PplWare Mobile

Análise iPad no Dia-a-dia!


Responsável pelo Pplware, fundou o projeto em 2005 depois de ter criado em 1993 um rascunho em papel de jornal, o que mais tarde se tornou num portal de tecnologia mundial. Da área de gestão, foi na informática que sempre fez carreira.

Destaques PPLWARE

  1. Bem, Impressionante review de produto, gostei especialmente da parte em que foram colocadas opiniões de “terceiros”, só não achei necessário tão longas, mas fora isso, muitos parabéns.

    A única coisa que não gosto muito nisto tudo é do facto de nunca mais avançarem uma data para o mercado nacional, já tenho a minha pré reserva ah mais de 2 meses, e nem mais se ouviu falar.

    • Vítor M. says:

      É verdade, acho que somos marginalizados pela Apple. Mas obviamente que eles olham para o nossos mercado depois de terem já valorizado o equipamento (com as vendas) nos mercados de maior consumo.

      Está errado do ponto de vista ético, mas do ponto de vista financeiro vale tudo.

    • mmick says:

      Ainda nao está à venda em Portugal? 🙁 Aqui em Espanha tem nas lojas para “dar e vender” já há algum tempo. Até lançaram a versao do “El Mundo” no Orbyt.es para ser compatível com produtos iOS.

      O curioso é que ainda nao vi ninguém com nenhum…nem em shoppings, empresas, faculdades, bibliotecas, só em lojas mesmo.

      Por muito interessante que seja o produto -que é- acho que é pouco prático (ainda que digam que leva-se num saco como um portátil, etc etc) e pelo preço vem com muito poucos acessórios:
      – nao tem teclado (tem que se comprar à parte se quiserem escrever textos “a sério”)
      – nao traz auscultadores (imperdoável completamente, num produto deste nível de preço uns fones razoáveis feitos na china nao lhes custava mais que $1 -preço de custo- e sempre é um toque bonito)
      – nao é um netbook/notebook, nao pretende ser e como tal parece-me reservado -opiniao pessoal- a um número muito específico de pessoas

      Parece-me muito bem que exista porque há mercado, só nao me parece é que vá levantar muito vôo até a Apple criar uma moda mais forte (se fosse moda por esta altura já via em Portugal, Espanha, etc o pessoal todo com um e até agora…só nas lojas) e acho que cada vez mais as pessoas têm consciencia da importancia das limitações E NUMA ÉPOCA DE CRISE a racionalidade impera.

      Com pequenas coisas o iPAD podia ser muito mais atractivo e por uns $10 mais (custo) a Apple podia ter apelado até á racionalidade (falo do microSD, USB e câmara ou, pelo menos, estes dois últimos para um tipo poder levar uns docs na pen e poder consultar…)

      Outro dia estavam uns tipos a comentar sobre o iPAD e um deles “opa que anormalidade! Um gajo ia gastar 700€ na coisa e depois chega alguém com uma pen com trabalhos para vermos e temos que ir ver a um PC? O comentário é logo -mais valia teres comprado um netbook- e deixa um gajo logo de rastos…”. Realmente há que ser “homem” para gastar 700€ e depois ouvir e aguentar os amigos a mandarem estas bocas LOL

      • pfbatista says:

        Concordo plenamente…

        …isto é só para quem pode, e dessa forma compra isto para ir ao shopping e mostrar a toda a gente que tem uma coisa gira…

        …de resto, um netbook é muito mais completo e funcional. E MUITO MAIS BARATO.

        Mas quem gosta de produtos MAC… força… que gaste os seus tostões nisto ou até que adjudiquem um crédito!!!

        • Vítor M. says:

          Os netbook? Mas então não são desprovidos de ecrã? É que um netbook ao lado do meu Vaio é uma insignificância e tem drive óptica?

          O meu tem.

          Crédito? Pode haver quem os faça, o que até é normal, hoje em dia só faz crédito quem tiver como os pagar, no entanto volto a dizer que são argumentos para justificar algum “esqueleto no armário” 😉

          Digam antes que … não gosto porque não conheço. Fica melhor. Ou então, digam é excelente mas neste momento não me faz jeito na carteira, ou ainda, não vejo utilidade para o meu tipo de perfil de utilizador… agora dizer que “aa e tal, tem osso, tem espinhas, tem côdea e carroço”… óóóó

        • João Carvalho says:

          Já vem por habito aqui falarem de alheiras quando se fala de saladas.

          Óbvio que existe quem compra produtos Apple apenas pelo dito “glamour”um suposto e estatuto social de rico.

          Existem outros que não se importam de perder um bocado de amor a uns quanto tostões, ( não tem que ser necessariamente poucos) para optar por um produto mais agradável a nível estético, mais fiável em algumas tarefas, e mais importante para um determinando tipo de tarefas.

          Eu posso optar por comprar uma bicicleta para ir trabalhar, mas já que vou gastar dinheiro porque não compro uma mota???

          Estás a entender a face da moeda.?

      • Vítor M. says:

        ÓOOO enfim, são argumentos descabidos. Os netbooks vendem como rebuçados “catraios” de outrora e não têm drive óptica, imagina as bocas que a malta que os compraram devem ter de ouvir… óóóóóó

        Querem justificar alguma coisa? Eh pá não inventem.

        Deixo este, mas existem já alguns, adaptador que até permitirá acrescentar uma webcam.

  2. avlis rotiv says:

    UAU! :O
    Melhor análise não há, completamente fantástica!
    Detalhado, esclarecedor, épá até me falta palavras, estou estupefacto!!!
    Uns enormes PARABÉNS a todos aqueles que participaram neste maravilhoso post, inclusive a Vítor, pela excelente ideia e demonstração com vídeos, uma coisa fantástica, e depois a partir dos 2 minutos, no “Teste em estrada”, era: Que se lixe, eu quero é jogar… 😆
    Muito resumidamente, FANTÁSTICO!!!
    (Até faz água na boca!) 😆

    • Vítor M. says:

      Aquilo é viciante caro amigo e mais não digo. 🙂

      É que depois está a jogar em qualquer lado 🙂 literalmente!

      • mmick says:

        Vitor, o jogar “em todo o lado” -pergunta sem más intenções- nao é um pouco estranho?
        – ir com um aparelho de mais de 10″ e sentares-te num shopping/café/bar/emprego/faculdade
        – levantares o aparelho (para girar, etc)
        – e estares a jogar com um “bicho daqueles” num local público com ele levantado e a girar os braços…a meu entender seria estranho eu fazer isso em público e até podia ser entendido como “armanço”

        Pareceria-me um pouco estranho ver um tipo com um iPAD ali a jogar no meio dum sitio público sinceramente…uma coisa é jogar com ele pousado ou até num iPhone que é pequenino, outra é uma caixa deste tamanho…

        • Vítor M. says:

          Estranho, não costumo esticar os braços, girar a jogar xadrez!!!!

          Mas, se tu o dizes! 🙂

          Avante, há muita coisa que se pode fazer e dentro dos jogos, há tanta coisa boa… para jogar tranquilamente, enquanto consumo Dire Straits… numa esplanada frente ao mar, a cheirar a maresia…

          Tem alturas quem nem os olhos mexo 😉

  3. a Friend® says:

    Excelente Review.. completa e esclarecedora! 😀

    Bem uma coisa que reparei no jogo de corrida é que ao virar o iPad para controlar o carro, a imagem parece manter-se sempre nivelada aos olhos do jogador, não acompanhando muito o iPad.. isso é um pormenor excelente que não obriga muito ao inclinar da cabeça…

    O iPad é sem dúvida um produto único… e dentro de alguns defeitos, torna-se pefeito por esse factor.. continua a ser único e muito mais que um “iPod Touch Gigante” como assim o apelidaram… verdadeiro conceito de netbook. Rápido e Practico que fazem da Web algo tão banal quanto ler uma revista 😉

    Parabéns Vitor… 5 Estrelas 😀

    • mmick says:

      Verdadeiro conceito de netbook? Nem lá perto…pelo menos nem lá perto no verdadeiro conceito:
      – nao tem teclado
      – nao tem suporte de edição abrangente estilo Office/OpenOffice completo como conhecemos e queremos
      – nao tem suporte 100% dos standards das páginas web
      – nao tem suporte “de versatilidade” (capacidade de editares a grande maioria de ficheiros audio, video, foto, incluires o resultado desses ficheiros num documento office e até poderes meter uma pen com ficheiros PDF/OFFICE e alterar esses ficheiros/incluires o conteúdo em ficheiros novos. E no final de poder “exportar” esses conteúnos para inúmeros formatos e até PASSAR para uma PEN ou IMPRIMIR sem necessidade de outro aparelho)

      Ora bem, parece-me que os pontos supracitados definem as capacidades dum netbook e incapacidades dum iPAD nesta vertente. Parece-me um pouco rebuscado extender a funcionalidade de “netbook” ao iPAD.

      • pfbatista says:

        Mas é bonito…. e cheira a ovo!! 😀

      • a Friend® says:

        Essa do não tem teclado é que me mata… sinceramente….e mais não digo 😉

        Já pareces o Steve Ballmer quando falava do iPhone. E sim, verdadeiro conceito de net+book. Os actuais são meros micro-computadores portáteis, frustrantes de se usar no dia a dia, apenas practicos pela sua componente tamanho/transporte.

      • Vítor M. says:

        Mesmo com esses argumentos que são tão válidos para o iPad como para um Carrera 4 (o mesmo que dizer que não são argumentos) ele vende como tudo 😉

        E olha que já os vi em mãos de povo com critérios de escolha bem justos…. mas, acho que essas pessoas vos deveriam ter consultado… 🙂

        Vá sejam sinceros e deixem de argumentar de forma vazia.

        Esses são os vossos argumentos que vos servem para cada um dos que os proferem, não são os da maioria e ninguém pode falar pelos outros. Muito menos com argumentos desse, convenhamos. 🙂

  4. helder says:

    Realmente tenho de vos dar os parabéns pelas reviews, porque desfizeram mitos e até fiquei com vontade de mexer numa coisa dessas.

    No entanto eu não serei um comprador desse gadjet. Claro que se me cair um no colo de borla, não o vou deitar fora, mas não me vejo a deixar o meu portátil em casa e andar “só” com o iPad.

    O que eu gosto sem nunca ter experimentado: a durabilidade da bateria e design (principalmente da parte de trás).

    O que eu não gosto sem nunca ter experimentado: aplicações mac tipo iPhone (já tive um vendi-o), peso – para mim segurar em meio quilo durante 10 com um braço só é tortura, se for para pousar no colo prefiro o meu portátil de dois quilos.

    Onde tenho dúvidas apesar do vosso excelente input é na minha adaptação a esse teclado virtual.

    Mas não obstante da minha pouca simpatia para com o iPad, adorei ler o artigo.

    • helder says:

      Estava aqui a pensar e tenho uma dúvida, eu dou formação e preciso do portátil para ligar ao videoprojector para passar slides, o iPad dá para fazer isso? Tem suporte para apresentações powerpoint feitas no windows ou linux no Open Office?

      Porque se der, realmente já mudo mais a minha opinião, sobre se eu preciso ou não de um iPad… ou melhor precisar não preciso, mas se dá para eu trabalhar com ele…

      • Carlos Portilha says:

        “eu dou formação e preciso do portátil para ligar ao videoprojector para passar slides, o iPad dá para fazer isso?”

        TV e vídeo

        * Compatível com adaptador de conector de base de ligação 1024 x 768 para VGA; 576p e 480p com cabo A/V componente Apple, 576i e 480i com cabo composto Apple

        “Tem suporte para apresentações powerpoint feitas no windows ou linux no Open Office?”

        Temos o Keynote que tamém abre ficheiros “powerpoint”
        http://www.apple.com/ipad/features/keynote.html

        O Numbers, para ficheiros “excel”
        http://www.apple.com/ipad/features/numbers.html

        E o Pages, para ficheiros “word”
        http://www.apple.com/ipad/features/pages.html

        • Vítor M. says:

          Já falei no Pages e na imagem abordo um pouco a inserção de tabelas e gráficos.

          Embora não possamos fazer uma analogia ao Excel (na sua majestosa glória) podemos dizer que para as apresentações é bem mais fácil de lidar dentro do Pages ou mesmo dentro do Numbers.

          Isto me termos de apresentações, pois é sobre isso que se refere este comentário do Hélder.

      • Helder, sim desde que se possua o acessório VGA.

        Ele importa as apresentações produzidas no powerpoint para o Keynote.

        Eu próprio utilizo o IPad para tudo o que foi dito na review, para passar apresentações aos meus clientes, e até para fazer o Mockup dos software que desenvolvo.

        Também nesta área dos softwares, acabei à poucas semanas de fazer uma webapp para ligação ao meu software de gestão.

        É um aparelho fantástico. Pena a não disponibilidade para comprar quem quiser que eu já tinha comercializado diversas apps de integração para o dispositivo.

        Um abraço

        Luis Madeira

        • helder says:

          Obrigado pelo input Luís, Victor e Carlos.

          Realmente assim já se adequa mais ao meu perfil de utilizador. No entanto pelo que percebi terei de comprar um acessório extra para poder ligar a um videoprojector, certo?

          Claro que não me iria substituir o portátil, pois dou formação geral tipo formação de formadores, de gestão (até aqui tudo bem), mas também em programas específicos como o 3dsmax por exemplo e aí já não há volta a dar.

          Outra questão que me surgiu, devido a não ter porta usb, é saber se existe algum hardware tipo comando remoto que possa usar para passar slides manualmente.

          Quanto aos netbooks também não os acho adequados para mim, tenho um portátil de 13” e acho que menor do que isso seria demasiado pequeno para tudo o que eu quero fazer.

          Sem dúvida que é um produto atraente e se alguém me oferecesse um ia passar muitas horas a mexer no bichinho! Então com a autonomia que vocês referem de 10 horas ui, ui… Agora, acho que de imediato não vale os tais 700€ pedidos.

          Mas mais uma vez obrigado por esta review porque tirou-me muitas ideias erradas e negativas que eu tinha sobre o iPad.

      • mmick says:

        Se realmente dás muita formação e precisas 100% de compatibilidade com ficheiros Office/OpenOffice (ou seja, para TODOS os conteúdos te aparecerem) aconselho-te a comprares um netbook em 2ª mao baratito (arranjas <120-150€) e o iPAD para o resto (podes levar os 2 no mesmo saco).

        Atenção que ABRIR docs nao é o mesmo que reproduzir INTEGRALMENTE o ficheiro.

        • Vítor M. says:

          Um netbok? Hahahaha um netbook compatível com todos os conteúdos????

          Demais essa. Está dito!

          Um netbook não é do segmento dos tablets… alinha-te homem.

          • RCS says:

            Acho que te estás a passar um bocado Vitor. Um netbook abre muitos mais tipos de ficheiros do que o ipad.
            Um netbook abre todos os tipos de ficheiros que um pc qualquer com windows abre. Afinal de contas é apenas um pc mais pequeno e com cpu mais fraco.

            Isto não invalida outras vantagens de o ipad tenha.

          • Vítor M. says:

            RCS…Ora vês…. acho que apanhaste a minha ideia e não me estou a passar, apenas estou a colocar no mesmo ponto o argumento usado para o iPad. 😉

            Rematas tal e qual como eu vejo este gadget.

            “Isto não invalida outras vantagens de o ipad tenha.”

  5. Glink says:

    Tenho uma duvida quanto ao iPad, se eu o mandar vir dos USA, consigo ligar-me a redes por cá? funcionaria tudo como se tivesse comprado um produto Europeu?

    BTW gande analise, foi um prazer lê-la…

    • Carlos Portilha says:

      Sim.

      Quer a versão WI-FI,quer a versão WI-FI+3G, funcionam na Europa sem qualquer restrição.

      O modelo 3G, nem se quer vem bloqueado à rede, como acontece com os iPhones.

      E neste momento, já nem precisas ter uma conta apple US. Qualquer conta serve.

    • Pedro says:

      O iPad, à excepção do Japão (creio eu…) vem desbloqueado por defeito. Funciona com as redes europeias, com a excepção de por enquanto se tiver uma conta portuguesa no itunes, esta não dar para descarregar aplicações para o iPad (enquanto não for lançado). E o mesmo acontece com o teclado. De resto funciona tal como nos EUA…

    • Vítor M. says:

      O meu 3G, que aparece numa das fotos (o que tem uma zona preta por cima) funciona sem qualquer problema nas redes nacionais.

    • mmick says:

      A nao ser que tenhas um amigo que vá aos EUA (ou tu) e te traga a isso a custo zero, tens em Espanha (Tui, Vigo, Salamanca, etc) iPAD WIFI / WIFI + 3G para entrega imediata a preços “idênticos” ($700 – €700) e tens todas as garantias, substituição imediata, etc.
      Isso de mandar vir dos EUA acho que é muito alarido e só compensa se tiveres mesmo alguém que vá lá, possa experimentar por 1 semana o aparelho e depois de comprovar que está OK o trouxer. Fora isso nao aconselho…

  6. Igas says:

    PPLWARE sempre na vanguarda! 🙂

    Nem por acaso, este fim de semana, entrei numa FNAC em Barcelona e lá estavam 3 iPads para prontos a testar. Faziam-se filas para testar o gadget! Consegui testar um e não me surpreendeu em nada! Nada de novo que um iPhone já não tenha. Um dos defeitos que logo me deparei foi com o peso! Uma das virtudes é sem duvida a qualidade de imagem!

    Em suma, para o utilizador comum como eu, sou da opinião que é dinheiro mal empregue…

    • Vítor M. says:

      Sim do ponto de vista da análise de utilidade a partir da fila da FNAC estou de acordo contigo.

      Mas na vida real, no dia-a-dia, fora da fila da FNAC 😉 testa-o e depois conversamos.

      • mmick says:

        Eu já testei Vitor, e o sentimento foi o mesmo 😉 O que gostei mesmo foram os jogos que parecem bem interessantes se bem que o “comando” girando o próprio iPAD senti-o desconfortável, especialmente se estiveres a jogar mais que 10min…

        Para tonificação de músculos jogar uns 30-60min / dia com um iPAD parece-me um exercicio optimo 😀

        (comentário e comentários futuros NAO ao abrigo do acordo ortográfico LOL)

        • Vítor M. says:

          São opiniões e são igualmente válidas, não é a minha, mas cada um tem o seu próprio perfil e é óbvio, este equipamento não servirá a toda a gente.

          No entanto, não deixa de ter um valor e uma importância acrescida por ter “aumentado” os segmentos que combinam mobilidade e informática.

  7. Me says:

    Já estive várias horas a brincar com um iPad, e estive mesmo mesmo quase para comprar um. Não o fiz, e ainda bem.

    O iPad é lindo – quer o hardware quer o software – mas para o uso da maioria das pessoas as vantagens ficam-se por aí. Não dá para trabalhar a sério, pois o teclado é bom mas não dá para usar durante muito tempo. Usar o iPad sem ser numa mesa (especialmente se quisermos escrever) é para esquecer, e duvido muito que dê jeito usá-lo num avião em Económica. Se já ver videos no meu pequeno telemóvel às vezes é complicado com pessoas ao lado, quanto mais usar um iPad…

    A navegação na net faz-se bem, mas o ponto forte são mesmo os jogos – de longe. Das várias pessoas que conheço com iPad quase nenhuma o usa a não ser para jogos, já que com a versão WiFi nos sítios onde têm rede (casa e trabalho) também têm computadores.

    Mas vale a pena dar aquele dinheiro todo por um iPad e depois ainda comprar jogos quando os melhores custam à vontade 10 ou 15 euros? Para mim, não. É que o problema é mesmo esse – o iPad por si não faz grande coisa, estando o valor todo em aplicações que é preciso comprar. Para ligar teclado, monitor, cartões de memória, etc ainda mais é preciso pagar.

    Para viajantes frequentes sem dúvida que é uma excelente opção mas fora isso, e das pessoas que conheço (algumas das quais die-hard Apple fanboys), é bem mais dificil justificar o gasto. Uma boa parte das compras é pelo factor “uuuuh shiny!”. Sei que a minha teria sido 😉

    • Carlos Portilha says:

      “Usar o iPad sem ser numa mesa (especialmente se quisermos escrever) é para esquecer, e duvido muito que dê jeito usá-lo num avião em Económica. Se já ver vídeos no meu pequeno telemóvel às vezes é complicado com pessoas ao lado, quanto mais usar um iPad…”

      Sem dúvida que ninguém vai usar o iPad para escrever, sem o pousar. Era suposto?
      É habitual escreveres com um portátil na mão, sem o apoiar? Penso que apenas o fazemos, com um telemóvel, e isto, para enviar sms’s. Não para escrever texto mais longos.
      Não vejo qualquer dificuldade em usar num voo low cost.

      A parte dos vídeos incomodarem o “vizinho do lado”, só se forem vídeos não aconselháveis a todas as audiências 🙂

      • Me says:

        O objectivo do iPad é, supostamente, ser usado on the go. Dá muito mais jeito meter um portátil ou netbook ao colo do que o iPad. Imagina uma viagem de táxi ou carro, por exemplo. Para exemplos mais realistas, imagina-te sentado no sofá. Experimentei usar o iPad nessa posição mas, simplesmente não dá.

        Se tiveres uma mesinha (à lá avião ou alguns comboios) é mais fácil, mas está dependente de teres alguém ao lado.

        Era disso que estava a falar – é comum haver ‘lutas de cotovelos’ quando está alguém ao lado. Se para mim já é dificil ter o telemóvel levantado numa posição confortável para ver um filme num avião, quanto mais um iPad 🙂

        Uma coisa que me esqueci de referir foi o display. A imagem é muito boa, mas usar em outdoors – mesmo que na sombra, e mesmo em dias sem muito Sol – é para esquecer. Fica mesmo muito difícil ver a imagem… 🙁

        • mmick says:

          A grande questao é que um portatil/netbook tem uma base (teclado) e o ecra fica reclinado virado directamente para os nossos olhos em direcção ao banco.

          Um iPAD fica todo pousado nas pernas logo temos que ficar numa posição menos ergonómica a olhar para as pernas (cabeça mais baixa) e devido ao seu design “slick” tem muito mais tendência a escorregar pelas pernas:
          – temos que ter cuidado quando o aviao baixa/gira
          – ao escrever e tocar no teclado o iPAD tem tendência a “fugir”.

          • Vítor M. says:

            Não, segura-se facilmente com o suporte do braço e antebraço e escreve-se com total fiabilidade naquele teclado.

            Mesmo com ambas as mãos, usando os polegares (embora eu não goste) também poderá ser uma forma de escrever.

          • Vítor M. says:

            E tem tendência a fugir?

            Não reparei ainda nisso… tu não me digas que o meu não traz as rodas?

    • Vítor M. says:

      Me, acho que a tua opinião está focalizada sobretudo numa ideia pré-concebida.

      Não podes argumentar que o iPad não dá para trabalhar e eu tenho vários exemplos de profissionais que trabalham com o iPad no seu dia a dia.

      Um amigo, nosso conhecido cá do site, é professor e passou a ter todo o historial dos seus alunos, documentos, apresentações, mails e afins no iPad. Andava anteriormente de portátil atrás dele, bem mais desnecessário e excessivo, para as funções.

      Conheço dois comerciais espanhóis ligados ao ramo automóvel que usam o iPad como catálogo, como porta de acesso à intranet da empresa, onde passa tudo o que é documento ligado à sua actividade.

      São dois casos que, na recente chegada deste tablet ao mercado, apontam para uma utilização em todas as áreas profissionais.

      Imagina o que termos uma máquina onde podemos dar suporte remoto a qualquer sistema, mais não seja através de uma ligação via teamviewer?

      Mas repara, há ainda imensos cenários por explorar. Vão aparecer milhares de ferramentas de trabalho que poderão correr sobre o iPad.

      • Me says:

        Lê melhor o que eu disse – o iPad não dá para trabalhar *on the go*, sendo o *on the go* o grande selling point (e o grande objectivo) do iPad.

        Dá para trabalhar razoavelmente bem quando o trabalho não é muito intensivo, e é mais revisão e leitura do que criação de conteúdo novo.

        É excelente para, por exemplo, levar para uma reunião com um cliente e projectar a apresentação a partir dali, dando alguns retoques finais na viagem.

        Mas para algo mais que isso simplesmente não consegue substituir um portátil… E não sou só eu que o digo, as pessoas que conheço que o têm (algumas desde o dia do lançamento nos EUA, e algumas verdadeiros fanboys da Apple) dizem-me o mesmo.

        No entanto prevejo que a continuação desta conversa descambe num “mas eu também uso e não é nada assim!”, pelo que provavelmente é darmos todos um melhor uso ao nosso tempo 😉

        • Vítor M. says:

          Desculpa eu li bem, tu corrigiste a tua posição depois. Mas quando te respondi, ainda estavas… no ponto inicial.

          Repara no que dizes em cima. Não tem nada a ver com o que argumentas depois 😉

          • Me says:

            Eu acho que ainda sei ler e escrever Português e que ainda sei bem quais são as minhas opiniões, o que me leva a ter de te dizer que não corrigi posição nenhuma 🙂

            Citando o meu post inicial:

            “Não dá para trabalhar a sério, pois o teclado é bom mas não dá para usar durante muito tempo. Usar o iPad sem ser numa mesa (especialmente se quisermos escrever) é para esquecer”

            O que está de acordo com o meu segundo post:

            “Dá para trabalhar razoavelmente bem quando o trabalho não é muito intensivo, e é mais revisão e leitura do que criação de conteúdo novo.”

            Disse também no post inicial

            “Para viajantes frequentes sem dúvida que é uma excelente opção”

            o que não contradisse no segundo (pelo contrário). É óptimo para levar para um cliente (especialmente pelo factor show-off), é optimo para passar o tempo no aeroporto, e é óptimo para passar o tempo num avião ou jogar no avião se não houver ninguém ao lado.

            Mas agora estou curioso. Parece que conheces a minha opinião bem melhor que eu, portanto em que é que a alterei?

  8. António Mendes says:

    Quanto à review do Sr. Carlos Portilha, referente ao software Airvideo, existe uma alternativa em que é possível fazer a live conversion a partir do PC/Mac, em vez de se fazer isso no iPad/iPhone. Existe por exemplo o PS3 Media Server em Java, que tem essas funcionalidades todas, inclusive legendas embutidas no live streaming e muito, muito mais e é gratuito.

  9. Miguel says:

    Eh lá, grande review! Parabéns!
    Mas continuo a achar, com Android e WiFi + 3G e era lindo 😀

  10. mmick says:

    PS: se alguém confiar e estiver interessado que leve um iPAD de Espanha para o Porto (ou arredores) dia 1 ou 2 Julho que entre em contacto comigo. A loja OFICIAL da Apple fica a 5min de minha casa e têm qualquer modelo para entrega imediata. Também vamos receber o iPHONE 4 (nao sei se vai haver modelo desbloqueado…) em JULHO.

    O mail podem pedir ao Vitor M. e nessa altura digo-vos o preço exacto do modelo que querem.

  11. Bónus says:

    Excelente review!
    Parabéns aos autores!
    Quanto ao aparelho, sem dúvida que é muito prático, e irá ganhar muito terreno no mercado profissional devido à sua grande mobilidade e autonomia.

  12. Nobre says:

    Para activar o Caps Lock acho que vem por predefinição carregar rapidamente 2 vezes no Shift.
    Se não der essa opção tem de ser activada nas definições de teclado.

  13. mushiki says:

    Eu não sou grande fan de apple vou confessar, mas definitivamente vou vender o meu omnia 2 e comprar um iphone 4.
    O mesmo não digo em relacção ao IPAD, excessivamente caro para a utilidade que tem, e precisa de um O.S. e opções ao nível de um portatil.
    Eu não quero um gadget de €500++ para fazer o que um telemovel faz (ou menos) visto que não tem câmara incorporada e não telefona e é incomodo de transportar.
    Eu sou daquelas pessoas que não leva atrás o mp3/portatil/gps/leitor de dvd/and.god.knows.what quando vai numa pequena/grande viagem, simplesmente o telemóvel faz tudo.
    E vamos ser sinceros a única grande vantagem entre um smartphone e um IPAD é o tamanho do ecran, nada mais.
    Daí eu dizer constantemente “portátil também é o meu desktop pc, mas não o transporto no bolso”

  14. jpng81 says:

    Num local publico preferem puxar de um iphone ou um android phone? Este tamanho do ipad é ridiculo para fazer as mesmas coisas um iphone.

    • Nobre says:

      Não venho agora defender a Appl€, mas também não faça afirmações sem qualquer conhecimento de causa.

    • a Friend® says:

      O iPad não é um smartphone.

      No dia que experimentares ambos, vais perceber a grande diferença. É mesmo o tamanho. Os smartphones são ocasionais, algo para ter no bolso e usar em qualquer lado. Mas quando chegas a casa, deixas de usar o computador porque tens um Smartphone? … 😉

      90% das pessoas usam os computadores para coisas banais e simples, como Facebook, Youtube, ver umas páginas habituais, enviar uns e-mails…etc..etc.. o iPad para essa vertente é o ideal. Ter ali sempre ao lado, estilo revista… pronta a usar e a guardar.

      • mushiki says:

        Quando chego a casa claro que deixo de usar tanto o smartphone para usar o desktop pc, a questão é que fora de casa, pessoalmente prefiro usar o meu smartphone que tem um fantástico ecran oled de 3.7 polegas para ir ao facebook, twitter, youtube, etc. e o mais importante cabe no bolso.
        Já experimentei tanto o iphone (tenho bastantes amigos que o têm) e já mencionei que vou trocar o meu omnia 2 por um iphone4, tb tive o prazer de experimentar o ipad no mediamarkt.
        Admito que para ler ebooks/mangas/comics preferia algo com um ecran maior como o ipad, mas a relação preço/utilidade é simplesmente absurda.
        Na minha humilde opinião devia ser um gadget que rondasse os 100/200€ e não o abuso que a apple tem têndencia a fazer.

        • a Friend® says:

          Só 200 dolares custa aquele ecrã capacitivo à Apple… temos que ver que é uma peça de excelentes acabamentos e sistema operativo muito bem conseguido. Essa qualidade paga-se. Pode-se é não “ajustar” ao nosso bolso… é diferente. Mas 200 euros (embora fosse um sonho que assim fosse.. lol.. ) não é um preço justo para um produto destes. Obvio que se fosse, melhor … OBVIO!!.. 😀 .. mas sejamos francos… o produto tem qualidade, quer na construção, quer no cumprimento das suas funções… 100€ é desvalorizar ao máximo o produto que é. Na minha humilde opinião, 399€ já era um preço ideal. Cá em Portugal, esqueçam… Overpriced. $499 dólares é um preço justo nos EUA.

          • mushiki says:

            Concordo, mas com o tempo vai melhorando em todos os aspectos, a apple, na minha opinião, tem o seu golpe final no mercado á 4ª tentativa no iphone4. tá simplesmente fantástico.
            Vamos ver como será o futuro do ipad.
            Antes que me esqueça, excelente review 😉

          • Tiago Dias says:

            O preço nos States está justo. O preço em Portugal não se adivinha nem próximo de justo. É esse o grande problema do iPad…

  15. Maraduxo says:

    Muito boa a análise, mas resumindo e concluindo, não passa de um iphone XXL…
    Eu sou dos que nunca gastaria dinheiro numa coisa dessas, e ainda diz Steve Jobs que o futuro é o ipad e que os PCs tem os dias contados…

  16. PTDennis says:

    Parabéns pela review! Muito bem conseguida.
    Pude constatar que o IPad, tem um design excelente mas faltam-lhe algumas funcionalidades que para mim são essenciais (porta USB e um excelente Office). Acho o preço exagerado para um aparelho que nem phones trás de origem.

    Continuem o bom trabalho pplware

  17. Sun II says:

    Digam-me donos do iPad/iPhone/iPod e afins…

    …como sabe ter esse equipamento na mão sabendo que quem o fabricou provavelmente ja se suicidou?

    • Vítor M. says:

      O tipo que fez esse teu computador, que estás a usar, acho que se enforcou, porque não recebeu salário e estava empenhado em dívidas, o que sentes em relação a isso?

      • Sun II says:

        Até parece que não acompanhaste as noticias da foxconn :-p

        • Vítor M. says:

          Não deves acompanhar as notícias de Portugal… que é bem mais perto.

          Convido-te a dar uma volta pelo Vale do Ave, vens comigo que apresento-te umas familias de conhecidos que te vão explicar o que fizeram em 40 anos de trabalho e que te vão mostrar como vivem hoje.

    • Vítor M. says:

      O tipo que fabricou os sapatos que usas, um tipo de Felgueiras, foi despedido e está na miséria, porque o patrão fechou a fábrica e ele não tem dinheiro para alimentar as 3 crianças e a esposa.

      Como te sentes a usar esses sapatos todos janotas?

      Já agora, o tipo que fez essa t-shirt que usas hoje, que diz Reebok, que trabalhava numa empresa no Vale do Ave, passa fome, pois não tem trabalho e acabou o tempo do sub. de desemprego e os 180€ de rendimento minimo não chega para pagar a renda da casa, como te sentes ao saber isso?

      • a Friend® says:

        Ou se calhar os tenis Nike que usa, que muitos são fruto de exploração infantil..

        Enfim.. comentário mais descabido de quem não tem nada de útil para dizer…

        Hipocrisia revela muito a personalidade de uma pessoa.

  18. Hugo Cura says:

    Aparelho fantástico, sem sombra de dúvidas. Só gostava de ver concorrência à altura 🙂 um dia… talvez.

  19. Tiago Dias says:

    Review Fantástica! Já andava para perguntar onde é que ela estava, pois tinha sido prometida e aguardava ansiosamente!

    É disto que se precisa, análises com experiência e uso do aparelho, a mostrar todos os prós e contras de um uso no dia a dia.. O iPad está cada vez mais a calar todos aqueles que lhe chamaram tudo e mais alguma coisa, inventaram até defeitos em tudo o que o iPad tinha e era.. A maior parte dos críticos, se continuar a criticar, é pura inveja! Quem não queria ter um “brinquedo” destes? 😛

    Mais uma vez os meus parabéns! Excelente análise! Continuem assim 😉

    • mmick says:

      Dado queria sim (óbvio). Mas se neste momento passasse para 250€ eu nao comprava um (e tenho dinheiro para ele).

      Apesar de já ter um telemovel de topo (i8910) prefiro gastar 700€ a comprar mais um de topo (iPhone 4) que gastar 250€ num iPAD.

      • Tiago Dias says:

        São opiniões.. Já eu, neste momento, não dava 700€ nem por um, nem por outro.

        Na minha opinião os preços actuais nos Estados Unidos, convertidos para € justamente, eram preços justos para estes produtos. Mas é claro que o IVA estraga tudo, mas não bastava isso e ainda espetam a dos transportes (o transporte é caro, mas dividindo isso por cada peça deve ficar insignificante) e as operadoras comem tudo o que conseguem.. Agora os preços nos States, onde o nível de salários é superior ao nosso, os preços são aceitáveis..

        Quanto aos smartphones vs. iPad… Alguns até podem fazer mais que o iPad, mas não é a mesma coisa! Sim, o facto de ser um “iPhone/iPod touch gigante” conta muito! Muitos criticam dizendo que o iPad é isso, mas onde é que isso é um defeito?

        Para mim o iPad serviria para fazer as coisas que num PC são básicas e num smartphone se fazem com muita dificuldade…

  20. mmick says:

    Ei lá vim aqui depois de almoço e até parece que estao a dar rebuçados LOL

    Bom a nível de comentários:
    – acho desnecessário a alusao a suicidios, indonesias, etc. Todos sabemos que a produção foi mudada para esses países, há pessoas exploradas infelizmente (os EUA deviam fazer algo contra isso…estranho nao fazerem…ahh nao há petroleo, ok) mas também a produção nesses paises deixou muita gente na europa desempregada com créditos, etc. Um drama e nao vale a pena falar nisso

    – comentários sobre os netbook vs. iPAD: é incrível como as pessoas justificam a falta de algo com “nunca testaram por isso falam sem saber” ou “testem e depois digam”. Mas se TANTOS e TANTOS já testaram o iPAD e estao aqui a comentar MAS têm uma opiniao diferente, qual é o drama? Ou acham que quem argumenta contra o iPAD e o testou está doido e devia ter ficado viciado e, se nao está é porque ou nao é normal ou nao fala a verdade?

    A realidade é que há muitas pessoas que nao gostam, nao acham prático, nao veem a necessidade do iPAD nem que ele fosse para metade do preço. Se para os donos (ou futuros) é uma obra de art, um diamante, excelente. Mas há muita gente que nao acha o mesmo.

    Eu agradecia é que os donos dos iPAD (ou futuros) nao viessem querer vender o peixe com argumentos à-la-Apple a querer fazer dum Alfa Romeo um Ferrari. Se querem dizer que o ecra tem 5000ppi, que o iPAD lê tudo e mais alguma coisa, que suporta tudo com 20 adaptadores (1 para webcam, 1 para cartoes, 1 teclado, 1 VGA, … ufa até já me cansei…) mas que é igualzinho a ter tudo built-in, que tem mais potencia 3D que a última NVIDIA, etc etc. Opa estejam à vontade no vosso mundinho colorido.

    A realidade é que é diferente e se nao querem aceitar tudo bem para mim. Nao é ao insultarem, mandarem bocas, etc que vao mudar as ideias dos outros.

    O que é bom fala por si: o primeiro iPhone pouca propaganda teve e vendeu imenso. Eu digo assim: se o iPAD é tao fantástico como é que eu NUNCA vi ninguém com nenhum a sair duma FNAC, NUNCA vi ninguém em nenhum shopping, biblioteca, esplanada, etc e vejo tantos netbooks? “Ahh porque és cego e os outros todos sao cegos porque compram netbooks e todo o mundo que nao tenha um iPAD é cego. Só vê quem tem um” LOL

    • Rui M. says:

      Resumindo: És um utilizador que está a justificar tanto a NÃO COMPRA de um iPad que parece que quem desdenha…

      Desculpa.. é que tenho lido os teus comentários todos e não é normal alguém que diz “desprezar” um produto, comentar e justificar tanto a não compra do mesmo.

      • mmick says:

        alguém está a desprezar? Estou a *comentar* um produto! LOL

        Mas afinal onde estamos? Numa “thread” que é um review a um produto e eu estou a avaliar/comentar esse mesmo produto que já testei inúmeras vezes na loja aqui ao lado OU estamos numa “thread” que é para dizer “AMÉM comprem todos porque é indispensável!”?

        Se assim o é o ideal é colocarem no inicio da thread “thread só para dizerem bem e aplaudirem”…

        Bom, sei que é interessante atacarem-me e virem com argumentos de que parece que sou Anti-algo para os meus argumentos parecerem menos válidos, mas acho que estao a ir pelo caminho errado 🙂

        • Rui M. says:

          Meu caro, não é errado criticar construtivamente, fundamentar, argumentar… nada disso. O que está em errado é fazer-lo excessivamente… dá a impressão contrária de quem realmente não gosta.

          Os que verdadeiramente NÃO GOSTAM… passam ao lado ou dizem apenas uma vez o que acham e porque não lhes atraí… O que te vejo a fazer em todo o tópico é uma tentativa excessiva de justificar algo que dizes não querer…torna-se um sentimento estranho de AMOR/ODIO ao produto. 😉

          • mmick says:

            Eu entendo o que queres dizer mas é impressao tua talvez por responder a várias pessoas aludindo ao tema. Uma atitude tendenciosa vê-se por exemplo quando alguém usa a palavra “criticar” em vez de argumentar contra, nao vendo eu o mesmo comportamento a quem desmesuradamente dá “lavagens cerebrais Apple” e insinuam-se contra quem tem outra opiniao.

            O célebre caso de que se dizes que testaste e nao gostaste e alguém diz “ah é porque nao usaste, quando usares…”. Dois pesos, duas medidas.

    • Vítor M. says:

      Não volto ao mesmo. Apenas acho que deverias ter um pouco mais de respeito com o trabalho feito por mim e pelas pessoas que quiseram participar de livre vontade, enviando as suas análises.

      Há argumentos que usas que são…

      Enfim. No comments!

      • mmick says:

        Vitor, eu tenho IMENSO respeito pelo trabalho de todos e nao houve UM comentário contrário a isso.

        Acredito é que a dedicação de algumas pessoas por determinada máquina/marca chega a um extremo em que os comentários e opinioes livres das pessoas que nao pensam o mesmo nao sao bem-vindos.

        Pessoalmente -e acredito que algumas pessoas que cá param assiduamente também- sentem-se de certo modo manipuladas para aderirem ou darem um parecer favorável a um produto X ou Y (neste caso iPhones e iPAD) porque caso contrário nao sao bem-vindas.

        Eu por apenas expressar os CONS que vejo no iPAD e mais ainda estando num review desse produto sou bombardeado com comentários menos dignos, entristecendo-me principalmente porque algumas pessoas sao do PPLWARE e -logo- deviam ser isentos. Opinioes de 3os é uma coisa, opinioes/reviews de revistas/foruns ou sao isentos ou entao sao marketing puro e duro.

  21. Vasco Elvas says:

    Em tempos escrevi alguns comentários acerca do ipad. Adquiri-o em Abril nos US pelo preço de 480 EUR (32Gb).

    o iPad é um produto de consumo por excelência. Há!.. mas não tem multitask…. e depois? Por mais que existam as tão aclamadas lacunas funcionais, ele serve o propósito para que foi construído.

    As reviews deste post estão muito bem conseguidas, mas se há coisa que não gosto é o peso do bicho na barriga… quando estou deitadinho no sofá. 😉 A appstore por vezes apresenta alguns bugs no HTML remoto.

    Esperei muito tempo por um tablet e estou muito contente com a decisão por ter optado pela Apple (da qual apenas possuo um telefone , o 3GS). Continuo com o meu adorado PC, continuamente alvo de upgrades, uma vez que cresci com esta plataforma computacional (gaming e Linux).

    Concordo que ultimamente o discurso da Apple até tem roçado a prepotência mas enfim, óssos do ofício, afinal são o alvo a abater.

    A Google está a mexer-se muito bem com o Android e espero vivamente que a Microsoft revitalize o Windows Mobile, na versão 7.

    Já viram, quem ganha são os consumidores!

    Nota: Hoje testei um Nokia N8. Fiquei agradavelmente surpreendido com a performance do móvel. O que menos me impressionou é o UI monolítico, que pouco tem evoluído face à pressão do touch display dos demais concorrentes.

    Forte Abraço

    • mmick says:

      Ainda nao testei pessoalmente o N8 mas pelos reviews que vi -tirando o HDMI que é um show- o resto parece muito curtinho, a começar pela resolução (para 2010) até acabar no UI como dizes. Tem que haver gostos para tudo mas parece-me que para o Symbian a coisa está a ficar “preta” para apanhar o iOS e Android…

  22. Jonathas Felipe Aires ferreira says:

    Qual é o nome da canção do primeiro vídeo?

  23. The Duke says:

    I-N-U-T-I-L-I-D-A-D-E

    • karlus says:

      Mmmmmm, parece-me mais inútil o teu comentário. Mas é só a minha opinião 🙂

      Sabem o que me dá ainda mais gozo em ter um iPad?

      É saber que nem todos podem desfrutar do prazer que ele dá. Ou seja, faz de mim uma pessoa especial 🙂

      • mushiki says:

        rotfl isso chama-se elitismo 😛
        É algo que a apple sempre foi boa a despertar nos users, independentemente da utilidade do produto, eles tornam-o especial aos olhos do user.
        Prova disso é comparar o iphone com o ipad.
        Enumerem 1 propriedade/utilidade que o ipad tenha e o iphone n tenha, com excepção do obvio um ecran maior.

        • Tiago Dias says:

          Só um reparo.. Sabes o que é um iPhone certo? É bom..é uma máquina fantástica.. Agora imagina toda a potencialidade do iPhone, a fluidez, a rapidez, a fiabilidade, todas essas características que o iPhone tem, imagina-as num ecrã maior. Pronto…tens o iPad… tens as potencialidades do iPhone num ecran maior, onde podes fazer ainda mais coisas e de uma forma mais pratica (escrever textos mais ou menos longos não deve ser fácil no iphone).

          Não percebo porque é que o facto de o iPad ser um iPhone grande é um defeito. o iPad É MESMO um “iPhone gigante”, em que tudo está adaptado e melhorado para um ecran maior, onde se pode trabalhar melhor, brincar melhor, fazer qualquer coisa melhor…

  24. Vítor M. says:

    Quero agradecer ao Carlos Portilha e ao Hugo Barros pelos seus testemunhos. Sei que demorou algum tempo a serem publicados, mas há determinadas experiências que só se obtêm com o tempo de utilização. Foi a vossa participação que deu o brilho necessário a este post.

    O nosso agradecimento.

    Vítor M.
    pplware.com

    • MC says:

      Excelente post Vítor. E Dire Straits? Vê-se mesmo que és um tipo como deve ser lol!
      Por muito que digam e argumentem (bem ou mal), o iPad está para ficar e em certa maneira já revolucionou e inovou. Quem não vê isto, ou é cego ou é parvo.

    • Carlos Portilha says:

      Foi com enorme prazer que contribuí para o “nosso” pplware, onde me alimento várias vezes ao dia.

      O meu agradecimento também, por todo o vosso trabalho.

  25. Emannxx says:

    P.I: Pas Interessé

    É tudo por hoje =)

  26. JP says:

    E uma análise ao iPed?
    O concorrente da China ao equipamento da Apple mas com sistema operativo Android, possui USB e suporta Flash.
    Já para não falar no preço…
    Será uma boa alternativa custo/beneficio?
    Já existe muita gente a perguntar quando e onde isso estará à venda…

    • mushiki says:

      eu posso ser (um pouco) anti apple mas axo que ia mais rapidamente ao ipad que ao iped.
      Pela minha experiência com gadgets made in china, como por exemplo a imitação do iphone.. dá para assustar a falta de qualidade que tem no hardware.
      Na minha opinião axo que apenas se aproveitava mesmo o android O.S.
      Pelo video de demo do IPED nota-se alguns flaws no hardware (lento)

    • mmick says:

      Bom, o “iPED” apesar do Android de certeza que nao tem o calibre de afinações, optimizações etc que tem um dispositivo de marca, muito menos como um iPAD. Claro está que para as tarefas mais usuais e pelo preço (nao sei a quanto anda) deverá compensar mas umas das coisas mais apelativas que o iPAD tem sao os jogos/apps específicos e optimizados da App Store, coisa que o iPED nem lá perto…
      Mas é uma ideia interessante, se alguém tiver um e puder fazer um review…

  27. RCS says:

    Vítor, se me quiseres emprestar durante uns tempos também faço uma review 🙂

    • Vítor M. says:

      hehehe 😀 se morares aqui perto, não vejo razão para não emprestar :d

      Vais gostar, acredita que o preço é o seu maior contra, mas o que tem para oferecer é algo que não se encontra em mais nenhum dispositivo.

      Muito viciante esta forma de trabalhar, divertir, relaxar… muito viciante mesmo.

  28. RS says:

    Epa deixem-se de tretas … uns gostam outros não, é um Gadget para os geeks, para quem precisa para trabalho, porque facilita a vida, porque n razões ninguem é obrigado a compra-lo, gosta compra nao gosta pa temos pena vai olhando e falando mal para si. “Mera Opinião pessoal”, para mim não iria ter muita utilidade, prefiro um netbook, mas não deixa de ser um Gadget engraçado, contudo acho um pouco o preço elevado mas só compra quem tem quem não tem e quer faz crédito ….. argh o MALDITO PORTUGUES.

  29. Quasar says:

    A mim não me faz falta. Não critico quem pensa que lhe faz falta.
    O que me dá pena é começar a achar o pplware demasiado tendencioso. Vejo aqui Marketing à descarada.
    Espero que não estejam a ser tendenciosos só porque alguem vos ofereceu o dito cujo mais algumas contra partidas.
    Mas tenho uma certeza, a partir daqui para a frente vai ser sempre a descer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.