Quantcast
PplWare Mobile

Se usa o Firefox recomendamos que instale já a última atualização do browser da Mozilla

                                    
                                

Autor: Pedro Simões


  1. dude says:

    Se usa? Qualquer pessoa de bom senso usa. Haha

    • Lopes says:

      Não podia estar mais enganado, qualquer pessoa com juízo já não usa Firefox há muitos anos.

      • Edson says:

        Oxe, claro que muita gente usa
        Não é porque você não usar o navegador do momento que você usa um navegador pior

        • Lopes says:

          Já fui utilizador do Firefox durante anos, até que começou a ficar pelo caminho em relação aos concorrentes em inúmeros aspectos, não vou enumerar pois isso já está mais que falado pela web é só pesquisar.

          No entanto, os números não mentem, o Share do Firefox neste momento é bastante reduzido comparado com os concorrentes, e ai não há nada a fazer, o Firefox como outros perderam a carruagem.

          • Brendonzt says:

            Eu usava antigamente, mas perdeu muito mercado. Meus motivos de ter parado são apenas 3.

            – Não evoluiu como os outros navegadores em quesito de funcionalidades.
            – Design nada agradável, até hoje não dão uma pincelada e um design novo, porque já tá extremamente enjoativo aquelas bordas de URL gigantes, e sendo muito pouco personalizável, até o Chrome é mais personalizável…
            – Ganho de desempenho, mas perda de velocidade em páginas.

            Creio que se fizesse essas 3 coisas, a maioria 90% que parou de usar, iriam usar novamente, porque com certeza esse deve ser o motivo do porque as pessoas largaram de usa-lo.

            Hoje eu uso o Vivaldi.

          • FAR says:

            “Já fui utilizador do Firefox durante anos, até que começou a ficar pelo caminho em relação aos concorrentes em inúmeros aspectos, não vou enumerar pois isso já está mais que falado pela web é só pesquisar. ”

            Também baseia a escolha da roupa que usa e d@ parceir@ que leva para a cama naquilo que os outros lhe dizem na internet, ou com base em share de utilização? Hilariante 😀

            Ab

      • Tiago Ferreira says:

        Usa o que tu quiseres, eu uso à 15 anos o Firefox e continuo a recomendar!

        • Lopes says:

          Se o usas há 15 anos, revela logo que és um user básico, que o que faz online não justifica mudar ao contrario de muitos, podes continuar a recomendar o quiseres, basta uma breve pesquisa e logo se vê de um browser como o Firefox ter ficado na sombra dos sucessores. Mas claro essa parte não interessa falar.

          • João says:

            Já que você é um user tão avançado, elucide lá o resto de nós sobre que aspectos são esses (tão importantes) a que se refere…

            É que essa de “basta pesquisar pela net” da para os 2 lados.

            Por isso estou curioso sobre quais são esses aspectos…

          • António says:

            Já agora, qual o broswer que usa?

          • João says:

            E já agora, relativamente ao marketshare do Firefox o decréscimo desse teve pouco a ver com funcionalidades e mais a ver com as aldrabices da Google (visto que é do Chrome que se está a falar).

            Coisas como publicidade agressiva na página do maior motor de busca mundial, inclusões como adware em programas muito populares, fazer uso do seu já grande nome para promover o software junto dos fanboys, degradarpropositadamente a experiência dos seus serviços para outros browsers entre muitas outras coisas…

            Sim, sem dúvida que há alguns pontos positivos (seria de estranhar com aquela workforce)… E claro que, na altura o Firefox também sofria de consumo excessivo de recursos… Mas a verdade é que a principal razão foi mesmo os truques sujos da Google…

          • João says:

            Oh António, mas que pergunta!!!

            Um expert assim vive no terminal e usar certamente o Lynx…

            Sarcasmo à parte: é algo Chromium-based!!! Quase de certeza Chrome.

          • :-) says:

            Utilizador básico? LMAO, o amigo não percebe mesmo nada de navegadores. O Firefox é o navegador mais personalizável do mercado, só o Vivaldi chega perto a nível de visual, no entanto, não oferece as personalizações de privacidade que só o Firefox possui.

            Mas pronto, nem todos podem ser utilizadores avançados, alguns ficam pelo caminho com esses clones do Chromium como você.

          • Brendonzt says:

            @:-) Nunca lia tanta besteira sendo digitada. O Vivaldi é de longe o Navegador mais personalizável do mundo. Firefox hoje em dia perde ATÉ MESMO pro Chrome em questão de personalização.

            Vivaldi
            – Pode mudar exibição das abas deixando da maneira que quiser, além disso, pode até mesmo colocar ele no canto superior (padrão) ou na esquerda ou direita.
            – Temas bem mais bonitos e intensos, não apenas aquele teminha que só sabe mudar parte superior do Navegador, que nem Speed Dial tem, só muda a barra superior mesmo de cima.
            – Speed Dial padrão totalmente personalizável
            – Configurações de transparência
            – Pode mudar a barra esquerda e colocar onde quiser.

            Firefox
            – Sem contar as extensões, a única coisa que esse Navegador tem de personalizável, é poder configurar e mudar a ordem dos ícones da parte superior (também meio limitado), e ainda por cima, temas padrões que só mudam a parte superior — OBS: não MUDA o fundo do Speed Dial, que aliás, nem tem, tem que instalar uma extensão para ter.

            O Firefox teve sim seus dias de glórias, hoje em questão de personalização, ele perde até mesmo pro Google.

            E questão de privacidade, eu vejo muito bem que você não conhece nada do Vivaldi, porque ele também é voltado pra Segurança e Privacidade. Se desse uma pesquisada, não falaria tantas bobagens. decerto nem se quer instalou e usou pra ver como de fato é o navegador.

          • AJMS says:

            Um utilizador exigente a nível de funcionalidades não prescinde do Vivaldi Browser, nenhum outro o bate em funcionalidades e ferramentas nativas disponíveis, praticamente não precisa de extensões de terceiros.

  2. Carlos Fernandes says:

    ..mas não basta colocar as actualizações em automático?

  3. AlfredoSilva says:

    Bom senso??????
    Usa quem quer. Quem não quer não usa. Simples.

  4. AlfredoSilva says:

    Bom senso??????
    Usa quem quer. Quem não quer não usa. Simples.

    • João says:

      Ora nem mais!!!

      Cada um usa o que quer e o que acha que é melhor… 🙂

      Respeito pela escolha alheia é bom.
      Quando se vê que está errada e nos é perguntado podemos fornecer o nosso ponto de vista… Mas não ir além disso. Por mais que vejamos que os outros estão errados não os podemos obrigar porque só vê quem quer

  5. nt3cc says:

    Isto de um browser melhor que outro parece a malta que diz que Peugeot não presta e depois compra um ford com motor Peugeot. Teem noção que isto e tudo basicamente baseado em chromium e em Firefox, e faz tudo basicamente a mesma coisa, não teem? xD

  6. Profeta says:

    Eu tambem ja uso a imenso tempo o firefox e ate hoje nao tenho razao de queixa. Nunca me deixou mal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.