Carro autónomo da Apple já circula nas estradas da Califórnia


Destaques PPLWARE

35 Respostas

  1. António Nogueira says:

    Sempre a inovar…..

  2. The Onee says:

    Nada de mais, apenas adquiriram um carro e sensores e juntaram ambos.

    • Não Interessa says:

      Claro o desenvolvimento do algoritmo é peanuts.
      Claramente nunca tentaste programar algo para ser minimamente inteligente.

      Podia fazer a piada do “Para tornares alguma coisa inteligente, primeiro tens de o ser”, mas seria uma piada demasiado fácil 🙂

    • Bruno says:

      Deves achar que aquilo é tipo um kit de montar. Não achas que integrar a informação de diferentes sensores e obter um sistema de condução autónoma requer muito mais do que comprar e montar os sensores no carro, e que muito provavelmente eles desenvolveram hardware e software próprio para o efeito?

    • Zéi says:

      Desconfio que isto sao carros da google reciclados

  3. hotel says:

    Onde é que eu já vi isto?
    É um Applexus?

  4. toni da adega says:

    E como de costume a Google foi copiar a Apple e como e utilizam o mesmo modelo de carro.

  5. Belmiro says:

    Off-topic: pplware, tenho problemas com o meu email habitual (o que estou a usar agora) e quero alterar, porque usei nos concursos aqui, mas de algum modo não me funciona a recuperação, dá para mudar?

  6. Ricardo Cardoso says:

    Pelo menos tem windows.

  7. Diogo says:

    Apple sempre na vanguarda! Muito boa inovação, vou comprar um mal saia! Lindo e o melhor de sempre!

  8. jalves says:

    Titulo da noticia “Carro autónomo da Apple já circula nas estradas da Califórnia” no 2º parágrafo “O carro usado é um Lexus RX450h, igual a tantos outros que por lá já circulam”
    Afinal o carro não é da Apple, é so um carro normal com sensores e um software de condução autonoma.
    O “jornalista” que escolhe os títulos do Pplware nao deve de ler as noticias em si, já que raramente acertam um

    • Vítor M. says:

      calma, não é bem assim meu caro. Obviamente que a Apple não tem uma marca de carros, mas tem o necessário para estar a testar o seu carro, pois como diz no artigo tem alguma tecnologia genérica, digamos assim, e software de sua propriedade. O conjunto, como diz na notícia e bem, faz deste veículo o carro autónomo da Apple… até porque se acompanhasse saberia que a Apple obteve autorização para testar o seu carro autónomo há uns dias atrás. Tem é de haver aqui acompanhamento do mundo e não criogenia perceptiva e verá que o editor da notícia está correcto. 😉

      Bom fim de semana.

      • jalves says:

        mas pelo que esta noticia diz a Apple nao tem carros dela, tem é sim equipamento para pegar num carro normal e fazer dele um carro autonomo, se ha noticias que possam influenciar esta, devia ser colocados referencias aqui nesta, pois as pessoas nao sao obrigadas a seguir a “novela” toda.

        Não me levem a mal esta “critica” mas tenho notado que falham um pouco no titulo das noticias. A dia li aqui o seguinte titulo (Fim da pirataria) numa noticia a seguir a essa (filmes mais pirateados). É pena porque tem noticia boas de tecnologia mas pecam nos titulos.

        Continuação de bom trabalho

        • Vítor M. says:

          Novamente… o artigo tem os links para a “novela toda”, até porque não se pode colocar tudo no artigo que está para trás, tudo o que já foi dito. Por isso é feita a síntese com detalhes e links para ajudar a perceber. Os títulos nunca são a notícia toda, entendo que o mal é que as pessoas querem ler o título e saber tudo e não pode ser, o desenvolvimento é importante para criar informação detalhada sobre os assuntos. O titulo resumo, o titulo atalha, o título liga à restante informação.

          Sobre o que leu há dias…. novamente não lê mais que os títulos, perdoe-me esta observação. Se lesse os artigos em causa saberia que o fim da pirataria está no seguimento do incremento das vendas dos serviços de música via streaming. Estes têm crescido e levado os níveis de pirataria de música a descer de forma nunca vista. O artigo dos filmes mais pirateados não tem a ver com música mas tem a ver sim quais os filmes que ainda influenciam ao nível cinematográfico o consumidor, repare, são coisas diferentes mas para quem lê apenas títulos parece a mesma coisa. Ler só títulos não traz conhecimento, se não os livros apenas tinham o titulo e o resto eram folhas em branco e números nas páginas 😉

          • jalves says:

            por acaso nao li so os titulos dessas noticias, mas quando li a noticia dos filmes pensei nisso e ate li alguem comentar isso mesmo de que tinham anuciado o fim da pirataria anteriormente.
            eu gosto bastante do vosso site embora pense que seja patrocinado pela Apple mas isso pode ser de mim que nao goste muito dessa empresa.
            Nessas noticias bastava que o titulo fosse “Fim da pirataria na musica” já nao haveria nada a apontar.
            Ja agora peso desculpa por nao ter reparado nos links 😀 desta noticia 😀
            Sobre o que disse agora fez-me lembrar as noticias de facebook que metem uma imagem qualquer e dizem “quando vir o que acontece nem vai acreditar….”, o que importa é a pessoa clicar na noticia

          • Vítor M. says:

            O patrocinado pela Apple é que não concordo, mas tenho pena, deixa que te diga. 😀 até porque a empresa que mais dinheiro em na conta bancária, por assim dizer, poderia dar um jeito do camandro ter como patrocinadora. Eu até colocaria nas camisolas da equipa e em cada jogo exibiria com muito orgulho. 😀

            Além de mostrares uma clubite 😉 por isso essa mentira do patrocínio (que tenho pena que não seja) segues novelas em demasia, principalmente perfis e páginas estranhas no facebook, depois baralhas tudo. Até porque não temos nenhuma artigo “quando vir o que acontece nem vai acreditar….” mas o que fazemos é levar as pessoas a ler o artigo ligando o título à notícia, mas só aqueles que de facto percebem o que é um artigo de um site e não uma rábula do facebook, ou um SMS 😉 do amigo. O que importa é as pessoas saberem ler…. tocar de ouvido (isto é, seguir o que se diz no facebook) não lhes leva muito longe 😉

            Aquele abraço.

          • Pllz says:

            Não é a empresa com mais dinheiro, é a empresa com maior cotação, aprendam a diferença.

          • Vítor M. says:

            Qual cotação? 😀 Vá ler 😉 isto em janeiro deste ano “Apple’s enormous cash hoard grew to $246.09 billion in the fiscal first quarter, up $8.49 billion from the previous quarter. That figure is larger than Sri Lanka’s estimated 2016 gross domestic product, but smaller than Denmark’s, according to the CIA World Factbook. If Apple’s cash pile was its own public company, it would be the 13th largest in the world.”

            Isto nada tem a ver com a cotação… é mesmo tesouraria 😉

          • Pllz says:

            alias já nem isso, a alphabet ja lhes passou a frente.

          • Bruno says:

            @ Pllz, “nem isso” o quê?

          • Bruno says:

            @ Pllz, já deu para ver o teu primeiro comentário e estás enganado! A Apple tem maior capitalização bolsista do que a Google/Alphabet, e fora das instituições financeiras (cuja contabilidade inclui dinheiro que não é delas) é a Apple que parece ter mais dinheiro (e seus equivalentes) acumulado.

        • jalves says:

          so um reparo, num site de tecnologia ha uma noticia muito parecida a vossa mas o titulo é “Apple já testa carros autónomos nas ruas da Califórnia” como podem ver este não dá a ideia de que a Apple tem carros proprios.
          Mas claro a vossa noticia esta muito melhor 😀 (come-se melhor que a outra)

          • Vítor M. says:

            Mas o carro é da Apple… não é de outra marca qualquer. Está nos documentos que a empresa submeteu ao departamento que tutela esta área, na Califórnia.

    • Vítor M. says:

      calma, não é bem assim meu caro. Obviamente que a Apple não tem uma marca de carros, mas tem o necessário para estar a testar o seu carro, pois como diz no artigo tem alguma tecnologia genérica, digamos assim, e software de sua propriedade. O conjunto, como diz na notícia e bem, faz deste veículo o carro autónomo da Apple… até porque se acompanhasse saberia que a Apple obteve autorização para testar o seu carro autónomo há uns dias atrás. Tem é de haver aqui acompanhamento do mundo e não criogenia perceptiva e verá que o editor da notícia está correcto. 😉

      Bom fim de semana.

    • Bruno says:

      Eu creio que muita gente que já tivesse lido notícias no Pplware sobre os projectos da Apple não teria interpretado “carro” da forma como tu interpretaste. E para todos os efeitos aquilo é um carro autónomo da Apple, é um automóvel propriedade da Apple, supostamente autónomo via tecnologia desenvolvida pela Apple.
      Certamente que não vais dizer que aquele “Carro autónomo” é da Lexus/Toyota ou doutra empresa qualquer, porque não é!

      • jalves says:

        isso e o mesmo que eu dizer que ando com um carro “jalves” so porque esta em meu nome….
        factos sao factos, a Apple anda a testar o seu equipamento e software num Lexus.
        tal como se eu meter o meu carro a gpl ou a quitalo todo como os tunnigns, nao passa a ter o meu nome, ele é e sempre sera um carro da marca que o fez.

        • Bruno says:

          Não, não é a mesma coisa que o paralelo que estás a querer criar.
          Acho que não percebeste a distinção entre “carro” e “carro autónomo”, ou o significado da preposição “da”. Um “carro autónomo” não é uma designação dada a qualquer carro e por mais voltas que dês não poderás classificar aquilo como um “carro autónomo” DA Lexus, só consegues classificar como um “carro autónomo” DA Apple, pois foi a Apple que o fez autónomo! E com isso ninguém está a dizer que a marca do carro é Apple

  9. Pérolas says:

    Se for tão bom para o malware como os actuais equipamentos da apple vai ser giro, vai…

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.