PplWare Mobile

Tags: polícia

Análise Sleeping Dogs (Playstation 3)

Um dos jogos que o Pplware tem acompanhado com algum interesse e que sempre afirmei ser um dos títulos mais interessantes e promissores dos últimos tempos foi recentemente lançado.

Sleeping Dogs é uma história policial num ambiente pouco provável, Extremo Oriente e repleto duma jogabilidade livre e assente numa dinâmica de missões interligadas entre si. Creio que parte da curiosidade que sempre tive em relação a este jogo se prendeu, numa primeira instância ao facto de se passar num ambiente que é pouco comum nos videojogos, Hong Kong. Depois, o facto de ser sobre um policia undercover numa das Tríades daquele grande metrópole do Oriente também me criou grandes expectativas.

Sleeping Dogs já se encontra nas lojas e o Pplware já o testou.


Conversas no Facebook são monitorizadas…

…analisadas e enviadas para a polícia!

As suspeitas são mais do que muitas e as notícias começam a circular pela net: tanto o Facebook como outras redes sociais estão a monitorizar as conversas dos utilizadores com propósitos de vigilância criminal. No caso de ser considerado algo suspeito ou criminoso, nesta invasão de privacidade, os próprios gestores das plataformas sociais encarregam-se de notificar a polícia.


TomTom cedeu dados à polícia Holandesa…

… que foram usados para determinar locais óptimos para radares de velocidade.

Após toda a confusão e discussão que houve com o conhecimento da recolha de dados por parte da Apple sobre a localização dos utilizadores dos seus dispositivos móveis, foi agora tornada pública mais uma situação similar e que levanta questões ainda mais preocupantes que as que foram apresentadas no caso da Apple.

Segundo foi divulgado pelo jornal holandês AD, a TomTom disponibilizou dados recolhidos junto dos seus clientes às forças policiais. Esses dados foram posteriormente usados para determinar os locais mais indicados para a colocação de radares de velocidade.


Veículos do futuro poderão reportar acidentes à polícia

Os acidentes de viação são alvo de maior preocupação das principais marcas de veículos automóveis.

Do ponto de vista da componente física e resistência dos materiais, os fabricantes realizam inúmeros “crash tests” para passar nos parâmetros de segurança. Mas no campo das novas tecnologias algo mais pode ser feito, para contribuir de uma forma decisiva para salvar vidas humanas. Mas até que ponto este sistema separa o que é a privacidade do utilizador, do fantasma do Big Brother?