Quantcast
PplWare Mobile

iPhone 13 Pro Max bate recorde no teste à bateria com quase dez horas de uso contínuo

                                    
                                

Autor: Vítor M.


  1. Duarte says:

    Nao sei que testes fazem, mas tenho um oukitel que dura bem mais que isso.

  2. Cristina Rodrigues says:

    Uma bateria de 4.400mah a bater androids de 5.000mah ahahhah. Ainda criticam as baterias dos iphones.

    • Duarte says:

      1 mah de iphone custa mais que 3 mah de android!
      Onde está o espanto?

      • Maspalomas says:

        Duarte diz isso aos samsung s21 ultra users, xiaomi mi 11 ultras….com smartphones de 1500 euros e piores autonomias que o iphone pro 13 max. E agora qual é o teu argumento? Pois silencio é bonito!

        • Duarte says:

          1500 euros por um telemovel é coisa de vaidoso que gosta de ostentar. Há telemoveis que fazem o mesmo e sao bem mais baratos.
          Qual o teu argumento? Calado eras um poeta.

          So o facto do iphone ser o unico com capas furadas para se ver a maçã deixa tudo esclarecido.

          • Maspalomas says:

            Porque tu o dizes? Quem es tu para dizer o que os outros devem comprar? Um automovel de 50mil euros e coisa de vaidoso? Uma casa de 500mil e coisa de vaidoso? Es um grande cromo! Diz la qual e o smartphone que faz o mesmo que este iphone pro 13 faz por menos dinheiro? Estou curioso.

  3. Polo says:

    Normal ser melhor que os modelos do ano passado, os 12 foram capados na bateria para poderem inventar desculpas para mudar para o 12

  4. ZE says:

    O meu galaxy M 51 tem 7000. E ja é do ano passado. E custa muitas vezes menos que o 13

  5. topas says:

    Completamente disparatado, tanto telemóvel com mais autonomia, mas tanto.
    Até telemóveis com 5/6 anos ainda têm mais autonomia, mas neste mundo vale tudo para vender, até inventar um pódio fictício à medida.

  6. Bruno Mota says:

    Só 10 horas de uso contínuo e acham que é bom?

    • Vítor M. says:

      Não é bom? Quantos tens que têm um Ecrã Super Retina XDR com ProMotion, OLED integral de 6,7 polegadas (que consome mais energia), com 5G (que consome mais energia), e com tudo o que está envolvido num hardware poderoso capaz de fazer gravação de vídeo 4K ProRes?

      Possivelmente nenhum, mas mesmo que algum ombreia, não serão mais de um ou dois e sem alguns destes atributos. Não há dúvida que este iPhone tem das melhores autonomias no segmento dos premium.

      • Duarte says:

        Adoro os nomes pomposos para coisas banais.

        • Vítor M. says:

          Todos podiam ser zés, mas há alguns são são Josés. 😉

          • Duarte says:

            Epáh até no ecrã tem de ser diferente, oled “integral” lol.

            O 5g está aí mal, acho que “iGConnection” ficava bem, o que dizes?

          • Vítor M. says:

            Que a Apple e quem compra, estão-se a “borrifar” para o que tu ou eu pensamos sobre os nomes. Que os termos e os nomes que atribuem fazem parte de como a marca destaca as tecnologias usadas e que… quer gostes, quer não, eles “estão nem aí”, pelos argumentos que fazem parte do ADN das grandes empresas líderes.

            Quando criaram o magic mouse, ou o MagSafe, o iPhone, o iMac, o iPod, Mac, iTunes, o AirPlay, iDrop, Apple Pay, AirPrint, Apple TV, HomePod, Apple Watch, iMovie, ProRes, ProRAW, ProMotion, AAC, iPad, Apple Pencil, Lightning, Apple TV+, Apple Music, LossLess, AirPods, Face ID, Spatial Audio, AirTags, Find My, CarPlay, Touch ID, iCloud… e muitas outras marcas e designações, criaram o que têm hoje. Uma marca gigante no mundo da tecnologia, com identidade. Não foi por acaso, eles destacam-se pelo seu ecossistema e isso traz clientes, depois utilizadores, depois comunidade… tudo é pensado para ser um compromisso win-win e tem resultado se reparares 😉

            O mercado depois gira à volta deles. E ano após ano, vão fazendo crescer aquela empresa gigante. É assim o mundo das grande e influentes empresas.

      • Filipe C says:

        Atençao e é aqui que falha uma coisa no teste real… O telemóvel está sem cartão de dados ativo ou seja não está a usar a procura de rede móvel o que é algo que puxa por bateria , principalmente se for na 5G.
        Portanto num utilizador normal com a rede movel ativa, a autonomia será menor como é obvio.

        • Tadeu says:

          O teste não é feito para demonstrar a autonomia real dum aparelho, é feito para comparar autonomia de aparelhos num conjunto de tarefas usando uma ligação WiFi.
          Para além disso, se não está a usar dados duma rede móvel, o consumo por ter ou não cartão seria algo negligenciável, seria basicamente apenas o manter uma ligação com uma antena móvel para comunicações por voz, algo que nos dias de hoje tem pouco impacto.
          O 5G não entra na equação já que o iPhone só usa as antenas 5G nalgumas circunstâncias – já para poupar energia.

        • Vítor M. says:

          Pode até ser maior, depende do que ele usar. Se estiver a navegar, usar o email, estiver com aplicações onde predomine texto, pode estar bem mais de 10 horas.

          A Apple, nas especificações, diz que tem bateria para “até 28 horas de vídeo”… e 25 com vídeo em streaming. Portanto, mesmo com 5G, a bateria pode durar muito mais.

          Ali tem um mix de texto, jogos, vídeo, câmara… o que trouxe as quase 10 horas. Mas o utilizador corrente consegue muito mais, seguramente, na sua utilização convencional.

  7. Henrique says:

    Estou neste momento com quase 4 horas e meia de ecrã (incluindo jogos) e conto com 58% no iPhone 13 Pro. Acordo as 4h da manhã para o trabalho e sendo agora 18h não podia estar mais contente. Vinha de um Xs em que o estado da bateria já estava nos 80% e sempre em modo de poupança de bateria não me durava meio dia.

  8. Nuno G says:

    desde 1 IPhone, a bateria é o Pior e o melhor destes telemóvel, a pior característica , pois é principal razão das pessoas trocarem do seu iPhone, a melhor (para a Apple) pois a pessoas vão comprar o próximo iPhone, foi bem pensado, as pessoas gostam do produto , e eles fazem com que o troquem ao fim de 3 anos, com uma bateria que se desgasta rapidamente ,

    • IKAROS says:

      Alguém traduz isto para português? Não percebi patavina…

      • Nuno G says:

        lol, nunca deves ter comprado iphone, se tivesses dado 1000€ ou mais e depois vês que ao fim de 2 , 3 anos a bateria o torna quase inútil, entendias á tua custa… mas como muitos, vam logo comprar outro novo em folha , só para acompanhar as trends…

  9. Francisco says:

    E voltamos sempre às mesmas conversas! O que interessa se um dura mais que o outro? Quem gosta de android usa android. Quem gosta de iOS usa iOS …

  10. Golden says:

    Bom dia.

    Sem querer tirar a credibilidade ao teste, e a capacidade do novo iPhone, na minha opinião e visto alguns vídeos que cheguei a ver, tem muitas coisas que teriam de ser mostradas para ser um resultados mais precisos e válidos.

    Gostava de ver qual o nível de degradação da bateria de cada equipamento, e gostaria que todos eles tivessem com o iOS limpo em todos os modelos, como se fosse usado pela primeira vez, e só instalassem as app dos testes, digo isto porque tem muitos factores que influenciam nos desgaste da bateria, o principal até é o nível de degradação de cada bateria, porque neste caso posso pensar que o iPhone 13 estando com a bateria a 100% vida útil, o iPhone 12 pode estar a 90%, e o iPhone 11 pode estar perto do 80% de vida útil, o que faz entender que até esteja mesmo acontecer isso nesse testes, é a capacidade de performance do iPhone SE com o iPhone 11, eles foram quase iguais, e estando ambos com a bateria no nível de vida a 100%, o iPhone 11 é de longe muito superior em bateria comparado ao IPhone SE, por isso o vídeo a meu ver levanta sempre muitas questões e dúvidas para ser viável.

    Por aquilo que andei a ver a ordem deverá ser iPhone 13 em primeiro, depois iPhone 11, de seguida iPhone 12, e depois muito lá para baixo o iPhone SE, meti estás ordem porque de certeza que o iPhone 13 deve ter de certeza melhor performance de bateria, mesmo estando todos ao mesmo nível de degradação de bateria, e meti o iPhone 11 em 2 lugar, porque cheguei a ver testes no início do lançamento do iPhone 12, em que vi o iPhone 11 com mais 1 ano, e a bateria tinha melhor performance, mas não tenho provas concretas, foi o que vi nos inícios do lançamento dele.

    Cumprimentos

  11. lapizazul says:

    A bateria do meu novo telefone (Redmi) dura mais de 2 dias com uso intenso (Jogos, videos, internet) e não custa 1800€. E grava a 4k e bla, blá blá… Ou seja, um telefone que faz 99% do que faz um iPhone.

  12. Pedro says:

    Que lógica de comparativo onde não consta o 12 pro max?

  13. Ru says:

    10h de écran pode ser alguma novidade no sistema da apple. Mas em android é do mais banal que há… O meu telemóvel está com 1h54m de écran, e bateria nos 86%…. E como o meu, outros fazem algo do género.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.