Quantcast
PplWare Mobile

A Invenção do Ano

                                    
                                

Este artigo tem mais de um ano


Autor: Ricardo Ferreira


  1. RwR says:

    Hmm… se calhar… mas se formos ver… Se calhar…

    NÃO!

  2. machado says:

    ..::MARKETING DO ANO::..
    ISSO SIM

  3. Fábio Palma says:

    NÃO. Até os Iphones clones sao melhores que o original 🙂

    Ricardo humm…tou a ver que aderiste um ^^

  4. Pedro says:

    Sou subscritor da TIME, vou esperar pela versão escrita.
    De qualquer forma, concordo com quem disse que era uma bela manobra de marketing. :S

  5. t@ndre says:

    concordo com o @machado.. só marketing…
    que raio de invenção esta….
    ———————–
    http://www.sounatural.com

  6. Jorge says:

    Bem eu k na percebo nada de ingle tou lixado, para mim este post na diz nada.

  7. Leonardo says:

    sim e não…
    sim se eu tiver bem de dinheiro
    não se eu tiver +/- de dinheiro…

    ou seja não

  8. Sky says:

    Se considerarmos a forma como os fabricantes começam a desenvolver os novos telemóveis… à semelhança de qual?

    …então sim

  9. Paulo says:

    Sem 3G .. para mim não!

  10. Manuelito says:

    @Leonardo
    Se não te importas faço minha a tua votação e os teus argumentos.
    Fiquem bem

  11. keops says:

    Não. É só marketing, há igual por um preço acessível

  12. Leon says:

    Não podemos ser perfeccionistas: Não tem 3G e será mesmo necessário ter? A curto prazo talvez; marketing? Qual é a empresa de tecnologias que não aposta em marketing? Em todos os quadrantes tecnológicos o dinheiro é um factor importante e não é por isso que as coisas deixam de ser revolucionárias…

    Não tenho nenhum nem faço questão em adquiri-lo quando chegar a Portugal, mas que é uma revolução no mundo dos telemóveis tenho que concordar. Se não fosse, não era tão falado, tão cobiçado, nem se via a concorrência a fazer esforços para disponibilizar a mesma tecnologia.

    No futuro penso que o IPHONE vai evoluir de encontro ao que actualmente se queixam, mas também não podemos pedir revolução e ter tudo o que os outros de topo já têm.

    A história de ser a invenção do ano é discutível… mas também não estou à espera que seja a imprensa, seja ela qual for, a ter qualificações (técnicas e/ou científicas) para chegar a uma conclusão incontestável.

  13. Demon says:

    não concordo que seja a invenção do ano, mas concordo com as 5 razoes.

  14. aver says:

    Para a TIME o iPhone foi a invenção do ano e o gadget do ano. Dando-se uma volta pelas várias categorias talvez não surpeenda. Sempre são já 14 milhões de americanos/classe mais instruída que o compraram.

    Na categoria “enviroment” gostei de um novo papel que a Xerox está a estudar, esquecendo o mito que a informática permitia acabar com o papel, mas resolvendo o problema das n impressões para prova/correcção que se deitam fora.

    Exposto à luz as letras desaparecem em 24 horas e pode ser reescrito. Espero que me comecem a mandar as multas de trânsito escritas nesse papel. 😉

  15. Mário says:

    Não concordo de todo!! O iphone nem sequer é uma invenção. É apenas um objecto dotado de recente tecnologia. Como muitos outros. Estes gajos da TIME têm cada uma…..

  16. dajosova says:

    >>>>>> OFF TOPIC

  17. Talvez não tenha sido a invenção (se é que se trata de invenção) do ano, mas foi a mais esperada, foi a que mais mexeu com o mundo da tecnologia…
    A próxima vai ser o GPhone. 😛

  18. dajosova says:

    bem… não sei o que se passou em relação ao post anterior mas não apreceu o texto!!!

    Era só pra dizer que a Nokia comprou a Navteq !!!!

    Fonte: http://www.nokia.com/A4136001?newsid=1157198

  19. fedora600 says:

    concordo com o Fábio Palma, parece que os clones são melhores

  20. johnny says:

    É impressão minha ou a Apple esforçou-se por não fazer o melhor que podia na contruçao desta maquina? A mim parece-me que é realmente um bom plano de marketing dividido por fases, uma primeira – a da novidade – e as seguintes caracterizadas por pequenos acrescentos tecnologicos que estranhamente têm ficado de fora e que quase já são banais? É a caça ao pato bravo!!!

  21. IR says:

    Ora, eu acho sinceramente que para alem de ser muito falado não quer dizer que seja o melhor do mundo (Marketing).
    Não utilizei um mas parece-me que o meu P535 consegue estar à altura.

  22. Strone says:

    claro que foi a invenção do ano.. ora a source e’ uma revista americana, um produto americano de uma empresa americana.. alguma vez viram os US and A a puxar por alquem que não fossem eles??

    a invenção do ano e’ o OLPC.. isso sim..

  23. Pedro says:

    Não! prefiro o meu asus p535

  24. knozer says:

    bem e giro e engraçado mas nao a invençao do ano senao estavasmo lixados LOL

    eu tenho um N80 e digo nao o trocava por um iphone, gosto da camara dele, gosto das apps dele, gosto do seu design (bem mas o iphone e masi giro ninguem tem hipoteses nessa area :P) e csutou-me menos que um Iphone (dado que veio por inpresa ficou +/- 70€), agora se o iphone da para ouvir musica, qiulaque dispositivo movel actualmente daa, ver filmes, bem eu vejo xvid e divx a full speed no meu n80, so nao vejo x.264, mas o iphone tambem nao consegue ler isso a full speed certamente.

    as razoes que eles apresentam sao validas, mas ao ponto de ser a melhor invençao do ano, nao creio, existem melhores noutras areas

  25. Gilao8 says:

    Bem, já estive com um na mão a brincar, com o meu número optimos a funcionar e achei o máximo, rápido, bons menus, boa máquina fotográfica e bom telefone.

    Agora digam-me um bom telemovel com isto tudo por 216€.

  26. PEDRO says:

    Só se for pelo 3º motivo 🙂

  27. p2mc says:

    Eu concordo com a Time, principalmente quando tenho que atender o meu Qtek S100 e os meus dedos são grandes de mais para icons tão pequenos ou quando carrego no ecran e os icons nem querem saber, quase que tenho que lhe dar uns socos para aquilo funcionar, e ainda por cima custou-me na altura em que comprei cerca de 500 euros.
    Quando o iPhone chegar a Portugal vou experimentar e se de facto for um bom Smartphone e funcionar só com os dedos podem ter a certeza que compro um.

  28. Antonio Aguiar says:

    Mas alguem leu sequer os textos da Time ????

  29. popy says:

    Markting do ano é de certeza.

    Não trocava o meu N95 por isso… só o troco pelo N95 8GB.

    Nao percebo nadinha do 3º ponto. Pelo titulo, que diz que vi fazer com que os outros telefones sejam melhores, sim..acredito que sim..isso , claro, tem a ver com concorrencia. Se a Samsung lança um telemovel muito bom que destrona a Nokia do podio, é obvio que a Nokia a seguir faz um telemovel ainda melhor que o da Samsung. Escrevo isto julgando pelo titulo do 3º ponto..

    Agora pelo texto…nao percebo mesmo. Falam de liberdade… No iPhone? Legalmente onde está a liberdade para os utilizadores escolherem a rede que querem usar? liberdade de escolherem centenas de aplicaçoes para instalar?

    Alguem por favor me explica o 3º ponto?

  30. Basicamente é a melhor invenção do ano porque vai evoluir e ser bom daqui a alguns anos… lol 🙂 marketing power! 🙂

  31. Kayn says:

    lol. i mean… LOL!

    “The iPhone is pretty! It speaks your language.” – Nao tenho palavras para o quanto ridiculo isto me soou. Mesmo.

    “It’s touchy-feely” – Certo que a touch-tech tem serias vantagens. E tambem tem sérias desvantagens, com escrever uma mensagem. Vamos comparar a quantidade de pessoas que compra um tele pra ir pro Google Earth com a quantidade que compra um tele pra escrever mensagens. right… a solução deles? Banalizam o facto. Muito bom.
    E absolutamente adorei esta: como é que eles conseguem comparar o iphone com uma wii?! É que, essencialmente, NAO TEM NADA A VER.

    “It will make other phones better” – completamente. arrisco-me a dizer que este é o objectivo secreto da apple com o iphone. Melhorar a concorrencia.

    “It’s not a phone, it’s a platform” – Obvio. Nao tas a comprar um telefone, pensavas que isto era o que? Porque outro motivo se poderia pensar que um brinquedo de ~500€ teria tantos problemas em ser um simples telemovel?
    Tas a ver o grande problema que vais ter imediatamente quando o compras? Caga nele porque tem um alto potencial para haver uma panoplia de software pra isto no futuro. Ou nao.

    “It is but the ghost of iPhones yet to come” – Grande argumento de venda. Compra já este, porque os próximos, sim, serão muito melhores!

    Acordem, isto não é um movimento social, é só um telefone (ou nem isso)!!!

  32. Tiago Taborda says:

    Mas inventar nao ‘e fazer algo k n existia antes?

    desde kuando ‘e k ‘e a invencao do ano?? LOL

  33. kincas says:

    “Não é fácil digitar texto. É lento. É grande. É, talvez, demasiado caro.” quem disse?
    Realmente.
    Onde é que existia antes o multitouch? Não será invenção isso junto com o SO.

  34. CD says:

    Se formos a comparar qualidade/preço mais vale comprar um clone do iphone, além de ser mais barato tem mais serviços e alguns bugs já corrigidos.

  35. Fotometro says:

    Viva,

    É obvio que é um produto que a Nokia ou a Samsung gostaria de ter lançado em primeiro lugar, porque quem aparece em primeiro tem uma grande vantagem sobre a concorrencia.

    Brevemente “os outros” vão querer ter algo semelhante.

    Mas, desse ponto até “invenção do ano” parece o continuar da máquina de marketing.
    Apenas conjugaram ideias existentes noutros produtos e “meteram” numa caixa que parece bonita.

    No entanto se estivesse à venda por 150€, muitos destes comentários não teriam sido escritos…
    Mas isso digo eu…

    Fotometro.

  36. kincas says:

    to CD
    Estamos a falar de (clone)?
    Que bugs são esses?
    Que serviços são esses a mais?

  37. Carlos Belchior says:

    o iPhone melhor invenção do ano? pk?
    @ Kayn – ñ conseguias explicar mlhr a mnh opinião? 😛
    o best das caracteristicas e’ mxm o “It’s not a phone, it’s a platform”. ha 2 tipos d plataformas:
    1-> as que dão problemas
    2-> as que são um fracasso…
    O iPhone tem como plataforma um tipo 2. lol
    no minimo tendencioso?
    bem haja

  38. Vitor Machado says:

    Bem como futuro designer de produto custa-me ver este tipo de coisas! este producto e tal como outros da repectiva marca sao alvos de fantasticas producoes de markting, sem duvida de que o iPhone nao é nem de perto 50% da imagem que lhe foi atribuida mas para o publico geral … mas quem vence sao eles e nós somos só a opiniao contra da qual nada vale !
    abracos

  39. johnito says:

    É bonito, tem apresentação, pelo que ja li na função de telemovel deixa um bocado a desejar entre outrras virtudes e defeitos, no entanto gostaria de experiemntar primeiro para não ter que vender o peixe dos outros.
    Apesar disso não concordo que seja a invenção do ano.

  40. José Orlando Letra says:

    Bom mas afinal de vocês todos quem é que tem um Iphone?

  41. InfectedM says:

    Bem… para mim… o iphone é vencedor na categoria de marketing do ano… isso sim…!
    Para quem se da bem com o inglês pode ler este artigo em que falam da segurança do iPhone…

    http://www.wired.com/politics/security/news/2007/10/iphone_windows

    Eu vou pensar 2 vezes antes de andar com um iPhone no bolso…!

    be weLL

  42. aver says:

    Quando se esperava que hoje o Google anunciasse o Gphone , foi anunciada … a plataforma Android, para dispositivos móveis, a distribuir aos que desenvolvem programas (developers) já na próxima semana.

    A plataforma Android tem alguma relação com o Gphone ? Resposta de Andy Rubin Director do Google para as Plataformas Móveis:

    “O que chamamos a atenção é para o facto de esta plataforma é a plataforma perfeita; se vocês quiserem contruir um Gphone, constroem-no sobre esta plataforma. O que é interessante nela é que, uma vez que a plataforma é tão aberta e tão flexível e tem tantas capacidades que vocês precisam de contruir um telefone ou qualquer tipo de dispositivo portátil, nós pensamos que haverá muitos, muitos tipos diferentes de dispositivos móveis, muito diferentes das coisas que vimos hoje, por causa da inovação”.

    E mais não disse. Se querem saber quais as perguntas que ficaram por responder:
    http://www.betanews.com/article/Googles_Phone_Platform_Its_Not_an_OS_So_What_Is_It/1194293477

  43. aver says:

    Mais um link sobre a “Google’s Open Handset Alliance”, para desenvolver o Android. Por enquanto está tudo virado para o desenvolvimento desse software. Como é que se vai traduzir em dispositivos físicos (Gphones) é uma questão ainda em aberto.
    http://www.techcrunch.com/2007/11/05/breaking-google-announces-android-and-open-handset-alliance/

  44. 5uCk says:

    Ainda nao tem messenger e aplicacoes de outros legais, mas brevemente.
    Eu ja tive com um na mao e garanto k é excelente! E exite ha venda em portugal…

  45. Piga says:

    A Time é americana! Está tudo dito.
    Falta mesmo é uma revista europeia a falar bem da Nokia..
    vamos a isso rapazes

  46. Olá a todos,

    Apesar de ainda não ter tido a possibilidade de testar um iPhone, tudo o que tenho lido (de fontes neutras) apontam para que, de facto, é um produto revolucionário.

    Tudo tem vantagens e desvantagens, mas as 200 patentes que o iPhone registou dão uma ideia do que pode estar para vir. É certo que havia possibilidade de ir “mais-além”, mas é assim que funciona o mercado, isto é, haverá necessidade de lançar o iPhone 2.0, 3.0, etc. (O próprio Jobs admitiu que a próxima versão poderá ter 3G.)

    Um das maiores falhas cometidas pela generalidade das pessoas é querer comparar algumas características. É certo que existem no mercado telemóveis com melhores características, mas faltam-lhes duas: User Experience e Usability. Um exemplo: praticamente todos os players mp3 têm rádio. Os iPods não. E mesmo assim, mantém 70% da cota de mercado.

    A Apple não se foca em ter produtos com 999 funcionalidades. Foca-se em proporcionar simplicidade de utilização para aquele que querem coisas simples de usar (afinal não queremos todos?).

    Cumprimentos,
    RMC

  47. Ricardo Ferreira says:

    @kincas
    “Não é fácil digitar texto. É lento. É grande. É, talvez, demasiado caro.” quem disse?

    Quem disse foi a TIME, eu limitei-me a traduzir.

    Todos vocês falam de que foi o melhor produto em termos de marketing, a verdade é que nunca nenhum de vocês viu um anúncio do iPhone. Por outras palavras, o iPhone ainda nem começou a ser publicitado por estas bandas e já todos ouviram falar nele. Quem o divulgou foram todos vocês, basta ver que os posts aqui no Pplware acerca do iPhone obtiam sempre um elevado número de comentários.

    O Ricardo Moreira de Carvalho introduziu algo neste “debate” extremamente importante. Não é sempre (e quase me atrevo a dizer que não é nunca) o produto com mais e melhores características que mais vende. Está à vista de todos, só não vê quem não quer ver:
    – A PS3 é a consola de jogos mais avançada tecnologicamente, no entanto a Wii, muito mais fraca, leva larga vantagem numa guerra que ao príncipio parecia limitada à Sony e à Microsoft.
    – Entre os leitores de música, o iPod não é leitor que suporta mais formatos. No entanto já vendeu milhões de unidades, com um sucesso nunca antes visto.

    No entanto, tão o iPod como a Wii introduziram alguns conceitos muitos inovadores, até mesmo revolucionários. [Dei estes dois exemplos mas outros se lembrarão de mais.] É assim que se evolui. Não se trata apenas de pegar em tudo o que já temos e compactar num produto. O objectivo é fazer algo diferente.

  48. Boas, estou sem palavras :), melhor invenção do ano? Parece que voltaram para a era antiga, não tem 3G, não suporta Java, o Browser não suporta flash, acho que não é preciso dizer muito mais, tive recentemente um N95 e neste momento tenho um E90, posso vos dizer que são Ferraris, para mim o Iphone é um clássico com um design moderno :). Desculpem a sinceridade meus amantes do Iphone …
    Cumprimentos,

    Xavier Soares

  49. kincas says:

    Para fazer comentários têm primeiro de experimentar.
    Quanto ao resto são tudo balelas.

  50. Amigo Kincas, testei e usei, sei bem o que digo, a única coisa que gosto é da possibilidade de vários toques ao mesmo tempo no ecrã, de resto, lol, nem vale a pena repetir… Abraço

  51. Dj Suca says:

    Nem de Longe…..

    Não é não sera, é apenas mais um erro tecnologico…

  52. kincas says:

    Está à vista a grandeza desse erro.
    Amanha vai também ser visto em UK e na Alemanha.
    Anda tudo errado. Vocês é que estão certos.

  53. kincas says:

    É tal e qual o iPod quando foi lançado. Também havia muitos do vosso tipo que disseram o que disseram. Muitos deles tiveram “tomates” de depois se virem retratar. Outros permaneceram em silêncio.

  54. Carlos Belchior says:

    @kincas
    deves ter a mania k vens para aqui insultar o pessoal? se n tens capacidades psicológicas pa saber falar e respeitar os outros que não têm a tua opinião que fazes num blog? quanto ao ipod n e por nada que as pessoas que compraram nano’s com visor nos EUA foram-lhe retribuidas indemnizações após uma deficiência de fabrico nos visores. ups… isto n dvia ser pa dizer?

  55. kincas says:

    To Carlos Belchior

    Era bom saber do que falas para não dizerem disparates.
    Onde é que foi dada alguma indemnização a alguém? Andas muito enganadinho. Revê lá as tuas fontes de informação para não fazeres figuras ridículas.
    Já agora não existem nanos sem visor. O primeiro nano foi lançado em Set. 2005 e tinha um ecrã de 1,5″ de LCD a cores com retoiluminação de LED.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.