Quantcast
PplWare Mobile

Snow Leopard com protecção antivírus para malwares?

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Daniel Filipe


  1. Pedro Borges says:

    O Mac OS desde de sempre que teve malware (como todos os Sistemas operativos). A verdade é que é raro e quase ninguém apanha. Este tipo de malware para funcionar tem que ser instalado pelo utilizador que coloca a password de root. Estes trojans normalmente vêm alojados em pkg’s que, normalmente, são descarregados de sites de conteúdo pornográfico ou aplicações crackeadas. Por isso acho que isto é uma funcionalidade importante para o sistema operativo e deve ser vista como uma vantagem pois vai evitar que os mais incautos não instalem este malware.

  2. Parece que começa a interessar desenvolver vírus para os MACs.

    Cumps

    • A friend says:

      Na comunidade Hacker sempre foi do interesse desenvolver Virus para qualquer sistema, em especial eles têm mais interesse em desenvolver para sistemas UNIX, porque devido à fama da sua segurança, para eles seriam um enorme feito conseguirem tal coisa e seriam reconhecidos pelo feito.

      Não se trata da popularidade mundial do Mac ou Linux como muitas vezes é justificada, mas sim por desafio quebrar os sistemas e o enorme reconhecimento que teriam…

      Acima de tudo, o que move os Hackers é o orgulho e o impulso de quererem ser e provar ser sempre melhor que os outros…

      • Pedro Borges says:

        Concordo inteiramente contigo.

        • The Duke says:

          E muito complicado um vírus ou malware “sobreviver” num sistema como o do Mac. A arquitectura do próprio sistema é muito simples e pouco enraizada como o Windows e outros sistemas. Logo é mt mais fácil apanhar esses tais defeitos num OsX. É por isso que não existem quase nenhuns virus e tretas do genero. Saõ faceis de fazer, mas mt mais fáceis de apanhar. Digamos que é um “negócio” que não vale a pena.

          • A friend says:

            Podes-me dar o Link onde obtiveste essa info?

            Dava-me jeito ler sobre isso para saber e aprender quais os passos que devo seguir então para proteger melhor o meu MacOs…

  3. A friend says:

    Pelo que percebi é mais um sistema de segurança preventivo que analisa os ficheiros antes de os abrir-mos e ao detectar codigos maliciosos, o sistema alerta do utilizador para não correr os mesmos.

    Embora apelidados de virus, são malwares que só comprometem a maquina em caso de serem executados.

    Não me parece que se pode dizer (ainda) que o sistema é inseguro, já que Virus totalmente autonomos sem que seja preciso a intervenção humana, foram feitos para Mac.

    • André Torga says:

      Não foram feitos, pretendias tu dizer. 😀

      • A friend says:

        Lol.. quando acabei de escrever também fiquei na duvida se tinha escrito bem ou mal..

        Mas, penso que não me enganei já que a frase começa:

        …já que Virus totalmente autonomos “SEM” que seja preciso a intervenção humana, foram feitos para Mac..

        eheeh 😉

        • José Miguel says:

          Continua aí a faltar-te o “não”.

          Assim estás a afirmar que existem vírus autómanos que conseguem infectar o sistema sem mão humana.

          • A friend says:

            Não quero tar a teimar porque já começo a achar que me enganei mesmo.. de tanto ler e reler.. lol..

            Mas obrigado a ambos pelo reparo 😉

  4. EsPoNjOsO says:

    Boas tardes 😉

    De uma coisa temos garantia, nenhum sistema é imune a ataques, sejam eles malware, spyware, viroses. Mas muitas destas ameaças espalham-se e conseguem atingir objectivos devido ao maior problema de todos os BUD (Bad User Detected). Embora saiba que nenhum utilizador é perfeito, este é o 1º mal a abater, ou seja teria de existir uma preparação de consciência para quem tem de utilizar uma máquina.
    Não me vendam a ideia que há sistemas perfeitos! Para qualquer sistema apelidado de perfeito … existe sempre uma pessoa mais perfeita que esse sistema…

    Cumps, 😉

    • A friend says:

      Exactamente.. não há mesmo sistemas perfeitos…

      Existem é apenas sistemas que protegem melhor o utilizador de cometer erros… e este novo sistema da Apple é uma mais valia para que nos evite através de excesso de confiança, instalar coisas que não devemos… 😉

    • André Torga says:

      Concordo plenamente. Os SOs até poderiam avisar que a culpa era do utilizador pois aceitou correr o risco após ter sido notificado para que não executasse determinados ficheiros. 😛

    • A friend says:

      Para seguir um pouco esse raciocínio que está perfeito.

      Não há sistemas seguros.. isso sem duvida que não há…

      Mas há sistemas inseguros, que são todos aqueles que ficam comprometidos, só por exemplo, com o simples facto de estarem ligados à Internet ou receber um ficheiro e ficar infectado sem que este seja executado pelo utilizador..

      Penso que é preciso distinguir estes dois pontos…

      • EsPoNjOsO says:

        É bom ver que temos utilizadores atentos e conscientes ehehehe.
        Muito utilizador nao sabe sequer o que é isso, e mesmo que apareça mensagens atras de mensagens a avisar eu arrisco que 90% dos users nem lê o lá vem escrito e clica no habitual (ok, continue, agree, etc)
        Mas era giro ver estatisticas a este nivel, se as houver!

        😉

      • WiseMax says:

        Isso é o que faz o Windows Vista & 7 (UAC e recomendação muito forte para correr a máquina com password de utilizador “normal” e não de Administrador). E quantos utilizadores respeitam essa indicação?…

        Fala-se, fala-se, mas o principal problema está entre a cadeira e o teclado…

    • Mr. Henriquez says:

      Penso que dado o crescimento de utilizadores MAC, e uma vez que o desafio de infectar um MAC é cada vez mais tentador para os Hackers, que esta funcionalidade vem uma vez mais mostrar o quão seguro é um MAC, mas também poderá ser um sinal que nos pode enganar, é que quando o sistema MAC OS atingir uma determinada quota de Mercado, será mais uma oportunidade de negócio para… os anti-virus que assim podem agora ser vendidos para windows e para MAC OS, assim sendo restará aos aficionados por OS’s estáveis e rápidos uma 3ª alternativa…

      • A friend says:

        Se um dia um Mac ficar infectado com um Virus totalmente autonomo, não sei se essa terceira alternativa irá ser a salvação… 😉 😀

        Embora duvide, já que a tendencia para os 3 principais sistemas (MacosX, Linux e Windows) é para que se tornem mais cada vez mais seguros…

  5. Lost says:

    Por melhor que seja o SO, actualmente muitos e variados são os ataques aos nossos computadores.

    Penso que o facto de integrar um anti-vírus, já demonstra a preocupação da Apple em relação aos seus clientes.

    Anti-vírus para mac já existe à algum tempo e até estão disponíveis de forma gratuita.

  6. Emannxx says:

    Não desejo mal a nenhum SO, mas se agora começassem a aparecer virus, trojans e spywares para o Mac OSX era um bom e grande alerta para os mac-lovers, assim era da maneira que a Microsoft deixava de ser criticada por criar sistemas com falhas (que felizmente são corrigidas a todo o custo)!

    • EsPoNjOsO says:

      Ate concordo em certa parte contigo, mas de uma coisa a microsoft nao se livra, das criticas, poiis qualquer monopolio é alvo das mesmas.

      😉

    • Pedro Borges says:

      A questão das falhas, não tem nada a ver com este tipo de malware. Pois neste caso o trojan que aparece na imagem adiciona aos servidores dns uma entrada e todos os sites que os servidores dns reais não tem são redirecionados para aquele e apresenta publicidade.
      Toda a gente sabe que o windows tem muito mais falhas que o mac basta ver a quantidades de exploits que existem para cada um….
      É importante referir que todos os trojan horses que existem para mac não são nada mais nada menos que scripts que são adicionadas aos programas para fazer tarefas que qualquer pessoa com a palavra pass de root poderia fazer. No caso dos virus, que tão famosos são no windows, estes exploram falhas do sistema de controlo de utilizadores para fazer tarefas de administração sem que a password seja dada pelo utilizador e sem que o utilizador instale o virus ou alguma aplicação que o contenham porque senão passa a ser considerado trojan horse.

      E se todas as falhas fossem corrigidas deixava de haver virus pois estes exploram as falhas. Mas trojan horses vão sempre haver para todos os sistemas operativos porque estes são incontrolaveis porque o utilizador lhes dá o mesmo acesso que ele tem tornando-os a vista do sistema o próprio utilizador.

      • Emannxx says:

        Pedro, Acredito plenamente que os macs não têm falhas porque ninguém se interessa por encontra-las.

        Provavelmente (ou não) tanto o mac como o linux poderão ter imensas falhas que ainda não foram descobertas.

        • Pedro Borges says:

          Todos os hackers tentam o seu melhor detectar falhas em sistemas em que são considerados livres de falhas. Pois isso trás-lhes reconhecimento que é o que eles mais querem. Descobrir uma falha no windows já não lhes serve de nada pois quase todos os hackers ja descobriram uma ao mais. Agora descobrir falhas em linux e mac é o que eles mais querem.

          • A friend says:

            Exactamente. temos o grande exemplo daquele que supostamente hackeou o mac por uma exploração de uma falha do safari, ele andou bastante tempo a estudar essa falha… dps no concurso Pwn2Own ele correu aquilo que havia programado, demorou 10 segundos ao safari correr o codigo malicioso… foi feito sensasionalismo que ele havia quebrado o Mac em 10 segundos (porque não lhes interessou falar que ele estudou a falha durante quase um ano..) e pronto.. isso fez-lhe logo catapultar para o banco da fama informática…e falha esta que era so explorada com autorização do utilizador.. mas uma coisa tão simples deu-lhe fama.. (ele fez um grd feito, falo em simplicidade porque para explorar a tal falha, é preciso muito desleixo do utilizador)

        • A friend says:

          Emannxx não é o caso, por acaso grande parte da comunidade Hacker trabalha mais com UNIX do que com Windows, e Linux é o SO de eleição deles, porque podem-no programar como eles querem e é open source…

          Eles trabalham com UNIX porque é o topo para quem quer saber programação e porque para eles explorarem falhas em servidores, é a linguagem UNIX que eles têm que dominar. Quando havia mais servidores baseados em Windows, as quebras até eram feitas por leigos com software criado por Hackers.. como o BackOrifice, do famoso “Cult of the Dead Cow”, subSe7en… etc..

          Os proprios Hackers reconhecem que o Mac é mais seguro, não é de certeza porque são fans da Maça e da marca.. é pelo simples facto de este ser baseado em UNIX…

          Acho que o pessoal devia se informar melhor sobre isto e ler sobre a Historia de informática, como é que começaram os primeiros Hackers, que linguagem dominavam, porque é que o Windows ficou o sistema odiado por esta comunidade…etc..

          Muitos dizem.. “hackers há poucos..” mas porque acham que um Hacker é alguem com más intensões. Os primeiros Hackers era pessoal curioso que procurava falhas como se de um jogo de palavras cruzadas se tratasse.. pelo desafio.. e deixavam apenas uma marca nos servidores para provar o feito.. mais tarde é que surgiram os maus da fita… Se hoje em dia a Internet é mais segura e os nossos proprios computadores.. e´graças à comunidade hacker, que grande parte deles são “pescados” para que ajudem a criar um sistema mais seguro, já que eles sabem como explorar a falha, sabem como a proteger.. Já a Microsoft adotava o sistema de os desprezar, e ignorava a ajuda de muitos Hackers… se tivessem feito ao contrario acredito plenamente que o Windows não tinha demorado tanto tempo a ser seguro como é o Vista e o 7…

        • Paulo Martins says:

          Eu acho que tu estás a confundir um pouco as coisas, uma coisa é aqueles softwares irritantes que passam a vida aparecer no Windows muitas vezes sabe lá como (maioria das vezes é culpa do utilizador mas nem sempre) com publicidade e que passam a vida a abrir páginas web, etc…

          E nisto meu menino não há dúvidas o Windows tem 90% de cota do mercado ou lá o que é, e torna-se óbvio que não há necessidade de fazer este tipo de software para Mac ou Linux porque são uma minoria…

          Agora hacker a séria como já comentaram é hackear é sistemas Unix visto que a maioria dos servers correm sobre um SO baseado em Unix, não em Windows e para quem quer realmente ser reconhecido como um grande hacker fura estes SO não Windows isso já muitos fizeram e continuam a fazer todos os dias…

          • A friend says:

            Continuam a faze-lo todos os dias e grande parte é feito por miudos a rondar os 12 a 15 anos… e não fazem por troca de dinheiro… grande para chamar a atenção e por pura gabalorice…ou porque simplesmente acham divertido espalhar virus pela net… quantas mensagens spam não recebemos todos os dias a dizer.. “Olhe só esta foto que tirei com você..” cartao_de_amor_com.br .. etc..etc..etc.. ou as famosas mensagens no MSN… e um simples abrir de um site é por vezes fatal no Windows, sem mesmo fazer download do ficheiro infectado.

    • A friend says:

      O alvo de criticas da Microsoft não é so a nivel de Virus… como já foi referido é outros aspectos..

      Por exemplo, grande parte da comunidade Hacker (que nem toda é má..) divulgavam constantemente à Microsoft falhas e eles ignoravam por completo e que comprometiam dados dos utilizadores. Isso é muito falado em documentarios por exemplo, mas nada que uma pesquisa no google não se encontre.

      Outro exemplo que deixou marcas na Microsoft era as falhas constantes do sistema, e eles teimavam em manter os pontos fracos do sistema, como ainda hoje mantêm, como o registry, que é o maior causador de instabilidade entre software..

      Vocês é que vêm as coisas como uma guerra, mas grande parte das pessoas quando critica a Microsoft, não é para assumir guerra mas sim para apontar o dedo ao descontentamento em forma de chamar a atenção da empresa a oferecer melhor aos clientes.

    • Paulo Martins says:

      Pelo que eu percebi a Apple quer integrar um antivírus no Mac OS e tu dizes que é da maneira que a Microsoft deixa de ser tão criticada? Há que louvar é a Apple que tomou uma atitude que a Microsoft deveria ter tido há muito tempo atrás, ao perceber que a integridade e segurança do seu SO pode ser comprometida por vírus e afins resolve integrar uma ferramenta no sistema para resolver as suas falhas…

      Isto sim é a atitude certa, descobre-se falhas resolvem-se, a solução ideal seria resolver o que provoca a venerabilidade no sistema mas como nem sempre isso não é possível a Apple encontrou outra solução…

      No Windows por outro lado somos obrigados a recorrer a software de terceiros (muitas vezes pago) para resolver os problemas dos antivírus, trojans, etc…

  7. Nuno says:

    Voces andam a clonar artigos vejam lá se metem a fonte sff

    • Vítor M. says:

      A ganancia de dizer mal por vezes enevoa os olhos. Em todo o texto é citada a fonte em mais do que uma ocasião e mesmo assim há este amigo que diz que no texto não tem fonte!!!!

      Tragam a bazuca.

      • A friend says:

        “A ganancia de dizer mal por vezes enevoa os olhos.”

        Essa era a frase que me faltava as vezes em certos “debates” … prometo que se a usar vou cumprir com os direitos de autor! 😀

  8. Bónus says:

    Saíram ontem mais dois novos anúncios da Apple, onde o tema é é mais uma vez a ausência de vírus em Macs.
    A dois dias do lançamento do Snow Leopard, certamente que não é uma coincidência. Para a Apple continuar a insistir neste tema, deve estar cada vez mais confiante da segurança do seu OS X. Esta notícia vem confirmar que o Snow Leopard irá trazer novidades em termos de segurança.
    Esperemos que assim seja, para o bem de todos.

  9. irlm says:

    Há uma diferença que ainda nao foi discutida, é que os SO Unix (Linux e MacOSX) não são afectados com ficheiros .exe infectados como por exemplo os KEYGENS e CRACKS.

  10. Blood says:

    Uma viatura com demasiados km começa a ter o seu desgaste e as suas folgas…muitos mecânicos passa pelas maos dessa viatura, ou por descontentamento da reparação anterior, ou por avaria de uma peça…
    Porque nao comoçar do Zero?porque não tentar reforçar aquilo que já está no mercado?e simplesmente adicionar algo?
    sendo breve…a ideia da reescrita do sistema operativo da Apple é uma questão que a Microsoft poderia ter tomado há imenso, ao invés de lançar sistemas operativos tais como o Win ME e o Win vista…simplesmente foram lançamentos que denegriram a imagem da Microsoft…
    O 7 espero que traga alguma alegria à comunidade Windows…se bem que o MacOSx e o Linux com o passar do tempo estão a ganhar muito terreno, terreno esse a ser cedido pela Microsoft…
    E porque não inovar?

  11. Já se sabe que por mais seguro que o sistema seja haverá sempre falhas, muito mais quando colocamos a variável utilizador. É normal que com o crescimento do numero de utilizadores de Mac OS, este seja olhado com outros olhos, quer por hackers, empresas de segurança etc. A verdade e que neste momento num dia, devem aparecer ainda mais malware para Windows do que para Mac OS. O facto de termos esta featured no snow, só mostra que a apple não anda a dormir, sendo melhor começar já a prevenir, de uma forma que me parece bastante engraçada.

    • A friend says:

      Não dou é muito tempo a Microsoft integrar o “Morro” no sistema, lado a lado com o UAC, e proteger este com sistema admin-pass mesmo em contas que o administrador tenha feito o login…

      Já tiveram mais longe de o fazer, acordam tarde mas o importante é que o façam…é sempre assim…

      Acima de tudo acho que são bons exemplos a seguir, mesmo para quem não use Windows ou Mac, não devemos esquecer que muitos dos nossos dados por vezes dependem de terceiros…por isso é que não vejo os sistemas operativos como clubes de futebol, a espera que um ganhe e outros a desejar que o outro perca…quero é que no fim disto tudo saia a ganhar o bom utilizador e seja extinto o mau utilizador, ou melhor, aquele que explora as falhas para causar o caos e comprometer os nossos dados pessoais.

  12. Pedro A. says:

    O aumento da penetração do MacOS torna-o mais apetecível para vírus e malware. O mesmo tenderá a acontecer com o Linux. Não existe software 100% seguro, todo o software tem bugs…

  13. WiseMax says:

    Já chegámos ao ponto de rebuçado: a tua pilinha é mais pequena que a minha.

    Isto para dizer que quando se chega à fase de este é melhor, esse é pior, já não se discute nada.

    Só para lembrar que o primeiro worm que deitou abaixo centenas de servidores em poucas horas, afectando milhares largos de utilizadores… foi no Unix.

    Mas pronto, entre esquecimento e ignorância, é comum o ser-se muito selectivo na informação que se absorve.

    E uma notinha, sempre boa de lembrar: quem quer ser um ácaro a sério, usa Linux (Unix tipo BSD, que é free, também serve). A grande malha no Unix é que quem arranja a pass root faz o que quer… e isso já nem é desafio para ninguém. Os exploits para arranjar acesso ao root vão desde o “human engineering” puro e duro (conheci uma gaja que arranjou esse acesso mostrando as mamas ao Admin num almoço, mas essa só queria fugir às limitações do acesso a sites na sua workstation) até outros métodos “violentos” de crack de passwords. No Unix tudo se resume a isso.

    Ao contrário, dá mais pica dar a volta ao Windows, porque, embora uma quantidade de vírus, toianos e spyware se baseiem em explorar a ignorância e patetice do utilizador que lhes dá o acesso admin com a simples permissão ou mesmo desligando UAC e outros mecanismos, para dar a volta a isso, especialmente sacar permissões de Admin através de um User que está limitado é bem mais difícil e passa por exploirar e descobrir falhas reais, tipo buffer overrun e outras bem mais baseadas na desassemblagem ou “educated trial & error” .

    Os inícios dos exploits foram, aliás, muito mais dirigidos a fraudes nos telefones, o que dava aos ácaros o acesso gratuito a comunicar com os servidores. E era tudo passado no mundo Unix.

    E, claro, as comunicações (não só na Internet, mas nas redes empresariais também) continuam a ser uma das áreas favoritas dos mal-intencionados, pois potencia os efeitos muito fortemente.

    Há uns anos a esta parte, os vírus foram postos de novo em moda, aproveitando o auto-run (antes eram diskettes e CD, agora são as pens).

    Em resumo: a porta de entrada, salvo no caso de comunicações deficientemente protegidas (a Internet sendo o veículo preferido, mas as redes empresariais outro dos alvos favoritos) é a “área de trabalho” do malware: e o que está entre a cadeira e o teclado o seu melhor “colaborador” e facilitador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.