Quantcast
PplWare Mobile

Apple regista patente de cabo mais resistente que pode substituir o atual Lightning

                                    
                                

Autor: Marisa Pinto


  1. QuemSabeSouEu says:

    Finalmente! É incompreensível como é que uma empresa que cria tecnologia bastante bem tem cabos de carregador que se estragam com tanta facilidade.

    • Hélio Musco says:

      Não é incompreensível, basta pensar que quanto mais se estraga, mais compras.

      • Pirata das cabernas says:

        e como sao caros e de custo de produção muito barato, mais lucram. fácil

      • QuemSabeSouEu says:

        Se fosse essa a política normal da Apple até te dava razão, mas tendo em conta a durabilidade dos equipamentos por eles criados não te posso dar razão. Ainda para mais quando ha um mercado paralelo de cabos para iPhones, não faria muito sentido criar um cabo tão frágil com o intuito de lucrar com isso. Logo sim, é incompreensível.

        • Hélio Musco says:

          Aconselho-te a pesquisares sobre o caso da BatteryGate e as políticas de reparação da Apple.

          Sobre o mercado paralelo. Achas que a Apple não ganha com licenças das empresas que “copiam” os seus cabos? A única coisa que muda é que num tem a imagem duma maçã. Em qualquer dos casos, a Apple fica a ganhar.

          • QuemSabeSouEu says:

            Eu conheço os casos da Apple, mas o que é que uma coisa tem a ver com outra? Queres dizer o que com isso? Que tentaram lucrar com isso? São uma empresa igual as outras, ou tambem achas que a Microsoft ou a Google não criam “problemas” propositados?
            Quanto às licenças, estas a falar de quais, as do AllieExpress?
            Tens de perceber uma coisa relativamente à Apple, mal ou bem, caro ou não, a sensação que a empresa tem como intenção de passar para os utilizadores é a de durabilidade e segurança, logo, isso contradiz aquilo que tu dizes, senão os iPhones SE 1ªG não tinham sido atualizados com o iOS 14, ou o Macs de 2012 com o Big Sur.

  2. Peace says:

    Curiosamente nunca tive problemas destes com cabos USB, no entanto a Apple precisa de criar patentes para fazer o que os outros sempre fizeram. Curioso não?

  3. Zé Duarte says:

    O que vai acontecer é o utilizador fazer mais força para dobrar o cabo pois tem de ter aquele ângulo exacto para passar pelo móvel / mesa de cabeceira, quando quer segurar no telemóvel e cabo ao mesmo tempo para aquela selfie, meter na bolsa ou bolsos, etc etc…

  4. Jorge says:

    Eu ainda utilizo o cabo que vinha com o iPad 2, nunca estraguei um cabo de iPhone ou iPad, até tenho dado os cabos a quem os precisa, o eles durarem tanto, é a estimaçao que tenho com o material.

  5. Jertrudes says:

    isto sao cabos para custar no minimo 150€

  6. Indignado says:

    Existem cabos com pontas destacáveis, eu comprei o cabo com duas pontas USB-C e MicroUSB se forcar o cabo ele desliga-se acabaram os problemas.
    https://www.ebay.com/itm/Ugreen-Magnetic-Reversible-Type-C-Micro-USB-Cable-3A-Fast-Charging-Data-Sync-1m/183728948080?hash=item2ac7194370:g:OboAAOSwES1cd01U

  7. António says:

    O cabo da IKEA para iphone e iPad é muito bom. Aliás os produtos electrónicos, no geral, são muito bons. Tem 1,5m.

  8. Polo says:

    O pessoal que puxa pelo fio vai continuar a rebentar com os cabos, só acontece com os da Apple?

  9. David Guerreiro says:

    Existem inúmeras marcas que vendem cabos forrados em nylon, que aguentam bem.

  10. Pedro says:

    Sem qualquer tipo de sarcasmo, confesso que gostaria de perceber como é que as pessoas tratam as coisas. Para além de um iPhone 12 Pro Max, que ainda é muito recente, tenho um iPhone 10 e um iPhone 5. Todos funcionaram 24h/dia e ainda funcionam, não têm um único risco e os cabos de qualquer um deles estão imaculados.
    Não me admira que apareçam cabos como o da foto que ilustra o artigo. Eu também conheci alguém que de 15 em 15 dias trocava de auscultadores e alegava que nunca valiam nada. Precisava de uns mais caros mas não tinha dinheiro para eles. Até que percebi que a pessoa em questão, que passava horas a jogar, enquanto o fazia, metia o cabo na boca e ficava a mordê-lo o tempo todo.
    Da forma que vejo dezenas de pessoas a desligá-los à chicotada, puxando pelo cabo em lugar de puxar pela ficha, não é de admirar. Fazem o mesmo com qualquer electrodoméstico. Passaram todos ao lado de uma grande carreira de domadores de leões.
    Vejam lá isso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.