Quantcast
PplWare Mobile

Última hora: Apple derruba a Xiaomi e já é líder na China

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Pedro Pinto


  1. Rui C says:

    Claro! Isto para mim não é novidade.

  2. Carlos Alberto says:

    Última hora

    “Os iPads cada vez vendem menos!”

  3. ricardo says:

    Não significa que exista mais aparelhos da Apple. Isso são as vendas deste ano. Nem toda a gente troca de telemóvel todos os meses. A inclusão da Apple ao por dois aparelhos de diferentes tamanhos deu resultado.

    • Nunes says:

      Exactamente por nem toda a gente trocar de aparelhos todos os meses é que isto leva a crer num aumento no número de aparelhos da Apple. Um crescimento deste tamanho nas vendas em 2 trimestres consecutivos mostra que há muita gente a comprar o primeiro iPhone. Já outros estudos viram que há muitos novos utilizadores no iPhone.

  4. Miguel says:

    Xiaomi é uma startup, estamos é todos admirados como conseguiu ficar tanto tempo em primeiro lugar quando falamos de uma empresa recém criada.
    Xiaomi sem dúvidas é o grande campeão através dos seus produtos com grande qualidade e baixo preço.

    • Carlos Santiago says:

      Vai ser startup toda a vida?

      Com 5 anos de mercado e uma facturação de 10 mil milhões de euros em 2014… de startup não tem nada… nadinha.

    • Pedro says:

      Xiaomi tem somente os melhores smartphones do mundo, mas vcs em portugal nunca vão saber… 🙂

      • Pedro Araújo says:

        Sabes que em Portugal é muito fácil comprar qualquer smartfone da Xiaomi não sabes?
        Sabes que existe a Xiaomi Portugal que faz updates para nosso idioma não sabes?

      • okapi says:

        @Pedro quando li o teu comentário e no final não sabia se era para rir ou para chorar, é que eu tenho um MI3 e nem preciso de tradução até porque prefiro em EN

  5. Nuno says:

    O campeão a referência todos sabem, e o iPhone o resto são o primeiro dos últimos que ninguém sabe os nomes..( tenho um android, ninguém diz o modelo). Sai um android e todos testam vs iphone, todos queriam ter um…temos pena

    • JJ says:

      Todos ponto e virgula!
      Eu não quero, obrigado.

    • W10 Incoming says:

      Não tenho e não quero um iPhone apesar de poder comprar vários por mês. Deal with it.

    • antonio says:

      Mas qual o problema de ter um telefone que ninguém sabe marca? Porque razão terei de comprar um iPhone? quero lá saber se é o melhor telefone do mundo, o mais bonito ou mesmo mais fluído. Compro aquele que gosto e que satisfaz as minhas necessidades.
      Uso telemóveis há mais de 20 anos e nunca fui por estereótipos, por exemplo nunca tive um Nokia, nem mesmo quando todos diziam que eram os melhores. Posso te dizer que não faço parte desses “todos” que dizes que querem um. Usei um 4S durante 6 meses e não compreendo o que vêm nisso, a única coisa que notei era quando o usava em locais públicos, muitos diziam: – Tens um iphone?
      Muito sinceramente não entendo essa ideia de que todas a gente têm de ter ou querer um Iphone. Por mim podes ficar com todos, mesmo os em ouro e com diamantes e sê feliz.

      • Carlos Alberto says:

        nem mais!

      • RikPinto says:

        Não podia concordar mais.
        Usar outro teclado, ou outra app de msgs, personalizar com widgets como bem entendo, aceder as minhas partilhas da rede como se de um pc normal se tratasse e até usar várias apps de música, onde todas as minhas músicas estão acessíveis em qualquer uma das apps.
        E não esqueçam, consigo alterar o toque de msgs… LOL
        Falando muito a sério, depois de utilizar as 3 plataformas principais, o Android foi a que se adequou mais a mim, como utilizador. Não critico quem usa o iphone. Se gostam, que comprem. Agora, não digam que é melhor, porque esse conceito não existe.
        Prefiro um sistema menos optimizado que faça tudo o que quero, do que um sistema super optimizado para o hardware e depois estou limitado por politicas da empresa…
        Pra mim Android é o melhor, mas para o meu vizinho com outras necessidades, pode não ser.

        • Rui says:

          Concordo contigo no sentido de cada um escolhe o que bem quer, agora, o que me deixou intrigado foi o teu comentário:

          “E não esqueçam, consigo alterar o toque de msgs… LOL”

          Dito dessa forma até parece que isso não é possível no iOS. Dá para fazer no global, ou seja, para todos os contactos, e depois individualmente vais a cada contacto e mudas os toques. Já usas-te mesmo iOS?

      • Benchmark do iPhone 6 says:

        Estás a ir bem, mas falta-te a caveira de Yorick 😉

        http://pt.wikipedia.org/wiki/Ser_ou_não_ser

      • Balmer says:

        “Mas qual o problema de ter um telefone que ninguém sabe marca? Porque razão terei de comprar um iPhone?”

        “Ninguém sabe marca”

        Está ai o problema. É que para muita ovelha isso ainda é de facto a razão de compra de um iPhone, o que é genuinamente o problema, mas que nunca vai mudar. O resto no entanto é como dizes e há de facto quem compra um iPhone porque gosta e porque lhe serve – Geralmente são aquelas pessoas (as tais inteligentes que reza um estudo de há uns tempos) que ficam caladas em vez de tentarem ser fanboys na esperança de que se sintam justificados na compra.

    • Sim Sim! says:

      deixa la tar isso onde está!
      o meu HTC M7 continua mt bom de saude e melhor do que quando o comprei!

    • Carlos says:

      E a tal classe de quem tem iphone

    • Realista says:

      Eu estou bem com o meu LUMIA (sim todos sabem bem este nome) e Windows Phone 🙂

      Vai buscar iSheep.

    • Paulo says:

      EU tenho um Windows Phone e para mim o resto é paisagem.

  6. JJ says:

    Aqueles países da Ásia (China, Japão, Coreia do Sul), vão muito atrás das modas do ocidente. Com abertura do mercado da China, seria mais que óbvio que a Apple iria ter um bum de vendas nesse país.

    • Nunes says:

      “Com abertura do mercado da China”
      ???
      A Apple está na China já há vários anos!
      Quanto a modas, o Japão nunca foi conhecido por seguir modas do ocidente. Mesmo a Coreia do Sul tem uma indústria local fortíssima que domina o seu mercado interno. E na China as modas eram normalmente seguidas por imitação, não por originais!

      • JJ says:

        “Japão nunca foi conhecido por seguir modas do ocidente” – Não!?
        Se for popular nos EUA, facilmente é popular no Japão…

        E quando digo abertura do mercado Chinês, é no sentido do aumento de poder de compra do povo e de interesses pelas coisas estrangeiras.

        • Nunes says:

          lol
          não fazes ideia como é no Japão! Eles durante décadas não compravam marcas ocidentais, fabricavam tudo e inovavam… Aliás durante muito tempo era no Japão que apareciam primeiro as boas novidades na electrónica, que deixavam alguma inveja no ocidente! Era impensável há alguns anos atrás que uma marca ocidental tivesse o peso que a Apple tem agora no mercado de telemóveis japonês, que tinha muitas particularidades!

          “E quando digo abertura do mercado Chinês, é no sentido do aumento de poder de compra do povo”
          ??? Quer dizer que isso o aumento do poder de compra só ocorreu este ano?? Não dá sequer para perceber como é que essas palavras queriam dizer o que pretendes agora!

          • LP says:

            E que tal uma abertura à China Mobile, que por sinal é a maior do mercado?

          • Nunes says:

            A Apple está na China Mobile há mais de 1 ano! Qualquer boom de vendas por esse acontecimento teria sido nessa altura, não agora! Agora é crescimento sobre o crescimento, motivado por outros factores, não com abertura da China ou afins!

          • LP says:

            Boom? Pensei que tivesse sido um crescimento gradual desde essa altura, impulsionado por um, ou melhor dois iPhones finalmente com ecran grande. Qual é então a tua explicação?

          • Nunes says:

            @ LP
            “boom/bum” foi o termo usado pelo JJ para descrever o crescimento de 60-70% nas vendas da Apple [de um ano para o outro], que ao contrário do que afirmaste não pode ser explicado por entrada na China Mobile pois isso já aconteceu há mais de 1 ano. Isto já é crescimento em cima do “salto” de vendas por causa da nova operadora.
            O grande crescimento de agora, muito acima do mercado que até contraiu, será uma associação de vários factores. Alargamento no número de lojas, melhorias na estratégia na China, e uma oferta de aparelhos que agradam bastante ao consumidor Chinês!

          • LP says:

            Certo, mas sem o salto (enorme) não chegaria onde está agora…

          • Nunes says:

            @ LP
            Mas tu sequer pensas antes de escrever, ou limitas-te a querer desconversar!????
            O tipo de raciocínio que apresentas permitiria usar qualquer evento do passado para justificar um acontecimento actual. É o mesmo que dizer que o iPhone não teria tido o crescimento que teve se não existisse! Muito giro de se dizer mas que não explica realmente nada sobre o tema em discussão!

          • LP says:

            La vens tu com o habitual queixume… de facto, este recorde deveu-se ao que disseste, a China Mobile não teve nada a ver, nem sei para que a Apple se deu ao trabalho de acordar com ela.

          • Nunes says:

            pois claro! Alguém demonstrar que não explicas nada só pode ser um queixume para ti… deus me livre se conseguisses admitir o contrário! Estou até admirado como é que a tua lista de explicação não é mais extensa… com essa tua veia inspirada no mínimo irias tb buscar a entrada na China Unicom e na China Telecom, somando depois o comércio paralelo a partir de Hong Kong em 2009, mais a primeira loja na China em 2008, o lançamento do iPhone em 2007, o retorno de Steve Jobs à Apple, a saída de Steve Jobs da Apple, a criação da Apple, e depois duma longa lista de outros acontecimentos até deves ir buscar Adão e Eva se acreditares na versão da Bíblia!

          • LP says:

            Tu e a tua mania se por nos outros palavras que eles não disseram, mas que tu gostavas que dissessem para assim do alto da burra poderes mandar bitaites…
            “tens um sério problema de atitude”… Trata-te, a sério, não digo isto por mal, é mesmo para teu bem futuramente.

          • Nunes says:

            @ LP
            Onde é que eu pus palavras noutros!???
            Acho que as minhas frases são bastante claras que são uma demonstração de onde é que leva a tua linha de raciocínio. Esse teu raciocínio em vez de explicar como é que se vai de A para B, limita-se a dar uma razão de como é que se chegou a A. Isso não dá informação com relevância que permita explicar as diferenças entre A e B [60-70% de crescimento de A para B]; qualquer um que puxe pela cabeça vê isso, mas pelos vistos és um ultra-iluminado que em vez de reflectir acha que são os outros que têm problemas, ou então, o mais certo, dá-te prazer ter este comportamento e dizer que os outros têm problemas…

          • LP says:

            Não tenho mais nada a acrescentar ao que já disse e que te possa ajudar.

          • Nunes says:

            Como é que haverias de ter quando não consegues ter qualquer raciocínio que defenda o que disseste!!

  7. eu não says:

    W10 Incominga sê um bom camarada e envia-me um que eu nem nos próximos 1600 meses vou ter guito pra comprar um ipone

  8. Chico says:

    Ter “aparentemente” muitos apoiantes, não significa ser melhor ou ter mais qualidade. Significa apenas que paga pelos posts, ou os mesmos utilizam vários niks… Toda a gente já aprendeu que da Microsoft, Apple, etc que vem dos EUA, tudo vem pensado para facturar o máximo possível. Se não fosse a concorrência asiática só uma minoria é que tinham tablets ou smartfones…… Quanto à Apple a bateria não se troca, quando acaba… Só cai quem quer. Eu sou do contra, o Linux é uma religião e o Android tem código fonte da Linux, o google apenas o utiliza. O BARATO É QUE É BOM.

  9. manuel says:

    Screw apple

  10. Maraduxo says:

    Agora é que vai ser só estatuto na China!

  11. David Guerreiro says:

    Já esperava isto, dado que a Xiaomi deixou de lançar produtos atrativos. Felizmente vai dar início a uma nova era, e já vai começar uma nova startup, a QiKU, que tem como ambição destronar a Xiaomi, lançando equipamentos da mais alta qualidade a preços reduzidos. Equipamentos totalmente construídos em liga metálica.

    http://www.gizchina.com/2015/05/11/newly-formed-qiku-believes-will-able-take-xiaomi/

  12. mafc says:

    Cá continuo satisfeito com o meu iPod Touch 4th gen. Pena que o Senhor Timóteo Cozinheiro só veja iPhone e Watch à frente.

    Como mal gasto dinheiro em saldo, dificilmente justificaria para mim comprar o iPhone….ou qualquer smartphone…

  13. Salib says:

    Iphone é sinonimo de status e nada mais,nao quero dizer com isto que seja um mau produto,ja tive mas não quero mais.O android peca por parte dos fabricantes que durante anos apenas se preocuparam apenas em vender e ignoraram os seus clientes e por esse mesmo motivo deixei de ser cliente da Samsung,empresa esta que esta a cair e ira cair ainda mais.A Samsung e campeã na area da teimosia pois persiste no seu launcher quando existe provas que o seu beneficio e pouco ou nenhum e os seus preços sao desenquadrados com a fase que enfrentam.Uso android porque nao suporto comprar um topo de gama e esse mesmo equipamento vir repleto de bloqueios e limitacoes.

  14. Adalberto Sousa says:

    Tirando o BS do artigo, ficamos a saber:

    % Unidades vendidas: Android 85.4%, IOS 14.6%
    % Mercado: Android 85.%, IOS 14.7%

    Qual é afinal o sistema operativo do smartphones mais vendido e com maior market share ?

    • Benchmark do iPhone 6 says:

      Isso dividido por segmentos baixo / médio / alto (acima dos $500), dá, para o alto: Apple 80% – Android 20%.

      No segmento em que a Apple está o iPhone é o mais vendido e com maior marketshare. “Ah, mas devem-se somar todos e comparar”. Isso é estatística dos “veículos de duas rodas”, soma motas com bicicletas.

      • Maraduxo says:

        Neste caso supomos que o iphone é um mercedes que dos 0 aos 100 demora cerca de 8 segundos e eu decidi comprar um Golf GTi que dos 0 aos 100 faz em 6 segundos…
        Ora é mais rápido que o mercedes em tudo e até em velocidade de ponta, alem de custar metade de preço.
        Resumindo, não pode competir com o mercedes porque é mais barato.
        É esse o teu raciocínio, android baratos não entra nas contas, só os de gama alta lol
        É tão disparatado o que dizes, só para colocar a maça podre na frente custe o que custar. A Apple só tem 2 modelos, por isso perde em tudo face a concorrência que a meu ver telemóvel de 100€ também entra, porque é um smartphone e estamos conversados.

  15. LP says:

    É caso para dizer que o iphone os deixou de olhos em bico….

  16. ricardo says:

    Sabem como se diz iphone em chinês? Ide ao Google.. Ahahah

  17. transcendez says:

    O melhor “amigo” das vendas da Apple é o Android. As pessoas optam pelo mais barato e com melhores specs(aparentemente). Depois sentem tão frustradas com os android que acabam por mudar. O melhor que aconteceu a Apple foi o surgimento do Android. Mas isto são divagações minhas e valem o que valem.

  18. joão says:

    Os orientais são taradinhos por marcas.
    É vê-los em fila nos Champs-Élysées a açambarcar malas Louis Vuitton.
    Logótipos, marcas e marketing põem-lhes os olhos em bico. E não duvido que os bens que procuram tenham qualidade.
    Porém, um Seiko dá as horas tão bem quanto um Rolex e um malote comprado nos chinos pode até ser mais útil que uma Vuitton.
    Se o Windows 10 se afirmar nos smartphones e, confirmando-se o anunciado no sentido que aplicações ios e android possam correr neste sistema, ( para não falar em aplicações KDE do Linux que já correm até mesmo no Windows 7) então vão a correr comprar o novo tutti frutti e encostarão os outros.
    É moda !
    E a moda são aquelas coisas horríveis que têm que mudar de seis em seis meses.

    • Rui says:

      No caso do iPhone é uma “moda” que já dura à 7 anos e pelos vistos só tem tendência a crescer.

      • joão says:

        As modas têm durações variáveis (não necessariamente a generalização 6 em 6 meses que referi ).
        Seis anos antes do iPhone já a BlackBerry tinha lançado o seu primeiro smartphone e
        cinco anos antes já a Microsoft tinha lançado o seu Windows Mobile.

        No caso do iPhone, este é a prova acabada daquilo que génios do marketing e design, como o legado deixado por Steve Jobs, podem fazer de algo que não permite usar cartão de memória, fica dependente de loja para a transferência de certos tipos de ficheiro, limitados de personalização, sem concorrência ao nível de certo tipo de aplicações, limitações de partilha, e, seguramente, bastante qualidade noutros aspectos, numa matéria, os smartphones, em que Apple não foi pioneira mas soube aproveitar em seu proveito facetas desprezadas pelos reais inventores.

        Até quando pode manter o crescimento não sabemos. Para já o resultado do jogo está em 7-6 a seu favor e o árbitro ainda não apitou para o final da partida.

        • Rui says:

          Acho que estás a desvalorizar muitas das qualidades que o iPhone e o iOS permitem.

          Antes que penses que sou um fanboy, deixa-me já dizer que tenho aqui um android e um iPhone em cima da secretária. Sim, a minha preferência é claramente iPhone, mas não pelo pseudo status que alguns dizem que dá.

          Não permite usar cartão de memória tal como inúmeros android, S6, Nexus, etc. O que aqui tenho não permite cartão de memória e nem me incomoda. Até prefiro que nem tenha.

          Fica dependente da loja? Não vejo qual o problema pois a loja tem algo como 1 milhão de apps disponíveis. Podes sempre querer fazer pirataria e para isso podes fazer Jailbreak, que com isso te permite a personalização que quiseres.

          Sem concorrência ao nível de certo tipo de aplicações? Deves estar equivocado… É muito mais ao contrário… 1º desenvolvem para iOS e depois para os restantes.

          Limitações de partilha? Ainda não houve nada que não conseguisse partilhar do meu iPhone.

          Então e as vantagens do suporte da apple, as actualizações, a segurança, o ecossistema, etc? Não interessam? 🙂

          Há muita gente que não está minimamente interessada em andar a mudar os launchers, nem a mudar de rom. Há quem queira coisas simples, práticas, com qualidade, design, suporte. Enquanto a Apple tiver isso do seu lado, a moda vai continuar 😉

        • Nunes says:

          O Windows Mobile nunca foi moda, nem sequer o primeiro ou um grande exemplo!
          Mesmo o BlackBerry só se tornou uma verdadeira moda depois do lançamento do iPhone, pois até então apesar de ser um bom “aparelho” o público em geral não dava muito atenção aos smartphones, era um mercado mais virado para o nível empresarial!
          Achares que o iPhone teve sucesso por causa do marketing e design revela um profundo desconhecimento na revolução que trouxe em termos de interface!

          • LP says:

            Ignorar o investimento, a influência do marketing e do design na Apple revela cegueira.

          • Nunes says:

            @ LP
            ignorares a história de transformação dos smartphones com o iPhone e a sequência de comentários escritos, revela o que já sabemos de ti

          • LP says:

            O que parece que não “sabemos” é que adicionar elementos não substitui os anteriores. O que não “sabemos” é que o facto inegável da Apple apostar forte em marketing e design não desmente a revolução trazida pelo iphone. Sabes tanto sobre os outros (como sobre tudo na verdade) que até “sabes” o que elas não dizem nem pensam… O que realmente sabemos é que tens um sério problema de atitude.

          • Nunes says:

            tanta baboseira para mascarar a tua incapacidade para admitir que nem sequer leste a sequência de comentários na qual quiseste meter a “colher”!!

          • LP says:

            “tens um sério problema de atitude.”

          • Nunes says:

            @ LP
            continuas a não mascarar os teus problemas

          • LP says:

            E tu achas que mascaras os teus chamando baboseiras a factos.

          • Nunes says:

            A baboseira é escreveres “palha” em vez de assumir que não leste a sequência comentários para perceberes do que se fala, e ainda tens a lata de mandar vir com os outros!

  19. mafc says:

    Rio-me sempre com a conversa do status, da moda e de nao poder mudar isto ou aquilo. Sempre a mesma conversa de velhas da igreja.

    Claro que ha mais androids que iOS….mas quantas marcas usam Android e quantas usam iOS? Pois…

    PS: Nao tenho smartphone (dar dinheiro as operadoras por mês quando uso wifi a maior parte do dia, nao me assiste), mas ja nem me dou ao trabalho de explicar que o meu iPod Touch nao é nenhum smartphone.

  20. joão says:

    Acrescentando, tendo em conta as suas limitações, o próximo modelo do iPhone bem se poderia chamar “David Beckham”, pois não remata com a esquerda, não sabe cabecear, não sabe driblar e não marca muitos golos, fora isso, ele é bom, goza de boa imagem e sucesso.

  21. Alex says:

    Isto para mim é normal, porque a Xiaomi não teve o produto novo, e a Apple lançou 6 e 6+ no primeiro trimestre dos anos 2015. depois do lançamento de Xiaomi Note , acho que este fenómeno vai mudar. Tavel, no segundo trimestre, a Apple não seja o líder na China.

    • Nunes says:

      O iPhone muito provavelmente não será o lider nos próximos meses, mas não será pelas razões que invocas!
      Os novos iPhones já estão na China desde Outubro do ano passado, com vendas elevadas desde então. E a Xiaomi já lançou vários modelos desde o lançamento do iPhone na China!

      • Alex says:

        Não concordo consigo, desde o outubro do ano passado até então, a Xiaomi só lançou um modelo novo que se chama Xiaomi Note no dia 15 de janeiro de 2015. Então, a verdade é que a Xiaomi era o líder na China em 2014, ocupou mais percentagem do mercado de vendas. E na fevereiro, há a festa tradicional chinês muito importante, muitos chineses gostam de comprar produtos novos durante isto tempo. Se calhar , o fator que eu disse não é muito importante para qual é líder, mas isto é um dos todos os factores.

        • Nunes says:

          Aparelhos que a Xiaomi lançou desde Outubro:
          Mi Note Pro
          Mi Note
          Redmi 2A
          Redmi 2
          Mi 4 LTE
          e deve haver ainda mais aparelhos recentes que a Xiaomi apresentou como concorrentes ao iPhone e outros! O facto é que mesmo com o esforço para reforçar a sua oferta a Xiaomi tem vindo a perder fôlego e até quota de mercado em trimestres consecutivos.
          Quanto às festividades chinesas, “acontece” para todas as marcas, não explica por si só ganhos ou perdas nas quotas de mercado, a não ser por favorecimento daquelas que as pessoas acham ser melhor oferta!

          • Alex says:

            Sobre o tempo de lançamento , estou errado após pesquisar na internet.
            Mi Note Pro e Note : data de lançamento era 15 de janeiro, mas começou a vender realmente era o fim do abril.
            Redmi 2 lançou no dia 31 de março, e foi vendida oficialmente era 8 de abril.
            Para o tempo exato da redmi 2a, eu não o consegui encontrar, no entanto, a data de lançamento também era 31.
            Mi4 Lte é Mi 4, não há mais diferenças, são mesmos produtos.

  22. José Orlando says:

    Bom dia
    Os numeros apresentados para a Apple versus restantes fabricantes são uma questão comercial.Eu não sou um expert em telemoveis mas sou desconfiado por natureza.Eu nao gosto da Apple pelo facto de ser um sistema fechado e obrigar os utilizadores a serem limitados na utilização dos seus aparelhos.A Apple é uma empresa que só faz telemóveis de topo.Apenas atacam um nicho de pessoas.Têm geralmente 2 telemóveis (de modelos diferentes) a venda. É claro que assim aplicam o investimento todo em Software apenas para 2 telemoveis e assim o seu SO é mais leve que o Android. O problema do Android é que tem de ser um SO para todos os telemoveis, seja de topo, media ou baixa gama, dai que seja mais pesado que o SO da Apple.Para terminar o mercado chines venera a Apple pelo status que a marca parece dar a quem tem um telemovel, tablet ou pc da sua marca. Se é uma boa estratégia? Sim é mas sera que o seu hardware é melhor que o hardware dos outros fabricantes? Não.Tem uma diferença de performance que é disfarçada pelo software.Se forem a ver o S6 comparado com o Iphone 6 veem que o S6 é melhor e que para uma empresa como a Samsung que ataca todos os nichos compreendem que a luta não é igual.Imaginem a Samsung apenas a fazer telemoveis de topo.Quem ganharia? Eu apostaria na Samsung.

    • flavio says:

      amigo falta tu e muitos entenderem uma coisa, a designaçao de melhor hardware, porque deixam se enganar por quad cores e 3gb de ram mas esquecem se nas diferenças de cada materia, de cada processador, nao sao so os cores que contam, a apple nesse aspecto tem uma maior exigencia pelo seu material, é a samsung que faz os processadores da apple e estranhamente eles teem um maior custo de produçao do que os processadores dos seus proprios smartphones. a isto se chamam exigencias. como as pessoas olham muito para os cores entao acham que um é melhor que o outro, depois enganam se

  23. Razorcom says:

    Nao vou entrar nas disputas de qual é o melhor em marcas ou quem tem os melhores equipamentos… Apenas digo a toda a gente que me pergunta que telemovel tenho:

    ” isto e um xiaomi note!!
    Xiaomi? Que e isso?
    É uma empresa chinesa que comecou em 2010 e que detem os melhores telemoveis do mundo em relacao preco/qualidade”

    Isto é o que eu digo, e o meu comentario aqui no post é o seguinte
    -gosto de pagar o preco do produto, nao o preco do nome da marca que bem atras!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.