App Store: preços das apps já estão a aumentar na Europa


Destaques PPLWARE

32 Respostas

  1. golf says:

    “Apple mantém o ritmo, mas vendas do iPhone voltaram a cair (…) Esta perda é compensada com… o já mais que esperado crescimento na área de serviços… Só a App Store reclamou para si um aumento de 40%.”

    “App Store: preços das apps já estão a aumentar na Europa”
    Gostei da sequência 😀

  2. Zeque Tefodd says:

    Ate

  3. Zeque Tefodd says:

    Até podem aumentar para 5000 euros, nao vão poder contar com a minha ajuda.

    • Helder says:

      Pois, não tens cartão de crédito…

      • Freitas says:

        loooool mbnet sabes o que é? Acho que não, senão nem comentavas.

      • toni da adega says:

        LOL, isto vindo de quem compra tudo na AliExpress .

      • Zeque Tefodd says:

        Es mesmo ridiculo.
        Tenho cartao de debito, ganho mais que o suficiente para comprar 3 iphones do mais caro por mes, mas nao sera por isso que nao escolho iPhone, ate porque ja tive e nao gosto, nao e produtivo, e muito limitado a uma utilizacao basica que nao me serve de modo algum.
        Ja gora, sou Engenheiro de Software e nao trabalho em Portugal, caso aches estranho ganhar tanto, e antes que essa tua inveja e mania de superioridade decidam atacar o ultimo neuronio do teu cerebro.
        Para tua informacao tive um iPhone 5, comprado novo, com dois meses de uso vendi-o por 120 euros para o despachar rapido, e porque acho que seria o preco justo para um equipamento do genero.
        Portanto, nao fales o que nao sabes e nao te ridicularizes ainda mais que o que tens feito desde que aqui vens.
        Es ridiculo.

        • André says:

          Acho que mais ridículo do que ele dizer que não tens cartão de crédito é vires para aqui dizer que ganhas o suficiente para comprar 3 iPhones dos mais caros por mês. E estares a justificar-te tanto… É só um hater, ignora.

        • Joao says:

          Eu sou o Ronaldo. Já perdi a conta de quantos iPhones posso comprar por mês, mas achei que tinha de me justificar a um hater da net. Sou ridículo e gosto de chamar os outros de ridículo.

        • Helder says:

          Nada é mais inteligente que vender uma coisa a preço que se “acha justo” abaixo do preço de mercado…

          Deves…

    • Fernando says:

      Fixe para ti.

  4. jaquim says:

    Esta empresa é uma vergonha. Não pela sua qualidade que sim, é indiscutivelmente das melhores e com melhor suporte ao cliente, mas isto ao ser anunciado ao mesmo tempo que o dinheiro líquido em caixa da apple é cerca de 240 bilhões de dólares….

    Esta ganância desmesurada, juntamente com as fugas constantes ao fisco da-me nojo como cliente.

    • Zeque Tefodd says:

      Ainda poucos viram isso, mas o foco da Apple e apenas lucro, falta paixao pelo que fazem e pelo cliente, pois so isso permite ter melhores produtos e servicos direccionados as necessidades do utilizador, e como todos sabemos todos eles sao dirigidos mais para o lucro que para as necessidades do utilizador.

      • Vítor M. says:

        Não será bem assim, a Apple sempre se dedicou ao cliente, por isso tem cada vez mais utilizadores e a sua plataforma é totalmente moldada às necessidades dos seus utilizadores. Além disso, os dispositivos são talhados com funcionalidades para favorecer todo e qualquer utilizador, mesmo os que têm algum tipo de dificuldade, não esquecer que a Apple sempre foi a empresa que talhou as suas plataformas com recursos de acessibilidade como nenhuma outra plataforma ainda tem. O que dizes é totalmente falso.

        Agora… que é uma empresa que visa o lucro… sim é, mas estúpida é a empresa que não tem isso em mente. Depois há outra falta de atenção de tua parte. A Apple sempre teve muita atenção os developers, durante muitos anos sempre teve a plataforma que mais dá a ganhar aos developers e foi mesmo a empresa que mais criou estruturas para eles oferecerem o seu trabalho em troca de pagamentos. Tens a App Store, tens a Mac App Store, tens a Apple TV Store, tens o Apple Watch Store, tens a área gaming, tens o iBooks, o iTunes e tantas outras áreas, até académicas, para equilibrar a oferta e a procura.

        A empresa soube, claro, aproveitar outra coisa: ecossistema. Foi a primeira a ter o conceito fechado em volta dos seus produtos, não é ao acaso que controla praticamente tudo, desde a pesquisa, desenvolvimento, produção, logística, pós venda, software, serviços e hardware…. até mesmo tem plataformas suas de cloud, streaming e TV (neste caso com parcerias com outras entidades que usam a plataforma Apple TV).

        Mais que isso, tem uma serviço de proximidade grande com muitas instituições académicas, hospitalares, está a projectar desde há vários anos o seu foco para a área empresarial, com acordos de cooperação com a IBM e a Cisco, entre muitas outras (com a própria Microsoft) e dedica muito tempo a criar tendências de mercado, mesmo que em muitos dos seus sucessos não tenha sido a inventora, mas foi quem usou algo mal aproveitado para fazer o sucesso. Há dezenas de exemplos. São um exemplo para o mundo empresarial, porque além de uma estrutura super bem organizada e fechada dentro de si mesma, a empresa tem muitos milhões de tesouraria, é uma empresa riquíssima em imóveis, tem um serviço de logística que vale milhões, tem contratos com empresas que se dedicam exclusivamente a produzir para os seus produtos, têm uma situação em bolsa que lhes permite ganhos ano após anos e continuam a estar dento dos segmentos mais influentes, lembro que a empresa está já a testar recursos para o mundo dos automóveis autónomos.

        Mas não é só, a empresa tem ligações a várias outras áreas de influência humana, os próximos anos veremos recursos dedicados à saúde, à monitorização e compilação de dados sobre a situação clinica de cada um de nós, que é para onde caminha a evolução dos sensores “wearables”.

        Além disso, como deves perceber, tem cooperação com os seus maiores concorrentes, repara que quem tem o iOS tem os melhores recursos que a Google lança no mercado, que a Microsoft lança no mercado, além de outras empresas em determinados segmentos, como o Spotify, por exemplo. Todos têm de servir o cliente da Apple, mesmo alguns com plataformas concorrentes. A Apple, passo a passo, foi equipando o seu ecossistema com recursos que não tinha, como o Maps (que cada vez se aproxima mais do Maps da Google), como o Saúde (mais que uma app é um sistema que compila tudo o que a pessoa no seu dia a dia recolhe de informação biológica e não só)… enfim. Basta estares atento e perceber que mesmo sendo uma empresa que visa o lucro, nunca perdeu o foco. nem que tenha de ser puxada pela concorrência, acaba sempre por ter milhões de lucro e ganhar mais e mais clientes.

        Tens ideia de tudo o que se pode fazer com o iOS, o macOS, o tvOS, watchOS? Imaginas tudo o que envolve em developers, hardware, serviços? Imaginas só em acessórios o que a Apple não ganha…. até com o DJI Mavic Pro 😉 vê lá tu.

    • José Rodrigues says:

      Não é ganância, é manter o lucro, se o dólar valorizou, mexem nos preços. Já fugas ao fisco, nunca houve nenhuma que se saiba.

  5. Não Interessa says:

    “Taxas de cambio”, já ouvi desculpas melhores

    • Daniel says:

      Como pessoa que viaja frequentemente aos Estados Unidos: sim, é mesmo um factor importante

      • Não Interessa says:

        Eu percebo que sim, mas se fosse só por isso então havia muitas mais mexidas de preços no nosso dia a dia por parte de outras empresas, ou então evitem ter tabelas de preços fixas e variem usem como preço de referência o dollar.

        Esta subida vai ser tipo a subida de impostos (5 centimos/l) que o governo impôs sobre os combustíveis o ano passado dizendo que seria temporário e que retiraria quando os combustíveis subissem de preço. Os parvos acreditaram e disseram que então estava bem. Meses depois “Ahh, afinal não podemos retirar pk é uma grande fonte de receita”.

        Típico, só um cego é que não vê…

        • José Rodrigues says:

          Se estivesses atento à valorização do dólar percebias o porquê do aumento. E sim, todas as empresas US também mexem, se muitas vezes não é reflectido no produto final é porque eram bens já encomendados com o dólar mais baixo ou porque a margem de lucro já é grande o suficiente para andar a fazer mexidas que podem derrotar compras no caso de preços por marketing.

          • Não Interessa says:

            Eu não queria pôr isto nestes termos, mas a play store não mexeu os preços pk então?

      • AS says:

        Don’t feed the troll

    • LG says:

      realmente… nestes últimos 5 anos o dollar só se tornou mais forte… não tem lógica essa desculpa… se ainda viessem com a desculpa da inflação… mas não… “oscilações das taxas de câmbio”… Se fosse a razão via-se o mesmo na Play Store da Google, ou Amazon…

  6. RUI says:

    Desculpas para aumentar o preço.

  7. Audigy says:

    Faz todo o sentido tendo em conta a cotação actual e a manutenção persistente de um USD mais forte e em quase paridade.

    Temos de ter em conta que os preços em USD não incluem IVA, ao contrário dos preços em EUR que incluem.

    • LG says:

      Não.. não faz sentido… se o USD descesse para compensar a perda do cambio e tudo compreendia a subida do preço… mas não é o caso do USD nos últimos 5 anos certo? Só ficou mais forte, coisa que ficou bom para a Apple… 1$ valia menos há 5 anos atás que hoje…

    • André says:

      Não tentes justificar… é só estúpido.

  8. Tiago says:

    Quem diz que é devido às taxas de câmbio: A Apple tem sede fiscal na Irlanda e a App Store / iTunes Store factura no Luxemburgo. A desculpa das Taxas de câmbio não cola.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.