PplWare Mobile

Análise: Apple HomePod, uma nova forma de ouvir música


Maria Inês Coelho

Gestora de conteúdo e de redes sociais do Pplware. Mestre em Economia, foi o fascínio pelo universo da tecnologia e da comunicação que falou mais alto.

Destaques PPLWARE

30 Respostas

  1. carlos p says:

    nooooooooooooo

    “Limitado ao ecossistema Apple”

    • Rui Gomes says:

      Calma, não podemos só avaliar desta forma.

      Então os outros são mais abertos?

      São mas para quem querem, não são diferentes da Apple.

      The Amazon Echo and Google Home are more open to third-party services. Both devices can launch music from Spotify, Pandora, TuneIn, and iHeartRadio, and Amazon supports Sirius XM as well. You can even set those services as the default for music requests instead of Amazon Music on the Echo or Google Play Music on Home.

      Still, the Amazon Echo and Google Home aren’t as welcoming to third-party music services as they might seem. While the services mentioned above enjoy the same privileges as Amazon’s and Google’s own music offerings, others either have limited functionality or are shut out entirely. This creates an opportunity for HomePod to become a more open platform than its competitors. And all it would take is one change to the way Siri works.

      • Toni da Adega says:

        Quando o pessoal diz que é limitado é por dar exclusivamente para dispositivos Apple, algo que não acontece noutras opcoes porque podem ser utilizados como “sound bar”.

        Como o homepod não aceita qualquer tipo de inputs seja por cabo wireless ou BT, por exemplo se tiveres uma smart TV, media center/ sistema de som, nao vai ser possível utilizar o homepod. É preciso ter um homepod exclusivamente para produtos Apple e outro sistema para o resto.
        É um bom produto, mas tem essa limitação.

  2. Joel Reis says:

    O melhor ainda é o preço, tendo em conta que é um iDevice…
    Não percebi foi qual é afinal a ” nova forma de ouvir música”.

  3. Jorge Silva says:

    Só uma pergunta, sou só eu que acho que esta treta dos smart speakers e smart home e afins são mais uma maneira para as pessoas preguiçosas e sedentárias ficarem ainda mais preguiçosas e mais sedentárias? Isto vale para o HomePod, Google Home, Amazon Echo (…) obviamente!
    É que há dias, em conversa com amigos, ouvia dois deles a falarem dos prós e contras dos vários sistemas e ambos estavam determinadíssimos em automatizar as suas casas, e até já faziam contas. Sendo que ambos já são sedentários no trabalho e fora dele fiquei a pensar como será a vida de ambos quando tiverem uma porrada de coisas automatizadas, desde luzes até aos estores e sendo que nenhum deles nada em dinheiro fiquei realmente intrigado em qual será melhor: ter uma casa automatizada e passar os tempos livres alapado no sofá e ter uma vida mais cómoda ou continuarem como estão, pouparem uma porrada de dinheiro e levantarem o rabo do sofá para bem deles e da sua saúde.
    Eu cá acho que há coisas que valem a pena, mas estamos a cair no ridículo de, num futuro próximo, não termos de fazer quase nada, para além de falar e passar do sofá para a cama…

    • R says:

      Isso mais parece um comentario de quem vive em 1995… Nao é por automatizarmos as nossas casas ou termos aparelhos inteligentes que podem ser controlados pelo smartphone, dentro ou fora de casa, que cada um de nós vai ser mais ou menos sedentario ou preguicoso! Nao é por ter de me levantar e dar 3 passos para ligar o que quer que seja que vou ser menos sedentario.
      Isto tem a ver com a facilitacao de acessso a varios dispositivos, para tornar o dia a dia mais facil/simples, com menos cabos e mais integracao…
      e isto vai desde este tipo de colunas, aos estores que mencionou, a frigorificos, cameras de vigilancia, aquecimento central, bimbis, ….
      Nenhum destes aparelhos me proibe de ir dar uma corrida ou ir ao ginasio, ou de comer saudavel, nao use o elevador,… tem de abrir mais os horizontes…

    • Vítor M. says:

      Na verdade tudo se encaminha para a autorização de várias tarefas diárias. Mas tem sido assim desde já muitos séculos.

      Hoje não tens de ir buscar a lenha ao monte, ela aparece em vários formatos embalada em tua casa. Lenha? Espera, agora há ar condicionado… piso radiante, entre outras coisas. Nem precisas de fazer nada, programas a temperatura e o sistema faz tudo por ti.

      E não precisas de descer e subir escadas no prédio, há elevadores. Não precisas andar a pé, há transportes, não precisas ligar as luzes, elas sabem que baixou a luminosidade no local, que chegaste e elas ligam-se.

      Não precisas hoje até de conduzir… há carros que já começam a fazer por ti.

      Tens razão, sem dúvida, mas não é de agora.

      PS: quando numa prova de BTT me aparecem alguns com bikes eletricas….. é de bradar aos céus :O

      Isto chama-se evolução, dizem.

    • Helder says:

      Lol, aposto que este lava a louça à mão e vai ao tanque municipal lavar a roupa…

      • Jorge Silva says:

        Não amigos, eu cá percebo a importância da evolução e uso-a, embora com certa moderação para não ficar viciado no smartphone e porque há coisas na vida real bem mais interessantes do que a vida pseudo-real das redes sociais. Mas não fugindo mais ao cerce da questão, é curioso que todos os meus amigos que estão empenhados em ter as suas casas super automatizadas (alguns vão ter de andar a contar os trocos, mas isso é problema deles) são os mais sedentários do meu grupo de amigos. Quando debatiamos a necessidade de ter tudo automatizado, reparei que os que não achavam assim tão importante, e até um desperdício de dinheiro, são aqueles que levantam o rabo do sofá 4/5x por semana para dar umas corridas, ginásio, BTT ou ténis. Um deles em particular, que já tem uma porrada de coisas para instalar é daqueles que chega do trabalho (sedentário já por si) e chega a casa e senta no sofá sem mexer uma palha. Escusado será dizer que são aqueles que abafam ao fim de 10 min de uma peladinha entre amigos. Ou seja, eu acho que há uma relação entre o exagerado comodismo com o sedentarismo, embora não esteja a dizer que são todos assim, acho que há uma relação entre o sedentarismo e a geek(isse), lol. Ou acham que o cliché do gajo geek é fruto do acaso?
        Resumindo, eu acho que a evolução é bem vinda e eu usarei algumas funcionalidades do género, mas, e como em tudo na vida, há limites. Gastar uma pipa de massa para comprar uns dispositivos que fecham os estores automaticamente quando ligados a um smart speaker, em vez de guardar o dinheiro para outras coisas e levantar o rabo e carregar num botão para que elas se fechem eletricamente acho comodismo a mais. E olhem que não fui o único a ter esta mesma opinião, vários amigos meus acharam o mesmo… Mas eu sei que estou num site onde os geeks (sem ofensa) imperam, e portanto vão sempre negar que são sedentários e preguiçosos…

  4. censo says:

    Reinventar a forma de ouvir música em casa…enfim…

  5. Tiago S. says:

    “uma vez que a Siri não faz reconhecimento de voz do utilizador, respondendo às ordens de qualquer pessoa como se fossem uma só, havendo a possibilidade de partilhar informação pessoal com terceiros.”

    Fui só eu a achar isto uma potencial falha de segurança gravíssima ?

  6. Belmiro says:

    Estes senhores da Apple andam com poucas ideias e muito marketing.

    A meu ver, ter um ChromeCast Áudio ligado à aparelhagem ou uma aparelhagem com aptx e Bluetooth (a minha conecta por WiFi) e pedir ao smartphone que toque a música é equivalente ou superior; Além disso posso movimentar-me até à cozinha e pedir no smartphone outra música ou pedido.
    Neste Pod ou estou na sala ou… Tenho que levar na mesma o smartphone.

    É chique (por ser Apple, mas idêntico a muitos produtos de outras marcas) e alguns fãs da marca irão gostar da simplicidade. De resto há soluções muito superiores e menos limitadas.

    • Vítor M. says:

      O produto em si, como coluna de som, é muito bom, superior aos produtos da mesma gama. Em termos de propriedades, tendo em conta o ecossistema da Apple, é superior em funcionalidades, podendo emparelhar com a Apple TV e oferecendo um conjunto de som excelente para quem aprecia um bom som num bom filme.

      No que toca à Siri, realmente está limitava, mas isso é fácil para a Apple contornar, isso é programação. Não duvido que no iOS 11.3 venham algo mais para o HomePod.

      Enquanto limitação a serviços de terceiros, bom, eu como utilizador do Spotify no passado também achei que o Apple Watch deveria permitir o serviço concorrente é muito superior ao Apple Music, mas estamos a falar de empresas, lucro e propriedade de ecosssistema, seguramente também no HomePod a empresa não iria permitir a não ser, qualquer serviço, via AirPlay.

      Em relação ao resto que disseste, é tão chic como qualquer outro produto, se fosse uma coluna Sonos, não era chic? Se fosse uma Bang and Olufsen não era chic? Não, eram escolhas livres e não condicionadas a certas críticas sem sentido.

      Tens de levar o telefone para quê? Tu nem precisas dele, tendo WiFi podes estar onde quiseres.

      Diz lá um produto superior no seu conjunto sff.

      • Toni da Adega says:

        As maiores criticas que se le é que embora seja um bom produto e com boa qualidade sonora numa forma geral é pouco mais que um speaker para iPhone mas falha como sendo um conjunto de som centralizado como outro produtos que existem no mercado.

        Quem tem única e exclusivamente produtos Apple é uma boa opcao, mas quem produtos nao Apple é mau investimento.

        Abordas quem oferece um conjunto de som excelente para quem aprecia um bom som num bom filme, isso é meia verdade. E quem ve filmes por cabo/fibra/satélite? E os que preferem utilizar uma smartTV que já suportam netflix/Amazon nativamente em 4k? Ou quem tem um media center.
        No meu caso tenho 2 TV na sala 1 1 smartTV outra com tv box, era impossível utilizar um sistema destes.
        Funciona bem com iPhone/iPad, mas muitas vezes uma casa possui + que 1 plataforma (no meu caso as 3), é limitativo.

        Se Apple permitisse emparelhamento por BT podia ir buscar uma grande fatia de mercado de quem procura uma boa coluna, e com a vantagem que poderia ser uma boa porta de entrada para o seu ecossistema.

        • Vítor M. says:

          Completamente. Este é um produto para quem tem iPhone, iPad ou Apple TV… não é um equipamento para competir com outros transversais. Concordo contigo sim.

          Sobre a Apple TV: A Apple TV 4K permite ver filmes e programas de TV com qualidade 4K HDR. Fornece conteúdos de apps como a Amazon Prime Video, Netflix, iTunes ou Mubi. Mas com certas apps, podes até ter muito mais que isto 😉

          Em relação a teres mais que uma TV, podes levar a Apple TV para onde quiseres, a tua BOX de TV também só a tens ligada numa TV de cada vez. Por exemplo, tenho a Apple TV ligada na sala, usufruo desse sítio para tirar proveito dos conteúdos que referiste.

          No que toca a emparelhar com BT… realmente é verdade, mas a Apple se vender algumas centenas de milhar destes equipamentos dentro do ecossistema Apple, se calhar um milhão ou mais ao abrir ao mundo…. potencia o seu produto, controla a qualidade e poderá crescer também na oferta Apple Music (o que se espera vivamente que o faça).

          Agora, como coluna de som… não faltam no mercado outras opções, mas sendo uma coluna de som com determinadas capacidade de integração no ecossistema Apple, então ganha alguns pontos. Contudo…. não acho que seja um investimento que as pessoas no dia-a-dia tirem proveito, se não tiverem aquele hábito de ter um bom som a acompanhar o seu dia de trabalho ou a sua estada tranquila em casa.

  7. Vitor Correia says:

    1 º Acho que deixar as manchas no mobiliario fora dos Contras é favorecer um pouco o equipamento.
    2º Num mundo cada vez mais dominado por SmartTv’s nas quais se faz stream de tudo e mais alguma coisa, lançar um equipamento destes limitado ao ecossitema Apple é no minimo ridiculo.
    3º Não ter reconhecimento de voz e deixar qq pessoa interagir com o equipamento é uma falha de segurança tremenda.

    • Helder says:

      1. Não deixa, só se utilizares mobiliário de cera ou linóleo, coisa que não se usa em 99.99999% dos móveis em Portugal e no mundo, é verniz.

      2. Os outros é que estão limitados a fora do ecossistema Apple.

      3. Sim, porque costumo ter estranhos em minha casa a me dizerem à coluna para ligar e desligar as luzes…

      • Toni da Adega says:

        2. Os outros é que estão limitados a fora do ecossistema Apple.

        Das afirmacaoes mais ridículas que já ouvi 😀

        Já ganhei o dia, agora vou ali ler uns posts sobre a terra plana que mesmo sendo ridiculo faz mais sentido

        • Daniel says:

          Não é uma afirmação ridícula se tiveres integrado no ecossistema da Apple. Eu compreendo que um produto da Apple, individualmente, não tenha muito valor. Mas a utilidade de cada produto da empresa cresce quando se tem mais dos seus produtos.

          • Toni da Adega says:

            Ok, o que é que faz mais sentido? Pedir a todos os fabricantes de TV, Tv box, satélite box, Media player, blueplayers, etc. Que mudem os seus produtos e comecem a ser compatíveis com o Home Pod
            Ou o Home Pod permitir ligações externas?

            É que mesmo que tenhas produtos Apple isto é somente meia solução.
            Agora se não utlizas nenhum dos produtos acima enumerados aí sim é uma boa opção.

            Mas sinceramente não conheço ninguém que veja filmes exclusivamente na Apple TV e música exclusivamente na Apple Music

  8. Rui Ribeiro says:

    Devolvi em poucos dias. Achei muito fraquinho… Nem podem considerar inteligência artificial. Troquei o meu Iphone 6 por um S8 e obviamente comprei depois um Google Home – Fiquei rendido.

    Desafio você a fazer um pequeno teste para fazer em casa, apenas necessitam do vosso smartphone, não necessitam do Homepod ou G. H.

    Iphone:
    -Façam a seguinte pergunta à siri “Siri, quantas estrelas existem no universo?”
    ela vai responder e depois perguntem “Siri, qual a mais próxima?”

    Android:
    -Façam a seguinte pergunta ao google “Ok Google, quantas estrelas existem no universo?”
    ele vai responder e depois perguntem “Ok Google, qual a mais próxima?”

    A Siri não consegue entender a sequência de uma conversa e vai responder equivocadamente e sem noção do contexto à segunda pergunta. O Google vai responder corretamente e na sequência de uma conversa. A isso chama-se “IA – Inteligência Artificial” no caso da Siri chama-se “ainda não estamos lá mas cobramos caro”.

    • Jorge Silva says:

      Nada de novo visto que o Google Assistant já era melhor que a Siri em no geral e em particular nesse aspecto. Como a Siri do HomePod está “capada” é normal que não saiba responder a essas questões. Para mim são paneleirices, porque ninguém vai usar isso, mas revela que a Apple lançou o HomePod à pressa, mas nem por isso poupou no preço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.