PplWare Mobile

Executivo da Apple arrasa Chromebooks por não ajudarem crianças a ter sucesso


Apaixonado por tecnologia, encontro no Pplware a forma ideal de mostrar aos outros os meus conhecimentos e de partilhar tudo o que me interessa neste intrincado universo

Destaques PPLWARE

  1. SANDOKAN 1513 says:

    Ó Phil Schiller,vai dar uma volta !! Tomara a Apple ter assim portáteis a preços competitivos para se baterem com os Chromebooks de diversas marcas !! Chromebooks de diferentes marcas que se tiverem parcerias com múltiplas entidades do estado ficam a um preço magnífico !! E não,não estou a falar da barraca,por exemplo,que foi aqui há anos com os “Magalhães”,onde houve tanta trafulhice por parte dos pais que até deu dó !! Até vendiam coisas dadas aos seus próprios filhos !! Isso é que foi um fiasco. 😐

  2. iSheepNot says:

    Claro! A melhor oferta é vender MacBooks e outros dispositivos a preços exorbitantes sem parceria nenhuma com instituições de ensino. Schiller é que sabe. O(s) filho (s) dele são como todas as outras crianças: têm acesso às mesmas condições e ferramentas. Todos podem facilmente adquirir dispositivos e serviços Apple a valores reduzidos ou mesmo sem custos.

    Sinceramente. Perdeu uma grande oportunidade de ficar calado.

  3. Pedro Sousa says:

    Então mas eles montam PCs que vendem coko macs ao dobro do preço e iam recomendar os produtos baratos da concorrência?

    Alguém com 2 dedos de testa vê isto a léguas!

  4. Fulano says:

    “…as crianças que se focam no estudo usam ferramentas modernas e que os estimulam. Com essas mesmas ferramentas de aprendizagem, conseguem certamente depois ter o sucesso esperado.”

    Exacto.
    Dai utilizarem ferramentas modernas e que os estimulam e com as quais conseguem certamente ter o sucesso esperado.
    Se era uma tentativa para fazer publicidade ao lixo da empresa para a qual trabalha, e que é vendido a preços exorbitantes a quem pouco ou nada percebe de informática, falhou redondamente.

  5. Fulano says:

    “Schiller’s comment on the high price of Apple products relative to competitors, and found that kids “performed best”.
    Schiller went on to call the iPad “the ultimate tool for a child to learn on,” and pointed to Apple’s Everyone Can Code curriculum and the Swift Playgrounds app as benefits of using its products, arguing that students need access to cutting-edge technology — that is, Apple products — to succeed in the classroom.

    Chromebooks, meanwhile, just run both Chrome OS and Linux operating systems…

  6. Miguel Costa says:

    Só se for na vida social… porque na escola, as crianças aprendem mais com um chromebook que com um ipad. Ambos obrigam a ter ligação à internet. Ambos obrigam a instalar apps. A vantagem do chrome não é só no preço, é também que não permite a instalação de outras coisas, algo que o Ipad permite, desde que vindo da loja da apple e pago. Portanto, com o chrome, as crianças tem de aprender a usá-lo, sem andarem a instalar jogos, vídeos e pagar para ouvir música.

  7. Pedro says:

    eish um EXECUTIVO da APPLE arrasa chromebooks?! Nao tenho duvidas que este dia será de luto. A google estará completamente destroçada

  8. Cortano says:

    iPad, sim é útil e tem excelente apps destinadas ao ensino e, em especial, ao ensino especial – neste campo os Chromebooks são inuteis.

    Mackbooks são tão úteis/inúteis como os chomebooks no ensino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.