nele

    • David says:

      Já países que portão ser piores… para tudo uma inspeção… contudo nos avisamos sempre de tudo… somos conhecidos mundialmente por isso…
      Um carro é só pode levar Jante de 16″ mas nos queríamos de 20″…
      Só podemos reprogramar um veículo 30cv mas nós queremos mais 100cv…
      Rebaixar até quase não poder circular e tocar em tudo…etc…
      O nosso problema está na mentalidade… os limites são para cumprir… com ou sem radares ou caça á multas… em todo o lado há polícia com viaturas descaracterizadas, radares móveis sem sinalização… etc… Mas nós temos de reclamar pq para nós é caça á multa…que há leis mal estipuladas, ou regulamentadas…sim há… Mas ha muitos se… a única prevenção é gata de educação rodoviária…e mentalidades…
      Paguei mula por passar numa zona de 60…a 67…tiraram 5km/h paguei por 2km/h ao fim de uma semana tinha a multa em casa… numa de 80 passei a 88… num país vizinho… App gim de semana e meia tinha a carta em casa…
      Em pt é que leva meses para… pq se fossem mais severos com outras coisas… além do excesso de velocidade…a malta ia andar mais na linha…
      Ninguém aqui é perfeito mas eu assumo que ultrapassei os limites, pago e não Pio…com ou ser razão estava lá o sinal e não ia em nenhuma emergencia…por isso parem de chorar…e cumpram o que aprenderam…
      Ps as multas deviam ser mais pesadas e melhor implementadas para apanhar e a receita melhor implementada…

  18. Pintor says:

    Uso dois detetores de radares há anos um na frente e outro na traseira do veículo. Estão desimulados. Nunca tive qualquer problema visto nunca terem sido detetados.

  19. int3 says:

    Pessoal,
    Façam o seguinte: Andem com cuidado para não materem ninguém.
    Respeitem os limites de velocidade conforme a Lei.
    Se um dia um condutor atropelar um próximo porque tinha um detector de radares e passou impune pela polícia, queria ver.

    • pph says:

      Se tiver detector de radar, se calhar levanta o pé porque sabe que a zona esta a ser controlada e nao mata ninguem, se for caçado e nem se aperceber, nao levanta o pé, mata alguem na mesma, e depois recebe a multa em casa.

      Os radares deviam ser para prevenção e nao para receita como em PT. Nao me importava de ter 1000 detectores no pais, desde que todos assinalados.

      Acabava-se a mama, e salvavam-se mais vidas.

  20. D!S0rd3r says:

    Aqui em França é perfeitamente normal usar o sistema Coyote é legal e tanto deteta radares moveis como radares fixos de varios tipos utilizados aqui, as autoridades apoiam a utilização desse tipo de equipamentos porque ajuda a prevenir excessos e distrações no que respeita a velocidade permitida em determinados locais e afim de evitar que o cidadão apanhe multas desnecessariamente. Fico triste por ainda não permitirem isso em Portugal que para mim é um pais bem evoluído tecnologicamente, é uma pena as autoridades não apoiarem esse tipo de equipamentos de forma ao cidadão evitar pagar multas, é má fé mesmo…

    • meiralee says:

      Mentira, en França desde sempre que os detectores de radares são proibidos com 1500€ de multa carro aprendido e 6 pontos a menos na carta. A policia informática te traqua logo no site onde o comprares com uma visita à 6h00 da manhã em teu domicilio. Para de dizer asneiras, informa-te primeiro

    • Vtec arrepiamos says:

      nem nos gps agora pode dizer a localizacao dos radares…. acorde que os fracius metem radares ate no traseiro para poder passar multas e pagar a crise….

  21. youandtag says:

    É o que digo…
    Portugal está a anos de luz, infelizmente…

    Na França nomeadamente Paris é quase tudo com isto…. pois radares a todos os 5km ninguem aguenta as multas…

    E lá anda tudo devagarinho, …

  22. Cidadão Preocupado says:

    Eu fico realmente “banzado” com o tipo de sociedade e de mentalidades que vejo hoje em dia, muito sinceramente….
    A maior parte destes comentarios, por mais que tente, não dá para entender….

    Tendo em conta o assunto da noticia, tudo o que se tem comentado é que: “é indecente…” “caça á multa…” “sitios para comprar esses aparelhos…”, ” os aparelhos deviam ser legais…”
    Eh pá e que tal…, sei lá…, era só uma sugestão parva minha…: CUMPRIR o raio dos limites de velocidade???

    Os radares não servem para evitar acidentes, servem para fiscalizar condutores e punir infractores!!

    Este então é o melhor: “é uma pena as autoridades não apoiarem esse tipo de equipamentos de forma ao cidadão evitar pagar multas, é má fé mesmo…”

    Evitar que o cidadão pague multas??? A serio??
    Secalhar o que evitava que o cidadão pagasse multas era cumprir os limites de velocidade impostos no codigo, acho eu…

    A intenção de um limite de velocidade numa via, de 90 kmh por exemplo, não é para que o condutor venha a 120 kmh e abrande quando está prestes a passar por um radar identificado, é passar naquela via á velocidade maxima de 90 kmh na totalidade do seu percurso.
    No caso de não o fazer e de passar por um radar não identificado, e de o mesmo acusar o excesso, isso serve para punir uma infração que neste caso lhe sai do bolso, e se for mais grave ficar com carta suspensa.
    Secalhar para a proxima já pensa duas vezes antes de transgredir, porque a consequencia pode ser a mesma ou pior! Secalhar para isso é que servem estes e outros sistemas de fiscalização!

    Mas como vivemos actualmente numa republica das bananas em que cada um faz o que bem entende e acha que está bem, e o facto de ser fiscalizado com o âmbito do cumprmento de regras e leis é considerado “má fé”… É natural que muito boa gente tenha estas opiniões fantasticas!!

    • pph says:

      “Os radares não servem para evitar acidentes, servem para fiscalizar condutores e punir infractores!! ”

      Em Portugal tens plena razao, mas é pena porque deviam servir para PARAR as infraçoes logo no momento. Mas isto sou eu que sou parvo, e tambem acho a tua opiniao fantastica.

      É obvio que este sistema funciona 100%, pergunta aos franceses e ingleses como la, andam sempre com o pé na chapa.

    • André says:

      Ah sim, então pela tua lógica todas as placas de limites estão bem colocadas e foi tudo estudado cientificamente. E além disso o que interessa é a colecta, salvar vidas humanas colocando os radares nas zonas de maiores acidentes não. Bela mentalidade e ainda vens armado em “Almighty Johnson”.
      Pff

      • Cidadão Preocupado says:

        Claro amigo…. a minha mentalidade de cidadão civico e cumpridor das regras instituidas (embora ache uma boa parte delas desajustadas e por vezes ridiculas) é estar arrmado em “Papá”… OK….

        Então diga-me lá o meu caro o que acha que funciona melhor a prevenção e respectiva fiscalização, tendo em conta as regras actuais e a sua medida de implementação e fiscalização??

        Melhor mesmo é andar a 200 kmh em qualquer lado, ter uma condução selvagem e sem qualquer consideração pelos restantes condutores. Colocar-se a si e outros em risco, e claro… ter um detector de radares para o caso dos “malandros” dos policias o quererem fiscalizar para “caçar multas”, poder transgredir á vontade e evitar as consequencias resultantes de ser apanhado numa transgressão, não assumindo assim responsabilidades pelos actos, como de todo é comum hoje em dia.
        Sim Sr… essa secalhar é que seria uma mentalidade aberta e moderna, muito bem, palmas…

        Eu não estou a dizer que as estradas em Portugal estão bem sinalizadas, nem tão pouco que os limites de velocodade estão bem colocados. Muito longe disso.

        Se acha que os condutores devem ter conhecimento da existencia de um radar na estrada, então seria mais proveitoso identificar aquela via como sendo controlada por radar, com velocidade maxima de X, mas não revelando claro a localização do radar. Garanto-lhe que a maioria das pessoas nao passaria da velocodade maxima permitida em todo o percurso.

        Se acham que (na prespectiva de limitar velocodade numa via) o que funciona é ter-mos radares visivelmente identificados como em Lisboa, por exemplo, em que pudemos fazer a estrada a 100 e tal se quizaermos, e quando chegar-mos perto do radar meter travão quase a fundo para passarmos lá a 50 kmh e assim não ser-mos multados é que é a solução então continuem que estão bem!

        Cumprimentos.

        • André says:

          Estar armado em papá? Tenha dó amigo, você está a meter os pés pelas mãos a cada comentário.

          • Cidadão Preocupado says:

            Caro amigo, tendo em vista o seu comentário, e uma vez que não tem nenhuma sugestão construtiva a apresentar e que contribua para a solução e não para o problema em alternativa á minha, e sendo que o seu objectivo é apenas criticar as opiniões e pontos de vista dos outros, sugiro-lhe talvez que cresça um pouco primeiro e quando for capaz de ter uma discussão adulta sobre o assunto se pronuncie.

            Ah e já agora, manda a boa educação, pelo menos na minha terra, que não tratemos alguem que não conhecemos de lado nenhum por “Tu”. É muito pouco provável que eu tenha andado consigo na escola meu caro…

            Cumprimentos.

    • rodrigo says:

      isso ‘e mt fácil dizer!!
      Nao ha nenhum povo no mundo que respeit o código da estrada a 100% e pensas que os portugueses vão fazer??

    • Miguel says:

      E que tal construíres autoestradas em condições sem curvas a 80º para os condutores que se aproximem a 120Km/h não necessitarem de reduzir para 40Km/h em nanosegundos para não se estamparem? Constroem autoestradas COM ERROS e punem os automobilistas porque existem zonas mais propicias a acidentes…

      Estradas com curvas e contra curvas em menos de 50 metros que obrigam a reduzir a velocidade de 120Km/h para 90Km/h!!

      Passem a multa a quem autorizou, concebeu e construiu autoestadas com uma incidência de acidentes e garantidamente a sinistralidade vai diminuir!!! Porque até parece que os condutores fizeram todos de propósito para baterem no mesmo local para criar uma zona assim!!!

      Fizeram autoestradas a pensar no custo dos terrenos e a aproveitar o que já se existia ou seja, aproveitaram remendos, depois queixa-se que a culpa é do condutor!!

    • Rui says:

      De facto ou és muito ingénuo ou vives à conta das coimas.

    • Fernando says:

      Caro amigo cidadão preocupado, como condutor confesso que não cumpro religiosamente os limites de velocidade “impostos” pelo código da estrada. Desde logo por vários motivos, uns justificáveis e outros não. Já tenho carta de condução a largos anos e ao longo desse tempo tive oportunidade de conduzir um leque muito variado de automóveis, mas sobretudo pude verificar a evolução tremenda dos mesmos quer a nível de segurança passiva e activa, e posso por isso afirmar o seguinte, das duas uma, ou era descabido a 30 anos atrás as viaturas circular a 120 km/h nas autoestradas ou hoje é descabido o limite ainda não ter sido atualizado dada a evolução do parque automóvel. Outra coisa é a circulação em meio urbano onde estou totalmente de acordo com os 50 km/hoje, mas faz falta corrigir os verdadeiros limites urbanos e sinalização muitas vezes inexistente ou incoerente. Depois posso lhe dar outro exemplo, não conduzo muitas vezes em autoestrada com chuva e vento no 120 km/h , porque uma coisa é a velocidade em excesso e outra é a velocidade excessiva, cada condutor tem que ser capaz de adequar a velocidade ao veículo que conduz, ao estado da via, às condições climatéricas, ao volume de tráfego, ao labrego que circula na via do meio a 90 km/h, aos condutores com cartas compradas que são muitos neste país e sr. Guarda que está escondido atrás do arbusto. Este país foi e é governado por um bando de hipócritas que desde o Dr. Mário Soares aos ministros todos aceleram por essas estradas fora e depois o Zé só porque adormeçeu e vai atrasado esse já é um criminoso e um inconsciente. Porque não limitar as viaturas electronicamente aos 120 km/hoje, hoje seria muito fácil mas não conveniente dá muita receita! Boa noite Sr . Guarda, desculpe cidadão preocupado.

  23. TenhoDIto says:

    Só para que saibam é ilegal ter radares moveis e ser-se multado devido a radares escondidos sem qualquer tipo de identificaçao uma vez que vai contra o que esta no diario da republica.

  24. Miguel says:

    Boa tarde
    Meus amigos, quando o orçamento de estado tem inscrita uma verba
    para as coimas a aplicar no ano, o valor das mesmas tem de ser realizado
    de qualquer maneira (deve ser o único item do orçamento a ser cumprido).

  25. Pedro says:

    A meu ver, é tão simples quanto isto, se alguém, seja governante ou autoridade quisesse realmente proteger a vida dos condutores e evitar acidentes nas estradas, já se tinham imposto reguladores de velocidade nos próprios veículos. A solução não era difícil de aplicar. Ou seja, os veículos passariam a conseguir apenas chegar aos 120 e mais nada… Desta forma, pelo menos em auto estrada deixariam de haver preocupações quanto aos excessos de velocidade.

    O problema é que isso não dá jeito a ninguém… não dá jeito ao estado, porque se os carros vierem limitados as pessoas não vão procurar carros com cilindrada tão elevada e ao adquirirem carros com cilindrada inferior pagam menos imposto. Não interessa ao estado e às autoridades pois ao regular a velocidade nos carros o número de multas iria descer drasticamente e lá se ia uma boa fatia do orçamento anual. Não interessa aos fabricantes pois interessa é vender carros com maior potência… Ou seja, estas medidas de radares e afins nunca são a pensar no bem estar e segurança do cidadão, se assim fosse eram tomadas medidas com real eficácia e que realmente mudariam as coisas, o problema é que, como sempre, existe um grupo de indivíduos que só pensa em encher os bolsos.

    E não vamos mais longe, todos sabemos que existem troços de estrada no nosso país que têm limites de velocidade absurdos. Limite máximo de 60 ou 70 km/h em estradas com 3 vias de transito para cada lado e sem qualquer tipo de curva perigosa ou desnivel no pavimento que assim justificasse. Porque será? O condutor vê-se obrigado a por vezes ir 10 ou 20 km/h a mais do que o limite para não empatar ou mesmo parecer que está quase parado na estrada e acaba por ser multado… mas é sempre a pensar no bem estar do condutor…

    Enfim…

    • Duarte Reina Carnac says:

      Esta fiscalização nas estradas está a agir de forma indiscriminada.Portugal ainda vai ter de pagar uma multa bem pesada,por estas ficalizações a favor dos cofres do estado,e vai ter de indenizar a quem foi violado os diretos.

  26. jorge says:

    a mim não me apanham porque eu tenho um detector de radares + um detector de detector de radares que quando detecta o detector de detector de radares atira o detector de radares pela janela 🙂

  27. Jeton90 says:

    Ainda no outro dia vi numa estação de serviço em Espanha esses equipamentos à venda ..

  28. Português Internacional says:

    … na minha opinião o uso de um aparelho para detectar algo como a presença próxima de um sistema de radar é igual a outra técnica que é a observação, ou seja quantas vezes se consegue detectar a uma distância a presença de um radar móvel e isso não é infracção. Se as autoridades provarem que alguém usa um aparelho para interferir com o uso do radar então existem no mercado outros objectos comuns que podem interferir, no caso concreto o uso do telemóvel tablets etc etc etc … se o sistema de radar está preparado para evitar e estar protegido contra interferências então se um aparelho que detecta um radar não interfere com o funcionamento deste, o cidadão não está em infracção. Esta questão junto dos tribunais é de discussão e muito não a favor de uma das partes mas de alguma das partes desde que fundamentada. Aqui não passa de a lei estar mal interpretada e mal aplicada. Senão vejamos, isto é mesmo divertido, eu vejo a 100 metros a presença de um radar quer pela presença de um veiculo e de um tripé ou de algo suspeito que todos sabemos e reduzo a velocidade, paro em lugar seguro e vou ter com o agente da autoridade e digo-lhe olhe, eu vinha a 150 mas a 100 metros vi o radar e abrandei e passei a 80 aqui no local do radar, queria que o senhor guarda me passa-se uma multa porque o meu detector de radares funcionou e bem mas é ilegal. Quer dizer então que se eu detecto de que forma for a presença do radar e diminuo a velocidade estou em infracção, como usei algo para o fazer no caso algo mágico mas podia usar um aparelho qualquer, por norma deveria continuar a 150 para multa, qual a diferença!

    • Tesouro says:

      Tendo em conta que eles apreendem o equipamento que detecta os radares e seguindo a tua linha de pensamento tu eras apreendido. Não eras preso, eras apreendido. Metiam-te numa prateleira qualquer dos equipamentos ilegais… : )

  29. Luis says:

    Mas todos aqui têm o último iPhone 7 Jet Black 256GB Fluidium Totalus e estão preocupados com umas multitas?

  30. Ricardo Santos says:

    Quem quiser comprar: Snooper 4ZERO

  31. Wikipedia says:

    Bom, o meu carro tem 4 radares instalados de fábrica… dois atrás para a mudança de linha (aviso de veículo na outra faixa de rodagem) e dois à frente bem potentes do cruise control adaptativo, que verifica a velocidade do carro em frente e reduz a velocidade do meu… estão sempre ligados e qualquer um deles passível de ser “detetado” pela GNR como aparelho de emissão de “eco” (é dessa forma que eles detetam o detetor de radar, apesar de funcionar muito mal do lado deles), apesar de ser legal. No dia que um GNR me mande parar e queira presumivelmente multar, acabo com a carreira dele e uso todo o meu dinheiro (que graças a deus não é pouco) para o levar à miséria.
    Os policias querem ir para as divisões de transito porque o risco que têm é diminuto, comparativamente com os colegas das investigações criminais que se arriscam a levar bala de bandido… mas meus amigos, se não quer ser policia por causa do risco, há muitas profissões que podem ter… mas é bonito dizer que é policia e poder dizer na terrinha que é o maior… admiro os policias das divisões de investigação criminal e forças de intervenção… esses sim são policias a sério de grande valor, coragem e merecem a farda que vestem. é mais fácil multar o trabalhador (até porque tem uma luz fundida e nem se apercebeu) do que prender os verdadeiros criminosos que metem fogos, assaltam, violam, matam…

    • josé Silva says:

      cada pessoa tem a sua opinião.
      Por experiência própria: cada policia tem a sua função, já pertenci á investigação e de uma coisa não tenho duvida, o transito é muito mais arriscado, na investigação era tudo mais bem planeado, o transito é tudo na hora, quando se fiscaliza alguem não sabemos o que vem, se vai parar, se tem armas, …….

  32. Jesus Cristo laico says:

    O detector que se mostra na fotografia não detecta os cinemómetros usados pela GNR e PSP!
    Os detectores de cinemómetros comerciais não são detectáveis e a maioria é ineficaz em Portugal e só são objecto de apreensão e de multa nos casos em que a GNR e a PSP os vejam fisicamente e ligados que ainda têm de provar que são funcionais!

  33. JJ says:

    Nada contra os radares, mas as regras de transito com respeito as velocidades deviam ser ajustados com base no avanço no mundo automóvel. A 20 anos atrás o limite de velocidade nas autoestradas era 120, numa época em que metade dos carros que circulavam nas estradas dificilmente chegavam aos 120, ultrapassar esse valor tinha de ser a descer ou um carro de topo.
    Hoje, 20 anos depois, até o carro mais básico chega aos 120 sem grande esforço, alem de os carros serem muito mais seguros, mas o limite continua o mesmo, como não tivesse havido evolução.
    Para mim o problema é esse, as velocidades, principalmente fora de zonas urbanas, deviam todas serem revistas. Uma limite para autoestradas de 140km, não era nada de mais e evitava muitas complicações desde género.

  34. Homo Erectíssimo says:

    Ó meus amigos,quem cumprir com as normas da velocidade nunca terá que se preocupar com multas,é ou não é ?? Basta andar sempre na velocidade permitida que ninguém nos chateia.Então para que raio servem os limites de velocidade que nos são impostos ?? Para alguma coisa são necessários,penso eu.Basta andar sempre em linha com o que nos é pedido e permitido e andamos todos bem.

  35. josé Silva says:

    Boa noite, desculpem-me ter uma opinião diferente da maioria dos comentadores que aqui se espessaram.
    Os radares da Policia são um meio de fiscalização, e claro que quem infringe as leis deverá ser punido, e no momento em que ficar com a Carta de Condução apreendida ou caçada vai pensar duas vezes em carregar no acelerador, alem do valor da multa que tem de pagar, isso sim vai fazer com que os aceleras baixem a velocidade e não os detetores de radar que só faz abrandar a velocidade nas proximidades dos radares, mas antes e depois é sempre prego no fundo, deviam era haver muitos mais radares para verem a sinistralidade grave baixar a pique………..

  36. PRETOgues says:

    “Este aparelho serve para detectar radar móveis que geralmente estão escondido nos carro ou em tripés…” (ESTÃO ESCONDIDOS)

    Pois lá está, CAÇA À MULTA!

    • Jose Martins says:

      Caça á multa???? Vamos ver, quem vai a cumprir também tem multa??? Ou é só os que vão em excesso de velocidade??? E os que vão em excesso de velocidade não vão em incumprimento e desrespeito pelas Leis??? Então o problema não é andar em excesso de velocidade, uma das principais causas de mortalidade nas estradas, o problema é ser-se apanhado. Bela mentalidade…

      • Hugo says:

        Não deixa de ser caça à multa.
        Na minha zona não os vejo parados nas estradas onde há mais mortes por ano, mas sim naquelas rectas….em que a meio há uma placa de localidade e a malta se excede sempre um pouco, embora nunca lá hajam sequer batidas menores.

        • Jose Martins says:

          E nessas retas costuma cumprir os limites de velocidade é só cumpre quando lá estão os radares??? A questão passa por aí. O Tuga, se não estiver ninguém a ver, infringe. Se houver fiscalização cumpre. “Caça à multa” deveria ser mais abrangente. Piscas quando se muda de direção são obrigatórios, no entanto 90% dos carros têm atrás uma chapa a dizer “adivinhe para onde eu vou”. Estacionamento em passadeiras e lugares para deficientes dá multa e reboque. Quantos vemos por dia??? Estacionamento em contramão, dá multa. Em todas as ruas são às dezenas. É obrigatório qualquer veículo dentro de um rotunda circular com os piscas ligados, indicador da direção que pretende tomar. Quantos o fazem?? Zero. Circular numa rotunda pelo lado exterior é o que está a dar, em completo desrespeito pelo Código da Estrada. Inversão de marcha em traços contínuos vejo todos os dias. Caça à multa??? Não vejo onde… porque se ela existisse, talvez os cumpridores deixassem de pagar impostos porque o Estado teria todas as receitas que necessitaria…

  37. Bruno says:

    Não cheguei a perceber como é que a GNR encontrou o detector. estava visível, fizeram fiscalização ao carro ou o detector deu algum sinal a GNR.

  38. Str says:

    O ser humano por natureza é prevaricador e tem que se lhe impor regras senão passa das marcas. O que acontece quando vamos na estrada e a nossa frente vai um carro da polícia? A presença do mesmo tem um efeito dissuasor. O mesmo acontece com os radares. E a polícia sabe disso. E a volta disso gerou se um negócio. Aliás até o próprio governo no orçamento de estado prevê encaixar x milhões em multas de trânsito, portanto deixem de ser anjinhos que isso de prevenção tem pouco. É caça à multa sim senhor e a polícia tenta apanhar os condutores por emboscada.

  39. Maia says:

    Excesso de velocidade em relação à sinalização imposta deve ser punido! Sem dúvida que sim, mas já agora sejam sério na sinalização que colocam.
    Sinalização para circular a 20 ? só se for para bicicletas… Auto estrada a 70 na faixa central ? é mais perigoso do que a 130

    Mas já agora, quem nos paga a nós quando a sinalização informa que é proibido Parar ou Estacionar e depois por falta de condições da via que não deixa escoar o trânsito somo obrigados a estar horas parados? Ponte 25 Abril, 2ª Circular; IC 19, e imenss outras no país.
    Sim quem nos paga?

    • Hugo says:

      Paga paga.
      Há tempos paguei uma multa por atraso no pagamento do IUC, passadas umas semanas vem 2ª multa e alto…fui ver o que se passava.
      Resumindo…o pagamento do IUC até foi feito dentro do prazo, logo a primeira multa nem fazia sentido.
      “Ah e tal o dinheiro vai ser devolvido”.
      Demorou SÓ alguns meses.

  40. José Silva says:

    Mas custa assim tanto cumprir os limites de velocidade, porra?

  41. Pisca says:

    Curiosa esta discussão sobre detectores de radar.
    Bom mesmo era descobrirem aquela coisa junto ao volante para fazer o sinal de mudança de direcção, cada vez mais em desuso, ou falta de ensino nas escolas de condução.
    A não ser que estejam à espera de um especial vindo da China via Ebay

  42. Lelo says:

    Ainda gostava de saber porque é proibido ter um radar no automóvel. Que lei tão estúpida. Em que perturba o serviço das autoridades? Perturba sim é as pessoas não serem multadas porque sabem onde estão os radares móveis .

  43. vitor says:

    Mas porque é que os detectores de radares da gnr são proibidos? Um detector não é suposto ser um aparelho passivo que não emite nada, apenas detecta os tais sinais que os tais radares emitem? ou a sua funcionalidade interfere com o correcto funcionamento dos radares da gnr e por isso é que são proibidos o uso deles?
    Pelo que vejo, esses detectores de radares sao detectores e não bloqueadores de radares, tvz existam tb esses ou que sejam vendidos como detectores de radares, e não serão entao esses que sao proibidos e que então são detectados pelos detectores de detectores de radares?..

    Ou é apenas ilegal porque não são aparelhos homologados?

    • FinfoNite says:

      São proibidos porque podem diminuir as receitas das multas proporcionadas por radares móveis estrategicamente posicionados para caçar dinheiro. Os únicos radares que conheço que estão efetivamente colocados para a prevenção de acidentes são os dois fixos na A25 na altura de Viseu, pois é uma curva em “U” perigosa, se o condutor se distrair poderá ter um acidente. Estes radares estão muito bem sinalizados e são realmente úteis.

  44. Fernando says:

    Por mim apoiava um referendo sobre o aumento da velocidade nas autoestradas e tenho a certeza, que era adequado um valor de 140 km/h, já que os nossos governantes estão mais preocupados em encher os bolsos e os da ansr e não faria dos condutores uns aceleras. Uma boa maioria dos condutores circula entre os 130 e 140 hoje em dia. E não me venham dizer que é nas autoestradas que acontecem mais acidentes com vítimas porque não é verdade, o índice de acidentes e mortalidade é maior nas localidades e estradas nacionais, basta consultar o relatório anual de sinistralidade da ANSR de 2015, página 14.

  45. joe masalo says:

    A detectores de radar que fisicamente estão como se uma miniatura de um automovel trata-se , por exemplo, na net existem com as mais variadas formas de maneira a iludir quem quer que seja.

  46. Augusto says:

    Quem diz que basta andar na linha e cumprir os limites de velocidade em Portugal é a solução para não ser multado, ou nao tem carta, ou só anda de transporte publico. Eu conduzo muito e tento sempre cumprir os limites de velocidade.
    Ao conduzir muito, e tentar andar nos limites de velocidade, não consigo, a quantidade de sinais de limite de velocidade e outros é tanta e uns a seguir aos outros, que a determinada altura, já nao sabe a que velocidade deve ir, depois olha para os sinais e para o conta Km ver onde estão radares, sinais de inicio de localidade, fim de localidade, vai faltar atenção na condução. Para que serve um sinal e passados 20 metros outro depois mais 30 metros outro. temos sinais a mais. devia haver uma grande revisão nos sinais e estarem bem visiveis. depois ponham os radares.

    Nas auto estradas é mais facil não ser multado é só circular a 120, embora provoque um pouco de sonolencia.

  47. Augusto says:

    e colocar bandas sonoras no pavimento para fazer reduzir a velocidade, e chamar a atenção, tambem seria uma boa ajuda.

  48. Marc says:

    Queria fazer uma pregunta?Pode ser que para alguem essa pergunta vai ser estupida mas obtese me fazer mesmo isto.Agora metem muito radares moveis sem qualquer aviso e escondem los.Cada ano levo multa mesmo estupido destes radares com exeso de 8 ou 10 km/hora.Queria perguntar as pessoas se o radar nao tem qualquer sinal de fiscalizaso de velocida e esta instalada no torreno privado e possivel partir lo todo?O que a policia depois pode dizer se for apanhado?Eu ja estou mesmo farte dos radares escondidos.o alguem sabe alguma lei como posso fugir da multa do radar movel?Mesmo assim circulava numa localidade de 50km/hora em velocidade 62 o na multa estava escrito entre 72 a 77 km/h como isto possivel?

    • Marc says:

      Quando viu flashada foi logo ver velocidade.Foi capturado por traz.Queria saber tambem se os radares moveis nao sao obrigados a ter um sinal antes do radar?

  49. João Ribeiro says:

    Viva, li os comentários e vou dizer apenas o seguinte, os radares não me preocupam, o q me preocupa é a chulice das coimas e a filhadaputice de alguns … as estradas degradadas e fddas por onde andamos, a sinalização mal colocada, as anormalidades que metem no piso, o desrespeito pelos condutores, as bandas sonoras, muitas mais não são q rampas de lançamento pra oficina ou pra morte. Desrespeito por quem circula pelas estradas, sejam peões, ciclistas ou condutores…enfim. O problema maior é cívico e na maior parte dos casos é mais fácil fazer leis do q construir boas estradas ou arranja -las. Se a isto tudo juntarmos fatores econômicos então tudo o q se prenda com aspetos rodoviários, constituirá uma enorme fonte de receitaé e q se lixem os condutores, os carros, os peões etc, o q é preciso é faturar….recomendam se uns estudos e lá está, o condutor volta a ser o inimigo público numero um e…voltamos a malhar neles. Se não vejam, em 30 anos de carta tive uma multa por ir a 53km qdo havia um sinal de 50km, o agente disse q estava em tolerância zero…o Cruise control não liga abaixo de 60 e pra 40km tenho q me ter 3a. atualmente qdo lá passo, já não vejo o sinal ?! Nem o agente !! Deve se ter reformado?! A estrada, essa tem agora uma enorme banda sonora. Já se deram vários acidentes…

  50. Miguel says:

    Os detectores de radares são proibidos porque a polícia usa o pretexto da prevenção para faturar à grande com as multas

  51. Leonardo Leite says:

    E bem !!! Toda a gente deveria ter um destes nos carros !! Estes cães só querem é ossos !! Se eu puder arranjar um vou arranjar !!!

  52. BLZ says:

    De todos os países do mundo, acho que só a Alemanha tem politicas adequadas de condução. Os condutores são bem formados e lá a velocidade é realmente adaptada para as condições. Em PT há auto-estradas com bom piso e às moscas em que mesmo a 200 km/h parece uma velocidade baixa, a velocidade deveria ser ilimitada em zonas menos densas e limitadas a 120 em zonas urbanas ou com mais densidade de trafego.
    Infelizmente a cultura em PT é de chular o contribuinte ao máximo. No entanto, noutros paises faz-se o praticamente o mesmo. No reino unido, todos os radares fixos têm que estar pintados de amarelo, no entanto também há armadilhas como é o caso dos recentes HADECS3 que usam limite de velocidade variável para aliviar o transito. Por exemplo, se no painel electronico marca 40 (mph), esse é o limite. No entanto, muita gente desconhece que quando os paineis estão desligados, o radar está ligado na mesma mas só dispara de 70 mph para cima dependendo do posto territorial. Tal como em PT só lhes interessa velocidades acima de 150 kmh, aqui são 85 mph. Felizmente o uso de detectores de radar é legal. Mas aqui há simplesmente demasiadas cameras, tudo por um simples motivo: lucro para o estado.
    Apenas uma percentagem das cameras está posicionada em”pontos negros.” Muitas só serve mesmo para receita porque há sempre gente distraída. Se estes países realmente usam a velocidade como um dos argumentos principais, então simplesmente impunham-se limitadores de velociade nos carros. Os governos não querem limitador porque senão não havia receita de multas, e também os carros dos próprios politicos estariam limitados, o que é incoveniente pra eles.

    Ao menos aqui no UK, as estradas são bem marcadas e bem sinalizadas, raramente se encontram entroncamentos ou cruzamentos com um layout propício a acidentes como se encontra em PT. Em PT a manutenção das estradas (excepto as AEs talvez) é terrível, há umas estradas nacionais com excelente piso e inclinação, mas outras são dignas de 3º mundo.

    Em geral, acho que as autoridades/governantes em PT são hipócritas.

  53. Luis says:

    Ontem foi a minha vez… A1 Aveiras, 500 mais apreensão do aparelho. Toyota cinza.

  54. Tiago S. says:

    Para quem nao sabe, a BT de Portalegre foi a primeira unidade no país a receber radares de controlo e os seus militares sao famosos por ser a unidade que mais multas de trânsito passa. Tanto que ha uns anos até foi noticia o “prémio” que receberam de 1 semana extra de férias, tal foi a facturação.
    Uma vez, na nacional entre Evora e Portalegre (N118?) passei por um veiculo caracterizado, um dia soalheiro, uma recta enorme, eles semi-escondidos atrás duma árvore e vá lá ver se facturamos antes de ir almoçar. Lixaram-se, preguei-lhes uma seca tal durante vários kms, durante os quais mantive o carro sempre abaixo dos limites – 90/70/50 – que lá me ultrapassaram. Ri-me bastante, eles provavelmente facturaram noutra fonte durante o dia.
    Neste distrito, os senhores BT são famosos por nao terem piedade. Numa outra ocasião, ao fazer o sentido inverso ao final dum dia de trabalho, passei por 4 radares móveis desde Portalegre até meio caminho.

  55. José says:

    Daqui a alguns anos ainda vamos ter radares para apanhar peoes em excesso de velocidade, a caça á multa chegou ao cumulo de colocarem radares moveis nas saidas das rotundas para apanharem a quem chega para a rotunda a mais de 50km hora, de noite e sem sinalização é uma vergonha!

  56. Vtec arrepiamos says:

    As pessoas quando usam tecnologia deveriam estudar bem o que fazem…. nos outros paizes evoluidos onde nos portuguesescompramos tudo…. se essa pessoa utilizar o sistema “VG2” e “Jammer” é impossivel ser apanhado…. mas nao deixa de ser ilegal… afinal a estrada é um campo de batalha so se safa os “atentos”

  57. FinfoNite says:

    O melhor é não usar detectores de radar. São ilegais, coimas altas e apreensão do aparelho. Não compensa o risco.
    Quanto a detectores, existem modelos difíceis de serem detectados pelos detectores de radar, porém a tecnologia evolui e novos detectores de detectores são lançados, assim o detector que não seria detectado hoje poderá sê-lo amanhã.
    Detectores de detectores conhecidos: VG2 (em desuso), Spectre I, II, III, IV e Elite (este último é o mais avançado no momento)
    Jammer de laser: Causam interferência nos radares que utilizam a tecnologia laser. Se o radar estiver a ser acompanhado por um agente da polícia, este perceberá a interferência (se estiver atento) e poderá passar a mensagem via rádio aos colegas.
    Alguns detectores de radar “dizem” que são “imunes” aos detectores de detectores VG2 e Spectre, porém 99% são detectados pelo Elite. O 1% que resta, são caros, não fazem milagre (todos os detectores tem limitações) e são visíveis aos olhos dos agentes. Os detectores de instalação podem ser “invisíveis”, mas não se garante a total “imunidade” frente aos detectores de detectores e são caríssimos, assim como as suas respetivas coimas, além da possível apreensão da viatura para poder desinstalar o sistema (€€€€€).
    É melhor utilizar um GPS com a base de dados de radares atualizada (possíveis móveis e fixos), conduzir com cautela, evitar acidentes e economizar combustível.
    Fui utilizador de detectores de radar quando viví em Espanha, numa época que os dectores eram legais. Tive vários modelos, inclusive o mais avançado naquela na altura, ainda hoje considerado como excelente, e se eu quisesse acelerar e esperar que estivesse 100% “protegido”, seguramente tinha levado várias multas. Em várias ocasiões o detector avisava quando estava a passar pelo radar, pois sempre há a possibilidade de algo bloquear a receção das ondas do radar , ainda que momentaneamente (Ex: Camião à frente (bloqueia a passagem das ondas de radar até ao detector), condições climatéricas como chuva, frio, demasiado calor que podem afetar os detectores assim como alterar o rácio de tolerância da frequência de operação do radar, o que poderia torná-lo indetectável para alguns detectores, etc.)

  58. Técnico Meo says:

    Não existem detectores de ” detectores ” de radar. Todos o detectores são passivos. O radar funciona por rádio frequência e os detectores simplesmente estão à ” escuta ” e sinalizam o condutor para a detecção de radar. O que é possível apanhar é o jammer, esse sim emite, e logo possível de detectar por triangulação. Mais fácil ainda é vires em excesso e derepente travares a fundo. Os policiais não são parvos, e o comportamento humano logo a seguir às perguntas esse sim deve muito fácil de detectar lol. Li aqui alguns comentários de absoluta fantasia. Deixem de ser assim, querem saber como funciona um radar estudem radio frequência e o efeito de doppler. E não é preciso tirar nenhum curso. Portem-se mal, se puserem 🙂

  59. FinfoNite says:

    Infelizmente há pessoas que tem noções de eletrónica e radio frequência mas não conhecem o que existe no mercado, não participam em fórums sobre o assunto há mais de 13 anos e com experiências PRÁTICAS REAIS.
    Se quiserem aprender realmente o que existe no mundo dos detectores e dos DETECTORES DE DETECTORES de radar, procurem informação em vários sites e fórums especializados no assunto, além de vídeos do YouTube.
    Sugestão de aprendizagem. Lancem no motor de busca:
    Todoradares
    Vortexradar
    Radarbusters
    Rdforum

    Tenham uma boa leitura e não comentem o que não sabem ou acham que sabem.
    No meu ramo da engenharia mecânica, quando terminei o meu curso em 92, eu achava que sabia tudo. Eu estava redondamente enganado. Adquirí humildade após vários tropeços.
    Hoje, não sou sético a nada. Antes de afirmar qualquer coisa, eu estudo antes todas as possibilidades.

    • Técnico Meo says:

      Olá. Sou professor de electrónica e telecomunicações. Estou disposto a pagar-lhe 500 euros se me explicar como detectar a frequencia de detecção do oscilador sem estarmos ligado no circuito. Depois de me fazer prova disto vamos imediatamente patentear o circuito , porque meu amigo, vamos os dois ficar ricos. Principalmente a vender aos militares.

  60. FinfoNite says:

    Contra factos não há argumentos.
    Sugestão dada acima. Internet, forums, prática.
    Procure por Spectre IV ou Spectre Elite nos sites recomendados acima e no youtube. Há vários testes, explicações, etc.
    Se não servir para convencer, o amigo pode processar, por publicidade enganosa, todas as empresas que vivem disso. Vai ganhar uma pipa de massa. Boa sorte

    • Técnico Meo says:

      Eu vi logo que não ia acrescentar nada. Fica o louvor pelo seu esforço. Atenção aos jammers, esses sim são catados, pois emitem. Quanto aos fóruns, youtubes etc, diga aos seus amigos para irem patentear isso. Afinal de contas descobrir a frequência sintonizada de um rceptor passivo será um dos maiores feitos do mundo das telecomunicações a seguir à invenção do telefone.forte abraço

  61. SD83 says:

    Encontrei isto:
    “Yes, it can be detected.

    First: let me explain how radar detector works. The typical radar detector internally uses what is called a “heterodyne” receiver. This means that, instead of analysing the actual received radar signal at transmitted frequency, say 24 GHz, the radar detector has its own oscillator tuned to 24 GHz, and it then mixes the received signal from the antenna with its own generated signal. The result after mixing is the signal with frequency which is the difference between the received radar signal and its own oscillator. For example, if the police radar transmits at 24.001 GHz, and the oscillator in the radar detector tunes to 24.000 GHz, the mixer will output 1 MHz signal. The radar detector then analyses this signal at 1 MHz. Heterodyne receiver technology is used because electronic components that can work with megahertz range of signals are much cheaper (or, because they exits) than components that work with gigahertz range of signals.

    Second: how does this make radar detector – detectable? Well, you have an oscillator inside which generates local frequency at (for example) 24 GHz, to be used as an input to the mixer in heterodyne receiver. The generated 24 GHz signal goes through some short lines on electronic circuit boards, and these lines act as a small antenna. So the detector detector device is a very sensitive spectrum analyzer which checks for these frequencies.

    Third: how to prevent radar detector from being detected? Older radar detectors emit stronger signal from its oscillator and can be detected more easily. Modern radar detectors are better shielded, or some even use so-called subharmonic mixers which require that the input to the mixer is of twice lower frequency than the target frequency (12 GHz instead of 24 GHz). So if a detector detector scans just for a specific range of frequencies, these radar detector will be harder to detect”

    • Técnico Meo says:

      Não há qualquer tipo output quando um discriminador está sintonizado. É passivo!!! Hoje em dia na época das fakenews, confirmem muito bem as fontes, principalmente o sítio onde está publicada.

    • FinfoNite says:

      Muito bem!! É isso. Quem procura, acha.
      A polícia americana utiliza há anos detectores de detectores de radar em alguns dos seus Estados. Lá a lei não é igual em todos os Estados, nalguns os detectores de radar são permitidos e noutros são proibidos.
      Os fabricantes de detectores investem milhões de dólares para melhorar a capacidade de deteção, filtragem e “imunidade” aos detectores de detectores.
      Atualmente só um fabricante possui detectores indetectáveis em relação aos detectores de detectores atuais. Este fabricante é a Escort, possui a patente do seu sistema e os concorrentes tentam descobrir outros sistemas que no momento, quando são favoráveis, apenas dificultam a distância de detecção.

  62. FinfoNite says:

    “O maior cego é aquele que não quer ver”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.