PplWare Mobile

Mesmo com o Edge Chromium, a Microsoft não vai matar o Internet Explorer


Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. Vitor says:

    Para mim faz sentido essa decisão…embora eu tenha deixado de utilizar o IE desde o lançamento do Edge nunca sequer me passou pela cabeça proceder à sua desinstalação.Está num “cantinho” muito “quieto” sem pesar nem incomodar na utilização do SO.Agora sou utilizador do “Edge Chromium” mas o IE vai continuar por aqui…quem sabe ainda pode vir a ser útil…

    • SANDOKAN 1513 says:

      Muito bem.Concordo com tudo o que disse.O Internet Explorer 11 faz-me falta em muitas coisas.Também vejo essa necessidade de o manter.Que bom. 🙂

  2. fc says:

    Não era de esperar que o Internet Explorer desaparecesse pois existe muita intranet empresarial que foi desenvolvida especificamente para ele. A Microsoft irá tentando manter a segurança do mesmo sem novas funcionalidades. E conquistar mercado com o outro browser.

    • Mateus Pinto says:

      Muita coisa do Windows é mantida e pesa no sistema por causa do mercado empresarial e apps antigas.

    • Carlos says:

      Nem mais.
      Só os geeks é que estavam à espera que o IE fosse à vida.
      Quem trabalha ou trabalhou em qualquer grande empresa por esse país fora sabe que têm uma aplicação manhosa, mas geralmente importante relacionada com a contabilidade, que só funciona no IE.
      Como o modo IE apenas utiliza o web control do IE dentro do interface do Edge, obviamente o IE tem de continuar a existir.

  3. Rui says:

    Ainda bem que não mata, porque por incrível que pareça há serviços web do estado que só funcionam no Internet Explorer!

    • Miguel says:

      É isso mesmo!
      Quando publicam opiniões deviam saber as necessidades que existem no mercado.
      Se por um lado, existem intranets que funcionam sobre o IE, há serviços das Finanças que obrigam a usar browsers que suportem java machine.
      Quais as alternativas?

    • Rui Costa says:

      E se fosse só no estado.
      Há muito tempo que vejo inúmeras instituições do estado a pedir desenvolvimentos web em que especificam explicitamente que o IE é secundário, sendo prioritários Chrome, Firefox, Safari e EDGE.

      Mas nas empresas, onde se dá um foco muito alto ao custo das alterações, existem aplicações web, que chegam a ter 20 anos, criadas de raiz para o IE e que têm sido mantidas e evoluídas em termos funcionais mas nunca em termos tecnológicos, com javascript que só funciona no IE, controlos ActiveX…

      Sempre que se fala em modernizar estas aplicações a primeira pergunta é qual o custo e quanto será o tempo de desenvolvimento.
      Em alguns casos já compensa mais criar aplicações novas de raiz.

  4. Carlos Mariano says:

    Mas porque carga de água haveria a Microsoft de matar o IE11, mesmo introduzindo o Enterprise mode…..

  5. Redin says:

    Surgiu muito recentemente aqui no PPlware uma notícia que dizia ser perigoso manter o IE mesmo que não fosse utilizado devido a que pode ser utilizado acesso ao HTM antigo com páginas criadas para o efeito de criar comprometimento nos sistemas.
    Em todos os equipamentos que mexo, desactivo imediatamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.