PplWare Mobile

Backtrack numa Pen-USB…e mais umas dicas


Pedro Pinto é Administrador do site. É licenciado em Engenharia Informática pelo Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e obteve o grau de Mestre em Computação Móvel pela mesma Instituição. É administrador de sistemas no Centro de Informática do IPG, docente na área da tecnologia e responsável pela Academia Cisco do IPG.

Destaques PPLWARE

  1. mmick says:

    Grande post Pedro Pinto, super útil para quem tem a sorte de ver a wireless reconhecida.

    No meu caso com uma Intel 4965 e no da minha namorada (realtek penso) nao foram detectadas. O Backtrack poderia era trazer uma ferramenta automática de sniffing que fosse escolher a rede e no fim apresentasse a chave. Pelos tutoriais tem que se fazer demasiadas coisas por linhas de comandos…

    Mas muito bom mesmo 😀

  2. JPedrosa says:

    @mmick,
    e já agora, porque não, o rabinho lavado com água de malvas, não?
    Secalhar até escolhia a rede wireless por ti.

    é por estas e por outras que hoje qualquer pessoa que tenha google acha que é hacaru e crackaru, e um entendido na matéria. Depois quando a ferramenta que usam n está a geito, não sabem fazer nada….nem ver nada, nem os conceitos percebem…

    • Mrodrigues says:

      Ora muito bem dito…Se fosse como o mmick diz não tinha piada nenhuma hahahhaha….
      Hacarus de google….lol

    • Telmo says:

      Tens toda a razão! Concordo plenamente.

      Vem cá cada um – querem já agora que o programa adivinhe o que querem fazer por telepatia!

      Arranjam uma distribuição Linux e já pensei que são uns profissionais no sistema! E o Backtrack já traz muitas ferramentas de hacking! Estão agora a pedir coisas que ele faz! Não sabem e depois inventam!

      Isto é um cúmulo! Gostam de se armar – sei de gente que afirma já ter criado programas (vírus) numa linguagem conhecida por inglês!

  3. muito bom!

    toca a roubar rede em todo o lado 😀

    http://www.tagravado.com

  4. eddy says:

    nice..
    Ja tinha tentado criar uma pen USB com o backtrack mas sem sucesso..
    Tenho de experimentar estes passos.
    Obrigado pelo post

    @JPedrosa
    de que vale ser hacker ou cracker se depois nao se sabe escrever na linha de comandos ou num editor de texto…
    “Jeito” é com “j” e nao “g” 😛

  5. tomania says:

    Afinal qual e a versão ?
    bt3 ou bt4 ?

  6. Daniel says:

    Boas;

    Mais 2 ou 3 comandos e esta roubada a pass wireless xD

    A ultima versao do BackTack é a 4. Mas versao para USB ainda so ha a do BT3

    Abraço

  7. Stênio says:

    Essa ferramenta é muito boa mesmo!!!

  8. Dinis F says:

    Boas…
    Resposta para mmick.
    Tens o “Kismet” e evitas usar muitas ferramentas.
    Com isso seleccionas a rede que queres e já estás a recolher pacotes.
    Depois é só correr na linha de comandos o comando “aircrack-ng”.
    “http://aircrack-ng.org/doku.php”

    Cumpr.

    DAF

    • mmick says:

      Obrigado Dinis F, é bom ver pessoal que ainda ajuda em vez de catraios como o JPedrosa que só sabem mandar bocas mas naquela cabeça anda areia da grossa LOL. Vou ver se arranjo um PC com wireless compativel com o BT4, os dois PCs que tenho á mao nao sao 🙁

      • JPedrosa says:

        lol
        já disse aqui em outras ocasiões, ajudo quando fazem algo por isso. 😉

        mas nem vou discutir, daria conversa demasiado longa.

        sabes que:
        NO PAINS, NO GAINS.
        If little labour, little are our gains:
        Man’s fortunes are according to his pains.

        – Hesperides 752

  9. António Fortunato says:

    keep up the good work !

  10. WhiteHat says:

    O post está porreiro. Convém relembrar que o BT tem um monte de ferramentas interessantissimas para além da trivial detecção ou crack chaves em redes wireless; já agora, tal actividade é ilegal ok? :]

  11. Manuelito says:

    Alguem me sabe dizer se o BT trás alguma ferramenta que permita recuperar dados de um disco externo USB que perdeu toda a informação?
    Cumps.

  12. lookez says:

    Se não me engano é com essa distro que podemos usar o Airhack plenamente 😀

  13. Dinis F says:

    Para Manuelito,

    “Recuva” é freeware
    Funciona perfeitamente, mas lembro que se guardaste no disco, alguma coisa, depois da perda, não consegues recuperar os dados perdidos nesse sector do disco.

    Cumps.
    DAF

    • Manuelito says:

      Obrigado Dinis, mas já experimentei o Get Data Back e um software da ontrack e não tenho tido grandes resultados, mas vou experimentar com o recuva para ver se tenho mais sorte.
      É um disco USB de 500GB e ainda não gravei nada por cima, mas acho que o disco tem alguns sectores defeituosos!!!

      Cumps.

  14. Manuel Mimoso says:

    Artigo muito interessante…. na linha dos anteriores

    abraço

    MM

  15. Manuel Costa says:

    À uns meses instalei esta distro numa pen para experimentar… como não sabia mexer muito bem nos programas que vinham instalados optei por ficar quietinho antes que desse cabo do pc… quando vou a desinstalar/formatar a pen deu-me uma montanha de erros e a pen ficou inutilizada… já aconteceu isto a mais alguém?

  16. Paulo Pinto says:

    Boa tarde…. desculpem a santa ignorancia minha…. mas “BT” é sigla de que software… ou melhor qual é o nome correcto desse software??? 🙂

  17. Paulo Pinto says:

    loollllll…. im so stupid…..

  18. Erich Oliveira says:

    Dicas sensacionais como sempre!!!
    tá de parabens!!!!

  19. jorge says:

    Excelente trabalho. Parabéns.

  20. Rui says:

    Para quem usa o BT3 USB, pelo que sei ao usarem num EEEPC 1000H devem escolher o modo vesa no inicio e depois escolherem a opção de video numero 6, 800×600.

    P:

  21. Bem, já testei por várias vezes o BT, coisa que achei é que para live é razoavel, mas pra instalar… bem, aconselho que não testem numa maquina com dados que não queiram perder.
    quanto as incompatibilidades, acontece em todos, mas como é obvio, não é preciso usar uma distribuição especifica para ‘brincar’ com as redes dos vizinhos, um debian ou um ubuntu são bem melhores 😉 basta depois instalar alguns pacotes aircarck(-ng) airodump(ou algo parecido, não me lembro de cor, mas o google continua nosso amigo)

  22. Dicii says:

    Duvida: tenho uma pen de 8Gb onde ja la tenho instalado o ubuntu, posso por o BT e no arranque do bios optar pelo o OS que kero correr?

  23. AirCrack says:

    Este software é muito bom para fazer auditorias à segurança das empresas!

    Faltou dizer um aspecto importante… para tirar o máximo de proveito do BT (principalmente o aircrack-ng suite), é necessário que as placas wireless (neste caso o chipset) permitam injectar pacotes. Alguns casos passam por alterar os drivers de instalação.

    http://www,aircrack-ng-org/doku.php?id=compatibility_drivers

  24. hacktheplanet says:

    Concordo que em vez de ficar perdendo tempo em quebrar as criptografias das chaves alheias devemos entender os conceitos e compartilhar o conhecimento. É claro que de vez em quando é interessante crackear uma chave ou outra, mas o q mata é aquele cara que só sabe ficar nessa. Mas aew alguém sabe quais são as placas que funcionam bem no Backtrack em modo RFMON? Eu uso a Atheros e funciona legal, mas é sempre bom ter algumas opções.

  25. WebCracker says:

    Boas

    Ao inicializar o backtrack 3 numa pen, não sei se vos ocorre um problema do tipo:
    “FATAL ERROR:
    No Screens Found”

    Não sei se me podem ajudar, mas se conseguirem explicar seria mt bom.

    Tb já tentei iniciar o bt4 pela pen e instala sem problemas mas ao verificar na shell se reconhece a minha placa de wireless com o comando “iwconfig”, ele não reconhece. Como a minha placa wireless é a 4965 da intel e como é sabido ocorre problemas de compatibilidade com essa placa, eu procurei pela net e encontrei k da para contornar esse problema, mas não entendi la mt bem. Caso alguem já tenha conhecimento sobre isto, se não importasse poderia postar como consegui contornar o problema.

    Pedro Pinto mt bom post, 5*.Continua assim.obrigado!

  26. rogerio says:

    Pessoal fiz o passo a passo mais o meu esta parando na mensagem a baixo.

    kiijubg for data directory.
    e a luz do cd-rom fica piscando o que pode ser, sendo que eu coloquei para dar boot pelo USB e desabilitei tudo do cd-rom

  27. Jk says:

    http://www.infosecramblings.com/backtrack/backtrack-4-usbpersistent-changesnessus/

    Neste site estão os passos para criar um Backtrack4 USB Boot Persistent. Deste modo, cada vez que reiniciarem, todas as alterações que fizeram ou programas que instalaram, serão guardados.

    PS: Para todos aqueles q se acham Hackarus melhores do que os do Google: Deviam tentar ensinar os cachopos novos, e não manda-los procurar. Se vieram até aqui, foi porque andavam a procurar e afinal só encontram Hackers “Grandes” (que não usam Google (Deve ser verdade)), e que se revelam mais inuteis que o Google (são os Hackers Grandes Inuteis)

    SHARE YOUR KNOW HOW – Someone has shared with you

  28. SRD says:

    Preciso de uma preciosa ajuda! o backtrack não encontra interface, tenho uma Intel® PRO/Wireless 3945ABG. Já tentei de tudo e nada!

    Aguardo respostas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.