PplWare Mobile

Acha justo o salário médio dos Informáticos em Portugal?


Editora no Pplware e psicóloga de profissão. Desde cedo que a tecnologia é uma paixão, interessando-se em particular com o impacto que esta tem na nossa vida e nos comportamentos que as pessoas adotam nas redes sociais.

Destaques PPLWARE

  1. albino branco says:

    Isto é o mesmo que perguntar, “acha que os profissionais de saúde são bem pagos”? Muitos coelhos no mesmo saco…

    Afinal o que é isso de informáticos? Técnicos, Engenheiros, Programadores, Gestores de Projeto…?

    • Marco says:

      Já vi qualquer um desses ganhar menos que um empregado de mesa de um bom restaurante…muitos trocaram para uma empresa decente ou foram para o estrangeiro! O problema é que tem sempre alguém que se sujeita a estes salários e as empresas aproveitam-se…abram os olhos.

      • andy says:

        Fui empregado de mesa de restaurantes em hoteis 4 e 5 estrelas – isso nos fins dos anos 90 e havia temporadas que ganhava o dobro do que faço hoje como “informatico”. Com as gorjetas, chegava a levar perto dos 300 contos “limpos” por mês e o salario mínimo na altura era menos de 60 contos. Atualmente é como se ganhasse 3000 Euros como empregado de mesa.

      • anon says:

        Está muito mal informado, nos restaurantes dos hoteis os empregados de mesa e pessoal das limpezas são quem ganha menos.

  2. Jota says:

    A pergunta é: “Acha justo o salário médio dos Informáticos”? Para dizer se é justo ou não, 1ª tenho que saber qual é o salário médio?!

    • pedro says:

      …..e, ja agora , o que é um informatico?

    • gemario says:

      O salário médio na maior parte da empresas não chega aos 1000 €
      e até o estado usa a mesma bitola.

      • Bruno Galvão says:

        Um tecnico de informática no estado começa com 1100, um especialista, 1647.

      • Woot! says:

        Salário médio de que? De um gajo de redes? De um developer? De um gestor de projecto? De um administrador de sistemas? De um analista??? Estás a falar de que exatamente? É que os salários flutuam bastante nestas áreas todas.

        Já pra não falar que um developer de Java e de .NET não recebe o mesmo. Tal como um developer SAP, ou um developer Siebel ou um developer COBOL não recebem o mesmo entre si.

        Por isso o “salário médio não chega aos 1000€” não só não é verdade como não faz sentido tendo em conta a abrangência da informática.

        Hoje em dia não conheço ninguém a trabalhar em Lisboa a receber menos de 1000€ a não ser que esteja a estagiar. Isto na área de development.

        • Luis says:

          Não conheces porque estás parado no sítio, sentado. O teu mundo ainda é pequeno.

          • Woot! says:

            O meu é que é pequeno ou será o teu?

            Será que sou eu que estou parado ou tu que ganhas uma miséria é que estás parado e acomodado?

        • Filipa says:

          Enfim alguém com um comentário decente sobre o assunto. Recruto IT em Lisboa e o pessoal ainda nem se licenciou e já pede 1100 euros líquidos, ou mais! E as empresas dão, porque estão desesperadas à procura de gente. Já entrevistei programadores e administradores de sistemas a ganhar grandes ordenados, superiores a 3 mil líquidos. Isto em Lisboa, claro, fora dos centros a realidade pode ser diferente. Acho que o mais injusto é o pessoal menos qualificado e os help desks, esses aí muitas vezes recebem mal. Mas hoje em dia qualquer pessoa da área da informática consegue chegar aos 2 mil líquidos em topo de carreira ou mais. Se compararem ao ordenado mínimo do país e ao que muita gente ganha… Não vejo onde fica essa injustiça toda que vocês vêem!

          • Carlos says:

            Bom dia Filipa,
            Sou Administrador de Sistemas/Técnico gestão de redes/Helpdesk com 15 anos de experiência nas áreas e neste momento estou a receber um vencimento liquido que ronda os 900€… Quase o mesmo que um técnico de informática recebe (em alguns lugares) em início de carreira…

          • int3 says:

            Carlos,
            Essas “/” parece-me do “faz tudo”. Mas o “faz tudo” não é especialista. Por isso tens que te especializar porque qualquer um sabe se desenrrascar.

          • Mr.T says:

            Discurso um bocado em contra-senso… Recruta IT em Lisboa, mas pela conversa não deve fazer um grande trabalho… Ao menos sabe avaliar a parte tecnica dos IT’s que recruta? Ou é apenas mais uma RH que apenas faz match de uma folha de excel e a partir dai tenta colar os cv’s com as check boxes do excel e escolher aquele que pede menos €?
            É que desta forma nunca vai recrutar os coitados do help desk e menos qualificados (apenas porque nao tem a tal licenciatura) mas que se calhar são tão bons ou melhor que muitos licenciados… Por outro lado, a recruta-los sempre por valores bem abaixo dos 1100€, certo? É, porque com a licenciatura vem o direito automatico a ganhar o valor pornografico de uns estonteantes 1100€. A sabedoria, ou expriencia pratica no terreno não deve conta para muito não e? Ou melhor, contar até conta mas é só quando convém, certo? E para finalizar, a questão da injustiça… Só por aqui dá logo para ver que nao deve ser grande recrutadora, pois quando quer comparar o ordenado minimo, que normalmente é associado a profissoes com baixo nivel de conhecimento exigivel com ordenados de areas tecnicas cujo conhecimento exigivel é muitissimo superior, está tudo dito. E porque nao falar tambem dos cargos de gestão e direção quase sempre tão mal executados e que tem sempre ordenado associados ainda mais elevados do que os das areas tecnicas??? Sabe Porque? Eu explico. No 1º caso (dos orndenados mnimos) normalmente qualquer um sabe fazer o serviço. No 2º caso (areas tecnicas), poucas pessoas sabem fazer o serviço, menos ainda o sabem fazer com qualidade. No 3º caso (gestao e direção), apesar de muitas pessoas o saberem fazer (umas melhor, outras pior), o que vem associado a ests cargos normalmente, é a tomada de decisões por vezes muito complicadas e que podem ter repercussão direta numa empresa ou na vida de muitas pessoas. Estes cargos normalmente tem uma remuneraçõa elevada, não por serem dificeis, mas sim pela responsabilidade e poder de decisão estrategico que trazem atrás.

          • Mr.T says:

            Continuando… Isto par anão falar na pressão psicologica que determinados cargos de gestão/direção (e algum tecnicos) têm também associados. Quem quer ou está disposto ou ainda tem estofo para guentar isto? Não muitos… Tendo em conta os exemplos, a partir daqui, é de certa forma o “mercado” que fala… Muitas pessoas para um cargo facil, pouco exigente e que muitas pessoas sabem fazer é igual a ordenados baixos.
            Poucas pessoas “especializadas” para um cargo tecnico ou muito especifico e que poucas pessoas saibam fazer, é igual a ordenados mais altos. Parece-me obvio… e a si?

          • Carlos says:

            Int3,
            Não sou o “faz tudo”. A minha especialização é de Administrador de Sistemas. A gestão de redes e helpdesk aos users vem “por acréscimo”. A fase do “desenrasque” já passou há muitos anos em que, infelizmente, tive que me sujeitar.

          • MMendez says:

            Cralos
            O saber apenas ser especialista não chega, muitas vezes é o caminho mais rápido para levar um pontapé no cú.

          • Carlos says:

            MMendez,
            Peço desculpa, não percebi.

          • ervilhoid says:

            MR.T eu ainda gostava de saber quanto ganha a recrutadora, para comparar com o salário mínimo

          • MMendez says:

            Carlos
            Quero dizer que as empresas não estão interessadas em especialistas, esses muitas vezes são os 1º a serem despachados nas entrevistas ou quando já residem na empresa, tinha um administrador que dizia que não precisava de especialistas queria era gajos que pusessem a mão na massa e que não pagava para pensarem para isso estava lá ele.
            Temos muito disso espalhado pelos lugares de topo.

          • jose says:

            Filipa, já não precisa de ser em topo de carreira, já vejo pessoas com menos de 10 anos de experiência, mesmo sem licenciatura com 2.000 liquidos.
            Eu acho que a diferença é Lisboa e Porto vs resto do país.
            Eu com 15 anos de experiência em Lisboa tiro 6.000 brutos + regalias, mas sou muito bom no que faço.

          • João says:

            Ola Filipa,
            Estou a procura de emprego nesta area,tenho 10 anos de experiencia, teria algum email para contato?

          • Clara says:

            Prezados Tugas, gostaria de pedir sua opinião: sou brasileira, e recebi uma proposta para trabalhar em Lisboa, salário 2000 líquido, sem benefícios, na modalidade Prestador de Serviços. Sou mãe solteira e tenho 2 filhos pequenos. Ouvi dizer que o aluguel de imoveis está muito alto, e o custo de vida aumentou. Compensa ir morar aí para ganhar esse salário? Vou conseguir dar uma vida confortável para minha família? Obrigada!

        • joão Teixeira says:

          Pah não sei quem é que conheces na área mas só no meu departamento 4 pessoas recebem 620 o triste ordenado mínimo para um serviço bem cansativo… No geral dos técnicos informáticos os 700 são o bruto… Falo muito a serio

          • Woot! says:

            João, estás a falar em development? Licenciados? Com experiência? Em que linguagem?

            Se estão a ganhar esse salário, porque continuam se há empresas a dar muito mais?

        • jose says:

          Eu neste momento não conheço ninguém em Lisboa nessa área que ganhe menos de 3000 brutos. Conheço algumas centenas de profissionais, embora não me relacione com juniores.

          • OAndré says:

            tens de me arranjar trabalho então 🙂 estou a procura.

          • Carlos says:

            Jose,
            Trm que me dizer quais as empresas onde vê isso para eu enviar o CV.

          • jose says:

            Carlos, em Lisboa, todas, até empresas de operadoras, consultoras, banca, seguradoras, indústria, até empresas de outsourcing, tudo paga por aí, umas pagam tudo declarado outras chegam aos 2000 liquidos com ajudas e custo e afins, seja como for, se és minimamente bom naquilo que fazes, estás em Lisboa e não és junior nem fazes servicedesk e afins, é quase certo como sendo o patamar mínimo 2000 liquidos, se tiveres no mercado à procura percebes isso.
            Eu desde 2016 para cá tenho tido sempre aumentos 500 euros brutos, já ninguém quer abrir mão dos bons profissionais.

        • MMendez says:

          Carlos, desculpa não é para ti o que escrevi é para o int3

        • pretor says:

          1600€ brutos equivale a 1000€ no bolso

    • Sr.Kami says:

      Exato, eu não marquei nenhuma opção. Estão”afirmando” que não é um bom salário. Como posso escolher algo sem bem mesmo ter visto quanto é?!?¿

  3. AlphaB says:

    A informática em Portugal é vista pelas empresas, bancos, etc ,como qualquer gajo faz, e temos sempre um mais barato que faz o mesmo, não interessa a qualidade pra nada.

  4. José says:

    Só respostas de quem não percebe nada do tema.

  5. Vera Lucia says:

    Mais que justo, não mereciam mais que o salario mínimo, são uns empertigados sempre a dizer que não tem tempo para nada e poucas vezes conseguem resolver o problema. fuck informáticos, deveriam ser todos enrabados a sangue frio.

    • AlphaB says:

      Mas olha que grande parte dos problemas está entre a cadeira e o teclado.

    • Acelock says:

      ouch, quem te magoou? está a sentir-se bem? o seu pc de 100€ está lento e nenhum informático conseguiu por a correr a suit da Adobe?

    • gemario says:

      O Vera , a caneta e o papel fazem milagres, pode sempre voltar as origens, ninguém a obriga a mexer nessa maquina maldita de que se queixa.

    • Sammy says:

      Cara Vera Lúcia, há informáticos e “informáticos” mas, refere alguma área específica? Eu ajudo… Redes? Administração de sistemas? Programação? Ou o lendário PPTO (pau para toda a obra)?
      Para quem ignora que a informática abrange diversas áreas, confesso que já formatei e instalei os mais diversas máquinas como até já dei umas perninhas pela multimédia, programação mas, de momento e graças à minha experiência, atuo mais como consultor TI. Mas, se precisar do seu PC arranjado, asseguro que o deixo em condições no entanto, aviso que levará a noite toda pois também a Vera Lúcia precisa de assistência.

      • Woot! says:

        Parece o meu sogro “olha lá tu que és dos computadores não me podes dar aqui um jeito a programar a televisão?”

        Ou ainda “Tu que és informático, podes ver o que se passa com o rádio do meu carro?”

        As vezes só apetece dar cabeçadas na parede.

        • Luis says:

          Vá lá tens sorte a mim até já perguntaram se tb via máquinas de cafe.

          • Mr.T says:

            Não percebem nada… Não vem que a malta que pergunta isso nao é por mal, mas sim porque percebem que os “Informaticos”, já estão habituados a resolver problemas bicudos que o comum dos mortais não sabe, nem quer saber (as vezes bastava um pequeno esforço do cerebro)… 😛

          • Luis says:

            Mr.T
            Eu percebo o que escreve, eu quero dizer que o informático é visto como o pau para toda a obra.

          • ervilhoid says:

            pau para toda a obra e ainda “Nas tuas mãos isto é fácil, podes ver o porquê do meu telemóvel…..”

          • David Guerreiro says:

            Comigo nunca chegou a esse ponto, mas televisores sim.

          • Bruno Galvão says:

            Epá, ainda há pouco tempo me perguntaram isso. Se o edificio fica sem electricidade tambem sou o primeiro a ser chamado. Não há paciência.

          • Marco says:

            Curiosamente reparei uma máquina de café na semana passada…e sou “informático” 😀
            Mas um informático precisa de café, portanto…

    • vlad says:

      Aposto que aplaude e torce por uma qualquer equipa de futebol, onde qualquer jogador ganha milhares largos para andar a correr atrás de uma bola!! E se lhe falam do cr7 ate deve fazer uma vênia, esses milhões largos já não fazem mal!! Isso sim é o parasitismo da sociedade!!!

    • BrunoP says:

      Mas q lindo comentário…
      Está visto q está senhora costuma sofrer daqueles problemas entre o teclado e a cadeira

    • Hugo Nabais says:

      Os informáticos deveriam ser “Enrabados”?
      Sempre ouvi dizer: quem desdenha quer comprar…

    • Woot! says:

      Lá está. Aqui temos os informaticos “help desk” coitados passam a vida a ouvir problemas de gente que não sabe usar as coisas. Ah mudaram-me a fonte de alimentação e deixei de ter acesso a um programa vejam lá isso. Normalmente quem está no help desk em primeira linha nem informáticos são.

    • Marco says:

      Hum, muita azia…parece-me que alguém tem um ex namorado “informático” ou algo do género.
      Não se fala mal assim generalizando uma classe de trabalhadores.

    • Alex says:

      WTF? Por momentos pensei que estivéssemos a falar de política… A malta pensa que ser programador é fácil.

    • Mr.T says:

      Epá… Não me diga que o seu ex companheiro era informaticO e a trocou por uma informaticA ??? Lol. Já diz o ditado, uma ***a por dia, nem sabe o bem que lhe fazia… 😉
      Respire senhora, que está muito tensa…

    • Tiago says:

      Oh Verinha… pensa la, nao será que não têm é tempo para atrasadas como tu a operar à frente dum PC que usa apenas para abrir o word e o excel e mandar mails de natal para os colegas de trabalho com piadas estupidas, e que quando o mesmo não abre imediatamente uma janela, comeca a clicar vezes sem conta? Manca-te atrasada, ou atrasado disfarçado de atrasada.

  6. Outro says:

    Uma grande empresa do Norte em construção de Autocarros para o mercado interno e para exportação paga aos trabalhadores 1ª cerca de 690€ ,2ª 650€ e de 3ª 630€ e trabalhadores extremamente qualificados ,com lucros fabulosos e não sai desses salários.
    Mais vale viver do rendimento mínimo e não se tem preocupações.
    Ainda estes Governantes deram esta semana o rendimento medio dos Portugueses e não me enquadro nos números apresentados.
    Também temos sido Governados desde sempre por Palhaços, sem menosprezo pela atividade cirquence

    • JacareDTR says:

      a verdadeira bomba Atomica

    • AlphaB says:

      Dá para sub-entender que essa empresa deve ser a Salvador Caetano e perceber que a administração ainda não entendeu que está no sec XXI que um dia a Cloud pode trovejar e o excel tropeçar aplicações que até vivem do informático esse gajo que até vale pouco,nessa empresa, portanto gente que só vai acordar quando os informáticos lá do sitio saltarem fora.

    • Joao Ptt says:

      Qualquer dias as pessoas não precisam de autocarros, é tudo virtual ahah

  7. MiguelC says:

    A pergunta falha em dar dados necessários para podermos responder.
    Qual é o salário médio dos informáticos?
    A maior parte das empresas pagam apenas o salário mínimo aos informáticos, mas depois também há algumas empresas raras que pagam para cima de 1.5 mil euros.

  8. Paul says:

    “Salário Médio dos Informáticos em Portugal”, o que é isso?!
    Pela minha experiência, as boas empresas de informática em Portugal salvam-se porque os seus clientes são empresas estrangeiras, na qual compensa “comprar” serviços/mão de obra a uma fração de custo comparado com outros mercados.
    A titulo comparativo, um programador junior, em Portugal, pode auferir no 1º ano, em media, 950€/mês líquidos, e se for para EUA pode auferir (p. ex.) 5000$/mês. Assim, é obvio que grandes empresas procuram mercados atrativos. E, muito mais pode ser dito.
    O meu conselho para quem está virado para as TIC, é que especializem-se em sistemas emergentes e consolidados, como por exemplo criação de aplicações Web e Mobile. IoT = Internet of Things”.
    E muito importante, invistam no “English”!.

  9. AlphaB says:

    O que se assiste em Portugal depois que veio a troika foi a desvalorização completa da profissão do informático e tal como mencionei acima as empresas passaram a olhar apenas para o barato quem administra vive na cloud e na folha do excel e como os numeros são bonitos no excel não desce da cloud e acredito que a maioria das empresas , bancos e por aí vai um dia quando as leis de Murphy atacarem isto vai ficar mau, muito mau porque temos muita coisa pendurada por arames.
    Em muito lugar começaram nas curas de emagrecimento que mais não são do que despedir ou reformar gente mais cara mas com saber e conhecimento acumulado de muito anos e loca de enviar o alguidar a agua e o puto pela janela fora, e chega o gajo barato apardalado porque aterrou na lua que faz o mínimo e foge a sete pés de tudo o que cheire a queimado.
    Haveria muito que contar, mas não posso.
    E isto só vai mudar quando esta gente que vive na cloud um dia tiverem os tomates e a cabeça no cepo pela merda que têm feito.

    • Woot! says:

      Do informático? Mas o que faz um informático?

      • AlphaB says:

        Se não sabes não sou que te vou ensinar.

        • Woot! says:

          Não sei eu nem tu. Não estamos a falar de nenhum informático em específico. Logo nenhum de nós sabe.

          • AlphaB says:

            Eu sei,mas quem tem dúvidas és tu não sou eu sei do que falo,e não preciso de especificar nada porque a situação abrange todos, quando se fala num médico eu não preciso de especificar o tipo de médico mas pelos vistos quando toca a informática é preciso filtros.Manias.

          • Luis says:

            Eu sei,mas quem tem dúvidas és tu não sou eu sei do que falo,e não preciso de especificar nada porque a situação abrange todos, quando se fala num médico eu não preciso de especificar o tipo de médico mas pelos vistos quando toca a informática é preciso filtros.Manias.

          • AlphaB says:

            Ob, o meu irmão ate concorda com o que digo só mudou o nome.

        • Woot! says:

          Quando se fala num médico não é preciso filtros? Então um médico de clínica geral é igual a um cirurgião? Ou vais pedir a uma ginecologista para de dar uma vista de olhos nas dores de cabeça?

          Tem juízo.

    • AMiranda says:

      De acordo. O problema dos salários em TIs terem vindo a descer e a estagnar deve-se, na generalidade, ao intermediário, à empresa de outsourcing. Afecta não só as TIs mas muitas outras áreas como segurança, limpeza, etc. O modelo de lucro fácil do outsourcing tem baixado os salários e a produtividade através da falta de transparência. Nas TIs tem contribuído para a desresponsabilzação e infantilização dos gestores das empresas clientes.
      As empresas de outsourcing ficam com cerca de 70% da riqueza produzida pelos developers, engenheiros de software, etc., para realizarem uma mera gestão mensal de salários. É o dumping social no seu pior.
      A economia portuguesa só irá crescer com o aumento de salários (alguns terão de triplicar) e isto pode ser conseguido eliminando muito do outsourcing, o qual terá de ser substituído por um modelo de contratação de serviços mais directo. Terá de existir regulamentação rigorosa sobre a actividade de outsourcing, que na realidade se deve chamar em Portugal de body shopping, estabelecendo a percentagem máxima que podem arrecadar sobre o valor mensal pago pela empresa cliente e que em países como a Holanda não excede 1%. A regulamentação terá também de obrigar à transparência tendo de passar a ser do conhecimento do informático qual o valor da rate mensal que a empresa cliente paga pelo seu serviço.
      Devido a este modelo de outsourcing, centrado em lucros fáceis e, na maioria das vezes, sem grande preocupação em encontrar soluções inovadoras para os problemas que as empresas clientes enfrentam actualmente, é que não se verifica nenhum “choque tecnológico” em Portugal, muito pelo contrário, devido a más opções tecnológicas e a não valorizarem trabalho bem feito, com mais conhecimento, qualificação e/ou especialização, o desenvolvimento de projectos em Inteligência Artificial, está atrasado neste país. De notar que basta a má estruturação dos dados gerados pelas aplicações existente que geram esses dados, as quais foram mal construídas, para dificultar a aplicação da IA em muitas áreas.
      AS empresas de outsourcing querem pessoal barato para aumentarem infinitamente as suas margens e obviamente isto trouxe resultados negativos nos sistemas e aplicações informáticas; muitos ficaram “pendurados pelos arames” como dizes.

  10. Sidney AD. says:

    Aqui no Brasil, os salários têm sido vergonhosos. Não é raro vermos vagas que pedem muita qualificação, e não pagam mais do que R$ 2000

    • Blackbit says:

      Pelo google isso dá 473€… mas se é pouco ou muito não dá para ajuizar, pois desconhecemos o nivel de vida no Brasil (pelo menos eu).
      Podes elaborar mas a tua resposta?

      A titulo de comparação, em PT o salário mínimo é de 600€ e o médio de 950€.

      • Carlos Oliveira says:

        E mesmo entre países é necessário comparar os 14 com os 12 meses caro Blackbit.
        Muitas vezes dizemos que o SMN em PT é de 600 mas quando comparamos com outros paises devemos sempre comparar 12 meses. Assim o SMN é de 8400€ ou seja 700/mes.
        Não sei se no Brasil se paga 12 ou 14 mas penso que sao 12.
        E já agora a média dos 950 é em 12 ou 14?

      • Sidney AD. says:

        Pra ter uma ideia de valores :

        Salário mínimo no Brasil : 998R$

        IPhone X: R$ 7300R$

        Litro de gasolina : 4,50R$

    • jose says:

      Em São Paulo facilmente um técnico mal qualificiado quando comparado com técnicos PT ganha R$ 5000, no rio, 3500/4000. Qualificados chegam aos 12.000/13.000.

      • Sidney AD. says:

        Já foi assim, hoje não é mais.
        Atualmente estou em busca de recolocação profissional, e o que tenho visto são vagas com salarios risiveis e requisitos absurdos.

        Estou desempregado há pouco mais de um ano, e trabalhando apenas com desenvolvimento web como freelancer desde então. Meu ultimo emprego foi em uma empresa privada, entre 2001 e 2018. Fui contratado como analista de sistemas, e dentro da empresa acabei ‘migrando’ para analista de infra. O salário era otimo, nas faixas que voce menciona, mas daqueles que não se encontra mais atualmente.

        O fato é que a área de tecnologia no brasil hoje é o que a ‘administração de empresas’ foi nos anos 90, e área de RH e ambiental foram nos anos 2000: tem muito profissional no mercado, a maioria pessimamente qualificado, e isso gera uma concorrencia enorme pelas vagas existentes, e faz com que o salario caia vertiginosamente.

        Vagas que paguem acima de 4000R$ são bem raras, e normalmente são para profissionais que já estão nas empresas há um bom tempo.

        Conheco analistas de sistemas totvs que recebem (como PJ, não CLT) em torno de 10000R$, mas a imensa maioria gira em torno de 3000R$.

        Nesta ultima empresa, por exemplo, em determinado periodo terceirizaram a equipe de suporte. Um analista de infra N2 terceirizado por uma empresa, por exemplo, recebia algo em torno de 1500R$. Há alguns anos o mesmo profissional recebia em torno de 4000R$.

  11. David Guerreiro says:

    Vai ter de tudo um pouco, os que ganham muito, os que ganham assim assim, e os que ganham uma miséria. No geral em Portugal os salários são baixos para quase todos, daí que esta profissão não é exceção à regra.

    • gemario says:

      Uma profissão que se parar , nada funciona.
      Muito gente ficou admirada pelos transportes combustíveis ter parado o País mas esquecem-se que sem informáticos nada funciona.

      • Sammy says:

        Bem verdade. Já o referi a vários amigos e colegas, se um dia a malta decide ir para as “greves” vai tudo arrear.

        • AlphaB says:

          O problema reside que neste País o informático é cada um por si, temos a ordem dos médicos,dos engenheiros de tudo e um par de botas mas não existe nada para a informática e tal como nos médicos temos varias especialidades e uma ordem na informática temos o mesmo mas nada. E assim não vamos a lado algum. e quem perde somos nós.

  12. JL says:

    Qual é o salário médio dos Informáticos em Portugal?

  13. Luis says:

    Coitado dos brazucas que tentam ir a Portugal a pensar que vão ganhar rios de dinheiro trabalhando com informática / I.T.

  14. Sammy says:

    “Acha justo o salário médio dos Informáticos em Portugal?”
    Qual é o salário médio? Justo? Em que termos? É alto? É baixo?
    Não votei pois a pergunta é dúbia.
    É injusta pois sei de pessoal incompetente a ganhar bem e outros a ganharem uma miséria.
    Isto é uma roleta, depende da empresa, do cliente para onde se vai, localização, tecnologias nas quais se trabalha.
    Detesto quando alguém faz (ou fazia) o típico comentário, “ah e tal trabalha nas informáticas, ganha bem” ou então “olha uma área que dá é a informática” pois dá, depende é de vários fatores e cada vez mais difíceis de reunir.
    Salário justo? Não creio, se assim fosse tínhamos ainda mais informáticos por cá.

    • Woot! says:

      A grande questão não é só o salário, é o termo “informático”… Um gajo que trabalha na Worten a reparar PCs é tanto informático como um programador por exemplo. É a mesma coisa que perguntar acha justo o salário na área de saúde? Onde têm médicos, cirurgiões, enfermeiros etc

      A pergunta é tão dúbia em tantos aspetos que não vale a pena responder.

    • int3 says:

      Normalmente os salários na área de engenharia informática são consideráveis. Mais que a média do país. Mas se fugir daí para o hardware então é que temos gente que recebe metade que trolhas.

  15. Luis says:

    Seria interessante antes da pergunta indicarem qual é o salário médio atual, porque a maioria que responde não sabe.

    • Blackbit says:

      O salario médio em PT é de 950€.
      O salário médio dos informáticos não conheço… Alguem sabe?

      • Woot! says:

        Ninguém sabe porque não foi feito nenhum estudo. Os “informáticos” são todos os que dão uns toques num PC até ao administrador de sistemas, ao DNA ao developer. Não se pode fazer um salário médio assim. Se formos contabilizar todos no mesmo saco o salário não deve andar muito longe dos 950€. Agora se formos separar por áreas tirando os informáticos “low level” esse valor deve subir um pouco.

          • AlphaB says:

            Estás enganado no País, em Portugal o informático faz Tudo,recebe o servidor,tira da caixa,monta,instala SO,configura,vai até ao fim, as tuas ideias funcionam aqui ao lado em Espanha por exemplo, o gajo só faz uma coisa como vês o informático em Pt pode ser vago mas faz tudo,e até alguns ditos eng, percebem menos de informatica do que aqueles que estão na worten.

  16. MaTolo says:

    Devia haver uma Ordem como os médicos, enfermeiros, advogados.
    Pertencer apenas à ordem dos engenheiros é demasiado genérico.
    Já imaginaram se os informaticos de portugal, fizessem todos greve como os camionista de materias perigosas!
    Não havia rede, nem acesso à internet, nem servidores online, nem MB, nem caixas de supermercado a funcionar HAHAHA

    • Não Interessa says:

      Não seria bem assim, pk nós como informáticos temos uma grande sentido de responsabilidade e temos tendência a desenvolver sistemas que sobreviem sem estarmos lá com o dedo no cabo de rede.
      Uma greve de 1 semema não iria afetar quase ninguém, só iria ser o caos se no inicio do greve colocassemos os sistemas offline o que muito dificilmente iria ocorrer, até porque “serviços mínimos” e o nosso sentido de responsabilidade.
      O que recomendo (e que eu próprio irei fazer à mínima oportunidade) é procurar quem paga mais na sua área e aproveitar as oportunidades. Assim a pouco e pouco iram ver que os salários médios aumentam.

      Quando começarem a sentir a nossa falta, iram-nos dar valor!

      Eu o ano passado tive uma oferta em que ia receber mais 700€ do que o meu salário atual, não pude aceitar pk tinha uma calsula de rescisão com a empresa atual, erro meu ter aceite essa calsula. Não cometam o mesmo erro que eu, oportunidades aparecem quando menos se espera, não fiquem agarrados só porque vos parece uma boa oportunidade hoje.

      Se um empregador vos der valor, vai fazer o que estiver ao seu para que nós fiquemos nas empresas, sem clausulas manhosas e sem terem que ameaçar que se vão despedir (como já vi acontecer na empresa onde estou atualmente)!

      Se o empregador atual não vos merece nem vos dá, procurem outro que o faça, que eu farei o mesmo. Quantos mais fizermos isso, mais eles abrem os olhos, pk no fundo, eles sabem que precisam de nós.

      • Não Interessa says:

        PS: E não tenham medo de negociar ordenados e pedir valores altos nas entrevistas. Peçam aquilo que merecem, não aquilo que acham que o possível empregador vos vai dar só para poderem ficar empregados.

        E nunca parem de tentar encontrar melhores oportunidades.

      • Woot! says:

        Porque não pagaste a cláusula? Ou era demasiado alta?

    • Joao Ptt says:

      Já aconteceu nos EUA com aquele shut down dos serviços, em poucos dias já havia web sites que deixaram de funcionar por causa de certificados que não se renovavam automaticamente.

  17. int3 says:

    Pergunta ridícula. Informático? Um reparador de computadores é informático e pode estar a receber o salário mínimo numa loja qualquer. Como pode ser um alto especialista numa tecnologia crítica e receber 5000€ por mês, em Portugal.
    Por isso é completamente estúpida a pergunta.

    Um developer pode ter salários que variam entre 600€ a 3000€ em Portugal. Depende da tecnologia, depende da experiência, depende da empresa, depende da zona, depende da oferta/procura, depende de tantas variáveis que nem consigo contar!

    Faz sentido é perguntar numa área específica se é justo o salário médio por assim já podemos fazer contas.
    Fazer a média do que varia de salário mínimo a quase infinito…. Vai dar um valor completamente irrisório.

  18. João Barros says:

    O que é um informático? Qual o salário médio?

    Um médico, qual o salário médio?
    Um professor, qual o salário médio?

    Esta história de colocar tudo no mesmo pote tem não faz qualquer sentido. Alias neste pais muita coisa não faz sentido e temos de viver com elas?

    Deixo uma pergunta final, qual o preço médio dos carros em Portugal?

  19. SANDOKAN 1513 says:

    Podem dizer o que quiserem mas um salário médio de um Informático em Portugal ronda os 1500 euros,mas na maior.O salário médio,muita atenção !! Se me disserem o contrário não me acredito.

    • SANDOKAN 1513 says:

      Off-topic,e desculpe-me,Marisa Pinto—»neste momento tenho uma versão do uTorrent a fazer downloads a 1424 nós !! A 1424 nós de velocidade !! Impressionante !! 😀

    • blablabla says:

      Andas a sonhar bem tu.

      • jose says:

        Não acho que ande, e até diria que liquidos + beneficios, não conheço ninguém em Lisboa com menos de 2000 liquidos, e se fores a ver tirando Lisboa e Porto tens poucos profissionais de TI no resto do país, 500 em coimbra + 1000 aveiro + 500 viseu + 1000 braga + 200 tomar, o resto são raspas soltas por aí, grande maioria microinformática.
        Quase que arrisco apontar para os 100.000 profissionais de TI no país inteiro, só em Lisboa e Porto devem estar 80%, desses 80% a média anda facilmente pelos 1700 liquidos, se formos a fazer as contas com os pobrezinhos do resto do país facilmente chegamos aos 1500 liquidos de salário médio.
        Isto com muita especulação.

        • José Ribeiro says:

          E o resto? Fundão, Castelo Branco, Covilhã? Pelo que vejo, o salário líquido a nível nacional vai andar nos 950/m

          • jose says:

            O resto está nos 20% que referi, como disse, o resto do país tem pouca expressão.
            Atenção que em Lisboa e Porto fiz as contas por baixo, duvido muito que a média sejam 1700 liquidos, deve ser acima, principalmente em Lisboa onde tens muita gente com 20+ anos de experiência acima dos 3000 liquidos e depois gestores que chegam aos 4000/5000 liquidos que também são IT.

        • Woot! says:

          Concordo com o que disse mas abaixo de 2000 já conheço muita gente, agora há que ver é o nível de experiência e a área que estamos a falar.

          Mas também diria que a média líquida anda perto dos 1700€.

          • Filipe says:

            Vejo que estão bem informados, por isso aproveito para perguntar em media quanto pode ganhar um junior developer em lisboa?

  20. Julie says:

    Ganham mal e porcamente para aquilo que estudaram, os jovens formam-se e depois vão para qualquer consultadoria, que se aproveita e pagam quantias irrisórias, por isdo mesmo é que a tendência actualmente é sair do Pais. A orfem dos Engenheiros informáticos deviam defende-los melhior. Sem a informática, actualmente nada funciona, estamos na Era das novas tecnologias, é o Futuro e quem não entende é analfabeto

    • MMendez says:

      Temos imensa gente que é informático sem ser engenheiro e que mantém muito sistema a funcionar e existe muito Engenheiro de luvas brancas que não faz a ponta de um chavelho e vive á conta do informático genérico que faz tudo sem direito a nada.
      E para alguns comentários acima queria só alertar que muito helpdesk 1º e 2º linha é feito por técnicos que sabem da poda e evitam muita intervenção no local.
      Mas também temos uma grande desmotivação e abandono para outras profissões que dão mais dinheiro e menos stress e chatice e vão ficando os que ainda têm ilusões.

      • Woot! says:

        Num dos meus antigos empregos numa multinacional os helpdesk de 1a linha eram maioritariamente estagiários de uma área qualquer ao calhas (eram os que aceitavam os 600 e poucos euros que ofereciam na altura pelo estagio. Davam-lhes uns words para a mão e enfiavam-nos ali sem qualquer conhecimento.

        Estes eram vistos como “informáticos” quando muitos deles eram de matemática, desporto biomédica, etc.

  21. jezuz says:

    Trabalho como informático (administrador de sistemas e redes / helpdesk) faz 6 anos, primeiros 2.5 anos comecei a ganhar 750 euros, 3 ano 1100, 4 e 5 ano 1500 isto tudo contando com os 14 salarios.
    Entretanto mudei-me par luxemburgo onde ganho 3500 (valores todos liquidos)

    • Joao Ptt says:

      E quanto é dos outros gastos? Habitação, alimentação, transportes? Quanto é que sobra aí versus o que sobraria aqui? Faz a mesma vida aí que fazia aqui? Se sim, ainda assim mais que compensa?

      Provavelmente compensa, e sei de pelo menos um programador que cá em Portugal pagavam-lhe mal e mudou-se para a Irlanda também a ganhar imensamente mais, vem cá pelo menos duas ou três vezes ao ano de avião e ainda assim compensa-lhe.

  22. Daniel says:

    Hoje em dia não existe profissionais mas sim os que fazem de tudo um pouco e a preços baixos.

    Maioria das lojas de informáticas que abriram recentemente, que não são poucas, é pessoal que não percebe nada ou quase nada do assunto mas que tem capital para investir.

    Quais os trabalhos que desempenham?
    – Substituição de peças
    – Instalações e formatações
    – Trocas de modulos de display em telefones.

    Coisas simples que qualquer um com algumas horas de youtube faz….

    E reaparação de boards?, subsituição só de vidros em smartphones? NEPIA

    Obrigado a todos pelas vossas opiniões, críticas ou desabafos.

    • MMendez says:

      Daniel olha que não são apenas as lojas de informática, se formos para o sector automóvel e subirmos até aos representantes das marcas é o mesmo sabem mas é
      trocar peças, e não percebem nada do tema, o cliente paga.
      por exemplo uma marca que abriu a poucos dias umas oficinas, uma marca daquelas cheias de luzes e cara, o meu irmão foi comprar valvolina para a cx de velocidades manual do carro e deram-lhe valvolina para cx automtica e quando o meu irmão lhes disse que era para cx manual a resposta deles é que podia usar na mesma.
      Se fosse na conversa deles quando a cx estivesse arruinada iam dizer que era fruto de má utilização e não da conhecimento deles.
      Se estivesse na oficina e tivessem feito isso ia sair uma boa conta.Nada que não façam a muitos anos como me disseram uma vez iam trocando peças até acertar.

  23. João M. says:

    Há aqui dois lados, quando falamos em salários. Por um lado temos os trabalhadores e por outro as empresas. Do que percebo do mundo de RH, os salários/propostas feitas são baseadas no salário médio, da área profissional, na região onde se vive. Saber esses salários, por exemplo, para um developer, basta ir ao glassdoor, perguntar a uns amigos, e já se fica com uma ideia.
    Agora aqui começo pelas empresas. Um trabalhador, em Portugal, fica muito caro a uma empresa. Basta usar um simuladorzito na internet para perceber que um empregado ao qual seja pago 1000€, ele custa À empresa ~1350€ – devido a TSU, e outros – sem contar beneficios extra (seguros, por exemplo). Depois temos o que a emprega paga em taxas e taxinhas para o estado… A malta fala sempre que as empresas grandes são isto e aquilo mas o “bulk” da criação de emprego – incluindo os “informáticos” – está nas PME. Criar uma empresa em Portugal é muito pouco atrativo e cheio de dificuldades.

    Do lado do trabalhador, temos pessoas que não se sabem valorizar e sujeitam-se. O mundo da informática – e vou focar em developers, admins, etc.. , é um mundo em que há mais procura do que especialistas. O problema é que a malta conforma-se ou simplesmente gosta de empregos na mesma rua. A malta se aprender a negociar, principalmente depois de 2-3 anos de experiencia, já consegue subir o seu rendimento. Trabalhei aí para uma consultora IT, que usa recém licenciados como peneira (Até pelas ajudas do estado que recebe para isso) e passados dois anos a partir pedra, não me valorizaram então fiz-me à vida e, ainda sem sair de Portugal, aumentei o meu rendimento anual em 40% – comparado com o que ganhava na tal consultora xpto.
    Acho que a malta conforma-se, gosta pouco de mudar ou de arriscar (porque mudar de emprego quando uma empresa xpto te dá um contrato sem termo, cria uma ideia de emprego para a vida) .
    Para terminar, temos depois o conceito de que TODA a gente acha que ganha mal e que deve ser promovido… mesmo que seja incompetente. NEm todos os developers, admins, informáticos, são bons. Para ser bom é preciso esfolar os cotovelos a estudar, treinar, aperfeiçoar . Há malta que é capaz de passar um ano num projecto que pouco se faz, conforma-se porque gosta da boa vida, e depois é capaz de ir ao manager dizer “porque é que não fui promovido”…

  24. WM says:

    Eu trabalhei como engenheiro informático (programador) em Lisboa, ganhava cerca de 1300 euros. Entretanto mudei para a Suiça a exercer exatamente as mesmas funções e agora ganho 6500 euros (valores liquidos).
    Inflezimente em Portugal o truque é manter os salarios baixos para haver sempre oferta, as pessoas tem necessidades e acabam por não ter outra opção senão venderem-se baratas…

    • MMendez says:

      “Infelizmente em Portugal o truque é manter os salários baixos para haver sempre oferta”

      Pelo que tenho visto é isso mesmo

    • Josué says:

      Pois é… mas e o custo de vida na Suiça? 😉 Quanto te sobra no bolso no fim do mês?

      • ervilhoid says:

        Deve sobrar bem mais do que aqui na tuga

      • WM says:

        Não referi isso porque acho que nem é necessario. Sim, o custo de vida é elevado mas a razão compensa sempre.
        Desses 6500 euros a fazer uma vida normal (sair regularmente, jantar fora, férias) consegues deixar facilmente na conta cerca de 2500/3000 euros, e quando digo deixar significa todas as depesas pagas (sobras no final do mês)

        • ervilhoid says:

          Claro, se uma pessoa na Suiça com bem menos do que isso, ainda junta, imagino com 6500

        • jose says:

          Pois, a andar de transportes publicos, morar longe dos centros, sair para lugares on a budget e fazer férias uma vez por ano de 2000€ por pessoa, claro que se poupa isso, mas para fazer vida da pobre não saía do meu país.
          Ganho 4000 liquidos em Portugal, ando de carro, moro onde gosto, vou de férias de luxo (4000€ por pessoa) uma vez por ano e outras tantas em fim-de-semanas e outras escapadinhas, almoço e janto até 50€ por pessoa e raramente como em casa e ainda consigo poupar 1000€ por mês.
          Se fizesse esse lifestyle de pobre pouparia o mesmo que tu, sem sair do país.

          • ervilhoid says:

            josé a ser verdade tens um salário que praticamente pouca gente tem. já o WM na Suiça com 6000 não é nada de extraordinário, muita gente ganha isso e mais (outros menos, verdade) mas acredita que não faz vida de pobre como dizes

          • Edexote says:

            Já pareces o Caco do Sai de Baixo xD Tenho horror a pobre!

          • WM says:

            Olha Jose por acaso até moro no centro da cidade, demoro exatacmente 20 min a chegar ao trabalho de transportes publicos coisas que até faço com muito gosto.
            Mas também te digo já, com o teu ordenado também nem pensava duas vezes, preferia estar no meu país junto das minhas pessoas.
            Por as minhas contas 4000 liquidos ade dár uns 7500 brutos, tens um ordenado melhor do que o primeiro ministro, parabéns.

    • AMiranda says:

      Pois, a questão é que em Portugal a empresa cliente do serviço paga até mais do que 6500 líquidos pelo informático que contratou através de outsourcing; a empresa de outsourcing paga 1300 ao informático e fica com o restante, portanto com cerca de 70%. É escandaloso.

  25. Miguel says:

    Depende do informatico, se for o tipo que troca o monitor quando o mesmo avaria e passa a vida a buscar sandes de presunto para o patrão deve ganhar a volta dos 700€.
    Se for o tipo responsável por ligação de BDS com recursos de APIs de vários programas de terceiros, responsável pela s guranca dos dados da empresa, programador de aplicações para a empresa, etc… Em Portugal a média anda nos 1300€, o mesmo tipo na Alemanha ganha 4800€.

  26. Ze das Quintas says:

    Por acaso ontem falei com um colega Brasileiro e ele disse-me que quando estava no Brasil ganhava muito mais em informática do que aqui em Portugal, portanto existe mesmo um desajustamento estúpido em termos de salário nesta área no nosso pais.

    • Joao Ptt says:

      Se oferecem 700 euros e alguém aceita, porque hão de pagar 800 euros? Ou 1500 euros? ou 3000 euros? Só se ninguém aceitar é que se vêm obrigados a aumentar o valor ou a ir procurar pessoas mais longe… tipo Índia ou China, se for algo que possa ser feito à distância claro.

  27. Nuno says:

    Nunca vi tantas pessoas da mesma área se agredirem tanto verbalmente. Problema típico em Portugal. Em vez de se unirem e criarem um sindicato fortíssimo para melhorar a profissão e condições de trabalho, não, agridem-se. Existiu em tempos uma associação portuguesa de informática mas nunca um sindicato independente mas sem taxistas e corruptos. Recomendo vivamente a criação de um. Tenho mais de 30 anos de experiencia no sector e posso colaborar. Não tenho experiencia na área Juridicional que convenhamos convém andar lado a lado.

    • AlphaB says:

      Nuno, tens razão, mas eu trabalhei numa empresa com cerca de 3000 pessoas e tinha muitos departamentos e vários sindicatos e como informático tinha a possibilidade de circular dentro da empresa falar com muita gente , e via , o que posso dizer , sindicatos uma vida santa, não fazem nada !! não resolvem nada ! e muitas vantagens, tinha gente em departamentos a fazer o mesmo frente a frente um pertencia a deptº A o outro ao B um tinha “n” regalias ou outro nada, e os sindicatos nada.
      Como vês Nuno, eu apostava mais numa ordem cuja inscrição pudesse ser feita não apenas pelo canudo mas abrangendo todos mesmo aqueles que trabalham na informática sem canudo, onde se pudesse ter formação, onde se defende-se a classe. como é feita numa ordem como a de medicina onde todos estão escritos desde o medico até as outras especialidades.
      Se calhar tb a muita gente não interessa que exista uma ordem que defenda os informáticos porque assim vive dos baixos ordenados e do trabalho escravo tudo gira cada vez mais em roda da informática e tudo o que lhe está associado mas as condições do informático são cada vez mais desumanas essa é a realidade, stress altíssimo, horários de cair pro lado,prazos malucos para cumprir devido a planeamentos feitos por quem manda mas não vê um boi do tema, uma loucura.
      A dias falava com uma médica que tem uma irmã na programação e que foi para um País nórdico e dizia em Portugal a irmã quando acabava um trabalho mais cedo, recebia logo outro na hora pra ontem, onde agora está quando acabam mais cedo vão descansar até a data que estava planeado acabar e depois recebem outro sem stress nem corridas.

  28. Ricardo says:

    Meus caros e colegas informáticos. Existe um sindicato de informáticos desde os anos 90. Aconselho a averiguarem, pois já ajudou em algumas situações vários técnicos e engenheiros contra algumas empresas, nomeadamente Randstad e SAP.
    Se quiserem unir-se, o sindicato, é o primeiro passo.

  29. Hugo Nobre says:

    Se esse for o caso têm sempre a possibilidade de fazer freelancing ou arranjar um emprego no estrangeiro (remoto ou no local). A formação é apenas uma parte do processo. A procura e negociação é outra.

  30. Toni says:

    Olá, quero partilhar a minha história. Sou um informático (com mestrado concluído na Madeira), e profissional já há 7 anos. Os primeiros 2 anos foram em Portugal, também na Madeira.
    Enquanto estava na Madeira, trabalhava sobretudo com .NET e MSSQL com um ordenado líquido de 1300€. Eu tive muita sorte porque a empresa era alemã (ou melhor estava na zona França da Madeira e o chefe era alemão).
    Entretanto mudei-me para a Alemanha (outra empresa, sobretudo em C++, PostgreSql, e tecnologias Web), depois de 2 anos na madeira, e aqui passei a ganhar 2100€ líquidos (numa empresa pequena, com 5 trabalhadores), e custos mensais a rondar os 450€.
    Aqui procuram informáticos competentes e pagam bem. Se não se importam de aprender alemão, é algo que recomendo, pois até se vive bem cá 🙂

    • Woot! says:

      Porque ganhar 2100€ líquidos na Alemanha se posso ganhar em Portugal?

    • int3 says:

      Também se ganha esse valor em Portugal e o custo de vida é mais barato, e pode-se viajar e ir ao café, cinema, etc sem gastar muito. Algo que no resto da Europa é quase impossível.

      • Toni says:

        Nalgumas coisas sim, é mais barato, noutras não. Mas é um valor normal? Ou um valor que poucos alcançam em Portugal?
        E podes dar exemplos onde é que posição na empresa se ganham esses valores? (estou genuinamente curioso)

        • int3 says:

          Eu ainda não cheguei aí. Mas não falta muito. Normalmente um developer web com uns 2 anos de experiência já está nos 2000€ brutos. Se tiveres como team leader é começar a ver a subir para 3k com facilidade.
          Isto é a realidade que conheço e nem trabalho na área, sou antes de segurança. O pessoal que conheço que estuda comigo já anda em 1500 brutos sem experiência no Porto. E no Porto nem é uma cidade com tantas ofertas como em Lisboa. Agora pensa.

        • Woot! says:

          Eu sou developer 6 anos de experiência 2325 líquidos + regalias.

  31. Afonso Henriques says:

    Neste país um gajo que instala impressoras e faz helpdesk, quer ganhar o mesmo que um DBA, um administrador de sistemas, ou um programador. Um gajo que tirou uma licenciatura de 3 anos e aprendeu a somar 2 números, quer ganhar o mesmo que um eng altamente qualificado, com anos de know how e experiência. O problema é esse! É que em Portugal é tudo informático. Metem gajos de multimédia a fazer informática, gajos com o 12ª. Vale tudo. Não há mecânicos de primeira nem de segunda, nem de terceira. Tudo dá o seu jeitinho. Enquanto assim for, a profissão nunca será valorizada e os ordenados vão ser sempre miseráveis. Isto só lá vai com uma ordem que regulamente a carreira e chame os bois pelos nomes.

    • AlphaB says:

      Oh, Afonso olha que eu nunca vi os gajos com o DBA meter a mão na massa, vi foi muitos de luva branca para não sujar a mãos viverem do trabalho do preto que vai a todas. ou administrador de sistemas ou programador alguns, se não lhe colocarem o pc com tudo instalado e bem configurado parecem umas baratas tontas sem saber como fazer.
      E já agora não desqualifiques quem instala impressoras ou helpdesk porque até para isso é preciso saber, e ter o canudo não quer dizer nada, nos meus muitos anos de informática já vi bastantes que sabem menos do que aqueles que desconsideras, tive um colega que faziam gestão de 30.000 Desktop na área da segurança e não tem canudos. é um excelente técnico e o ordenado nem chega aos 1000€

      • ervilhoid says:

        AlphaB e para que é que um programador precisa de saber configurar uma máquina com tudo instalado? basta saber instalar o que necessita e não me digas que 1 programador não sabe instalar aquilo que necessita..
        agora formatar pc ou configurar impressoras nem se dá ao trabalho..

        A diferença é que 1 programador sem conhecimento se tiver que formatar 1 pc também chega lá ao fim de umas horas, agora o gajo que é Pro em formatar e configurar se não tiver conhecimento de programação, também chega lá, pode é levar anos

      • Miguel says:

        Sim é preciso ter um canudo para instalar impressoras…

        • Joao Ptt says:

          É só alguma ordem de engenheiros se lembrar e fazem uma lei que para colocar uma impressora é necessário ser engenheiro.

          O que nem seria má ideia, porque o que não falta para aí é muita impressora que por estar mal configurada ou por não ser devidamente processada antes de ser retirada das empresas acaba por permitir o furto de dados pessoais dos discos onde armazena as imagens das impressões.

          Hoje em dia é preciso ter licenciatura para quase tudo, qualquer dia até para varrer as ruas é preciso ter um mestrado em qualquer coisa, e o passo seguinte é ser tudo máquinas que fazem tudo incluindo programarem-se umas às outras e arranjarem-se, e despacharem os humanos inúteis eheh.

      • Afonso Henriques says:

        Não é uma questão de desconsideração. Um ajudante de pedreiro não é pedreiro. Um eletricista não é engenheiro. Um enfermeiro (por muito que lhes custe) não é médico. Todos fazem falta, todos têm lugar. Isso não está em causa! Têm é conhecimentos diferentes, ou senão têm deviam ter! E como tal deviam ter ordenados diferentes. Colocar tudo no saco de “informático” banaliza a profissão e faz baixar os salários. Se noutras profissões é necessário estar inscrito na ordem e ter conhecimentos comprovados, porque é que na Informática não deve ser?! Eu sei porquê! Porque muitos dos que hoje “fazem informática” e se dizem informáticos iam ganhar ainda menos.

        • gemario says:

          Isso é igual para os 2 lados.
          Muitos daqueles que estão no topo muitas vezes não sabemos como lá chegaram e se calhar também tinham de ganhar menos.
          Temos programadores e programadores, temos engenheiros e engenheiros e eu também afirmo o canudo não é sinonimo de nada.

          • Afonso Henriques says:

            Espero sinceramente que o médico que te dá consulta tenha o canudo. Ou que o engenheiro civil que projetou a ponte por onde passas, tenha tirado boas notas. O que que o eng. informático que fez o programa onde pagamentos saiba o que está fazer. Banalizou-se de tal forma a profissão que toda a gente se acha aquilo que não é.

        • AlphaB says:

          Oh, amigo Afonso o mundo real esta-se a lixar pra se o Amigo tem o canudo, e esta-se a lixar para se o amigo trabalha bem ou mal , o mundo real quer o preço mínimo, e se levar o preço máximo logo vão tratar de arranjar mais barato.
          No mundo real faz-se e depois se der deu se não der pontapé tenha ou não culpa.
          pode ter a certeza que está tudo no mesmo saco as administrações estão-se a borrifar se tem o canudo ou não, se faz ou não o que interessa é fazer o pino para os objetivos mais nada ,neste momento o mercado deixou de estar interessado em qualidade, a lei é barato. e se for aqui vão buscar a outro País.
          Se o amigo ainda pensa que a sua salvação é o canudo não acredite muito porque tudo muda ao minuto, hoje uma empresa esta em cima amanha o dono já pode ser outro e muda tudo, eu não estou a fazer a apologia do barato ou de não ter formação, estou a falar daquilo que na minha experiência de 30 anos estou a ver posso-lhe dizer só para ter uma ideia que uma empresa multinacional em Portugal tinha um índice de resolução de problemas de 98% e agora está com 10% substituiu uma equipa cara que funcionava por uma barata caiu 88 % e quem manda esta-se a borrifar, e no caso dos programadores também o mesmo e esta-se bem.
          podia dar exemplos, mas o melhor é estar calado.

    • Carlos says:

      “(…) a fazer informática, gajos com o 12ª. Vale tudo.”
      Tenho a dizer que tenho o 12º e garanto que o meu desempenho como Administrador de Sistemas (função que desempenho) é bastante superior ao de alguém que tenha um canudo! E falo por experiência própria.

    • Pedro Silva says:

      Com mentalidades dessas que só quem tem canudo é que pode ter um bom ordenado e sabe fazer tudo não vamos a lado nenhum. Tenho o 12º de um curso profissional de Informática, posso te dizer que trabalho desde 97, já fui programador, técnico de sistemas, e nesta altura sou administrador de sistemas, sozinho giro um parque informático de 70 portáteis, 4 servidores(cada um deles com o seu sistema operativo diferente, pois são de anos diferentes, todos instalados por mim). O canudo a mim não me faz falta para nada. Há uma coisa que esta geração nova de “informáticos” não é capaz de fazer, que é ser auto didacta. Pelas minhas mão já passaram uma larga dezena de estagiários com canudo que quando era preciso fazer um cabo de rede ficavam a olhar para mim com desdém . Metam a mão na massa, aprendam qq coisita ao lado, depois sim podem pedir bons ordenados.

      • OAndré says:

        Mas tu achas sinceramente que um PhD ou um mestrado é andar a fazer cabos de rede, a instalar SOs em 70 máquinas e 4 servidores?
        Tens de ter mais noção das coisas é o problema dos auto-didatas acham que sabem tudo já.

        O que tu dizes fazer fazia eu no 9 ano… alguem minimamente interessado em computadores faz isso.

        Hoje tenho um Licenciatura, Mestrado e PhD quero comecar a trabalhar e querem me pagar 1100 liquidos por estagio do IEFP. Tudo isto pq as pessoas não se valorizam e competem com malta autoditata que aceita salários miseráveis e para as empresas é tudo “igual” quanto mais barato melhor.

        Cada um tem as suas realidades e todos podem coexistir mas há que ter nocao que numa faculdade ninguem ensina a formatar computadores, ou fazer cabos de rede.
        Qualquer um com minimo de interesse aprende isso em um dia nao demora 22 anos para tal…

        • AlphaB says:

          Oh jovem acorda a realidade é essa exista gente autodidata ou não o canudo não é sinonimo de nada e se pensas viver apenas na informatica com luvas brancas para não sujares a mãos estás tramado porque quando chegares ao mercado vais tenrinho com essas ideias vais sofrer um bocado com a realidade.
          Nessa empresa onde trabalhei entravam de manhã cheios de ideias e a tardinha já lhes estavam a mostrar a porta da saída.
          E lembra-te que a universidade não ensina tudo,mas que te emprega espera que o saibas fazer.

          • AlphaB says:

            Oh OAndré
            não fiques ofendido quem fala apenas quer que abras os olhos e não tenhas ilusões temos de ser adaptáveis e esse tipo de pensamento que tens num mundo como o da informática é muito estático e limitado.
            E ainda mais vou ser muito sincero contigo e digo sempre o mesmo aos meus amigos conhecidos etc, o melhor emprego é aquele onde tu és patrão de ti mesmo nunca sustentes o teu futuro com base seja numa empresa seja num patrão. porque isso é uma roleta russa.
            Vou dar-te um exemplo trabalhei na DEC não sei se sabes mas era a empresa concorrente da IBM altas condições de trabalho alto ordenado, num dia foi vendida e comprada por uma empresa minúscula Compaq em comparação com DEC e depois veio outra mais pequena a HP e comprou tudo, e mudou tudo, no meu trajecto profissional já conheci 11 empresas o que me dá alguma visibilidade do que é o mercado de trabalho, por isso lembra-te aquilo que as vezes pode parecer ofensas não é.

        • Pedro Silva says:

          Calma sr. Eng. mestrado com um Phd, o cabo foi um exemplo.
          É por causa de gajos como tu com essa atitude, eu tenho um PHD não posso ganhar 1100, queres começar por onde nos 5000€ a sair da Faculdade.
          Meu caro quando te aparecer um problema à séria, pensas que a teoria te vai resolver ? é tudo muito lindo na teoria mas depois na prática, diz-lhe que nos livros era assim.
          Quando o sr. Eng. com um mestrado e PHD estiver num call center a ganhar o ordenado mínimo com essa atitude, liga-me que eu continuo com o meu ordenado acima da média com o 12º.
          Ganha humildade e começa por baixo que eu também comecei, não precisas de começar pelo mínimo…..

        • Bruno Roque says:

          OAndré senta o cu aqui na empresa onde trabalho e veremos quantos meninos com o 12º ano te ensinam a fazer o que nunca sonhaste e nem fazes ideia que existe!

          Lido com varios eng. que dou todo o valor que merecem mas as vezes fico a pensar o que sabem a mais que um dos miudos com o 12ºano que desde novos colocaram a mão na massa e não apenas no caderno!

          Não te tiro valor mas se quiseres 1 semana de expriencia com pessoas com o 12º ano diz-me que eu emprego-te!

          Se fizeres o mesmo que eles dou-te 2k liquidos se ficares a 50% deles dou te o ordenado minimo!

          Se quiseres apita

      • Woot! says:

        Lol cabos de rede fazia eu no 6° ano em TIC na mesma altura que ensinavam a formatar PCs.

        Deixa de ter a mania.

        • Carlos says:

          Os cabos de rede era apenas uma “mera expressão” do que se pode fazer e que muitos recém-formados cheios de teoria não conseguem ou nem sabem fazer.
          Em relação ao pessoal com o 12º e com uma vasta experiência na área, concordo plenamente e incluo-me no “grupo”.

  32. Nuno F. says:

    Nem os dos informáticos e os de muitas outras categorias profissionais…
    Um dos problemas do nosso país…

  33. Sandro Castro says:

    Bom dia, tudo depende do ponto de vista de cada um… Um bom “informático” deve e deveria ganhar bem, assim como qualquer profissão.

    Agora qual é o valor? 1000, 1750, 2500…pois não sei.

    O que sei é que os Policias, Bombeiros, Médicos, Auxiliares de varias áreas profissionais, Tripulantes, entre outras profissões e até mesmo os “Políticos” deveriam de ganhar muito mais do que ganham… Se é possível? Penso que sim!

    Obrigado.

  34. Sandro Castro says:

    Bom dia, tudo depende do ponto de vista de cada um… Um bom “informático” deve e deveria ganhar bem, assim como qualquer profissão.

    Agora qual é o valor? 1000, 1750, 2500…pois não sei.

    O que sei é que os Policias, Bombeiros, Médicos, Auxiliares de varias áreas profissionais, Tripulantes, entre outras profissões e até mesmo os “Políticos” deveriam de ganhar muito mais do que ganham… Se é possível? Penso que sim!

    Obrigado.

  35. mlopes says:

    desta é que a @Marisa Pinto se passou de vez nestas “sondagens” 😀 então pergunta-se se alguém acha bem uma “coisa” e não se diz o que a “coisa” é? sem sentido…!

  36. Nuno says:

    Só padronizando um valor mensal para todos ,e todos aplicarem esse valor é que sabiamos o valor que é aplicado,
    Agora isso entravamos no comunismo.
    Portanto tudo é variavel, existe todo tipo de casos , até aqueles que ganham bem e não sabem fazer nada e o contrario, existe de tudo.
    Cada um tem de traçar o seu caminho.
    Abraço a todos

  37. RG says:

    Acho que as coisas estão a mudar e todos esta a ver a coisa pelo lado errado:
    1 – O mercado PT a nível de profissionais nesta área é um dos mais promissores tem excelentes técnicos em forma geral é ouro bruto para as empresas Internacionais, para isto conta a formação e as particularidades dos profissionais nacionais de adaptação e aprendizagem.
    2 – Existe uma grande diferença cada vez mais entre empresas “Nacionais” e “Internacionais” onde o fator salário e realização profissional são cada vez mais acentuadas, na maioria das empresas nacionais são chefiadas por mentalidades totalmente ultrapassadas… mas não vou falar do que todos já sabem…
    As empresas Internacionais e algumas Nacionais que já se adaptaram tem uma mentalidade diferente onde o funcionário é reconhecido e premiado pelo desempenho valorizando pelo salário, dando-lhe condições de trabalho e valorizando-o diariamente, mensalmente e anualmente fazendo-o parte integrante da empresa. Hoje em dia se fores bom nesta área tens o teu linkedin cheio de propostas de empresas na área, que é uma nova realidade que já acontece, luta freneticamente dos RH a procura e a “roubar” recursos de outras empresas, as empresa Internacionais já descobriram este poço cheio de ouro e claro alguém que trabalha numa empresa a ganhar 800 euros e é bom nesta área esta a receber propostas no mínimo de 1300 líquidos no mínimo… mas a tendência é para aumentar para muito mais, cada vez a procura é maior e as empresas Nacionais estão a ficar desesperadas porque estão a ver os seus recursos mais qualificados e competentes a saltar para empresas com outra mentalidade de trabalho… Não tenham ilusão se é bom só precisa escolher.
    3 – Procura Vs Oferta quanto maior a procura mais o salários vão subir a oferta esta a reduzir se em 2010 a média dos ordenados baixos era de 800~900 agora 1000~1300 líquidos
    4 – A deslocação de empresas internacionais para Portugal. Hoje em dia uma empresa em Londres paga em media 3500£ por alguém que esta a começar, em PT elas podem pagar 1500 € onde tem da melhor mão de obra do mundo a preço de saldos, e maior parte vão buscar ás empresa nacionais já formados e prontos a produzir 🙂
    Vemos grandes empresa nacionais que se tiveram que adaptar para combater esta realidade que dentro de 2 anos vai matar aquelas que ainda oferecem salários ridículos e o trabalhador é visto como a maioria das nas empresas nacionais (Que estão a fazer um favor). Estou na área a 10 anos e se as empresa nacionais não mudarem de mentalidade a maioria vai morrer por falta de recursos qualificados nos seus quadros, em PT valorizar-se a incompetência e falar bem.. mas isso esta a mudar… uma empresa é feita de pessoas e as pessoa é que criam valor … e eles lá fora a muitos anos que já se aperceberam disso…

    RG

    • AlphaB says:

      5 estrelas

    • Carlos says:

      Os meus parabéns RG, de longe o melhor comentário!
      Eu revejo-me nesse “quadro” pois estava num empresa nacional onde não era valorizado de maneira alguma e de há 4 anos para cá que estou numa empresa “internacional” onde as condições são completamente diferentes!

    • jose says:

      Tens razão no que dizes, mas as coisas já mudaram um pouco, vejo muitas empresas nacionais que se mexeram e conseguem fazer retenção de pessoal.
      Conheço muito dev e muito sys admin com 2500 liquidos em empresas nacionais, bons planos de formação e progressão de carreira.

  38. PauloT says:

    … como alguém referiu a media do vencimento do informatico, e dificil de dizer se não soubermos a função. Penso que o problema nao está no valor, mas sim na função em si, quero dizer quantos não ganham 600€ e fazem 3 ou quatro funções diferentes. Pelo que consigo reparar aqui em portugal querem 1 IT a receber o vencimento de 1 tecnico de impressoras mas saiba programar e ser gestor de redes, saiba de segurança informatica, em resumo poucos € de vencimento para conhecimento de 5 ou 6 pessoas.

  39. Pedro Ferreira says:

    Este é um tópico quente, mas gostaria de dar uma sugestão ao pplware: é preciso auxiliar no sentido de promover a transparência nas ofertas de emprego. Uma proposta de trabalho devia ter como elementos obrigatórios a descrição sucinta das tarefas (ao contrário da apresentação dos perfis hipotéticos e imaginários do empregado ideal) e o intervalo de vencimento. Enquanto vivermos numa cultura de proteccionismo da informação, seremos sempre mal pagos e o mercado será sempre explorador. Só não o é, para os que possuem informação previamente e com isso ganham poder negocial.

  40. nop90 says:

    Onde trabalho, o gajo que não produz ganha mais que aquele que produz, dá a cara e o litro.

    Onde trabalho, o gajo que pára mais vezes para fumar, que volta e meia desaparece sem motivo aparente, ganha mais que aquele que não largar o telefone ou o PC porque está a tratar de clientes.

    Onde trabalho, um gajo que chega sem referências ou valor que se veja, está a ganhar quase tanto como o patrão ou como outro que está lá há mais de 10 anos.

    Onde trabalho, um gajo novo que nada faz para o bem comum da equipa, muito pelo contrário, consegue dissolvê-la, ganha mais que um pobre idiota que está lá há mais de 5 anos.

    Justiça? hahahahhaha tiveram piada.

  41. Zé Santos says:

    Nunca pensei que nos dias de hoje houvesse alguém a ganhar tão mal quanto a maior parte dos desgraçados que por aqui comentam.
    Os ordenados mínimos em empresas de consultoria como Agap2, Growin, Bold, etc., é de 900€. E isto, para quem tem ZERO experiência!!
    O que há, é malta que quer trabalhar á porta de casa, em LOJAS do desenrasca que reparam PCs e às vezes fazem um site ou outro e isso sim acredito ser a realidade da maior parte destes ditos desgraçados.
    Eu trabalho nesta área á 5 anos, não tenho licenciatura mas tenho curso técnico, sou developer .NET e ganho mais de 1500€ limpos numa empresa sediada na margem sul que está sempre a recrutar!
    Sabes programar? Tás a receber menos de 1000€? Ou és muito fraquinho ou então acorda pra vida!

    • pretor says:

      Qual empresa?

    • PauloT says:

      Boas,
      … as relação as empresas que falas 900€ … não sei não, mas assumindo que sim! Até é bom.
      Em relação aos vencimentos / conhecimentos tirando alguma excepções a regra a média no geral em TI anda nos 700€, claro que existe quem ganhe mais e quem ganhe menos, e sempre existira.

      Se pensar-mos bem 1 programador consegue instalar um computador se quiser, mas um tecnico de hardware se quiser programar já não é bem assim.

      Por exemplo eu sou muito bom na resolução de problemas no meio de tantas outras coisas inclusive Linux (Red Hat – Centos), no entanto a programação posso quase dizer que sou um noob … apesar de saber javascript / php / sql / html / css, mas não chega pra me considerar programador, visto o meu pensamento ser mecânico, e pensamento mecânico de dotNet não se dão muito bem.

      Se eu soubesse programar ja tinha aberto uma empresa de programação, como não sei ando a procura de alternativas no mundo IT que não seja mais do mesmo, e dê para abrir uma empresa.

      Discordo o que alguêm mencionou que temos de nos especializar, … porque penso que o problema esta em que muitas das empresas querem alguem que saiba apenas 1 função no geral e não tenham vicios, porque assim são mais faceis de “domar” (não querendo ofender claro).

  42. Daniel says:

    Tive que responder sim, embora que por “informático” só considero profissionais das TIC (sorry técnicos de reparações e montagem, apoio técnico, etc), principalmente nesta altura do campeonato em que mais de 90% das profissiões requerem algum tipo de conhecimentos de TIC… garantidamente não são todos “informáticos”, embora tenham algumas valências.

    Dito isto: profissionais das TIC, para a realidade nacional, recebem acima da média (e contra mim falo) pelo que acho face a isso é obviamente justo, no entanto considero na mesma que são mal remunerados tendo em conta que há uma fuga enorme de profissionais da àrea para o estrangeiro.

  43. Especialista em Fortran :) says:

    A pergunta está mal formulada…. Como muitos já mencionaram, Informático é muito genérico…. Nos dias de hoje quem lida com sistemas informáticos e sobretudo com dados tem de ser bem pago para não cair em certas tentações! Os dados são o novo petróleo, o RGPD, não veio por acaso. Esqueçam lá isso de formatar computadores e essas coisas básicas que escreveram, o youtube ensina isso tudo. Ando nisto há mais de 20 anos e já passei por um pouco de tudo, hoje estou obviamente mais especializado numa área como tem de acontecer em qualquer profissão. Deixem la a guerra dos curso superiores VS 12ªano, tudo é necessário, pratica e teoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Aviso: Todo e qualquer texto publicado na internet através deste sistema não reflete, necessariamente, a opinião deste site ou do(s) seu(s) autor(es). Os comentários publicados através deste sistema são de exclusiva e integral responsabilidade e autoria dos leitores que dele fizerem uso. A administração deste site reserva-se, desde já, no direito de excluir comentários e textos que julgar ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos ou de alguma forma prejudiciais a terceiros. Textos de caráter promocional ou inseridos no sistema sem a devida identificação do seu autor (nome completo e endereço válido de email) também poderão ser excluídos.