Quantcast
PplWare Mobile

Chegou o novo e poderoso MacBook Pro com chip M1 Pro

                                    
                                

Autor: Pedro Pinto


  1. Zé Fonseca A. says:

    Esticaram-se no preço PT, percebo que é pelo dólar estar muito alto e a subir mas foi um grande esticao, 2349€ pelo modelo mais baixo.
    Próxima viagem aos US compro por la.

    • Miguel says:

      Os preços nos Estados Unidos não incluem os impostos porque variam de estado para estado. O IVA deles é normalmente abaixo dos 10%. É importante não esquecer que lá (pelo menos para compras de particulares) a garantia é de 1 ano e aqui são 2 (passará a 3 anos no próximo ano).

      • Zé Fonseca A. says:

        Antes da pandemia ia uma vez por mês, além de ter vivido 6 anos la, vou retomar viagens ainda este ano, sei bem o tax e as variantes por cada estado, e se soubesses alguma coisa saberias que existem 4 estados com tax 0% sobre electrónica de consumo, curiosamente costumo visitar um deles 😉

        • Zé Fonseca A. says:

          E a garantia é 3 anos, não dispenso o Apple care.
          Ainda não existiam macs em PT quando trouxe o meu primeiro Mac dos US.

          • Tadeu says:

            ? Estás a querer dizer que compraste o teu primeiro Mac há mais de 30 anos?

          • Zé Fonseca A. says:

            Há 25 anos, vinha com o fabuloso OS8.

          • Estradiol says:

            1) se compras nos EUA deixam-te trazer o PC para Portugal (mesmo que não tragas caixa) sem pedir comprovativo?

            2) se estás em Portugal e tens um problema, a garantia é internacional?

            Porque poupar um par de centenas de euros e não ter garantia…

          • Tadeu says:

            Zé Fonseca A.,
            não me leves a mal, mas já havias Macs à venda em Portugal, até com teclado Português, muito antes disso.

          • Zé Fonseca A. says:

            Estradiol, 1) óbvio 2) sempre foi.
            Se fizeres as contas verificas que a poupança é superior a 600€.
            Sempre comprei produtos Apple assim, não porque tenho algum problema com o valor mas sim porque tenho problema com a aplicação de preços na europa.

            Tadeu, não tinhas distribuidor, eram importados dos US, só mais tarde chegou a interlog e a sua distribuição a preços premium.

          • Tadeu says:

            Zé Fonseca A., desculpa mas não! A Interlog já era o distribuidor em Portugal antes disso, e até já havia uma rede de reparadores autorizados. E posso dizer isso porque em 1991 já tinha um Mac com teclado português, e já tinha usado Macs antes disso.

          • Mac se says:

            Correcto e afirmativo. Em 1991 ja havia alguns, muito poucos, Apple Macintosh SE na função pública. Passou um pelas minhas mãos. Alguns anos mais tarde aparecem os IIsi e finalmente os Quadra.

    • António Correia says:

      Não há com teclado PT.

  2. Keyboardcat says:

    O facto de o M1 Max ter o mesmo CPU torna a minha decisão mais fácil. Visto de eu não necessitar de GPU.

    Mas tenho pena de não poder ir a cima dos 32GB, se bem que o preço dos 64GB já é um bocado elevado. Dá para pensar. Vou esperar pelas reviews.

  3. alt.menino says:

    5 artigos só sobre a Apple não acho muita piada…..

  4. Hugo Costa says:

    Que bestas!!!

  5. alt.menino says:

    Apple, não é um sistema acessível a todos, eu nunca experimentei….. é como ? É fixe ?

    • Hugo says:

      Tocar num teclado é básico, com consciência não é para todos, relativismo não….. saber, precisa -se

    • Xnelox says:

      Alt.menino, dá para navegar na net, muito fixe!

    • Miguel Real says:

      Como tudo é relativo, durante anos foi o melhor sistema para designer gráficos e criativos, agora por menos €€€ faz-se melhor com grandes cpu’s Intel e ainda melhor com AMD e grafica nVidia e AMD. Sempre gostei de MACos mesmo sem ser a minha praia embora arranhe alguma coisa a instalar e configurar em redes heterogéneas, (o meu gosto sempre foi ligar tudo com tudo: desktops PC, Mac’s, NeXT’s, DEC’s, IBM’s 3270/5250/AS400, , Unix, Xenix, ‘Linux’ novell netware enfim o que vier á rede é peixe.
      Concluindo se não fossem as desgraças para os trabalhadores das fabricas que trabalham para a Apple e mais pormenores relevantes compraria um mas são muitas lecas e não sou de ter um Apple só pelo status mas viva a liberdade pois para muitos tira algumas dores de cabeça embora traga outras como disse é relativo mas com raras excepções é bom material! e o cpu M! é bom!

      • Claudio says:

        Pra design hoje em dia quase nap precisam de nada. A maior parte das empresas esta a mudar para figma que é cloud computing. Ha excepções claro.

        • Miguel Real says:

          Concordo e penso que será o futuro pois evita muito investimento em recursos que estão sempre a evoluir, para imensas necessidades de ‘serviços informáticos’ a ‘Cloud’s’, (nas nuvens hehehe), serão a melhor solução. Embora continue a afirmar que muito teremos que fazer para melhorar a qualidade da segurança e das constitucionalidades humanas em todo o processo.

  6. Luis Henrique Santos Silva says:

    Aquilo do ecrã com notch fica feio

  7. Ricardo says:

    E continua sem rodar Windows.

    • Serôdio says:

      Para que colocar um motor de um fiat 600 num Frrrari?

      • Ricardo says:

        Desde quando o OS da Apple é um Ferrari? Cheio de incompatibilidades com diversos programas do mundo Windows… a máquina é uma coisa, o OS é outra.

        • Claudio says:

          Ah ah Porque motivo haveria de ser compatível com programas do mundo Windows?

          • JP says:

            Porque muita gente depende deles para trabalhar.

          • Claudio says:

            Se dependem deles para trabalhar definitivamente deviam comprar windows. Windows é um SO muito capaz, nao vejo razão para pessoas terem Mac se precisam de Windows, ate tem WSL se por acaso forem programadores e preferirem a linha de comandos para fazer programadorisses.

    • Eu sei lá says:

      Há várias maneiras de instalar o Windows num Mac. Pessoalmente prefiro a Parallels Desktop .
      A aplicação Parallels Desktop, cria uma máquina virtual, mas com melhor integração MascOS/Windows)

      Na prática, acabo por ter um PC com Windows, para mexer em ficheiros Word, Excel, Acess, PP, IDEA e outros. Chegam-me com modelos e fontes “da organização” (entidade para a qual se trabalha). Mesmo instalando no Mac, via Parallels ou de outra forma, essas aplicações “da organização” , há sempre qualquer coisa que falha, nem que seja uma fonte. É perfeitamente possível instalar no Mac o Windows no Mac, Office e outras aplicações – para trabalho individual. Para Windows/Office de uma “organização” não dá.
      É preciso ter um PC que “a organização” trata dessas coisas. Se se lhes levar um Mac ficam às aranhas.
      P.S. Para quem diz que os carregadores da Apple isto e aquilo, o carregador USB-C para Mac dá perfeitamente para o PC Windows. É passar um portátil para o lado e pegar noutro.

      Então, se preciso de um PC Windows para quê ter um Mac? Isso de facto, só se percebe quem usa Mac há anos (e mais os equipamento da Apple praticamente todos). Mas reconheço que os PCs lentos, lentos … até dizer chega e a crachar, de há uns anos atrás, já não se verifica.

      • Claudio says:

        Ha uma ainda melhor, comprar um PC invés de um Mac. Virtualização de windows é um ultimo recurso para quando precisas de usar algo de windows esporadicamente no mac, nao e algo que devas usar como teu “daily runner”. Se estas dependente do ecosistema Windows para trabalhar ou no teu dia-a-dia a melhor solução e comprar uma maquina Windows.

  8. kiddie says:

    MagSafe para que ?? se era bom pro usb c??

    • Keyboardcat says:

      Tens os 2. Para mim não faz falta visto todos os monitores que uso já suportarem USB-C.

      E em viagem (caso precise do laptop) levo sempre um carregador de 45W que serve para o telemóvel também.

      Mas imagino que exista alguém que prefira o Magsafe. Só consigo imaginar casas com miúdos que possam tropeçar no cabo. Se bem que com a duração destas baterias não é preciso andar sempre com o carregador atrás.

      Já nos “velhos” de universidade o meu MBP de 2010 aguentava-se praticamente o dia todo de aulas com a bateria. Eu nem levava carregador comigo. Já a maioria dos meus colegas com os portáteis baratos, tinham que se sentar sempre junto à parede senão não tinham uma tomada elétrica. Alguns até traziam extensões para prevenir 🙂

    • Miguel says:

      Podes continuar a carregar com o usb c se quiseres

    • Tadeu says:

      ao que parece estão a usar o magsafe para carregamentos mais rápidos.

  9. honorato says:

    A apple lancou o portatil perfeito. Melhor autonomia, melhor ecra, melhor construcao, melhor som e microfones, melhor chip potencia que ate corre tomb raider a 4k a 120fps. Mais poderoso que a propria playstation 5, estou rendido amigos

    • Kaká says:

      Alguma vez tem potencia duma PS2 a correr bem , para chegar ao nível da ps5 nem juntando 5 bostas Pro …

    • Mac se says:

      Alguma vez na vida?

      De acordo com os últimos benches no site do mac world sotr dá 50fps em medium settings 1080p. Portanto está taco a taco com o igpu do ryzen 5700g.

      Por momentos pensei que tinha que colocar a minha 6900xt no olx. Bem se alguém quiser uma RoG strix 6900xt watercooled.. vendo 2000euros. Lol. Maybe not loool

      • Tadeu says:

        “está taco a taco com o igpu do ryzen 5700g.”?????????????????
        Essa não entendo!
        O ryzen 5700g só dá cerca de 44 fps em LOWEST settings na mesma resolução segundo a bestgamingpro e a tomshardware, por isso o Ryzen é inferior ao valor que dás! E o mesmo acontece com outros jogos.
        Segundo ponto, esses 50fps não são para estes novos processadores (M1 Max e Pro), são para um MacBook Pro com o M1. E por último, estás a citar testes de jogos a correr dentro de programas de emulação/virtualização…

  10. jorge says:

    Só é pena o preço, mas sinceramente estes dois destroem tudo o que há no mercado atualmente. Gastar mais de 2000 euros num Portátil que não seja este parece-me asneira.

  11. SANDOKAN 1513 says:

    Que bomba !! Ai o que custa ser pobre. 🙁

    • honorato says:

      Não e o mais barato mas eu por ex vou encomendar o modelo m1 max de 4000 euros e com o uso que lhe dou fica pago logo em menos de um mes. Para devs e produtores de musica e vídeo não ha melhor.

      • Xnelox says:

        Para devs? Não metas os devs no mesmo saco a não ser que digas “devs especificamente xcode

        • Keyboardcat says:

          Não é só Xcode. Eu uso Macbook puramente para programar e para mim não existem muito melhores alternativas. A única alternativa aceitável é Linux, mas é difícil arranjar um portátil decente que corra uma disto Linux de forma estável e sem grandes trabalhos. Existem uns modelos Dell e Lenovo que o fazem, mas certos detalhes como a bateria nunca são a mesma coisa comparado com um Macbook.

          E depois há sempre a vantagem de aplicações como Ableton, Photoshop, Lightroom, Office correrem em Mac e não em Linux. Embora para mim esse software não seja relevante relevantes para a parte profissional, mas por vezes dá jeito quando quero expandir os meus horizontes.

          • Ângelo says:

            E para que é necessário um computador de 4000€ se for só para programar?

          • Claudio says:

            Angelo, hoje em dia programar usa muitos recursos, especialmente RAM e disco. virtualização e docker, por exemplo, e sempre a comer. Eu trabalho num sistema distribuido e mesmo com isolação e mocks tenho sempre enter 3 e 5 containers a correr.

      • TS says:

        Sou dev e o macbook air m1 faz tudo o que é preciso, e as tenho 2x intellijs abertos + vscode + docker, o novo para devs é overkill, a não ser que sejas game developer ou algo bastante existe

        • Keyboardcat says:

          Não é overkill. 16GB de memória é limitado em muitas ocasiões, especialmente com apps em electron como o Slack e VSCode.

          Normalmente preciso de 8 a 12GB só para docker containers. O que deixa muito pouco espaço para correr o resto das aplicações. E agora a trabalhar remotamente ainda pior, com Google Meet a usar mais RAM.

          Tenho um MBP de 2018 que se desenrasca bem. Mas os 16GB de memória já não dão para o dia a dia.

          Agora finalmente posso fazer upgrade para um M1 Pro com 32GB.

          • Zé Fonseca A. says:

            O consumo de ram nos M1X não é tão linear, 16GB têm muito mais rendimento do que noutro mac ou pc, depende das aplicações, mas principalmente em edição de video há quem faça a comparação a 22GB de RAM num intel.

      • Cfpinto says:

        Uso mac há muitos anos e desde que se passou a usar docker pra tudo Mac e só dores de cabeça. Para devs recomendo Linux. Principalmente por causa de docker (mas n so). A menos que seja dev para iOS, MacOs ou Windows

        • Keyboardcat says:

          Confirmo, docker em Mac é um problema. Especialmente o performance do fs. É das minhas únicas queixas, de resto é perfeito para mim.

          Como referi a cima, encontrar um portátil que corra Linux de forma decente e tenha bom hardware (construção, ecrã, bateria, etc) não é fácil (embora não impossível).

          • Zé Fonseca A. says:

            Muda para kubernets, docker é para script kiddies, enterprise level so kubernets.

          • Keyboardcat says:

            Kubernetes para correr containers localmente na tua dev machine? Porque razão eu ia fazer isso? Desperdício de recursos.

            Todas as aplicações correm num cluster EKS. Mas tinha que ser masoquista para correr a mesma configuração localmente.

          • Claudio says:

            Oh Zé Kubernetes é para produção, usar kubernetes no teu ambiente local nao faz de ti um expert, faz de ti estupido lol

          • Zé Fonseca A. says:

            Não sou dev, apenas vejo alguns noobs a usar docker para prod e vim aqui dar uma achega.
            Bater código é coisa de tarefeiro.

          • Claudio says:

            Tambem conhecido com troll lol

  12. SANDOKAN 1513 says:

    O de 16 polegadas há-de ser um show.

  13. Miguel Real says:

    Como quase sempre: Grande Maquina e com bom SO mas é pena ser só para alguns e não falo só do dinheiro mas da crueldade desde dos 2 tempos do Steve Jobs que nunca admirei como ‘Boss’ nem como pessoa mas “só” como génio de tecnologia ainda mexi num NEXT e era muito fixe! Sou do tempo de ligar Netware e Windows, (pc e server), via AppleTalk e Ethertalk aos Mac’s em redes e dava-me um gozo do camandro. Actualmente claro que tenho um Hackintosh e já fiz muito upgrades, (CPU, RAM, HDD e SSD em portateis MAc/intel e não só após o fim da garantia), e o donos das maquinas ficaram de quiexo no chão com as melhorias e as imensas economias do preço agora já não faço nada disso as vezes nem dá ou nem posso ou nem quero. Nem Blackhat nem Whitehat just GREYHAT. é no meio que está a virtude heheh

    • Zé Fonseca A. says:

      Qual crueldade? Ser bruto para os empregados? Grande coisa, tens zes ninguém a fazerem isso todos os dias em PT e sem pagar os ordenados que ganham em Palo Alto, são só virgens ofendidas.
      E que tal lembrar que como ele era vegan e se recusava a comer proteína animal e como era mandatário ele ingerir proteína animal após o transplante de fígado o facto de se ter recusado a fazê-lo foi o que ditou a sua morte? Por mim até podia ter morto funcionários à paulada, tinha muito mais que se lhe dissesse além de ser “cruel”.

  14. Jorge says:

    Jack de áudio é a maior inovação de 2021

    • André R. says:

      Sabes que a saída audio é mais fiável que a transmissão por BT, certo? Isto não é só um portátil para levar para a faculdade e mostrar o “cool” que somos, é também para profissionais. Se reparares, muitos DJ’s usam auscultadores com fios…

    • Miguel Real says:

      Agradecido fui alem do sorriso e preguei-me a RIR boa muito boa!!! mas talvez só com material Apple conectado hehehe

  15. Miguel A. says:

    Ver o magsafe e os cantos redondos deu-me a nostalgia dos primeiros macbooks.

  16. Trapoi says:

    Ninguem vai falar da notch. Coisa mais horrivel

    • Zé Fonseca A. says:

      Tens de te ir informar melhor sobre o notch 🙂

    • Estradiol says:

      Venha lá ele com o notch, em uso normal é onde está a barra de tarefas/ relógio. Contra: enorme notch sem Face ID!

      O único contra é o preço para o meu bolso.

      Nota: comparem isto com um SP8 / Studio, este tirando não ser possível desenhar no ecrã, o resto é muito superior. Ao menos a versão base já vem com 16 GB e 512 GB SSD.

  17. Estradiol says:

    Muito bom, tenho um Mac Mini M1 e estou encantado, se o de 14 custasse 800€ menos mandava vir já um.

  18. Filipe says:

    Mais uma vez, a apple a criar problemas onde eles não existem. Ecrã com notch também num computador portátil? 2300 a 2600€? O pior é que estas anormais mediocridades irão vender que nem bolos quentes, e os restantes fabricantes irão mais uma vez atrás do que é errado e acrescentar notch também nos seus ecrãs. Ridículo.

  19. Crow- says:

    O pessoal continua a falar do preço dos MBP. O Pro vem de Profissional. Os MBP Pro foram sempre criados para serem máquinas para uso profissional, para uso pessoal há os Macbook e os Air. Configurem uma workstation da Dell, Lenovo ou HP e venham depois dizer depois quanto é que custam, vão ficar surpreendidos.
    Não venham dizer que são só usadas para edição de video ou som, ou pelos DJs da moda. Basta entrarem em qualquer software house e vão ver que a grande maioria só usa MBP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.