Carris Netbus – Viaje e-confortável


Destaques PPLWARE

50 Respostas

  1. Luis says:

    Bastante interessante pois apesar de já ter visto qualquer coisa sobre o assunto não sabia de todos esses pormenores. Acho que tudo está bem feito e bem pensado e são acções de louvar porque se querem o transito fora dos grandes centros urbanos há que agir!

    Sem querer ser critico no mau sentido, deixo alguns apontamentos:

    – Ou se aumenta o número de passagens de veiculos por hora ou vamos continuar a nem ter espaço pra respirar quanto mais pra navegar na internet dentro dos autocarros.

    – Algumas das carreiras referidas passam por estradas que de estradas só têm o nome, pois entre linhas de electrico, calçada, remendos de alcatrão e buracos.. vai ser dificil fixar os olhos no ecra.

    – O ponto da videovigilancia é importante pois em algumas carreiras poderia tornar-se “complicado” ir com o belo do apple ou outro eye-candy laptop e o amigo do alheio de olho em nós! Se bem que depois de sairmos do BUS podemos já estar marcados.

    Seja como for, aplaudo de pe.

    • Blackbit says:

      “- Ou se aumenta o número de passagens de veiculos por hora ou vamos continuar a nem ter espaço pra respirar quanto mais pra navegar na internet dentro dos autocarros.”
      Esse são os 2 principais inconvenientes dos autocarros, se não minorarem isso as pessoas dificilmente os utilizarão…

  2. SmileX says:

    “Imagine-se agora a ir para o trabalho ou escola/universidade nestes autocarros. Pega no seu smartphone, netbook ou portátil e começa logo por consultar o seu e-mail e é claro, ler os feeds RSS do PPLWARE.”

    Era bom era… Tirando o facto de quem faça isso 2 segundos depois já não ter smartphone, netbook ou portátil…
    Mas sim, é uma grande ideia 🙂

  3. ricardo says:

    ja andei em alguns desses autocarros,e realment o 745 ja tem essa nova tecnologia,estou a referir me ao wifi,mas meu eu ando tambem,todos os dias de 44/83/781,e com quase 70% de certeza vos garanto q nao tem wifi.

  4. Nunofos says:

    Tirando a Net, a STCP já tem aos anos tudo o que a Carris está a implantar.

    • DCA says:

      Ia referir precisamente isto!

      Portanto, a única novidade que merece(?) o protagonismo que estão a ter, é a Internet.

    • diogoj95 says:

      “Tirando a Net”… e os sensores para os semáforos…

      Mas,de qualquer forma, parabéns!

    • Edmero says:

      a carris também já tem também isso tudo aos anos

    • Couto says:

      Obvio.. os STCP ja vao avancados nesse asspecto , so que nao tem ainda Net nos seus autocarros, mas isso nao e novidade com luzinhas LED’s…
      Ca no norte ja temos disso, e nao puseram a noticia por aqui… como o metro do porto, o melhor transporte publico que existe em portugal , com uma qualidade sem igual!

      • Simões says:

        É bom ouvir isso.
        É que geralmente do norte só se ouve dizer que somos de segunda, que vai tudo para a capital, nós é que pagamos. . .

        Parece que no norte também existe investimento e inovação que tarda a chegar a Lisboa

    • Tem razão o Nunofos. Há 10 anos que todos os autocarros da STCP (Porto) dizem as paragens. Inclusivé, para ajudar deficientes visuais há cerca de 3 anos, sempre que um autocarro chega à paragem emite informação sonora para o exterior dizendo o número e o destino daquela carreira.
      Também foi implementado informação braille, e uma aplicação para telemóvel para converter em voz a mensagem recebida.

      Queria perguntar: de que vale existir informação sms em brille para enviar sms, se depois o utente não consegue vêr a mensagem recebida?

  5. Manuel says:

    Só é pena a Carris ter gasto 12 milhões de euros nesse projecto, segundo a própria anunciou!!!!

    Como é possível gastar-se 12 milhões em 30 autocarros???

    Isso dá 400000€ por autocarro!!!

    Não acham exagerado numa altura de crise e em que a própria Carris deveria reduzir custos????

    • Manuel says:

      Correcção!

      São 11 milhões de euros, segundo o comunicado de imprensa da Carris, o que dá 366666€ cada!

      • O Silva says:

        Ora nesse custo está incluída a tal “net à borla!”….

      • Blackbit says:

        Os autocarros levam mais de 40/50 pessoas, os carros 5 pessoas; alem disso andam MUITO mais do que os carros por ano.
        Fazendo as contas por alto penso que fica muito mais económico (em termos ambientais nem se compara) do que um carro.
        Outro ponto, já reparaste a quantidade de carros que são substituídos por um autocarro nas horas de ponto (os carros em média levam 1/2 pessoas nesses momentos)?

        • Manuel says:

          Eu não estou a dizer que não é um projecto que valha a pena!

          O que eu questionei foi o valor investido, porque parece-me que foi completamente exagerado!!!

          O projecto em si é bem vindo, não tenho dúvidas!

          Gostaria de ver comparado este investimento da Carris com outro de outro País…

          • Mário says:

            A renovação da Carris não vem de agora.Esta empresa anda a renovar a frota a quase 4 anos.Eu não acho que o valor seja exagerado.Este é o preço de veículos pesados de passageiros novos.
            A maioria das transportadoras(tirando a STCP e Carris)importam autocarros usados com mais de 5 anos e a Carris e STCP compram novos.
            A Internet nos transportes serve para captar novos passageiros,pois nos últimos anos tem perdido a favor do Metro.

          • Ana Narciso says:

            @Mário

            Não diria melhor!

        • João Paulo says:

          podes duplicar a lotação, afinal não é por acaso que são articulados

    • Paulecas says:

      Concordo com o Manuel.

      Achei 300.000 euros (qualquer coisa como 60.000 contos) um valor bastante elevado para esse tipo de veículo.
      Sinceramete julgava que um autocarro destes custasse qualquer coisa como 120.000 euros ou assim, ainda para mais, sendo comprados em lotes, o preço por unidade ainda é diminuído.

      Fora isso, acho que tudo o que for para melhorar a experiência do utilizador de transportes públicos e/ou cativar mais alguns é muito positivo.

  6. UKN says:

    Deviam ter falado também em quanto é que estas empresas lesam o estado por ano … Carris, CP, Tap, etc etc etc … e os seus gestores a ganharem uns milhares de euros por mês para as empresas ao fim do ano darem milhões de prejuizo …

    Isso da net era bom se como foi dito … não fosse meio caminho andado para ficar de seguida sem o equipamento …

  7. José Simões says:

    Só espero que não seja mais uma negociata, em que depois se vai pagar a manutenção e as peças ao preço que o vendedor quiser.

  8. Bruno Pereira says:

    Acho que a Carris impolou as carreiras por ser para a imprensa.
    Nos próprios autocarros eles dizem que só está disponível no 36 e 45, e como projecto piloto.
    Eu já experimentei…. a qualidade não era das melhores…. mas é melhor que nada.

    Ps: Parabéns pelo excelente Blog

  9. João Ribeiro says:

    Boa iniciativa mas como ja estavamos a espera so esta disponivel em lisboa… cada vez é mais o centralismo…. infelizmente o povo do norte é que mais paga e menos recebe….

    • Nunofos says:

      Sou do Porto e não concordo muito com a tua opinião, neste aspecto.

      É verdade que a capital tem sempre o melhor, o que não devia acontecer tão constantemente, mas neste caso só não temos Net porque a STCP não quer ou ainda não se lembrou, penso que este acordo não tenha nada haver com o governo e a preferencia por Lisboa.

      • Couto says:

        Nuno.. nos vivemos num país que se centraliza na capital !! -.- infelizmente é assim , so perdemos por isso ( nos do norte, e as outras cidades do país ).
        Nao ha desenvolvimento neste país.. so copiar , copiar por outros paises , nao há nada de inovador ! se ha é inventado ca no norte, que nas noticias so da 5min disso.
        Ah falta referir, graças ao egoismo da capital cá os do norte JA NAO TEMOS O RED BULL AIR RACE !
        gostei da atitude dos que organizam o R.A.R. se nao ha num , nao vai haver para ninguem , e portugal perdeu muito nisso ! MUITO ObRIGADO !

    • Ecchin says:

      Se a Carris trabalha em Lisboa querias que colocasse net no norte? Não é questão de centralismo. Simplesmente foi esta empresa e nao outra que decidiu colocar net nos autocarros. E não te esqueças que as empresas não jogam dinheiro para o ar, assim, do nada. Se o fazem é porque previram lucro. Todas as empresas, até as non-profit, têm objectivos a cumprir, senão entram em prejuizo sério.

  10. Mario says:

    Ideia muito boa.. pena não andar a carris.

    Mas pronto.. se dantes já haviam assaltos entao agora vai ser uma festa.. 🙂

  11. Deviam era de gastar dinheiro em meter paineis LED em tudo o que é autocarros. Se há coisa irritante é não saber em que paragem se está.

  12. Okapi says:

    Querem uma opinião sincera o WI-Fi nos autocarros não vai ter sucesso quanto ao resto, claro que obrigatóriamente vai e nada disto é invensão da carris, eu á 4 anos quando desembarquei no aeroporto num país do Norte da Europa , já os autocarros tinham istas caracteristicas. Só é pena demorar tanto tempo a chegar a Lisboa. E se digo que o WI-Fi não vai ter sucesso em PT é muito por culpa do amigo do alheio. Mesmo nesta cidade que referi onde raramente se ouve falar em peq. furtos, onde parece que a policia é invisivel( não andam armados) praticamente ninguém utiliza este serviço mesmo depois de já ter sido alargado a mais de 20 linhas ( o Wi-FI ) com percursos até 45 km . Nos primeiros tempo a curiosidade, depois ninguém liga e quando se começar a ouvir noticias de roubos então muito menos. Mas pronto vale a tentativa.

  13. Lokier says:

    “Só é pena demorar tanto tempo a chegar a Lisboa.”

    Já nem vou falar ao resto do país, ah esqueci-me que estamos em Portugal.ups

  14. foxizzel says:

    houve concurso entre as operadoras, ou foi um jeitinho para a PT? xD

  15. PorquinhoBranco says:

    Que bom! So espero que nao me cortem o subsidio de Natal para poderem pagar estas “extravagancias”!!

    Ao preço que estao os bilhetes e os passes, sinceramente não compensa deixar o carro em casa!!!

  16. B80 says:

    Muito bom principalmente para os e-carteiristas, e-gangs, e basicamente todos os e-amigos-do-alheio. 😛 Então nessas carreiras que têm pouco disso

    Curiosamente passados já sei lá quantos anos após terem implementado o sistema de previsão de chegada dos autocarros em certas paragens, estes continuam a dar estimativas erradas, aqueles que funcionam. 🙁

  17. João says:

    Isso dos paineis LED com indicação das estações já existia em vários autocarros da carris…

    Depois, ter internet? AhAh… Com algumas frequências que se vê nos autocarros isto é um chamariz para algumas pessoas virem ‘comprar’ equipamentos ou não?

    Deviam modernizar mais era o apoio a pessoas com incapacidades de algum tipo e facilitar o acesso às estações de paragem começando por explicar à pessoa quais das 20 paragens na Av da Republica é q são para cada autocarro!

  18. Fonix says:

    Tá-se mesmo a ver que o País precisa mesmo de net nos autocarros. Continuem a enterrar o Zé porque ainda tem a cabeça de fora. E de preferência lá para baixo… tadinhos…..

  19. Joao Sarmento do 777 says:

    Boas. Ja vi esses autocarros pela cidade, mas a questão está nras carreiras referidas acima. Sou utilizador da carreira 777 e 108 e ainda nao vi NEM UMA carreira dessas…vamos lá ver se nao ficam “guardadas” como aconteceu com uma quantidade de ambulancias do INEM…

    Cumps

  20. Armando Monteiro says:

    Imaginem o que é um turista usar um autocarro em Lisboa, não conhecendo a cidade, não sabendo português (e muitos dos portugueses tb não ajudam muito em outras linguas), tentar fazer uma viagem de autocarro sozinhos! 😀

    Indicar no autocarro a paragem seguinte devia ser obrigatório! Em outros países europeus é um luxo fazer uma viagem de autocarro! Podendo ser o melhor meio de transporte!
    Eu só queria que Portugal tivesse metade da qualiade, disponibiliade e informação disponivel do sistema de transportes da Suiça (por ex.).

  21. Edmero says:

    Só por acaso os autocarros já tinham começado a circular antes e têm 354 cavalos e normalmente andam na 745 e 36 os que andam na 28, 746 etc… são de 2008

  22. Edmero says:

    na parte onde diz: onde vão estar disponíveis estes novos autocarros devia dizer: onde vão estar disponíveis os autocarros com wi-fi porque os novos autocarros só andam na 36/745

  23. fernando luis says:

    sou tetraplegico e ja utilizei estes autocarros,sao mt bons,espero que a manutençao tb o seja,isto pq ja tenho ficado “apeado”devido a rampas avariadas nos mesmos…(entao os elevadores do metropolitano sao uma desgraça,permanentemente com avarias,irra!!)
    é pena ver gastar-se tanto dinheiro nestes equipamentos e dps nao tirar verdadeiro partido dos mesmos…para nao falar nos transtornos e arrelias causados.
    para o pplware,abraço

  24. João says:

    Boa noite, já passaram 6 meses e o 736 continua sem ter net.

  25. Fernando says:

    Excelente artigo… Pena que essa net nem sempre funcione. Em alguns casos, e conforme “manda” a rotação, um dia teremos net no 728 ou no 746, etc.. xD

  26. iTuga says:

    No 728 também circulam destes autocarros, embora sem Net, por serem de 2008… Ups, lá vai um Volvo B10M a “cobrir” essa carreira! 😛

    Sensores para os semáforos? Era bom era… Infelizmente então à saída da Estação do Oriente aí é sempre a parar, a parar, a parar nos semáforos vermelhos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.