PplWare Mobile

O que podemos fazer com um Windows Server 2003? Parte II


Autor: Pedro Pinto


  1. Manuel says:

    Excelente!

    Cá espero pelo próximo enquanto testo este.

    Deverá ser igual no 2008R2 correto?

    Cumps

  2. serva says:

    Boa tarde , suponho que em Linux os passos deverão ser idênticos ?… confesso que nunca foi a minha praia , mas agora começo a pensar em criar um servidor para controlar de uma forma eficaz todos os fluxos que os os Pcs que tenho no domínio casa (10 neste momento , mais 2 tablets e 3 smartphones ) os possa controlar de uma forma eficaz , por acaso não estão a pensar fazer um tutorial para um sistema Linux ?

    Cumprimentos

    Serva

    • Nuno Mendes says:

      Concordo contigo serva
      Neste momento estou a usar o mint como servidor, rsync apenas, mas gostaria de saber outras opções que possa ter com um servidor unix.
      Tais como servidor php, monitorizar a rede
      Manual sobre isso era excelente
      Continuação do excelente trabalho

  3. Legion says:

    Shiftwere a todo o gás!

    Só esperava ver outro tut para a semana…
    Continua a dar-lhe!

  4. Gonçalo says:

    Bom tutorial, continua pois isto tem muito interesse.
    Bom trabalho.

  5. Lando says:

    Vou ficar a espera, ansioso. Bom tutorial.

  6. Kevin Guerreiro says:

    De linux não percebo muito, já utilizei hà muitos anos atras, acabei por me dedicar ao windows server devido às necessidades das empresas com quem fazia assistência. Já implementei Windows Server 2003, SBS 2003, Windows Server 2008, SBS 2008 e recentemente SBS 2011. Vou tentar responder a questões e ajudar o pessoal do pplware nos servidores windows. Excelente Tutorial. vou aguardar o proximo.

    Cumps

  7. Redin says:

    PP
    Tenta corrigir esta linha…
    “Para complementar o meu post de anterior (ver aqui)” porque a palavra entre parêntesis não tem o link. Acho que deve interessar a quem não seguiu este artigo desde o principio.

    Cumprimentos.

  8. António B. says:

    “Vamos agora indicar o nome completo para o dominio a criar. Para este exemplo consideramos shiftwere.local mas poderia ser por exemplo pplware.pt” Mas caso escolhessem “pplware.pt” e se esse fosse o domínio do vosso site, os utilizadores de rede ao tentarem aceder ao mesmo, o DNS iria apontar para o servidor e não para a internet, por esse mesmo motivo se costuma utilizar “nome.local” ou “nome.intranet”. Se o que eu disse foi apenas um enorme disparate corrijam-me por favor!!

    • Kevin Guerreiro says:

      Confirma-se, deve-se sempre distinguir a rede interna da rede externa. Nesse caso externo pplware.pt e interna pplware.local por exemplo.

      Cumps

  9. Mais um artigo excelente! Continuem! Estou sempre de olho :p

  10. António says:

    Distribuição Linux server: Zentyal!

  11. Ricardo says:

    A informação a meu ver é útil para quem pretenda brincar com Windows Server, no entanto o Windwos 2003 está ultrapassado, a mesma informação em Windows 2008 seria bem mais valioso.

    • Pedro Pinto says:

      Ricardo queres tu dar uma ajuda para windows 2008?

    • Lub says:

      Espero não estar enganado, mas penso que este tipo de configuração apresentada, é exactamente igual no Server 2008.
      Bom artigo.

    • Carlos C. says:

      O 2003 Server está amadurecido, não ultrapassado, atenção que as diferenças entre o windows server 2003 3 0 windows server 2008 são muito grandes e carecem de alguma preparação pelo menos para quem tem o 2003 em plena produção e pensa em fazer uma mudança, é preciso preparação em maquinas de teste para evitar o caos. o Windows Server 2008 é realmente bom e poderoso. Se alguém precisar de ajuda não hesitem.

  12. Kevin Guerreiro says:

    Por mais incrivel que pareça, existem ainda muitas empresas com o windows server 2003, não fazem o upgrade por várias razões, o custo do upgrade, novo upgrade obriga a novas licenças, ou por não necessitarem mais do que o windows server 2003 lhes tem para oferecer a nivel de serviços. Não esquecer que os custos das licenças para windows server são elevadissimos, não existe so 1 licença, existem pelo menos 4 tipos de licenças de accesso no WIndows Server.

    Cumps

    • luis Pedro says:

      É o caso da minha empresa, temos 4 servidores win2003serv e nao estamos a pensar em actualizar porque as funcionalidades que tem disponiveis são suficientes.
      Agora quando adquirimos maquinas novas já são com o win2008R1ser e umas das funcionalidades que não existe e dá jeto é o update services

  13. dajosova says:

    Boas,

    giro uma rede de cento e tal terminais e ainda tenho o 2003 SP1… mas tenciono mudar para o Windows Server 2008 R2 SP1.

    Da v/ experiência que cuidados devo ter, sobretudo tratando-se de uma empresa que só pára cerca de 6 horas por dia e é nessa altura que poderia desligar os servidores?

    Recomendam o upgrade direto, ou fazer a configuração num servidor extra e depois voltar a migrar tudo para o srv inicial?

    Tenho desde servidores de balanças, SQL, file server, central telefónica… e já agora, dava jeito uns ebooks ou tutoriais para controlar/monitorizar o acesso à net. Fará o 2008 isso ou é preferível recorrer a outro software. Se sim, qual recomendam?

    Obrigado e cont. de bom fds!

    P.S.: bom artigo Pedro 😉

  14. Kevin Guerreiro says:

    @Dajosova

    Para Controlar em que aspecto ? se for monotorizar tens vários programas que fazem isso como o luis pedro disse, para controlar, depende do tipo de controlo que queres, tens o isa server.

    Abraços

  15. Kevin Guerreiro says:

    Luis Pedro, para não falar que é necessário ver se as máquinas são 64bit, porque o windows 2008 trabalham a 64bit.

    Abraços

  16. Seemog says:

    Na sequência destes excelentes tutoriais, não poderiam os autores fazer um sobre como implementar um servidor WSUS (para gerir os updates do windows em várias máquinas)?!
    Deixava aqui, desde já, o meu agradecimento.

  17. josé Victor says:

    Primeiramente parabéns pela serie de artigos.
    Continuem assim. Ainda quero ver um tutorial ensinando a criar e configurar servidores virtuais na rede local.

  18. Paulo says:

    este tutorial excelente não continua??

  19. Redin says:

    Felizmente, voltaram as notificações.
    Obrigado PPlware.

  20. Redin says:

    Vê lá porque se o motivo por teres retirado essa funcionalidade tiver a ver com o SPAM,,, falas comigo não é?
    LOL

    • Vítor M. says:

      Não tem a ver com SPAM, tem a ver com carga nos frontends e com problemas de performance na BD com slow querys criadas pelo plugin.

      • Redin says:

        Acredito que sim, claro.

        Não quiz foi ter perdido a oportunidade para me afirmar naquilo em que continuo a acreditar, nada mais.
        Em todo o caso espero que tudo fique estavel desta vez porque faz uma falta tremenda de modo a seguirmos as nossa linhas de pensamento num determinado assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.