PplWare Mobile

Hacker consegue colocar Flash no iPad


Autor: Pedro Pinto


  1. pedro says:

    ahah comex rules
    com tantos programadores do Mac e nenhum foi capaz de meter Flash
    Atenção que não se trata de um hacker, onde é que ele está a hackear??? apenas acrescentou um programa, ao SO do Mac!!!
    Ou será que todos os programadores que criam jogos e programas para o Mac são hackers 😛

    • Lourenço says:

      com tantos programadores do Mac e nenhum foi capaz de meter Flash

      bem…, aparentemente n sabes q o flash n foi posto por opção e n por incapacidade…

    • vhribeiro says:

      Hacker tem haver com o aplicar do profundo conhecimento dos sistemas e nao com o intuito de violar ilegal algo.

      http://pt.wikipedia.org/wiki/Hacker

      Muitas pessoas relacionam esse termo de uma forma pejorativa

      • Fábio Rocha says:

        Para ser hacker, violou o sistema, caso contrário seria apenas um programador. Penso eu.

        De qualquer forma isto já era de prever, uma vez que o ipad tem capacidade para correr flash. Se não tivesse já era de admirar.

        Contudo tenho alguma pena de que a apple não permita flash, nem que tivesse uma função de activar/desactivar. Assim como muitas outras limitações.

        • Eu posso “hackear” o meu comando da tv, posso “hackear” a maquina de lavar, a tostadeira, até os meus talheres lá de casa.
          A Definição hacker , “em português que o português entenda, e a “arte” por assim dizer, de melhorar para maior beneficio ou pelo nosso bem entender que o utensílio a ser hackeado fique a retirar mais proveito das capacidades para que foi concebido, por exemplo: se eu tiver um garfo com 2 pares de dentes “paralelos” o garfo fica com mais área de suporte, logo deveria ser melhor pois a comida tinha mais área onde agarrar. o que não quer dizer que seja a melhor solução.

          • Fábio Rocha says:

            Eu entendo perfeitamente o que queres dizer, mas isso é um conceito mais recente, que relaciona hacks com tweaks.

            Este senhor é um hacker, porque quebrou em alguns pontos a segurança do iOS para poder instalar o Flash. Para tal deve ter feito algum tipo de jailbreak. Espero fazer entender-me.

          • Eduardo Garcia says:

            @ Fabio
            Pelo que eu vi em materias mais detalhadas ele usou um webplugin do android e conseguiu rodar flash no android, até os codigos que ele usou estão disponiveis para quem quiser fazer o mesmo:
            http://github.com/comex/frash

          • Eduardo Garcia says:

            *no ipad

        • marco says:

          Se tivessem lido o artigo da wikipedia a que o @vhribeiro fez referencia, teriam lido:
          “Os hackers utilizam todo o seu conhecimento para melhorar softwares de forma legal. (…) A verdadeira expressão para invasores de computadores é denominada Cracker e o termo designa programadores maliciosos e ciberpiratas que agem com o intuito de violar ilegal ou imoralmente sistemas cibernéticos.”

          • O que eu tentei fazer referencia é que um hacker não é alguém dedicado apenas a sistemas informáticos, mas também a sistemas físicos como hardware.

            Por norma nos associamos a S.O.s por si só.

      • HikariKyubi says:

        A nítida (e muito comum) falta de distinção entre hacker e cracker pelo povo.

  2. Lourenço says:

    update e vai tudo por agua a baixo!..

  3. J. says:

    ahah muito bom! 😀

  4. a Friend® says:

    Por a funcionar é fácil (por Jailbreak) que foi o que ele fez.
    E no iPad corre bem.

    Agora, num iPhone ou outro Smartphone… a tarefa já não é tão simples, dados os recursos que consome, não só de bateria como processamento.

    Para acrescentar que a interacção com o conteúdo flash, em produtos touch, não é a melhor. Jogos que requiram teclado? Mover paginas com muito conteudo flash aberto?…etc..etc…

    O iPad, comporta-se…os restantes… nem por isso.

    Exemplo:
    Android 2.2 (Froyo) num Nexus One
    https://www.youtube.com/watch?v=-zZLp1e2FiQ

    Outras das questões que não levaram a Apple a introduzir o Flash no iOS: Segurança.

    O HTC Evo para fazer o Jaibreak, teve acesso à root do sistema através de um exploit feito pelo Flash Player… o que dentro da propria comunidade tem levantado muitas questões de segurança (já a juntar aquelas de bateria a gastar depressa e falta de desempenho)

    http://forum.pplware.com/showthread.php?tid=6534

    O que volta tudo a resumir-se ao mesmo. Flash Player não é o ideal para este tipo de aparelhos. Tem mais pontos negativos o seu uso que propriamente os positivos. E com o HTML5 à porta, é preciso redefinir bem os novos padrões e saber em qual deles o Flash se insere melhor, de preferência sem plugins, já que já existem soluçõse para isso via HTML5.

    • rui says:

      A notícia está incompleta!

      O Comex consegui por o mesmo a funcionar num iPhone!

      https://www.youtube.com/watch?v=_wBktYBXMK0&feature=player_embedded

      • a Friend® says:

        Essa video é mais antigo que este do iPad.

        Já o conhecia. Ele não está a correr o Flash no browser. Quando ele o tenta (como tem tentado que eu sei) os vários conteúdos Flash presentes numa página começam a arrastar o browser ao ponto de ficar bem lento, tal como acontece com o Nexus One que tem suporte nativo sem “Hacks”….

    • rui says:

      Já agora o HTC EVO tem o jailbreak através do Flash! Mas se não fosse através do Flash era através de outra coisa qualquer! Basta ver o exemplo do iPhone!

      • a Friend® says:

        Pois, mas não te esqueças que o Flash é um padrão WEB… basta um site mal intencionado ter conhecimento desse exploit para fazer estragos… já no iPhone é diferente o processo, nem sequer tem comparação.

        O Flash é um dos principais factores de exploits do Windows e Mac…segundo os relatorios anuais. E quem fala Flash, acrescenta outra bela tanga da adobe, o Acrobat Reader, que ainda há dias foram detectadas vulnerabilidades gravissimas…o que vale é que não o uso, e só tenho pena que o Windows não tenha um PDF reader nativo como o Mac tem.

    • Androidiano says:

      Inconsistências.

      1Ghz é mais que suficiente para o flash, desde que bem implementado e use as aceleraçoes de hardware necessarias.

      O jailbreak que acontece desde sempre ao ipad/iphone/etc é um sinonimo de falha de seguranca, o “rooteamento”

      • a Friend® says:

        O Jailbreak não é falha de segurança nem no Android nem no iPhone. A forma como ele é feito é que poderá demonstrar insegurança.

        Uma coisa é pegar numa firmware e a desbloquear (eu.. utilizador)… outra coisa é ele explorar uma falha através de um plugin, que embora seja feita pelo utilizador, essa falha pode ser “injectada” em códigos numa pagina, dando acesso remoto. É uma falha grave. Tal como todos estão a comentar na propria página de lá.

        E o Nexus One tem 1GHz e não é por isso que corre bem o Flash, levantanto novamene a questão. Para quê usar tantos recursos para correr o flash na sua plenitude que existem formas de correr aplicações recorrendo a menos processamento.

        Se forem ao VIMEO, e testar um video em Flash versus HTML5, a imagem tem precisamente a mesma qualidade, e eu pelo menos no Mac tenho 7% de CPU a ser usado no HTML5 Video, contra 48% do CPU a ser usado, no mesmo video, em versão Flash…. Se temos tecnologia que faz o mesmo, com menos…penso que será uma questão de lógica, adoptar o melhor standard para certo tipo de conteúdos. O Flash tem algumas vantagens, especialmente contra o Canvas, mas em video falha redondamente.

        • Androidiano says:

          “Para quê usar tantos recursos para correr o flash na sua plenitude que existem formas de correr aplicações recorrendo a menos processamento.”

          Ora, bom ponto.

          “Mac tenho 7% de CPU a ser usado no HTML5 Video, contra 48%”

          Qual foi o teu caso de estudo?

          Mas, não negues que jailbreak é um exploit no iOS. E a Apple e o jailbreaking sempre foi jogar ao gato e ao rato

          • a Friend® says:

            Pode-se chamar exploit, mas é um processo totalmente diferente.

            O jailbreak do iPhone foi descoberto através da Dev Team, que ao pegar no iPhoneOS conseguiu descobrir a forma de contronar os certificados da Apple para instalar aplicações de terceiros. Basicamente o Jailbreak do iPhone é isso. “Desligar” os certificados.

            Já no caso do Android foi diferente, para ter acesso à root, usaram um exploit de uma aplicação (plugin neste caso) o que isso levanta graves questões de segurança. Sendo um aplicativo normal, se tem essa vulnerabilidade, implica que há possibilidade de explorar o Android através desse plugin. Ou seja, estamos a falar de exploits em que o nivel de segurança é afectado de forma diferente…

            Quanto ao HTML5 vs FLASH já existem testes sobre isso, e eu por curiosidade, assim como muitos leitores do pplware, fizemos testes e de facto bateu certo, o HTML5, sem plugins, num browser compativel, puxa menos recursos do CPU que o Flash, e mantem a mesma qualidade e performance, e nem sequer recorreu à GPU, coisa que o Flash 10.1 precisa para ter performance boa em HD…

            É um teste que qualquer pessoa pode fazer. Aconselho é que façam no VIMEO e não no Youtube… basta usarem um browser compativel, e em cada video aparece no canto inferior direito “switch to html5 player”, veem quanto está a processar no GPU/CPU, depois fazem Swith to Flash Player e vêem o quanto está a processar em ambos novamente. (GPU/CPU) 😉

  5. Vítor M. says:

    o iPad é mesmo uma grande máquina. É poderoso…

    Agora, só não colocaram lá flash porque o steve nao deixou, pois aqui tem processador para isso e muito mais.

    Mas depois vinham os problemas… os vícios…

    testem lá uma coisa:

    Nos vossos pcs, por cima de um video em flash, Youtube serve, o roller do rato funciona?

    • rui says:

      Funciona! Porque não devia funcionar? A propósito estou com Linux!

      • Vítor M. says:

        Pronto, só em Linux, estou no mac e não rola, no Windows the same… nada. Flash é um bicho complicado… 😉

        • Vítor M. says:

          Estranho… no meu Vaio, Windows 7 funciona… hmmm todos os teste foram em Chrome 5… no XP não funciona… no safari funciona…

          • xplodman says:

            Só não funciona depois de pores o video a funcionar, ou seja, depois de interagires com o flash tens d voltar a clicar fora dele pa funcionar (pelo menos nos meus 2 sistemas)

      • a Friend® says:

        Uma das razões que fui forçado a tirar o Linux do meu aspire one. O Flash.

        No desktop não me queixo, aguenta-se razoavelmente bem (embora varie de desktop para desktop)…agora em netbooks … é pessimamente pesado e cheio de bugs. Principal razão do browser crashar.

        Ver videos no Youtube, no aspire one (com Linux) é a pior experiencia que se pode ter…lento, cheio de efeitos de “suttering”.

        A Adobe só tem o Flash optimizado para uma plataforma. Windows. Resto é conversa….

        Eles que larguem o plugin, apostem no html5 e façam concorrência ao Canvas, que aí sim, deverão ganhar. Alimentar mais o Flash via Plugin, sou totalmente contra. Não só pelo desempenho como segurança.

        • rui says:

          Isso depende do SO que estás a usar! Uso fedora e rola na perfeição!

          Já agora: enquanto a apple não falou mal do flash ninguém se queixava…falaram todos se queixam…

          Leiam alguns artigos interessantes…não só os que convém a alguns

          http://www.downloadsquad.com/2010/06/10/cu3er-does-awesome-3d-slideshows-in-flash/

          Já agora comparem a qualidade de imagem no youtube por exemplo entre flash e html5…

          para terminar esta conversa…o pessoal ta aqui ta a dizer que o IE é que é bom

          http://vimeo.com/11922213

          • a Friend® says:

            Já testei distros como ArchLinux, Ubuntu entre outras mais e nenhuma rodou na perfeição o Flash. Tirando o Windows, que roda o Flash bastante bem no Aspire One.

            HTML5 no Youtube? Isso é qualidade? O Youtube está atrasado.

            Experimenta os videos HTML5 do Vimeo, que isso sim é qualidade!

            Não compares má adaptação do HTML5 Video com mau funcionamento. O Vimeo em HTML5 Video está muito mais avançado que o Youtube.

          • OmeuNOME says:

            ninguém se queixava? quanto ao que me lembro, bloqueadores de flash nos browsers já existem à muito… porque será?

            desde que comecei a usar linux que o flash foi um problema! no windows também crashava o browser. agora que uso Mac, continuo a ter queixas, mal vem uma página com flash (mesmo ads), lá começa o processador a trabalhar mais e as ventoinhas a funcionar…

            a minha solução é mesmo bloquear conteúdos flash, e só vejo mesmo os essenciais, e detesto as páginas que usam muito flash, evito lá ir…

            a melhor coisa que o youtube podia ter feito foi adoptar html5, agora já posso ver vídeos lá. agora espero que outros sites façam o mesmo.

    • Hugo Cura says:

      Aqui nunca funcionou e é um problema que me atormenta bastante! Estar descansadinho a navegar numa página e o cursor lá passar num vídeo flash em que o scroll deixa de responder… ai valha-me o… a… Adobe!

    • Pedro Alves says:

      Funciona e sempre funcionou.

      Windows 7 com IE 8 e chrome funciona.

      Windows XP com IE 7 funciona.

    • Ricardo Elias says:

      “Nos vossos pcs, por cima de um video em flash, Youtube serve, o roller do rato funciona?”

      Se for o que estou a pensar, essa situacao foi reportarda como sendo um bug no Firefox. Outros browser ou SO, podem ter comportamentos diferentes, mas a culpa nao me parece ser do plugin.

      https://bugzilla.mozilla.org/show_bug.cgi?id=483136

      Resumidamente, o browser e’ responsavel pelos eventos do “mouse”. Afinal de contas e’ o primeiro a recebe-los. O problema era que o Firefox enviava os eventos directamente para o plugin mesmo se nao tivesse “focus” (o utilizador nao clicou no plugin). Faz mais sentido o browser ter o controle do scroll a nao ser que o utilizador tenha atribuido focus ao plugin.

      Segundo um dos comentarios no bug, a “unica” responsabilidade de um plugin e’ de se receber eventos do mouse e nao os usa-los, deve notificar o browser. Por isso se esse e’ o problema, entao o flash estaria em falha.

      Fiquem Bem!

    • Fontes says:

      Em mac no safari e no chrome de certesa que nao funciona e é extremamente desagradavel

    • Olly says:

      Deves ter algum problema no pc (com o plugin ou algo assim), verifica!

      Testei em Win7 (64bit) com IE, Firefox, Opera e Iron e funciona em todos eles, mesmo clicando sobre o vídeo.

  6. mmick says:

    Eu nao entendo porque todas as vezes que se fala de Flash + Apple tem que vir o discurso que o flash da problemas, é lento, etc.

    A questao fundamental é: ele existe e SE o utilizador quiser correr haver hipotese de o fazer. Nao interessa se ele é lento dos smartphones, netbooks, etc, o que interessa é que num momento que se queira/precise ele funcione e esteja lá no browser.

    Eu tenho um Core 2 Duo + Netbook (N280) ambos com Win 7 + Firefox e por “default” tenho o flash desligado. Quando quero/preciso ligo-o e já está, impecável. Nao entendo como dizem que o flash nos Netbooks faz isto ou aquilo já que o meu é um simples Atom N280 e só se engasga em Flash HD, fora isso o flash normal e corrente das páginas (anuncios, sites de hoteis, jornais, videos dos jornais, etc) dá impecável e sem um único problema. Parece-me que é mais quererem fazer má publicidade ao Flash do que o que podemos experienciar na realidade. Quem quer activa, quem nao quer deixa como está! Parece-me simples, eficaz e deixa ao utilizador a opçao.

    A Apple podia implementar a funçao e desaconselhar o uso ou ate -na activaçao do flash- alertar o utilizador. Depois cada um fazia o que quisesse.

    • Pedro Alves says:

      no fundo todo se resume a uma coisa: Optimização

      Quando se programa no flash temos sempre que optimizar a aplicação que estamos a fazer, no fundo o problema é do programador ou do designer!

      Hoje há mais gente que tem a mania que sabem fazer umas cenas no flash e metem cenas maradas, pesadas, que dão má imagem ao flash e metem os browsers lentos!

      É como tudo! um site com um simples HTML e imagens, se o site não estiver optimado, isto é, não fazer o site com o dreamweaver ou o Expression, que só metem lixo e mais lixo no código, e se não comprimirem as imagens a terem a qualidade decente para ver no LCD (não é preciso ter qualidade para poder imprimir para fazer um quadro lá para a casa) temos uma simples página que que carrega praticamente antes de “clicarmos o rato” do que uma página que demora 1/2 segundos a abrir! isto tambem se chama optimização!

      Quando vier ai forte e feito o html5, e quando aparecer muitos campeões com mania que sabem fazer umas cenas com o html5, vai começar aparecer muito browser a patinar…

    • a Friend® says:

      Basta veres o numero de vendas que o iPad e iPhone tem.

      As pessoas se sabem que ele não corre flash e compram, estão à partida de acordo com a politica da Apple.

      Ai tens, a opção do utilizador. Só compra quem quer. Quem não se importa, que compre Android. A liberdade de escolha está aí.

      Acham que é por causad dos jogos? O HTML5 põe mais em risco a Appstore que o Flash. E alias, nem comparem jogos nativos a jogos flash… nem há de longe comparação (nem ameaça para a apple, pelo contrario)

      Muita gente dizia: “Então e como jogo o farmville?”

      Ele está lá.. na AppStore…a correr nativamente sem problemas , e com maior fluidez e performance que num Android a correr Flash directamente o jogo.

      É negocio? Não. A App é gratuita! Essa como muitos outros jogos que são gratuitos. Portanto a Apple não tem interesse algum ou medo do Flash por causa dos jogos. Simplesmente compromete a máquina a todos os níveis e a guerra contra o Flash é propositada para que o HTML5 cresça mais depressa. Se eles alimentarem o Flash (mesmo a correr mal e porcamente) só irão fazer com que os programadores adoptem o HTML5 mais lentamente…por terem batido com o pé e exigir da Adobe, e esta não ter respondido a tempo, é que eles lhes cortaram as perninhas.

      E vê o exemplo do iPad, que sozinho já moveu dos maiores sites a adoptar o HTML5. Pelos vistos a politica da Apple resultou. Por vezes só assim é que o mercado avança e não se arrasta.

      Quem não gosta.. epah… alguma vez alguém disse que é obrigatório comprar produtos Apple?… Quem não gosta, não come.. é simples.

      • Pedro Alves says:

        a apple sabe é bem o que faz… é ganhar! não tem lógica comprar um produto que tenho que ir a net, instalar uma aplicação deles para poder trabalhar como deve ser(itunes).

        Não tem lógica hoje em dia tudo e mais alguma coisa utiliza mini USB e nos produtos apple, ser um cabo deles! esqueces-te do cabo? vai comprar! não levas-te contigo? vai comprar! perdes-te? vai comprar!

        Mas não vale apena estar-mos a falar sobre isso agora… isso é outra guerra…

        • a Friend® says:

          Pois mas esqueces um ponto, o cabo do iPod/iPad/iPhone não serve apenas para transferir dados/carregar.

          Há milhares de acessórios que com um miniusb simplesmente não dava. Não é a toa que a largura do cabo e fios é de longe superior ao USB.

          Quanto ao iTunes, não é o unico que interage com eles. Até o Winamp tem suporte.

          • Pedro Alves says:

            dou um exemplo muito pratico…

            tenho um htc que utiliza cabo de USB e faz o seguinte: carrega, tranfere dados, faz de phones e dá para dar tranferir imagem para um LCD. tudo se resume uma coisa neste caso: software!

          • a Friend® says:

            Também ligas cabo de video composto nessa entrada USB?

            Também consegues ligar À Dock presente em muitos carros e ter control do aparelho sem ser directamente nele?…

            Há muitos e muitos exemplos que o miniusb simplesmente não suporta…portanto dizer que tudo se resume a software não corresponde À realidade.

          • Pedro Alves says:

            só para responder…

            http://shop.htcpedia.com/index.php?dispatch=products.view&product_id=875&compability_product=757

            E em questão da Dock de que falas hoje em dia 80% dos carros tem é uma entrada auxiliar, e carros topo de gama já tem bluetooh, é por onde se controla o telemovel! não há necessidade de cabos, nem cabos exclusivos apple!

        • Ppietra says:

          Tens razão quanto ao iTunes e não se conseguir usar logo os produtos, não é muito amigável!
          Quanto ao cabo, bem… isso já vem desde o iPod e os seus acessórios… o que tb deu bastantes discussões! Mas o facto é que permite mais coisas do que só o USB, logo precisarias de outro interface para fazer o resto.

        • ALL says:

          Já pensei como tu… Agora já n penso assim.

      • mmick says:

        Opa, “Quem não gosta.. epah… alguma vez alguém disse que é obrigatório comprar produtos Apple?… Quem não gosta, não come.. é simples.” que eu saiba:
        – ha pessoal que instalaram aplicaçoes da APP STORE que lhes roubaram as contas e perderam imenso dinheiro

        Que eu saiba a Apple deveria controlar e testar as apps, proteger as contas e quando comprar produtos Apple nao queriam isso. Que eu saiba ninguém sofreu tamanho prejuizo com as falhas do “flash”.

        A grande questao é que a Apple é uma empresa pouco prática:
        – nao corre muitas coisas nativamente, tens que esperar que convertam
        – os cabos sao todos proprietarios logo se vais de férias, perdes, etc tens que pagar um balurdio
        – o arranjo/peças sao dificeis

        Lá está, é tudo uma opçao. Eu posso querer um produto Apple mas só com jailbreak e acessórios (felizmente que os há) 3rd party. Gatunagem no meu bolso nao obrigado

        • Ppietra says:

          Será que podes dizer que aplicações é que fizeram isso, e onde é que leste “ha pessoal que instalaram aplicaçoes da APP STORE que lhes roubaram as contas e perderam imenso dinheiro”!?
          Porque tanto quanto eu sei ninguém sabe de que maneira é essas contas foram acedidas por outros!!

        • a Friend® says:

          Tudo se resume a um principio basico:

          Não gostam, não compram. É simples.. para quê complicar?

          Se a Apple é famosa e vende milhões, é porque é bem aceite pelo publico geral. É porque as politicas de funcionamento deles funcionam.

          E para tua info não houve Apps que roubaram contas. Um programador simplesmente tinha apps que não respeitavam as regras e foi banido, por usar manobras de venda proibidas.

          As contas que foram “hackeadas” foram vitimas de phishing, daí a Apple ter aconselhado à alteração da Password das contas.

          E falas de sistemas abertos, o Android por ser demasiado liberal teve problemas que a Apple nunca tive… com malware, caso não saibas.

          http://www.wired.com/gadgetlab/2010/01/android-malware-fears/

          “Google launched the free, open source Android OS with the T-Mobile G1 phone in October 2008. Unlike Apple, which tightly controls the submission and the review process for its App Store, Google has taken a much more open approach with the Android Market. Developers don’t have to wait for Google’s approval to get an app into the store. Instead, the search giant and Android creator is counting on users flagging suspicious or malicious apps.”

          Tudo tem um preço na vida….até mesmo a liberdade. Portanto, tenta te informar melhor. O mundo não é tão simples e tão superficial quanto pensas. Há coisas que parecem obvias à primeira vista, mas do ponto de vista mais a fundo, com mais conhecimento, a perspectiva pode ser outra bem pior.

          A Apple é mal vista porque olham para ela superficialmente. Mas quem conhece a fundo sabe perfeitamente que o modelo deles tem funcionado bastante bem, quer para programadores, quer para clientes, que saem ambos satisfeitos de uma forma geral. Não é à toa que a Apple tornou-se um modelo a seguir, quer pelo Android, quer pelo Windows Phone 7… assim como Meego. A Google quis inventar demais e “libertar” demais, armados em bons samaritanos, mas isso trás consequências graves.

          1. Possiveis problemas de segurança. (Exploit via Flash)

          2. Aplicações são submetidas a torto e a direito só para fazer numero. Uma vasta maioria não tem optimização nem qualidade… são as coisas que não se falam.. pois, não é Apple.. não faz noticia.

          3. Os programadores andam passados por ter que fazer aplicações para suportar vários aparelhos. O trabalho que têm é maior que o rendimento, por isso é que a Apple tem 43 mil programadores, e o Android tem apenas 10 mil… acho que isso resume muita coisa.

          …é tudo muito bonito e simples quando pensamos superficialmente. Se forem ao fundo das questões talvez mudem de opinião. Há empresas que por não compreenderem isso, que não vingam e andam a girar à volta de sistemas atrás de sistemas…com promessas do “proximo é que será…” e nunca é…e com essa manobra vendem modelos atrás de modelos, por clientes que acreditam ou acham barato, mas quando dão por eles, num ano já compraram 2 telefones que o preço totaliza um iPhone.

          • mmick says:

            Isso é tudo é conversa e funciona como os clubes de futebol: enquanto a marca está a vender bem e é sinonimo de qualidade/estatuto é tudo rosas e nem que mandem um farpa todos apoiam. Quando há outra melhor caem todos em cima e afinal as virtudes passam a problemas.

            Enquanto a Apple representar o estatuto fabricado que tem é a fenomenal, se (nao digo que irá acontecer) por um acaso o Samsung i9200 no final deste ano for algo descomunal (de bom), for ultra caro e ultra qualidade, muitos dos que defendem de navalha e pistola a Apple vendem e compram um e de repende a Apple vai passar a ser autoritarista, etc etc.

            O mais caricato é como funcionam os fanáticos:
            – num dia o multitasking nao interessa para nada, no dia seguinte (quando o Steve Jobs facilita o multitasking…ou uma coisa parecida) é uma “feature” fenomenal, essencial

            – num dia o Flash nao serve para nada mas com sorte no iPhone 5 ou 6 a Apple coloca e já é espectacular, essencial, etc.

            – a videochamada nao interessava para nada e agora é algo revolucionário…por wifi

            – etc etc.

            Enfim, hoje estao a cascar em cima do Flash, amanha estao a venera-lo. Bonito bonito era a Adobe fazer um acordo milionário com a Apple, a Apple meter flash já “amanha” e queria ver os comentarios dos fanáticos LOL

            “ahhh e tal é que agora o flash é essencial porque é o -Apple Flash-” LOL

          • a Friend® says:

            @mmick

            tens claramente falta de visão comercial… mas de longe.

            Multitasking se for mau, não faz falta. Video chamada, se for como as tradicionais 3G, também não fazem falta…

            As pessoas se veneram essas adoptçoes da apple, é porque eles a souberam implementar da melhor forma, dar sentido practico e uso! Quantas e quantas pessoas tem chamadas 3G e nao a usam? Quantas e quantas pessoas não stressavam com o multitasking porque o sistema fica lento?… são esses lados que tu não contas nem queres contar…

            A Apple tem o Facetime via Wifi, porque as redes não suportam, mas ele deixou em aberto isso para um futuro ser adaptado, mas são standards que têm que ser adoptados também pelas redes, e ter suporte para tal. Ele não está totalmente fechado ao Wifi, caso não saibas. Simplesmente via 3G a velocidade não permite uma boa chamada, tal como acontece com todos os outros telefones, a a intensão deles é agora acordar com as operadoras a adoptar novos standards de transmissão de dados.

            O mesmo aconteceu no passado com VoiceMail que alguma redes adoptaram a tecnologia que a apple sugeriou, que era voicemail visual, que ao inves de receberes a mensagem “tem uma mensagem nova de… tal tal tal..” aparece-te uma lista das mensagens que tens de voice mal, em texto, e seleccionas directamente a mensagem que queres ouvir.. em vez de tar ali a carregar.. X para apagar mensagem.. y para ouvir…

            É uma feature que infelizmente nem toda a gente usa porque tem que ter suporte da operadora!

            https://www.youtube.com/watch?v=jqnhm8yfTqM

            Informa-te melhor das coisas, se entendes que a marca não te serve, tu e os restantes que não gostam, passem ao lado. Comprar produtos Apple não é obrigatório. Se vai sair um Samsung que te satisfaz, compra esse. É que voces já chegam ao ponto de criticar mais as coisas que propriamente apreciar o mais gostam ou preferem… torna-e ridiculo. Torna-se um ponto de quem desdenha muito….o resto já sabes.

          • Ppietra says:

            @ mmick
            Faço minhas as palavras do aFriend, e acrescento:
            – as videochamadas nos outros telemóveis são pagas e pagas bem, com pior qualidade! Estão tb dependentes da rede, como tal nem sempre são possiveis… No fundo são um extra, que se for bem implementado e com poucos custos as pessoas podem passar a usar, coisa que não é muito comum agora.
            – o comum dos mortais não sabe o que é multitasking, não imagina que a bateria gasta mais depressa por causa das aplicações que pensou estarem fechadas. Haverá tb muita gente que sabe o que se passa, mas não quer estar sempre preocupado com essas coisas para a bateria durar mais tempo… É por isso que se aplaude a forma como a Apple implementou isto, minimizando a perda de bateria e de memória!

    • Ppietra says:

      Para além dos problemas de ordem técnica, gestão de recursos e interface… ao não implementar o Flash a Apple cria um incentivo para que os conteúdos se adaptem aos aparelhos e usem protocolos que são mais amigos de aparelhos móveis
      Se implementasse, quem é que se iria preocupar com a qualidade do flash num aparelho com um ecrã pequeno e poucos recursos!? Poucos! Certamente não estás à espera de conseguir usar tudo que é flash num Android, porque não consegues – o interface é talvez o maior problema, dado que tudo foi pensando para um rato!
      – um netbook não se compara com um aparelho que usa só “touch”, a forma de interagir é diferente!

  7. Luis says:

    Já agora: Flash 10.1 no Droid X https://www.youtube.com/watch?v=bN5vzauY2h4
    Está com bom aspecto.

    Quanto à guerra entra o Flash vs HTML5
    a maior parte das pessoas desconhece sequer o que é o flash e muito menos o html5, nem sabem se o iphone tem ou não tem, portanto deixem de ser geeks e olhem para o mercado a sério.

    • a Friend® says:

      2:07 nota-se a rapidez e fluidez. É isso que os clientes e mercados a sério querem mesmo?… 😉

      • ALL says:

        Realmente, gd fail xD

      • SamC says:

        Segundo os meus padrões a fluidez está perfeitamente aceitável. Nada indica que todas as apps em Flash tenham de ser 100% fluídas, algo mais complexo normalmente terá um desempenho mais fraco. Mas para um dispositivo móvel o desempenho que vi neste vídeo foi excelente.

        O flash na sua utilização mais banal na web que é o vídeo (ignorando a publicidade), devia ser erradicado totalmente, já que podemos considerar que na web actual (grande largura de banda e muitos conteúdos) o vídeo passa a ser algo tão integral numa página assim como é uma simples imagem.

        O HTML5 irá resolver em principio este problema sem a utilização do flash, mas resta esperar que exista uma solução com respeito aos CODECs utilizados, já que para haver uma uniformização total teremos de ver os vídeos a serem reproduzidos tanto nos browsers de desktops como nos dos dispositivos móveis (não falo de uma grande retro-compatibilidade mas deveria suportar dispositivos mais antigos).

        Na minha opinião, a Apple não suportar flash não é nenhum grande problema. A estratégia de vendas deles passa por apostar em tecnologias super funcionais nos terminais que fabricam, o público alvo/clientes regulares assim o exigem. Quem é um pouco mais “geek” e não se importa de experimentar um produto com qualidade inferior certamente que utiliza esta opções que são apresentadas todos os dias para “desbloquear” certos conteúdos.

        Para terminar, desprezar totalmente o flash é um erro. Alguém dizer que não é preciso ter suporte a flash para ter uma experiência de navegação total na net é um erro. O flash ainda se encontra muito divulgado na net (em sites de design nem se fala!), eu como a muitas das pessoas gosto de ter total liberdade e de obter uma boa navegação na web. Quando um site apresenta uma fraca navegabilidade num browser, mudo de browser para o consultar. É por isso que o meu Internet Explorer ainda é utilizado às vezes, já que alguns sites até de empresas de prestigio ou públicas funcionam pessimamente em outros browsers.

      • Eduardo Garcia says:

        @a Friend?
        Vc é programador iOs ou programador flash, ou algo do genero? ou so um “usuario final”?

        • a Friend® says:

          Programador de ambos. E flash já conto com 10 anos, 7 deles profissionalemte, daí conhecer bem a tecnologia, seus pontos fortes/fracos.

          Aplicações Flash não têm a mesma fluidez que uma aplicação nativa. Se até num computador (PC/Mac) as aplicações não correm com a maior fluidez (Refiro-me concretamente ao Adobe AIR) quanto mais num smartphone. 😉

          Eu gosto de flash, mas jamais o usaria para aplicações/jogos. Normalmente quem opta pelo Flash é pela facilidade com que se faz, mas em termos tecnicos está muito abaixo de uma aplicação nativa. E fazer o Port como era possivelmente fazer antigamente, as aplicações só davam problemas.

          As pessoas devem entender que não é apenas uma razão que faz a Apple não aceitar o Flash… são um conjunto de motivos.

          . Falta de performance
          . Encrava/Crasha o Browser
          . Compromete a segurança
          . Bateria

          E entre essas razões principais, ao aceitar o Flash no iOS, irá atrazar ainda mais a adoptção do HTML5, porque muitos programadores fariam como fizeram antigamente, iam arrastando o Flash e continuando a acreditar que o Flash irá melhorar, coisa que a Adobe promete já à largos anos. 10.1 (em smartphones) não fez milagres… a Adobe ainda anda há anos para adoptar o 64-bit (Só linux tem) …etc…etc…

          Eles são lentos…muito lentos. Quantas pessoas são privadas de usar browsers 64-bit por falta de suporte ao plugin flash?…

          Temos uqe ser realistas, especialmente quem trabalha com esta tecnologia, que sabe perfeitamente que a Adobe não é competente. Eu posso ter mil e um sites bem optimizados, mas estou sempre dependente de um bom plugin para que ele corra bem no windows mac e linux…assim como em smartphones, os programadores são quase obrigados a fazer versões especiais de sites para terem os seus sites em smartphones porque o flsh não corre bem. Porque é que muitos sites têm versões especiais para “Mobile”… até a propria Google tem o m.google.com …

          Temos que ser realistas…Flash é bom, mas nunca como padrão web, como tem sido usado. Ele terá o seu lugar, através de HTML5, sem necessitar de plugins, e em conteúdos muito especificos. Esse é o futuro do Flash.

          • Eduardo Garcia says:

            Tbm sou um flash developer e trabalho com várias linguagens tbm, comecei desde o flash mx 2004 alguns pontos o flash evoluiu muito, defendo com unhas e dentes essa plataforma, mas na minha opinião, teremos que esperar o que o HTML5 vai nos proporcionar ainda é cedo pra dizer que este será o sucessor do flash, ainda está muito prematuro, confirmo a nota que o Youtube nos colocou( ), até agora não vi nada que possa ser feito no html5 que me impressione, ainda há a questão de que codec usar pq o h.264 não é open-source e para ter alguma dinamica precisa ser adicionado javascript que com o actionscript ambos derivam do ECMA-262, não sei se o futuro vai ser RIA como flash/flex que é outra plataforma em questão…

          • Eduardo Garcia says:

            Vamos ver se a Adobe contra-ataca e lança uma versão totalmente otimizada no flash player 10.3
            Ah sem esquecer que o 10.2 virá com aceleração via gpu e suporte ao 3d.
            Não nos esqueçamos do silverlight que é outro player da microsoft. essa guerra contra a Adobe e todos nos esquecemos do plugin da Microsoft, há e so pra lembrar que Steve se esqueceu de mensioná-lo em seus discursos…
            A nota do youtube pode ser descrita aqui compreenda com o maior site de videos da internet: http://www.baboo.com.br/conteudo/modelos/YouTube-Flash-ainda-nao-morreu_a39230_z345.aspx e http://apiblog.youtube.com/2010/06/flash-and-html5-tag.html

  8. dajosova says:

    O Comex simplesmente pegou no runtime do Flash existente no Android e modificou-o para o iPad.

  9. ALL says:

    Qt a discussão Flash[vs]HTML5 que tem vindo a proliferar-se pelos comentários, já sabemos que uns acham o HTML5 mt superior e outros acham q a Apple teve mal na sua opção de excluir o flash. Contudo acho q nos devemos lembrar do ponto de vista do Steve na D8 este ano.

    Ele refere o facto de o consumidor pagar é p eles tomarem este tipo de decisões, p pensarem a melhor maneira de fazer o melhor produto para o consumidor, e eles acham q o Flash é uma menos valia p o seu iOS, temos que respeitar.
    Rematando ele no fim com um comentário face a venderem 1 iPad a cada 3 seg qd foi questionado face ao facto de os consumidores poderem não gostar da sua atitude “hostil” face ao flash e à n introdução do mm nos seus equipamentos.

    Tal como ele disse, é uma questão de apostar no cavalo certo, e esta foi a aposta dele, vamos agora é ver se esse cavalo realmente ganha a corrida.

    • Eduardo Garcia says:

      Isso é bonito ou aquilo é bonito usuarios leigos compram mesmo e são a maioria! Mas é o seguinte por ser muito limitado esse Ipad por isso é que não compro prefiro esperar um tablet igual ao que a ASUS vai lançar pq me da mais liberdade de trabalhar com mais opções, só por isso!

  10. SamC says:

    Só mais um aspecto: ainda interrogo-me por vezes (conheço os motivos é claro) como o Flash acabou por começar a ser “destronado” devido aos dispositivos móveis já que em teoria devia ser uma tecnologia ideal devido ao formato vectorial e aos diferentes tamanhos de ecrã.

  11. Marco says:

    Como já tinham dito, a Apple só não colocou Flash por causa dos muitos problemas que têm tido a nível de software. ( Se Apple quisesse o Flash não tinha problemas em meter). Para quem quiser ter Flash no iPad é um boa notícia.

    • Pedro Silva says:

      A Apple não mete flash porque não lhe interessa. Interessa à Apple disponibilizar uma plataforma que não controla, em que se pode correr aplicações que não são aprovadas pela Apple, logo qualquer possível compra não entra nos cofres da Apple.
      Não me venham com tretas.. isto é tudo politica comercial… esqueçam lá limitações técnicas e afins….

      • Ppietra says:

        O velho argumento do dinheiro! Bem gasto por sinal…
        Cerca de 25% das aplicações são gratuitas – não há como entrar dinheiro por aí! E a maioria custa menos de 3 euros!
        No global dos últimos 2 anos a AppStore terá dado à Apple cerca de 400 milhões de dolares, dos quais talvez 100 milhões de lucro!
        Nesse mesmo período os rendimentos globais ultrapassaram os 70 mil milhões, e os lucros os 13 mil milhões.
        Acho que dá para ver como é insignificante… A Apple quer é vender hardware, e usa o software como incentivo … e para tal adopta polticas de qualidade, tentando tb obviamente prender os utilizadores à plataforma! Tal e qual como o Windows ou um Mac!
        No entanto, pensar que o Flash liberta as pessoas das plataformas é um erro! As verdadeiras aplicações na internet não são feitas em flash, nem sequer é uma opção… olhem para os serviços da Google!! E a muitas dessas aplicações correm num browser dum telemovel.

  12. MJ says:

    Boas a todos.

    O sucesso de vendas de iPads e iPhones não tem, na minha perspectiva, ligação à “melhor” tecnologia que usam. Tem mais haver com consumo rápido, “trends” e técnicas de marketing (aqui sim, a apple ganha a todos) poderosíssimas.

    Muito à semelhança da McDonals: todos lá vão. Uns sabem que faz mal mas a “moda” é tramada e sedutora. Mas a maioria não sabe nem conhece o teor da comida e é levada pelo rápido, apelativo e fácil consumo.

    Acho que os produtos apple são bons produtos, mas discordo completamente que sejam os melhores. Existem produtos de outras marcas tão bons como os da Apple. Afinal todas correm atrás do mesmo.

    Eu não compraria iPhone/iPad pelo seu preço e domesticação tecnológica. E aqui a questão do Flash é fulcral. Não posso aceitar que um fabricante me impeça ver os sites que eu quero, porque decidiu censorar uma tecnologia.
    Ex: muitos sites de arte e design são sites com este tipo de conteúdos e era o que faltava pagar a exorbitância de um iPhone e não os consegui visualizar.

    No final e como diz o outro: “Só compra quem quer”

    Fiquem bem e mantenham a mente aberta.

    • Pedro Alves says:

      o problema é que há muito gente que vai atras dessas politicas da apple, tudo tem que gerir a volta deles!

      Até nas garantias… é a unica marca que só dá 1 ano! uma marca que diz que os produtos são expetaculares, e lançam para o mercado com 1 ano de garantia é de estranhar! se formos á toyota comprar um carro eles dão 5 anos de garantia, sem medos nenhuns, demonstra a confiança no produto deles!

      Depois há muita gente por ai (façam uma pesquisa), que conheço até um amigo que já lhe aconteceu, comprou um ipod 160GB e passado 1 ano e meio a bateria deu o berro,nenhum representante da apple lhe reparou o ipod porque ele não comprou em nenhuma loja, simplesmente comprou na loja online da apple! deste caso como a apple só dá 1 ano não houve reparação, mas se tivesse comprado numa das worten’s ou fnac’s, etc, eles é que se responsebilizam pelos 2 anos de garantia que são obrigados!

      Resumindo… teve que ir a um site de peças, mandou vir uma bateria e teve ser ele a reparar!

      Dá sempre jeito um pisa papeis…

      • Pedro Alves says:

        para quem duvida:

        http://www.apple.com/pt/support/ipod/service/faq/#warranty1

        http://www.apple.com/pt/support/iphone/service/faq/#warranty1

        http://www.apple.com/pt/support/macbookpro/service/

        MAS eles têm um produto muito bom… para quem quiser alargar mais de que um ano de garantia, eles tem o appleCare! é só sacar dinheiro…

      • Ppietra says:

        Sem estar a negar o que dizes – afinal são factos e aparece assim escrito na garantia – a verdade é que tens direito a 2 anos de garantia nos produtos comprados na loja online da Apple Portugal! Na garantia podes ler que a lei local prevalece, como tal tens direito a 2 anos!
        A Apple tem no entanto uma politica especial para os produtos da sua loja que ultrapassaram o primeiro ano de garantia. Para poderes ter a reparação num representante local tens que primeiro contactar directamente a Apple para eles abrirem o processo para reparação – caso contrário quem fica com a despesa é o representante onde pedes a reparação!

      • JFF says:

        Até nas garantias… é a unica marca que só dá 1 ano!
        Como dizia o outro: “Olhe que não! Olhe que não!”
        Independentemente do que a Apple diga (e não o diz, se virmos com atenção o texto da garantia…), em relação ao produto adquirido pelo consumidor final (pessoa singular) a garantia do mesmo é a da lei geral, ou seja, dois anos.
        Retirado do site da Apple e igual para todos os produtos, segundo creio: PARA OS CONSUMIDORES AO ABRIGO DE LEIS OU NORMAS DE PROTECÇÃO DO
        CONSUMIDOR NOS RESPECTIVOS PAÍSES DE COMPRA OU, SE DIFERENTE, O
        RESPECTIVO PAÍS DE RESIDÊNCIA, OS BENEFÍCIOS CONFERIDOS POR ESTA
        GARANTIA CONSTITUEM UM COMPLEMENTO A TODOS OS DIREITOS E GARANTIAS
        CONCEDIDAS POR ESSAS LEIS E NORMAS
        . ESTA GARANTIA NÃO EXCLUI, LIMITA OU
        SUSPENDE QUAISQUER DIREITOS DOS CONSUMIDORES, RESULTANTES DE UMA NÃO
        CONFORMIDADE COM UM CONTRATO DE VENDA.

        Por muito poderosa que seja uma empresa, tal não significa que, por sua livre iniciativa, se sobreponha as leis de um país…

        • ALL says:

          Era o que mais faltava tambem!

          Mas o facto e a Apple dar (apenas) 1 ano de garantia by default demonstra a confiança q eles tem nos seus produtos. Pelo menos é o q fica aos meus olhos, um consumidor normal.

          • a Friend® says:

            All

            Nós temos sorte pelas nossas leis, porque não é assim em todos os países. A garantia média lá fora é apenas 1 ano em quase todas as marcas.

            Se fores ao site da HTC, diz precisamente o mesmo:

            “Repair to a unit which is carried out after 12 months from the date of purchase shall be classified as an “Out-Of-Warranty” chargeable repair.”

            http://service.europe.htc.com/terms.aspx

          • mmick says:

            A maioria das marcas nao quer dar suporte mais de 1 ano porque isso engloba materiais de alta qualidade, menos compradores para os novos modelos, baterias de boa qualidade, suporte de firmware, etc.

            Assim, como o ciclo de telemóveis é de cerca de 1 ano está tudo garantido 😉 E mais lucro pela qualidade dos materiais.

            Daí que -para as marcas- os “palermas” que se atreverem a ficar com um telemóvel 2-3 anos, se as baterias nao forem removiveis (ou dificilmente o forem) ou mesmo as carcassas, caso algo aconteça esses “palermas” têm as seguintes opçoes:
            – pagam um balurdio pelo arranjo
            – compram um dos novos modelos

            Daí que hoje em dia pondero muito bem qual o investimento que faço, PROS/CONS e quando compro um telemóvel que custos vêm associados. ÀS vezes nao é só comprar o telemovel mas garantias, o que cobrem, cabos, baterias, teclas, software, apps/games, etc.

  13. texasflood says:

    OFF TOPIC: Alguém já utilizou o iPad 3G em Portugal com os cartões de dados da TMN InternetPad.

  14. BrunoG says:

    NIIIIIICEEEE

    STRONG BAD NO IPAD!!!!!

  15. jose says:

    Pois..u só não compro o Ipad precisamente porque ele não tem flash, o que foi uma opção consciente da Apple. Assim, se queres jogar..vais à apple store. Se queres ver séries de TV, vais à apple store. Se queres ver determinados conteúdos…Vais à apple store…

    Ora com o meu aparelho eu gosto de ir onde muito bem me apetecer…como não posso…nao compro…e queria mesmo…assim vou ter de me contentar com outro tablet qualquer…E como eu milhões de pessoas.

    A apple deixou uma porta aberta para a concorrência..e eles vão aproveita-la.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.