Quantcast
PplWare Mobile

Análise The Last of Us 2 (Playstation 4)

                                    
                                

Autor: Paulo Silva


  1. mrProTech says:

    Boa análise, agora os haters do TLOU e de Playstation é que vão chorar por este jogo lindíssimo que irá receber o GOTY (Game of The Year) se for um grande sucesso como o primeiro!!!

    Que venha a parte 3.

  2. Proby says:

    LONGEVIDADE 10/10?

  3. ProGuy33 says:

    O melhor jogo de sempre desta geração a par do GoW

  4. True says:

    Discordo completamente na parte da história. Não podia ter sido mais mal contada, a morte do joel não fez sentido da maneira que ocorreu, ninguém quer saber da história da abby e dos amigos depois de os termos morto a todos. Personagens morrem e depois ningúem fala mais deles, já para não falar naquele final. Deixá-la viver para quê, depois de ter matado os amigos todos? Quer dizer, o jogo todo é sobre vingança e no fim a ellie mata todos menos o principal culpado. Terrível. Os únicos personagens introduzidos interessantes foram o lev e a yara.

    • Alexandre says:

      Não é um jogo, é uma história interativa!
      Jogos agora é como os óscares, é obrigatório fazer uma vénia a uma minoria qualquer e é prémio garantido….

      Graficamente é muito bom, de resto deixa muito a desejar. Quem nunca jogou o primeiro talvez goste deste

    • Luiz says:

      A Ellie não se transformaria naquela máquina de matar se não fosse algo realmente trágico. Se ele morresse lutando não seria tão dramático quanto morrer covardemente torturado. Claro que Joel caiu feito bobo na armadilha, mas quem sabe os anos de vida pacifica , tenham o deixado descuidado.
      O jogo é um espetáculo.
      O jogo também não se propõe a ser um LOTR com todos os personagens com seus finais perfeitamente explicados.
      É um jogo sobre o quanto a vingança é ruim para todos.

      • Tiago says:

        A Ellie não se transforma numa máquina….cara…eu tenho a certeza que a Ellie matou mais gente do que Kratos na mitologia grega…e nem sempre os personagens secundários tem mortes…boas…mas o facto do Jesse , ser um personagem bem interessante…eu gostava dele… morrer assim… bro..e o grande Owen , ele salvou a Ellie e ela lhe dá o troco….

  5. Duarte says:

    Querem ver que o jogo é mau??? Eu tb não gostei que Han Solo tenha morrido mas o que vou fazer?!?! Muito bom jogo. Concordo plenamente com a nota.

  6. Kabindas says:

    Eu sou um grande fã do primeiro jogo; mas não em termos de jogabilidade, gráficos e design de som. A história do jogo, especificamente seu ritmo e desenvolvimento magistral dos dois principais protagonistas Ellie e Joel, é o que atrai os jogadores (inclusive eu) e os cativa ao longo de toda a jornada. Os escritores sabiam o que esses dois personagens representam: Joel é um homem danificado, velho e experiente, que se associou com relutância a uma enérgica, jovem e ingênua Ellie, a fim de potencialmente salvar a humanidade de um vírus mortal. O jogo tem uma bela narrativa temática sobre a sociedade e os seres humanos; Ellie representa a esperança da humanidade para o futuro (a cura literal para o vírus) e, portanto, precisa ser protegida pelos adultos endurecidos pelas batalhas, onde Joel entra em cena. Ambos os personagens crescem e começam a depender um do outro, e o jogo termina com uma pergunta ambígua se esse relacionamento pai / filha condenou ou salvou a humanidade.

    The Last of Us 2 tem esse belo tema e dinâmica de relacionamento completamente lançada pela janela para que os roteiristas passem a entender Ellie como uma líder LGBT feminina forte. Todo o charme e carisma que ela tinha no primeiro jogo desapareceu completamente, pois Ellie foi reduzida a fazer parte de um, como o escritor Neil Druckmann coloca … “elenco diversificado de personagens femininas fortes”.

    Ser mulher e gay não faz de Ellie um personagem forte.

    Ser mortal e proficiente em matar não faz de Ellie um personagem forte.

    Ter um passado torturado e ser emocionalmente distante não faz de Ellie um personagem forte.

    De fato, sendo a cura potencial para salvar a humanidade, também não fez de Ellie um personagem forte. Ela se tornou uma lider forte por causa de como suas ações afetavam positivamente e dinamicamente as pessoas ao seu redor, especificamente Joel e seu grupo. Neste futuro sombrio, Ellie é a última parte da humanidade (de nós) em sentido literal, mas também de maneira emocionalmente ressonante para todos nós.

    Nenhuma destas linhas espirituosas é apresentada aqui. The Last of Us 2 parece se preocupar, é como a violência é violenta para personagens violentos porque um mundo violento precisa de pessoas violentas para justificar a violência.

    Para terminar tenho a dizer que existem dois tipos de gamers :
    Os que jogaram o primeiro e estabeleçeram laços emocionais a história e com o personagens.
    Os que não jogaram (ou jogaram e não chegaram a estabeler estes laços emocionais).

    Para os primeiros, por muito bom que seja técnicamente, é completamente impossivel dar uma critica positiva a todo este lixo que é a história por trás de TLOU2.
    Toda a gente joga para ter prazer, e não para sofrer e ficar triste.

    • Tiago says:

      Crlh , assim assim temos uma critica construida e é tudo verdade o que você disse , este jogo se parece mais com God of War 3 do que com o primeiro jogo

    • Filipe Rocha says:

      O problema está da vossa parte que assumem que um meio como os videojogos têm de conter apenas diversão. Aliás, dúvido que a Naughty Dog não saiba o que isso é uma vez que os jogos mais divertidos de sempre foram criados por eles.

      Isto é uma obra prima de narrativa e desenvolvimento das personagens. Não é bonito, deixa os jogadores de rastos, no entanto não é por falta de qualidade, apenas por falta de estomago.

      • True says:

        Matar os personagens todos sem razão é uma forma de narrativa excelente, sem dúvida. Deixa-me adivinhar, game of thrones temporada 8 foi uma obra prima?

      • Alexandre says:

        Não tem a haver com matar ou deixar de matar personagens, tem a haver com remover da história os 2 personagens principais (1 fica mas está tão diferente que para mim é um personagem novo)

        Podiam ter dado outro nome ao jogo, ou pelo menos tratar-se de uma história paralela à do 1o.

        Olha, imagina agora que o TLOU3 o personagem principal era um T-Rex com uma narrativa linda de morrer

      • Duarte says:

        The Last of Us 2 é um jogo novo, quando é que percebem isso?? Se queriam voltar a ter aquele sentimento de proteger a Ellie, voltem a jogar o primeiro. Não percebem que a ellie cresceu???? é um jogo novo.
        Já aqui falaram de Game of Thrones.Ned stark morreu também ao inicio e era um dos personagens que se pensava vir a ser importante. A morte acontece, cedo ou tarde, mas o que é certo é que acontece.
        Podemos não concordar, é verdade, mas os autores é que sabem.

        • Tiago says:

          Oh Duarte….Eu tenho a certeza que ninguém quer quê a Ellie seja salva….na minha opinião , ela devia ter morrido no hospital…Ela só está viva.. graças ao roteiro…. WTF o que ela andou a fazer no jogo… primeiro , ela não confia no Joel e não quer saber dele.. após ele ter lhe salvado… segundo , Ela é eternamente obsecada com a Abby…nem mesmo queira saber dos seus ex amigos…. terceiro lugar..eu tenho problemas nenhum e um casal de lésbicas mas….A Ellie , como têm uma montanha russa na cabeça , ela desiste de vingar o Joel e vai viver uma vida feliz com a Dina…Mas é preciso vir o Tommy pra ela voltar á sua cede de vingança…e depois de matar todo o mundo…a pessoa responsável não a mata…e ainda bem que não vai haver The last of Us 3 porquê se é para deixar o jogo ainda pior do que é…. então fds…

    • mrProTech says:

      -1 Só com essa estúpida critica paga pelos caixistas (fãs de xbox) é que vai contribuir mais para publicidade da TLOU 2 e da Naughty Dog.

      Se tu tivesses calado, eras poeta…

      • True says:

        Não há mal nenhum em admitires que gostas de histórias genéricas.

        • Tiago says:

          Oh True , eu não achei a história uma valente me&%a…a história tem sentido mas o problema é como a história é construída ao longo do tempo…o jogo começa muito Bem , com o Joel a contar ao Seu irmão… mas quando chega a parte da morte do Joel , toda a gente ficou WTF…mas porquê é que o Joel morre… tão cedo do game…eu tenho a certeza que ninguém gostou de o Joel morrer… principalmente tão cedo…eu queira ter jogado com o personagem principal mas… roteiro pós ele no lixo…e porquê é que o Joel e o Tommy desarmados , rodeados por um monte de estranhos..contam os seu verdadeiros nomes… ainda por cima num mundo apoca

          • True says:

            A história em si não é má, mas também não é excelente, o problema é que isto é a continuação do 1º jogo que tem uma história fantástica e, comparando os dois em termos de história, o último deixa muito a desejar.

      • Tiago says:

        Fãs de XBOX…. ksksks , essa gostei mas tenho na certeza que ninguém aqui tem uma Xbox….e quem tem… desperdiçou dinheiro á toa…

      • Kabindas says:

        Deculpa mrProTech, esqueci-me de ti, que afinal há um terceiro tipo de gamers, como tu, aqueles idiotas que não tem neurónios suficientes para discutir o que quer que seja, e vem para aqui trolar.

        • mrProTech says:

          Eu não tenho neurónios suficientes para discutir? Engane-se que eu tenho muitos neurónios do que você e tu és um dos burros que contribuiram para o sucesso do TLOU e da Naughty Dog por causa das suas criticas negativas desse jogo e agora choram que o jogo irá receber prémios no final do ano (ou do próximo ano).

          E sabe que mais? Eu não vou responder mais a ti por essa estúpida resposta.

          /fim

          • Tiago says:

            O maninho , claro que este jogo vai ser o jogo só ano , não foram mais jogos lançados este ano… não é muito difícil….

  7. PPlware é fixe says:

    Apesar de ainda não ter jogado, fiquei com uma má impressão do jogo. Parece-me que, tal como no cinema, também existe uma agenda política em relação aos jogos. A crítica do Kabindas (bem estruturada) confirma essa agenda. Possivelmente não irei comprar o jogo. Esperarei pela “versão” no PS Plus Mensal. Se for como no cinema, o primeiro foi excelente, o segundo uma bosta e o terceiro a redenção. Mas a política moderna provavelmente vai complicar.

  8. Another_oN says:

    Ler estas reviews e e depois ver a comunidade gamer a jogar e a discutir o jogo só me faz rir.

    9.4?

    10 mim de Joel
    10 Horas de Abby e umas 16 de Ellie…

    Forçarem-te a criar empatia com a Abby pelo gameplay obrigatorio com a Abby não me parece a melhor forma.
    Atenção eu gostei de jogar com a Abby, alias até teve alturas que foi mais divertido do que com a Ellie.
    Mas o jogo quer te dar a conhecer uma Abby boazinha que até brinca com caes e se preocupa com as pessoas, e pelo inverso quer mostrar uma Ellie doida, que mata tudo ( até caes) para ter a vingança.

    O proprio plot da historia é fraco e previsivel … apos ao que acontece ao joel, deduzi logo que tinha que ver com o hospital.

    O final… deviam dar a oportunidade de decidires vingança ou redenção…

    Fizeram algo que é polarizador… as vezes resulta outras vezes não

  9. Paulo says:

    O que as pessoas não entendem é que o Jogo não se chama the last of Ellie and Joel! É The Last of Us! Eu adoro o primeiro jogo! Joguei vezes sem conta em todos os modos que podem existir! Joguei novamente na PS4, vivi e adoro cada ponto das personagens! Fiquei fulo com a morte do Joel… Cresceu a raiva de vingança… Desejei a morte de cada um deles e respirei raiva a cada golpe! Fiquei chocado com a introdução da história da Abby! Nunca pensei jogar com ela e ainda mais ver o lado dela da história! Adorei conhecer a personagem… Ganhei afeição por ela e misto de sentimentos em ambos os lados… Todo o jogo foi um turbilhão de sentimentos! Amei jogo por me fazer sentir tudo isto! Uma obra prima! Quem não sente isso simplesmente não soube desfrutar do trabalho que foi feito para si, mas queria jogar ao jogo que tinha na sua cabeça! Novidades amigo… O mundo não é perfeito… Pessoas que amas morrem… Pessoas que odeias vão vencer… Vais chorar, vais odiar, vais sofrer… Isso é a vida! O este jogo faz sentir tudo isso, desde que entres com vontade de o jogar… Se não queres… Há milhões de outras opções!!

    • Another_oN says:

      Pois há…achares que o jogo é isso tudo é a tua opinião. Não é uma obra prima. Está abaixo do 1 mas não estás pronto para essa conversa

      • Paulo says:

        Ainda bem para ti que existe o fortnight! Que tal deixarem quem gosta do jogo apreciar e não tentarem impingir o vosso ódio? Se o jogo tivesse 100% de pessoas a gostar seria um 10/10, como nada é perfeito fica pelos 9 e uns trocos!

        • Another_oN says:

          Nunca joguei fortnight nem o pretendo fazer.
          Qual ódio ao jogo? é a mania dos novos pseudo-nerds-intelectuais acharam que se não se concorda com maior parte das ovelhas estamos logo a dar hate.

          ” Quem não sente isso simplesmente não soube desfrutar do trabalho que foi feito para si, mas queria jogar ao jogo que tinha na sua cabeça! Novidades amigo… O mundo não é perfeito”

          Quem discorda que o jogo é abaixo do primeiro já queria jogar um jogo na sua cabeça ..blá blá blá…

          Existe quem jogou e gostou , existe quem jogou e não gostou e existe quem não jogou e deu hate.

          Mas claro é dar odio ao Neil por não gostarmos da sua visão…

          Que pachorra …

  10. Didas says:

    A maioria dos haters nem sequer jogou o game… ou então jogou e como a história não termina como esperariam …. Dizem que o jogo é mau Lol…
    DE LONGE O MELHOR GAME DE SEMPRE!!!!!!
    UMA OBRA DE ARTE!!!!!!!

    • Tiago says:

      E o pior é que existe “pessoas” que dizem que este é o melhor jogo de sempre…sendo que este jogo nem chega aos pés do The last of Us 1 kkkk…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.