Quantcast
PplWare Mobile

Tags: kaspersky

Como saber se a sua conta bancária online foi atacada?

Os cibercriminosos utilizam ataques denominados “man-in-the-browser”, um exploit que instala malware invisível no equipamento e modifica as páginas web legítimas com o objectivo de tomar o controlo da actividade de banca online do utilizador.

Os utilizadores recorrem cada vez mais às compras e à banca online, pelo que os riscos de se tornarem vítimas de uma burla aumentam exponencialmente, sobretudo se não forem tomadas as devidas medidas de segurança. Como tal, convém estar alerta e vigiar as contas do PayPal, Amazon, Google Checkout e outras contas de pagamento online, para poder detectar a existência de qualquer actividade suspeita de imediato.

home_banking


Kaspersky Endpoint Security: A solução muito além da segurança

Os paradigmas da segurança estão constantemente a ser alterados e necessitam de ir ao encontro das  realidades que surgem.

O mercado empresarial, por razões que não se limitam à segurança dos dados, necessitam de se adaptar de forma ainda mais rápida e com o mínimo de impacto aos desafios que lhes surgem.

É neste espaço de necessidades especificas que surgem soluções integradas e que oferecem várias respostas como é o caso do Kaspersky Endpoint Security For Business.

ks_0


Kaspersky Safe Browser: Navegue protegido no seu smartphone

A segurança é um factor cada vez mais importante! Quer seja dos nossos dados ou dos nossos equipamentos, esta preocupação passou a estar presente no nosso dia-a-dia de forma permanente.

Os problemas têm extravasado os limites que nos habituámos a conhecer e começam a estar também em plataformas que até agora eram de alguma forma imunes.

Para mitigar esses problemas temos de recorrer a ferramentas desenhadas para esse fim. o Kaspersky Safe Browser é um exemplo perfeito de uma ferramenta que podemos usar para nos protegermos nas plataformas móveis.

kasp_safe_browser_0


Linux tem vulnerabilidade idêntica à da Apple

Hackers podem interceptar mesmo comunicações seguras

De uma forma muito discreta, no passado mês de Fevereiro, a Apple publicou a solução para um bug existente na validação de certificados do iOS, que basicamente podia ter proporcionado a um atacante a capacidade de espiar as comunicações supostamente seguras.

Depois de tal correcção, sabe-se agora que o Linux tem uma vulnerabilidade idêntica.


Apenas 0,1% do Malware para Android está no Google Play

Quando se fala em vulnerabilidades/malware no segmento dos dispositivos móveis, o Android é a primeira plataforma a quem se aponta o dedo. Os últimos relatórios (tanto da Cisco com da Kaspersky (1) e (2)) confirmam que de facto o Android é o principal alvo do malware (até porque é a plataforma móvel mais usada), no entanto apenas 0,1% do do malware para Android  está no Google Play.

Continua a ser a plataforma Android quase impenetrável ao nível do malware?

malware_06