PplWare Mobile

Análise Samsung Smart Camara NX300


Autor: Marisa Pinto


  1. Rui says:

    Só um reparo, diz-se em português europeu objectiva e não lente. Uma objectiva são um conjunto de lentes ópticas. Aliás a autora pode confirmar na versão Inglesa, eles dizem Lens (lentes, ou várias lentes).
    Diz e muito bem que na caixa vem uma objectiva, mas depois no separador tem lente 🙁
    Lente é como dizem os Brasileiros……….

  2. nuno says:

    eu tenho uma e estou muito contente com ela.

    a worten está a fazer uma promoção com ela
    http://www.worten.pt/store/maquina-fotografica-digital-samsung-nx300-18-55-preto.html

  3. Chirucca says:

    Os vídeos não estão disponiveis

  4. euqrop says:

    O filmes estão offline

  5. irlm says:

    qual é a diferença da objectiva samsung 18-55 para a canon eos 18-55 is

    • Marisa Pinto says:

      hm, nunca experimentei essa objectiva. Talvez alguém que tenha esse produto possa dar uma opinião. 😉

    • Rui says:

      As objectivas têem o mesmo grau de ampliação, tudo depende do sensor da máquina. Uma máquina Full-Frame digital tem um sensor de 36x24mm que é o equivalente antigo ao filme de rolo de 35 milímetros e que representa o que o olho humano vê.
      O caso desta Samsung é uma máquina cropada (APS-C), as full-frame são apenas APS. As cropadas têem um sensor mais pequeno para a mesma objectiva. No caso da Canon as cropadas (7D, 30D, 60D, 100D…..) têem um sensor de 22,2×14,8mm ou seja 1,6 vezes mais pequeno que o full-frame que no caso da objectiva 18-55 da canon, na realidade transforma a ampliação numa 28,8-88.
      No caso da Samsung, este sensor cropado é um 23,5×15,7mm, que corresponde um factor de ampliação de 1,5x, ou seja, a mesma objectiva da Samsung (só serve para a Samsung), na realidade e nesta máquina vai funcionar como uma 27-82,5mm.
      Portanto a ligeira diferença de ampliação para um mesmo tipo de objectiva (com a mesma gama de ampliação) depende do sensor da máquina e não da objectiva em si.
      De referir que apesar das objectivas serem 18-55mm, na realidade e com sensores cropados, correspondem a valores totalmente diferentes. No caso das Canon, as full-frame são as 1D, 5D e 6D (que por sua vez não aceitam as objectivas feitas para máquinas cropadas).
      Para verem a diferença entre uma full-frame e as cropadas, vejam este link (uma imagem vale por mil palavras 🙂
      http://www.cambridgeincolour.com/tutorials/digital-camera-sensor-size.htm

    • Rui Pt. says:

      Normalmente o IS numa objectiva indica que esta tem estabilizador de imagem.

      Mais info: http://en.wikipedia.org/wiki/Image_stabilization

  6. Nikon says:

    Nao acho que seja de aproveitar a promoção da Worten, por este preço vou buscar uma camera bem melhor que isto, como por exemplo uma Nikon D5100 DSLR + 18-105mm VR

    • Marisa Pinto says:

      ‘bem melhor que isto’

      Uma coisa é gostar-se da Nikon, outra é menosprezar-se a qualidade desta Samsung, e isso não acho que seja correcto 😉
      As nikon são boas, sim são, as canon também, mas esta máquina tem muita qualidade também, pode é não servir os teus interesses, mas decerto serve os de outros.
      eheh 🙂

      • Nikon says:

        Mas se podes ir buscar melhor e pelo mesmo preço nunca iria para uma samsung, eu dei o exemplo da Nikon como podia dar da Canon. E se pelo mesmo preço vou buscar uma camera fabricada por especialistas em fotografia porque haveria de comprar uma samsung que fabrica telemoveis, camera fotograficas,frigorificos e torradeiras…?

        P.S. Não deve ser muito facil tambem arranjar objectivas para esta camera

        • Marisa Pinto says:

          Melhor é subjectivo para cada pessoa. Eu pro exemplo não gosto muito das canon, e adorei analisar a Lumix da Panasonic que nem sempre é tão falada.

          Por essa logica ninguém comprava tablets e smartphones da samsung, só comprava da iPads e iPhones…

          A Samsungs está aos poucos a mostrar melhorias nas suas maquinas.
          A Galaxy foi uma aposta arriscada, acho que nao convenceu, mas mostrou várias coisas que estão a ser aproveitadas para novas maquinas, e eu vejo aqui muito potencial, nomeadamente no design, coisa que sinceramente falta às demais..

          • Tiago says:

            Tens de explicar melhor como podes não gostar da Canon que isso em fotografia é um bocado estranho. É como ser cristão mas não gostar de jesus…

          • Marisa Pinto says:

            lol… ser cristão e não gostar de jesus, isso é que eu chamo de fanatismo, mas ok.

            Fotografia não se resume a canon, há mais produtos, há mais oferta e há outros gostos. Se os gostos se discutem, claro que sim, mas não podemos é incuti-los.

            Mas agora reparei que cometi um erro, queria dizer nikon, e a que experimentei foi a Nikon D3000, e sinceramente não era máquina que comprasse, não achei nada intuitiva, nada pratica e os resultados não sã nada por aí além.

        • Devo esclarecer que quem fabrica os sensores não são as marcas, salvo raras excepções. O que quero dizer é que a marca fabrica a “embalagem” da camara, o sensor é adquirido a uma empresa independente, por isso é igual na Nikon, Canon, ou outra marca qualquer, que tenha adquirido o sensor com determinadas características. A razão porque quando uma marca lança um equipamento com determinado sensor (resolução) normalmente aparecem outros equipamentos com sensores iguais ou identicos. As caracteristicas mais ou menos “inúteis” que as “caixas” trazem são sim da marca. Um excelente fotógrafo fotografa bem até com uma compacta, um equipamento topo de gama com um “calhau” nada faz… Bem, talvez utilizando o AUTOMÁTICO faça qq coisa. Neste caso não é um fotógrafo é um apoio de máquina.
          Obrigado pela atenção

          PS: Sou fotógrafo e formador

    • Sergio J says:

      estou contigo. jamais daria este dinheiro por isto. Com este dinheiro já se compra um DSLR Canon muito boa (sem ser profissional). Estou a enumrar Canon, mas poderia perfeitamente mencionar a Nikon, ou outras.

      Não gostar de Canon e preferir Nikon (ou vice-versa) é uma coisa, mas não gostar e gostar das lumix é mesmo estranho. Não estou a falar mal das Lumix, mas claramente tens de experimentar as DSLR da Nilon/Canon

      • Sergio J says:

        relativamente à qualidade do artigo, continuas a ser a maior 🙂 Gosto mesmo muito como escreves

      • Marisa Pinto says:

        Talvez seja mesmo pouco experiência com essas máquinas…

        Há muito tempo que quero comprar uma, ainda não me decidi por qual

        • Tiago says:

          Como sou teu amigo lol vou dar-te uma opinião. Se for Canon ou 1100D ou 600D
          A 600D é melhor, tem mais funcionalidades a nível de video e um pouco melhor qualidade de imagem (não notas grande diferença). Se for só para foto a 1100 já é muito boa.
          Depois o mais importante são as objectivas, as 18-55 são as lentes de kit que costumam de acompanhar estas máquinas e são de qualidade mediana ou abaixo de mediano. Objectivas boas pagam-se bem, mas a diferença de qualidade é mesmo muito grande.
          Na nikon tens a 5100 por exemplo que é muito boa também. Eu estou bem servido, tenho a 5dMkii e talvez daqui a 10 anos sinta necessidade de trocar (alerta de exagero) 😀

          • Rui says:

            Então vou dar uma opinião ainda melhor 🙂
            Primeiro tem de ver o que pode gastar, depois decidir se quer cropada ou full-frame, cropada mais para amadores e full-frame mais para profissionais, tudo isto dentro das SLR.
            Em relação à Canon não podes dizer que a 1100D é a melhor, aliás de uma forma muito eficaz, quantos menos digitos tiver a Canon, melhor. A 1D é a melhor e mais cara, depois a 5D, 6D, 7D, e por aí a fora. As 1D, 5D e 6D são Full-Frame e custam entre 2 e os 6.000€ sem objectivas sequer!!!! Todas as outras, 7D, etc…. são cropadas.
            Em relação a marcas eu coloco nas SLR digitais, a Canon, Nikon e também a Sony (não falam nas Sony, mas as SLR são excelentes máquinas) num patar de qualidade alto. Mais elevado ainda, temos a Leica (equivalente à Apple no mundo informático), Hasselblad….
            Para quem quer tirar fotos ditas “profissionais” sem se perder em manuais, cursos de fotografia ou botões e mais botões, eu aconselharia a Leica, mas tem um preço mais alto que as Canon, Nikon e Sony…
            Por isso Marisa, apartir de 400€ eu aconselho uma cropada da Canon, Nikon ou Sony. A partir de 2.000€ temos as Full-Frame destas marcas. Nestes peços, também consegue a Leica que é reconhecida em todo o mundo pela excepcional qualidade, principalmente pelas objectivas (no mundo digital não são tão fortes como na era do rolo).
            Boa compra e boas fotos!

          • MigM. says:

            Não é a máquina que faz o fotógrafo. Não é preciso uma camera de 3 ou 4 mil euros para tirar boas fotos.
            No tempo das analógicas cheguei a ver melhores fotos de alguns com cameras descartáveis do que outros com cameras de centenas de contos.
            Um fotografia não se resume ao click.

          • Rui says:

            Só mais uma dica para a Marisa. Se comprar um SLR, aconselho a comprar com o corpo da máquina uma objectiva pelo menos 18-200mm e com estabilizador de imagem + filtro UV para a objectiva. A objectiva que costuma vir com as máquinas, uma 18-55 é inútil na prática. Cada bateria pode tirar umas 1000 fotos, metade se usar muitas vezes o flash (aconselho usar e abusar do flash, especialmente em contraluz). Cartões de memória, quanto mais rápido melhor!

          • Rui says:

            Mig? Também não é a arma que faz o caçador, mas uma coisa garanto-te, um caçador de carabina ou caçadeira tem de longe muito maiores hipóteses de caçar mais e presas maiores do que um caçador de fisga ou arco e flechas.
            Fiz-me entender?
            Como é evidente vamos evoluindo em tudo aquilo que fazemos, mas nem sempre a qualidade depende só da pessoa, agora essa qualidade depende e muito da tecnologia, ou não estivessemos nós a falar num forum de tecnologia!

          • MigM says:

            Se não souberes usar a arma nem com um canhão lá vais!
            Comentário do tipo que nem é preciso ler sobre tecnica de fotografia e comprar uma DSLR para usar no automático é um mau comentário. Uma 18-55 é inutil é um mau comentário porque não é verdade. Uma 18-200 com más lentes é uma má compra porque vai ter inúmeros erros de óptica e cor. Dar tanta importância a um “sensor de 35mm” é uma má dica se a ideia for tirar fotos para imprimir em A3 no máximo. Ou no tempo do filme usavas uma grande-formato para tirar fotos para imprimir em tamanhos típicos de 35 mm?
            Andar com uma DSLR de milhares de euros, com uma lente, desculpa, com uma objectiva de 600 ou 700 euros e não saber a relação entre abertura e tempo de exposição é um “flop”. Já nem digo saber como é que a construção do corpo da objectiva é feito e a sua relação com a distância focal, mas saber usar a camera em manual deveria ser obrigatório.

          • Rui says:

            Mig, obrigado pelas contradições do teu comentário darem razão ao que eu disse 🙂
            De facto, e pegando nas tuas palavras, com uma objectiva barata tiramos fotografias com bastantes erros, mas se tivermos equipamento de qualidade (máquina + objectiva), já podemos tirar excelentes fotos 🙂
            Se estivessemos da era do rolo e da ausência de electrónica, aí sim, tinhamos de controlar a distãncia focal, a abertura, a velocidade, a sensibilidade, etc. Aí sim era complicado tirar uma foto em condições.
            Ms com a introdução da electrónica e aparecimentos das máquinas digitais, especialmente as SLR, que só para quem não sabe, tem um processador lá dentro da mesma forma que um computador tem um processador, a fotografia passou a ser muito mais simples.
            Dou-te o meu exemplo, comprei uma SLR ainda antes de frequentar cursos de técnica fotográfica e tratamento digital de fotografia, e garanto-te que tirava fotos com muito mais facilidade do que o fazia na era do rolo! Com uma SLR digital, o processador da máquina faz quase tudo por ti. Mesmo em modo totalmente manual, como eu uso, só preciso de focar e escolher a velocidade do obturador (que mesmo para quem não percebe nada de fotografia, a máquina apresenta uma escala no visor, o fotógrafo só precisa de meter a abertura sempre no meio da escala, no caso da canon) e disparar! Tão simples quanto isto, o processador faz todos os cálculos complicados, foca a objectiva automaticamente, etc, etc. Vê lá que até para aparecer na foto com a minha esposa e filho, entrego a máquina (canon 30D e 5D) à minha sogra que a única máquina fotográfica que tem ou teve é o actual telemóvel de 100 euros! Aos teus olhos deve ser um verdadeiro milagre 🙂
            E devo dizer que as fotos saiem perfeitas. Em casa quem tira mais fotos ao meu filho, é a minha esposa, que sendo ela eng. Informática e sem qualquer curso de fotografia, desenrasca-se muito bem com as slr digitais!!!
            Quanto à objectiva que costuma vir com as máquinas, a 18-55, não digo que não presta, mas quem tira fotos e perceber que nem sequer amplia duas vezes, vai perceber que secalhar podia comprar a máquina com uma objectiva 18-200mm que já permite ampliar 6 ou 7 vezes numa cropada.
            Resumindo, qualquer pessoa consegue tirar muito boas fotografias com uma slr digital e com a vantagem de que se errar, volta a disparar, porque não precisa revelar ou imprimir todas as fotos que tira 🙂

          • MigM says:

            Estás a misturar alhos com bugalhos! Uma boa objectiva obviamente que custa dinheiro, mas não é garantido que tires boas fotos. Podem não ter aberrações ópticas ou cromáticas, mas pode ser uma má foto na mesma.
            Sabes quais são as minhas objectivas preferidas? Focal fixa.
            MAs que raio de história é essa do ampliar?! Eu quando tiro uma foto não vou cropar nada! Eu continuo a fotografar com o mesmo olhar que usava no filme. Eu sou fotografo do click e não do photoshop. Se é para tirar fotos à toa e depois passar horas no photoshop ainda menos percebo para que raio querem uma camera “profissional”.

            Sabes com que cameras aprendi a fotografar? Kiev 4, Praktica B200, Pentax K1000. O meu sonho era ter uma Nikon FM2 ou uma Olympus OM4.
            Objectivas? Fixas aos molhos! Andava com 28mm, 50mm, 80mm, 110mm… tudo fixo. zooms de 35-70mm, 70-210mm. Passava largos minutos a perceber bem que raio de imagem queria e o que queria transmitir com ela. Com o filme não se pode errar porque custa dinheiro. Andava com pelo menos 2 cameras comigo, uma com rolo PB e outro a cor (às vezes com outra a PB com o filme puxado – sabes o que é isto?!)
            Dava muito trabalho, mas no fim quando tinha a foto em papel é que dava o valor ao momento.
            Hoje em dia fazem centenas de clicks à toa, sentam-se atrás do photoshop e dizem que são fotografos?!
            Já que tiras fotos ao filho, sabes qual a melhor objectiva para tirar retratos? Sabes o que é flash rebatido, à 2ª cortina, etc.? Sabes como se conseguem compensações sem usar o botão do EV? Consegues tirar 1 foto sem depois teres de ir ao photoshop cropar, ampliar e equalizar a cor?!
            Fotografar não é clicar e tá feito. Enquanto não entenderes isto esquece as dicas das lentes 18-200mm, da camera x ou y.
            Já agora, chama-se camera fotográfica e não máquina. Se embirras com objectiva ao menos aprende que o termo é camera porque vem de camera escura (as cameras antigas eram cameras escuras).
            Aprende a escrever com a luz.

          • Rui says:

            Mig, deixa-me que te diga que não percebes nada de fotografia digital!
            Estás a falar de máquinas com mais de 15 anos e de rolo. Não sei se já alguma vez pegaste numa digital actual!! Numa digital actual, a bateria de variáveis são escolhidas pelo chip se o utilizador não alterar os parãmetros.
            Quanto ao tratamento digital das fotos resultantes, sou mais modesto e uso o camera raw do programa Bridge (que realmente faz parte do Photoshop). Agora pergunto-te se conheces algum fotógrafo profissional que fotografe com SLR digital e entregue o resultado ao seu cliente sem fazer tratamento digital das fotos que tirou!? Ou achas que é tirar fotos à toa, escolhe-se as melhores e já está feito? Convém perder 1 a 5 minutos e quando não mais, para melhorarmos uma foto que se imprimirmos como saíu da MÁQUINA FOTOGRÁFICA, está a perder informação ou porque tem luz a mais, luz a menos, etc….
            Mig, não podemos parar no tempo e acharmos que somos os maiores e mais inteligentes, há sempre alguém melhor que nós, se não for hoje, vai ser amanhã. Mas convém e muito acompanhar os avanços tecnológicos para que não nos chamem dinossauros.
            Quanto a objectivas fixas, também as tenho e poucas vezes as uso, porque para fotografar a natureza seria demasiado limitativo.
            Quando refiro máquina fotográfica Mig, se tiveres aí ao teu lado um bom dicionário, eu tenho aqui o grande dicionário da Porto Editora (sem acordo ortográfico que eu desprezo), podes confirmar e depois diz-me qual foi o erro que cometi ao escrever máquina fotográfica, é que máquina fotográfica contém realmente uma câmara escura para tirar fotografias, portanto tem um sentido mais AMPLO 🙂
            Tens de abrir o horizonte e utilizares mais o zoom da visão para tudo de novo que te rodeia!
            Abraço e acho que já chega de debate neste fórum sobre uma máquina fotográfica bastante razoável que é a Samsung 🙂
            Cumprimentos

          • MigM. says:

            Tenho uma Camera digital, uma dslr. Sempre tive. Nunca fui velho do Restelo em nada.
            Sabes como uso a Camera? Modo manual ou com prioridades.
            Percebo mais disto que possas imaginar, tenho cursos de fotografia e Photoshop…
            Sim, os fotógrafos entegam muitas vezes o seu trabalho em bruto às redações.
            Se tu soubesses o que é fotografia, o que a arte de escrever com luz até te dava algum crédito, mas tu não passas de um técnico de máquinas, porque da arte, poucos entendes.
            Ah, e não é velocidade, é tempo de exposição. Dou cursos de fotografia e photoshop se precisares.

          • MigM. says:

            E não são 15 anos de cameras. A kiev 4 terá mais de 40 anos…
            Ao menos respeita arte ao ponto de perceberes o porquê das coisas, incluindo o porquê do tamanho dos filmes, do full-frame, do porquê ser tempo de exposição e não velocidade…
            Fala de material como vendedor, mas não fales da arte.

        • Sergio J says:

          Eu tenho uma 1000D. Em boas condições de luz (ou medianas) a máquina desenrasca-se bem, mas à noite, mesmo em interiores é um dia de juizo. É extremamente lente. Provavelmente vão sugerir-me a compra de um flash.
          Recentemente comprei uma objectivo 50mm 1.8 e posso dizer que estou satisfeito. Tenho tambem uma 75-250mm 4-5.6 e estou relativamente satisfeito. A 18-55 deixou-me de funcionar (foi o pretexto para comprar a 50mm que já há algum tempo queria). Pessoalmente não estava muito satisfeito com ela (apesar de ser bastante satisfatória, mas queria mais)
          Gosto muito de “brincar” com o modo prioridade à abertura. Quando tenho mais tempo gosto de tentar também o modo completamente manual.
          Um erro que tenho visto muitos a criticar é as pessoas que utilizam a maquina em modo automático, ou nos modos cenários. Obviamente que uma compacta já faz mais ao menos o mesmo, mas argumentos não são os mesmos: abertura, velocidade, iso, etc. Portanto mesmo em automático as fotos numa DSLR sairão muito melhor.
          Obviamente que depois há o outro lado da máquina, aquele que fica imediatamente por trás dela.
          A fotografia tem sempre a componente de edição. Uma correção de prespectiva, um ajuste de contraste, ou normalmente um simples crop. Porque quando tiramos a fotografia não prevemos tudo (muito longe disso) e por vezes uma foto com uma determinada composição pode conter um determinado elemento que nos apercebemos depois é muito mais importante que o resto do enquadramento. Ou simplesmente ajustar o enquadramento. Portanto não podemos ser tão radicais.

          Isto é apenas a opinião de alguem muito amador que se tem interessado nos últimos anos um pouco por fotografia, mas que na realidade continua a ser muito amador

          • Rui says:

            Boas Sérgio.
            Está corretíssimo. Também sou amador de SLR digital com apenas 10 anos de experiência 🙂
            Mas é como dizes, a SLR melhora e muito as fotos que cada um pode tirar. Quanto às fotos escuras, aconselho mesmo o flash, faz maravilhas. Se não usares flash, tens de baixar muito a velocidade, e abaixo de 1/60 ou 1/30 vais reparar que ficam tremidas, mesmo com estabilizador de imagem. Nesse caso, se não queres usar flash, recomendo o tripé, faz milagres e o disparador sem fios.
            Quanto ao tratamento digital, é mesmo necessário para melhorar ainda mais uma boa foto, também como dizes e como já referi, inclusivé para recortar uma foto e ampliarmos só o que queremos….
            Em suma é um outro mundo

          • Marisa Pinto says:

            Acho que alguém tem que começar a escrever dicas para fotógrafos principiantes aqui para o Pplware!

            Que me dizes? 😀

            Cumprimentos!

          • Tiago says:

            Bem Rui eu falei em 1100D/600D devido ao preço e comparação com o modelo revisto pela Marisa, obviamente que uma full frame é melhor (tenho uma), mas os valores quadruplicam… dai nem ter referido isso.
            Relativamente às 18-55 o que aconteceu ao Sergio tem acontecido a muita gente, tal como disse são lentes de qualidade fraca, são lentes de kit e tem havido muita avaria. A EF 50 F/1.8 é uma lente de 90 euros com uma qualidade muuuuito boa sobretudo para o preço e com aquela abertura já faz umas brincadeiras bastante engraçadas.
            Para terminar… era giro uma review a uma 1100D/600D Nikon 5100/5200 só para a Marisa comparar. Abrir depois o raw no pc mexer um pouco nos sliders do lightroom e descobrir um mundo novo que não sabia existir com os jpegs destas máquinas. 😀

      • João Mac Santos says:

        É engraçado “nunca compraria isto…” e depois falam em Canon 1100 ou 600 D. Tenho equipamento de topo Olympus e adquiri há dias uma compacta Sansung que me dá a possibilidade de trabalhar em NANUAL. E sinceramente faz melhor fotografia ue as referidas Canon.

  7. Tiago says:

    O preço é exagerado para a qualidade, nesta gama temos DSLR Nikon e Canon com qualidade superior. No entanto, não deixa de ser um gadget engraçado e que talvez agrade a alguns que prefiram mobilidade a qualidade.

  8. Pedro Levi says:

    Marisa,
    Li o post um pouco na diagonal e desde já as minhas desculpas se respondeste ao que te vou perguntar a seguir.
    As objectivas que se podem usar são só as da samsung?
    1/6000 é realmente rapido, mas o auto focus é rapido?
    As objectivas tem estabilizador e motor de focus? ou é feito pelo processador da maquina?

    Obrigado.

    • Marisa Pinto says:

      Boas,

      1. Penso que somente podem ser objectivas da gama NX, aqui podem encontrar as disponíveis pela samsung, e ainda são algumas http://www.samsung.com/pt/consumer/cameras-camcorders/smart-cameras/nx-lenses/

      2. Na minha opinião, o AF foi satisfatoriamente rápido sim, mas aconselho-te a experimentares uma, assim que tenhas oportunidade ;)e veres por ti

      3. Nas próprias objectivas podes definir o focus para manual/automatico e, no caso de ser manual, tens a pecinha para focar, é a isto que te estás a referir?

      Foto onde penso que dá para verificar os botõezinhos:
      http://s22.postimg.org/uktbmny6o/image.jpg

      • Pedro Levi says:

        Obg pela resposta.
        tenho uma nikon d5100 e e este gadget deixou-me intrigado. a integração q tem com o “mundo” é brutal. o Sensor é do tamanho do da nikon, mas realmente as objectivas… deixam um pouco a deseja.. vou ter de fazer um test drive. 😀
        Não é que procure uma substituição para a nikon pois estou super satisfeito, mas para recomendação futura, quem sabe.

  9. ruca says:

    https://pplware.sapo.pt/pessoal/informatica/samsung-recebe-quatro-premios-tipa-2013/

    Olá,
    Cá vai a minha opinião. Marisa, a tua análise está excelente. Aproveitei neste verão a promoção da worten e a nx 300 com a 18-55mm , +- 580eur. Foi excelente a aquisição como alternativa à minha Nikon D200 com 18-200mm vr pois o peso é incomparavelmente menor e de muito melhor transporte no dia a dia. As facilidades são imensas e a qualidade excelente. Quando um dia a Nikon ou Canon adotarem as opções oferecidas por esta nx300 a fotografia terá uma evolução fantástica.Não estou nada arrependido, e digo-vos que, como nikonista, sinto-me amargurado por já não pegar na nikon desde que adquiri a nx-300…. porque será??! abraço

  10. Olá,
    Excelente matéria,comprei recentemente a NX e estou atrás de sites que possam auxiliar referente as configurações, o seu foi um, parabéns.

  11. Bruno Graça says:

    Quanto a flash para a camera, o que aconselham. Tenho lido que o SEF-8A não é grande coisa. Podem aconselhar um melhor? Obrigado aos entendidos.

  12. Leonardo says:

    Tenho uma Samsung NX300 e gosto muito da mesma. Tem funcionalidades incríveis e é muito versátil!

  13. liliana says:

    Podem falar da vossa experiência de fotos com a nx300 de noite?
    E a nível de zoom, uso muito em cidades a minha principal paixão, dubai, NY, etc.
    obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.